Comentários de Flavia Penido | Digestivo Cultural

busca | avançada
70300 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Livro ensina a lidar com os obstáculos do Transtorno do Déficit de Atenção
>>> João Trevisan: Corpo e Alma || Museu de Arte Sacra
>>> Samir Yazbek e Marici Salomão estão à frente do ciclo on-line “Pensando a dramaturgia hoje”
>>> Chá das Cinco com Literatura recebe Luís Fernando Amâncio
>>> Shopping Granja Vianna de portas abertas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O trabalho camponês na América
>>> Anna Karenina, Kariênina ou a do trem
>>> Um rancho e um violão
>>> Da fatalidade do desejo
>>> 4 de Agosto #digestivo10anos
>>> I do not want this
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> La Guerra del Fin del Mundo
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
Mais Recentes
>>> Short Cuts - Cenas da Vida de Raymond Carver pela Rocco (1994)
>>> Da Unidade Transcendente das Religiões de Frithjof Schuon, Fernando Guedes Galvão pela Martins (1953)
>>> Lilith, A Lua Negra de Roberto Sicuteri pela Paz e Terra (1985)
>>> Elementos Fundamentais Para Uma Ampliação da Arte de Curar de Rudolf Steiner e Ita Wegman pela Antroposófica (2007)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Trabalho de Richard Carlson; Joana Mozela pela Rocco (1999)
>>> O Que Toda Mulher Inteligente Deve Saber de Steven Carter; Julia Sokol pela Sextante (2006)
>>> O Menino Que Falava Com Cães de Martin Mc Kenna; Rosemarie Ziegelmaier pela Leya Casa da Palavra (2015)
>>> Ginastica para a Mulher Moderna de Nair G Fischer pela Ediouro
>>> A Vida do Bebe - Edição Compacta de Dr. Rinaldo de Lamare pela Bloch (1993)
>>> Dr. Jekyll e R. Hyde, o Medico e o Monstro de R L Steveron pela Ediouro (1971)
>>> Oh Duvida Cruel de Priscila Arida Velloso pela Record (2002)
>>> Juízo Final de Sidney Sheldon; A. B. Pinheiro de Lemos pela Record (2011)
>>> Momentos de Amor Com Deus de A Santini pela Record (1991)
>>> Fundamento de Organizações e Métodos de Michael e Addison pela Zahar (1976)
>>> Manual de Engenharia de Produção- Padroes de Tempo de Maynard pela Edgard Blucher (1970)
>>> Como Cuidar da Sua Beleza, Com Mais de 100 Figuras de Vera Sterblitch pela Ediouro (1979)
>>> Quo Vadis de Henryk Sienkiewicz pela Paulinas
>>> Manual de Engenharia de Produção- Administração Salarial de Maynard pela Edgard Blucher (1970)
>>> Filha Mãe Avó e Puta de Gabriela Leite pela Objetiva (2009)
>>> Revenue Management Maximização de Receitas de Robert G. Cross pela Campus (1998)
>>> A Coisa Terrível que Aconteceu com Barnab Brocket de John Boyne pela Companhia das Letrinhas (2013)
>>> Os Criminosos Vieram para o Chá de Stella Carr pela Ftd (2001)
>>> A Outra Face História de Uma Garota Afegã de Deborah Ellis pela Ática (2012)
>>> O Ladrao de Sonhos e Outras Historias de Ivan Angelo pela Atica (1994)
>>> A Gang do Beijo de José Louzeiro pela Nova Fronteira (1984)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Terça-feira, 22/7/2008
Comentários
Flavia Penido


Paqüera e a Graça Braga
Acabei de voltar da comemoração dos 8 anos do Samba da Vela. Aquilo é um verdadeiro culto de adoração ao samba - não dá pra não se impressionar e sem dúvida vale a viagem até Santo Amaro. Pra quem não sabe, aos sábados à tarde, no "Voce vai se quiser" (R. João Guimarães Rosa, 241), tem uma roda de samba muito animada com o Paqüera e a Graça Braga (e lá pode beber cerveja, hehehe).

[Sobre "Samba da Vela"]

por Flavia Penido
http://ladyrasta.wordpress.com
22/7/2008 às
02h29 189.33.65.86
 
Fazemos o que com o Nelson?
Olha, a ser verdadeira a afirmação de Pedro Gamba, teremos que jogar no lixo todas as peças do Nelson Rodrigues (que escrevia louca e desenfreadamente), os livros da Clarice Lispector, os do Ruy Castro, os do Luis Fernado Verissimo, Caio Fernando de Abreu, Graciliano Ramos, Carlos Drummond de Andrade. Quanto ao "Temos todos poucas idéias para publicar na vida", desculpe, mas ainda bem que Shakespeare não sabia disso, ou não teria escrito tantas obras primas em tão pouco tempo (se não me engano, "Otelo", "Rei Lear" e "Macbeth" em pouco menos de 2 anos). Existem bons escritores e maus escritores. O que ambos fazem com as suas habilidades (ou inabilidades) é totalmente irrelevante para se aferir a qualidade de uma obra. E quem já leu Proust sabe muito bem que bons escritores podem falar mais do que 3 páginas (até mais do que 3 volumes) sobre sentimentos. Enfim: é mais fácil ser econômico e falar apenas: não estou a fim de gostar. É um direito garantido certo?

[Sobre "O Conto do Amor, de Contardo Calligaris"]

por Flavia Penido
http://ladyrasta.wordpress.com
3/7/2008 às
23h59 189.33.65.86
 
Crianças devem ser orientadas
Acho que vc tocou no ponto central da questão: a censura pode (e a meu ver - e acho que no seu tb) deve ser exercida dentro de casa, simplesmente desabilitando os canais não recomendados. Sempre trabalhei fora e a primeira coisa que eu falava para a babá na contratação era: "Se eu chegar em casa e a TV estiver ligada, e ligada na Xuxa, é rua". E pasmem vcs, muitas pessoas me perguntavam: mas se ele não vê tv, o que ele faz? Ao que eu respondia: ele brinca, como crianças brincam há séculos. Crianças estão em formação, e porque estão em formação devemos direcionar seus interesses e seu lazer. Aliás, é obrigação dos pais fazer isso. Criança não tem, não, vontade própria em alguns assuntos - e querer dar a elas esse poder tão precocemente é eximir-se da tarefa de educar. Quanto aos pais que acham mais fácil apelar para a babá eletrônica... Eu só posso dizer que eles estão nas minhas preces...

[Sobre "Desligando o Cartoon Network"]

por Flavia Penido
http://ladyrasta.wordpress.com
1/7/2008 à
01h48 189.33.65.86
 
Livro não tem passaporte
Li esse texto agora de manhã e fui buscar uma passagem do "Como e por que ler" do Harold Bloom que estava folheando ontem à noite e que cai como uma luva (acho) aqui: "Exorto o leitor a procurar algo que lhe diga respeito e que possa servir de base à avaliação, à reflexão. Leia plenamente, não para acreditar, nem para concordar, tampouco para refutar, mas para buscar empatia com a natureza que escreve e lê". E acho que há dois tipos de literatura, assim como há dois tipos de música, ou de qualquer expressão artística: a boa e a ruim, sem necessidade de se olhar para o "passaporte" delas. E discordo quanto ao fato de ser difícil fazer com que alunos gostem de literatura. Acho que o bom professor, aliado a um bom livro e a uma boa comunicação com os alunos, pode, sim, fazer com que esse pavor aos livros seja, se não eliminado, ao menos diminuído - e, certamente, farão aqueles que têm pendor para a leitura descobrirem de forma rápida e prazerosa.

[Sobre "Não gostar de Machado"]

por Flavia Penido
http://ladyrasta.wordpress.com
7/6/2008 às
12h34 201.6.130.24
 
Nem 8 nem 80 II - a missão
Acho que não dá pra ser tão radical. Arte não é matemática, assim não há como estipular que são x ou y bons escritores, a cada x ou y anos. Além disso, o conceito de "bom escritor" é relativo. Acho que há uma distinção a ser feita: o fato de um autor não ter seu trabalho reconhecido, seja através das vendas ou através das críticas, não significa que ele não tenha valor. Aliás, livros de auto-ajuda vendem muito bem e nem por isso têm qualidade excepcional (eu pessoalmente os acho insuportáveis, mas tem quem goste...). Continuando: Há autores que morreram sem ser reconhecidos (tiveram reconhecimento póstumo) - já pensou se não tivessem sido publicados? Há mesmo muita coisa ruim, mas com isso forma-se massa crítica para que textos de valor surjam... E qualquer autor tem o direito de achar o seu trabalho o máximo, e de tentar ser publicado, certo?

[Sobre "A saturação dos novos autores"]

por Flavia
http://ladyrasta.wordpress.com
5/6/2008 às
14h36 201.6.132.156
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Princípios Gerais da Teoria de Preços
Albert M. Levenson e Babette S.
Livraria Pioneira
(1973)



Técnica Estrutural da Sentença Criminal: Juízo Comum - Juizado Es
Ismair Roberto Poloni
Freitas Bastos (rj)
(2002)



Documentos del XVI Congreso Universitario Nacional
Universidad Técnica de Oruro (bolívia)
Universidad Técnica de Oruro
(1965)



Trinta Anos de Samba-enredo
Pedro Amaral (dedicatória)
Zfm (rj)
(2000)



Enciclopédia Cultural 2 Parapsicologia Psicanálise
A. Lopes
Nova Brasil



Responsabilidade do Estado
Sonia Sterman
Revista dos Tribunais (sp)
(1992)



Antologia do Teatro Anarquista
Maria Thereza Vargas
Martins Fontes
(2009)



Toyo Ito: Arquitetura Humana; Ross Lovergrove: Linhas Orgânicas;
Magazine Casas Shopping
Casashopping
(2013)



Origem e Evolução da Universidade do Rio Grande do Sul
Pery Pinto Diniz
Faculdade de Filosofia
(1960)



Cultura del Renacimiento - Tercera Edicion
Robert F Arnold (capa Dura)
Labor (barcelona Espanha)
(1936)





busca | avançada
70300 visitas/dia
2,6 milhões/mês