Digestivo Blogs

busca | avançada
79550 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Clássico de Charles Dickens retrata as misérias sociais da industrialização inglesa
>>> Clube latino-americano de Jazz por streaming terá transmissão gratuita no Brasil
>>> Fora da Casinha realizará apresentações circenses virtuais voltadas para toda família
>>> As Clês narram as vozes femininas do mundo
>>> Programa DIVERSAS estreia na Rádio USP dia 11 de março
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Tiro ao alvo
>>> A TETRALOGIA BUARQUEANA
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Cinema onde os fracos não tem vez
>>> Kardec, A Biografia, de Marcel Souto Maior
>>> O Hobbit - A Desolação de Smaug
>>> Itinerário de leituras off-line
>>> Paying debt to karma
>>> O Riso dos Outros
>>> Brazil, por Django Reinhardt
>>> A crítica musical
>>> A melhor versão shakespeariana de Kurosawa
>>> Cultura às moscas
Mais Recentes
>>> O Mito da Beleza de Naomi Wolf pela Rocco (1992)
>>> Pra que serve Matemática ? Geometria de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> Mário Pedrosa, Retratos do Exílio de Carlos Eduardo de Senna Figueiredo pela Antares (1982)
>>> Pra Que Serve Matemática ? Semelhança de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> Pra Que Serve Matemática ? Equação do 2º Grau de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> Pra Que Serve Matemática ? Álgebra de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> A Viagem de Uma Alma de Peter Richelieu pela Pensamento (1972)
>>> Harry Potter e a Ordem da Fênix de J. K. Rowling pela Rocco (2003)
>>> O Sorriso do Lagarto de João Ubaldo Ribeiro pela Nova Fronteira (1989)
>>> As 10 Mulheres Que Você Vai Ser Até os 35 de Alison James pela Best Seller (2009)
>>> Histórias Extraordinárias de Edgar Allan Poe pela Martin Claret (2001)
>>> Cascata de Luz de Irene Pacheco Machado pela Recanto
>>> O Amanhã a Deus Pertence de Zibia Gasparetto pela Vida & Consciência (2006)
>>> A Insustentável Leveza do Ser de Milan Kundera pela Rio Gráfica
>>> Sheila Levine Está Morta e Vivendo Em Nova York de Gail Parent pela Bertrand Brasil (2007)
>>> Espelho Meu de Edgar J. Hyde pela Ciranda Cultural (2010)
>>> A 2ª Morte de R a Ranieri pela Edifrater (1997)
>>> O Melhor de Mim de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2014)
>>> Cem Melhoramentos Crônicas (que, na Verdade, São 129) de Mario Prata pela Planeta (2007)
>>> Pare de Sofrer de Zibia Gasparetto pela Vida e Consciência (1997)
>>> Harmonização de Francisco Cândido Xavier pela Geem
>>> Mulheres Alteradas 1 de Maitena pela Rocco
>>> Vernon God Little de Dbc Pierre pela Record (2004)
>>> Seja Líder de Si Mesmo de Augusto Cury pela Sextante (2004)
>>> Crônicas para Gostar de Ler Volume 5 de Carlos Drummond de Andrade pela Atica
BLOGS

Sábado, 6/3/2021
Digestivo Blogs
Blogueiros

 
Tiro ao alvo

Tiro ao alvo também é filosofia
Não adianta esquadrinhar um trajeto fixo
Para se acertar todos os alvos

Em cada disparo há uma história,
Um percurso apropriado

Assim como na matemática
Infindas equações nos pululam
Para o mesmo resultado

O pensamento há de ser
Correto, na justa medida
Para a palavra
Certeira

Não me perguntes como
mas tem que se mirar
com o coração...

[Comente este Post]

Postado por Metáforas do Zé
6/3/2021 às 13h25

 
A TETRALOGIA BUARQUEANA

Noel Rosa, cognominado "o filósofo de samba", recebeu, post mortem, o título de Comendador da Ordem do Mérito Cultural, por suas composições musicais. Chico Buarque de Holanda, a seu turno, foi o vencedor do Prêmio Camões que equivale ao Nobel, só que da literatura dos países lusófonos. 

São dois gênios, um já falecido, o outro não. As composições de ambos são em verdade clássicos da música popular brasileira e os clássicos, como se sabe, não têm idade, jamais envelhecem.

Isto, porém, não sucede com os autores sobre os quais incide a ação devastadora do tempo.

Chico Buarque de Holanda, agora idoso, parece que já se encontra contaminado pela proximidade do fim. E veio construindo, pouco a pouco, em largos intervalos, quatro composições musicais que vieram a constituir o que chamei de tetralogia buarqueana.

 Na primeira dessas músicas, "Hoje é dia de visita", ele visualiza a pré-morte. Trata-se de um personagem que, sofrendo de Alzheimer, pensa que todo domingo chega uma moça toda linda para vê-lo. Ele imagina que foi muitas coisas importantes na vida e há um refrão recorrente: ”veio a vida e me levou”.

 E no desfecho ele murmura: hoje não tive visita, acho que não tive almoço, acho que o moço nem me lavou, acho que esqueci o meu nome, acho que tudo acabou...

Na segunda, "Nina", é a morte metafórica, ilustrada na expressão - fecho os olhos e tomo alguma vodca e vou”...

Na terceira, "Tua cantiga" ele fala expressamente na morte, ao escrever - quando o nosso tempo passar ... e eu não estiver mais aqui, lembra-te minha nega dessa cantiga que fiz pra ti.

Na quarta música "A moça dos Sonhos" é o pós-morte que Chico focaliza, escrevendo: Há de haver algum lugar num remoto casarão onde os sonhos serão verdade e a vida não...Se eu pudesse achar ali meu amor, não voltava jamais...

São todas elas músicas e letras maravilhosas, lindíssimas. Profundas, de um quase delírio de clarividência e de lucidez.

Essa, a marca matricial, com o timbre da genialidade de um Chico Buarque m plena floração como na juventude. Sob tal prisma, por assim dizer, Chico, já um senhor de idade, rejuvenesceu.



Ayrton Pereira da Silva

[Comente este Post]

Postado por Impressões Digitais
5/3/2021 às 15h00

 
Bom de bico

O bico há de ser
mais duro que a casca,
senão o ovo não se parte,
e o pinto fica pra semente...

[Comente este Post]

Postado por Metáforas do Zé
4/3/2021 às 07h44

 
Diário oxigenado

A falta Dela é sua própria presença. A diferença da atualidade em que me encontro para minha juventude, é a de que, quando jovem, foi preciso procurar consumá-la na própria falta que Ela me fazia. Hoje, quando sinto o vácuo de sua ausência, já sei que é o vazio do Côncavo que dá seus fundos aos altos do Convexo, por isso não procuro como dantes saciar-me em sua presença, jamais alcançada, a olhos vistos. Saudades então não passa de lantejoulas dessa roupa de gala a comemorar um momento perdido… Preciso pois, para tanto, ordenar-me na pós formatura dessas faculdades mentais, transformando-me constantemente presente, apesar de visivelmente ausente, em todos os cômodos da casa, do corpo e da alma (ou quiçá esta mesma, de forma condensada) qual o próprio oxigênio… Pois tudo é uma questão de clima, não mais de paisagem...

[Comente este Post]

Postado por Metáforas do Zé
3/3/2021 às 12h24

 
Canção corações separados

Composição: junho de 1967, (meu primeiro poema), estudante do Colégio Estadual de Bananeiras Pb.


Pediria a todos que estão a me ouvir;
Não querendo iludir quem estar a me escutar,
Fiquem atentos prestando atenção,
Nessa história, que tenho pra lhes contar.

Um certo dia ao abrir a minha porta,
Já quase morta uma mulher encontrei,
Ela chorando, fez sinal para ajudá-la,
Eu entendi e junto a ela fiquei.

Tratei-a como se fosse um amigo,
Um bom abrigo, para ela reservei;
Até que um dia, olhando a sua face,
Não resistindo, por ela me apaixonei.

Ela sabia que eu já lhe amava,
Assim também por mim tinha paixão,
Mas um amigo que eu tinha invejava,
E odiava aquela nossa união.

O falso amigo iludiu a minha amada;
Ela forçada por essa sedução;
Foi-se com ele embora pra bem distante,
Deixou-me agonizante, quase morto de paixão.

Por sua causa, me tornei um vagabundo,
Tornei-me imundo e comecei a beber;
Para esquecer as mágoas e as tristezas;
De sua beleza eu jamais hei de esquecer.

Se hoje sofro, pelo mundo amargurado,
Apaixonado por alguém que não me quer;
Há um ditado: "quem espera sempre alcança",
Estou cansado de esperar essa mulher.

E aqui termino com tristeza e com saudade,
Toda maldade que ela me causou,
Mas se um dia ela voltar novamente,
Juro por Deus; não lhe darei, meu amor.

Junho de 1967
Feitosa dos Santos

[Comente este Post]

Postado por Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
2/3/2021 às 14h14

 
Relógio de pulso

Enquanto a vida corre,
o escrevinhador se enche de palavras,
para dispersá-las precipício abaixo
assim como as águas entre quedas e corredeiras.
Inexorável clepsidra de pulso, do poeta…

[Comente este Post]

Postado por Metáforas do Zé
1/3/2021 às 16h33

 
Centopéia perambulante

Fazer pose ou se preparar,
não o levará à lua, mas a lua ao
teu encontro o vislumbrará,
acaso ao acaso te
encontrar

Pouco importa o meio de transporte,
fechado dentro do próprio círculo,
ou expandido em tua própria esfera.
Bolha doce bolha, oxigenada atmosfera...

[Comente este Post]

Postado por Metáforas do Zé
1/3/2021 às 15h19

 
Fio desemcapado

Apesar de toda leitura,
conhecimento...

a noite perdura
mesclada de medo

A lâmpada é um
curto-circuito assistido...

[Comente este Post]

Postado por Metáforas do Zé
27/2/2021 às 17h10

 
Verbo a(fiado)

Escrevo porque me
inscrevo ao avesso
do contexto

Quando escrevo
desfolho o trevo,

desmorono palavras,
me desvaneço

Escrevo simplesmente
para abrir o cerco

Palavras tão
somente palavras

que se rendem
ao que me presto...

[Comente este Post]

Postado por Metáforas do Zé
27/2/2021 às 16h55

 
Janelário

De que vale tantas janelas
se de uma delas não
se concebe vários
ângulos entrevistos

Uma janela vos basta,
eis que todas elas
dão vista para a
mesma praça...

[Comente este Post]

Postado por Metáforas do Zé
24/2/2021 às 11h17

Mais Posts >>>

Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A casa da morte
May, Karl
Garnier - Itatiaia
(2000)
R$ 25,00



Manuel d'Écriture Sainte 6 Vol.
R. P. J. Renié
Librairie Catholique Emmanuel Vitte
(1948)
R$ 297,00



Vip Luciana Gimenez Nº 206
Vários Autores
Abril
(2002)
R$ 6,99



A Bíblia mais Bela do Mundo 17
Pe. Antônio Charbel
Abril
(1965)
R$ 6,00



Um Chão de Presas Fáceis - Documentário
Fernando Fiorese
Escrituras
(2015)
R$ 12,57



Pequeno Romanceiro
Guilherme de Almeida
Martins
R$ 49,00



Antigo Livro de São Marcos e São Manso: os Tesouros da Feitiçaria
Maria Helena Farelli
Pallas
(2005)
R$ 25,95



Cumprimento da Sentença
Valter F. Simioni Silva
Leud
(2008)
R$ 13,82



Uma Estrela Negra no Teatro Brasileiro: Relações Raciais e de Gên
Julio Claudio da Silva
Uea (manaus)
(2015)
R$ 48,82



Sinais de contato
José Trigueirinho Netto
Pensamento
(1989)
R$ 5,00




>>> A Lanterna Mágica
>>> BLOG DO EZEQUIEL SENA
>>> Githo Martim
>>> Abrindo a Lata por Helena Seger
>>> Blog belohorizontina
>>> Blog da Mirian
>>> Blog da Monipin
>>> Blog de Aden Leonardo Camargos
>>> Blog de Alex Caldas
>>> Blog de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Blog de Anchieta Rocha
>>> Blog de ANDRÉ LUIZ ALVEZ
>>> Blog de Angélica Amâncio
>>> Blog de Antonio Carlos de A. Bueno
>>> Blog de Arislane Straioto
>>> Blog de CaKo Machini
>>> Blog de Camila Oliveira Santos
>>> Blog de Carla Lopes
>>> Blog de Carlos Armando Benedusi Luca
>>> Blog de Cassionei Niches Petry
>>> Blog de Cind Mendes Canuto da Silva
>>> Blog de Cláudia Aparecida Franco de Oliveira
>>> Blog de Claudio Spiguel
>>> Blog de Dinah dos Santos Monteiro
>>> Blog de Eduardo Pereira
>>> Blog de Ely Lopes Fernandes
>>> Blog de Enderson Oliveira
>>> Blog de Expedito Aníbal de Castro
>>> Blog de Fabiano Leal
>>> Blog de Fernanda Barbosa
>>> Blog de Geraldo Generoso
>>> Blog de Gilberto Antunes Godoi
>>> Blog de Hector Angelo - Arte Virtual
>>> Blog de Humberto Alitto
>>> Blog de Isaac Rincaweski
>>> Blog de João Luiz Peçanha Couto
>>> Blog de JOÃO MONTEIRO NETO
>>> Blog de João Werner
>>> Blog de Joaquim Pontes Brito
>>> Blog de José Carlos Camargo
>>> Blog de José Carlos Moutinho
>>> Blog de Kamilla Correa Barcelos
>>> Blog de Lourival Holanda
>>> Blog de Lúcia Maria Ribeiro Alves
>>> Blog de Luís Fernando Amâncio
>>> Blog de Marcio Acselrad
>>> Blog de Marco Garcia
>>> Blog de Maria da Graça Almeida
>>> Blog de Nathalie Bernardo da Câmara
>>> Blog de onivaldo carlos de paiva
>>> Blog de Paulo de Tarso Cheida Sans
>>> Blog de Raimundo Santos de Castro
>>> Blog de Renato Alessandro dos Santos
>>> Blog de Rita de Cássia Oliveira
>>> Blog de Rodolfo Felipe Neder
>>> Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues
>>> Blog de Sophia Parente
>>> Blog de suzana lucia andres caram
>>> Blog de TAIS KERCHE
>>> Blog de Thereza Simoes
>>> Blog de Valdeck Almeida de Jesus
>>> Blog de Vera Carvalho Assumpção
>>> Blog de vera schettino
>>> Blog de Vinícius Ferreira de Oliveira
>>> Blog de Vininha F. Carvalho
>>> Blog de Wilson Giglio
>>> Blog do Carvalhal
>>> Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
>>> Blog Ophicina de Arte & Prosa
>>> Cinema Independente na Estrada
>>> Consultório Poético
>>> Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida
>>> Cultura Transversal em Tempo de Mutação, blog de Edvaldo Pereira Lima
>>> Escrita & Escritos
>>> Eugênio Christi Celebrante de Casamentos
>>> Flávio Sanso
>>> Fotografia e afins por Everton Onofre
>>> Impressões Digitais
>>> Me avise quando for a hora...
>>> Metáforas do Zé
>>> O Blog do Pait
>>> O Equilibrista
>>> Relivaldo Pinho
>>> Ricardo Gessner
>>> Sobre as Artes, por Mauro Henrique
>>> Voz de Leigo

busca | avançada
79550 visitas/dia
2,1 milhões/mês