Comentários de Irene Fagundes Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
50713 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> ØL Beer aumenta estrutura e foca em parceria com cervejarias ciganas
>>> MAB FAAP convida para oficinas gratuitas aos domingos
>>> O pop rock de Giovanna Moraes
>>> Companhia de Danças de Diadema apresenta-se no Festival Internacional de Dança de Taubaté
>>> Fábrica de Cultura Jardim São Luís recebe Canto das Ditas com tradução em Libras
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
>>> Olavo de Carvalho por João Cezar de Castro Rocha
Últimos Posts
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
>>> Fé e dúvida
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Reserva Cultural
>>> Carnaval, Gilberto Freyre e a democracia racial
>>> O Corno em Série
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Le Bon Sebon
>>> Secos & Molhados
>>> Diário
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
>>> No banheiro com Danuza
>>> O dinossauro de Augusto Monterroso
Mais Recentes
>>> A Cidade Em Chamas de Ariel & Joaquím Dorfman pela Rocco (2005)
>>> Sushi de Marian Keyes pela Best Bolso (2011)
>>> A Saga das Mãos 2ª Edição de João Carlos Martins / Luciano U. Nassar pela Elsevier (2007)
>>> Faça o seu coração vibrar de Osho pela Sextante (2015)
>>> A Vida Sabe o Que Faz de Zibia M. Gasparetto pela Vida e Consciência (2011)
>>> Vivendo no Limite de Joe Connelly pela Companhia das Letras (2000)
>>> Como Se Fosse Magia de Bianca Briones pela Gutenberg (2016)
>>> Resumo de Direito Civil 42ª Edição (coleção Resumos dos Maximilianos) de Maximilianus Cláudio Américo Führer pela Malheiros (2000)
>>> O Livro das Palavras - Livro de Ricardo Azevedo; Mariana Massarani pela Do Brasil (2007)
>>> Aqui estamos todos nus de Fernando Sabino pela Record (1993)
>>> Alma Gêmea de Deepak Chopra pela Rocco (2001)
>>> Lobo-do-mar no Supermercado de Julieta de Godoy Ladeira pela Scipione (1988)
>>> Ria da minha vida antes que eu volte a rir da sua 2 de Evandro A. Daolio pela Arx (2006)
>>> Amar Al Marido Adecuado de Victoria Alexander pela Bolsillo (2009)
>>> Aprenda do Grande Instrutor de Biblia pela Watchtower (2003)
>>> Dicionário Michaelis Espanhol Português Português Espanhol de Dicionário Michaelis pela Melhoramentos (1998)
>>> Ao Professor, Com o Meu Carinho de Rubem Alves pela Verus (2005)
>>> Proteção Internacional dos Direito Humanos de Emerson Garcia pela Lumen (2009)
>>> Feliz por Nada de Martha Medeiros pela L&Pm Editores (2011)
>>> O Livro dos Conservantes de Lush pela Lush (1995)
>>> Pare de Se Sabotar e de a Volta por Cima de Flip Flippen pela Sextante (2007)
>>> Conecte Sociologia para o Ensino Médio Primeira Parte de Nelson Dacio Tomazi pela Saraiva (2011)
>>> Como Escrever Textos de Maria Teresa Serafini pela Globo (1987)
>>> A Invasão Cultural Norte-americana de Júlia Falivene Alves pela Moderna
>>> A Marca Você de Tom Peters pela Campus (2000)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Quarta-feira, 27/6/2007
Comentários
Irene Fagundes Silva


um tipo de lenda urbana
Guga, ii hoje teu texto sobre a pirâmide e gostei muito, concordo com a tua lista, mas também lembrei de vários outros para incluir. Aí cheguei neste texto sobre o pequeno príncipe e gostei mais ainda. Tentei apresentar aos meus filhos muitos títulos, mas só a menina, agora com 22 anos, leu O pequeno príncipe e agora mesmo estava me ajudando a convencer uma sobrinha, de 10 anos, a ler o livro. Ainda não conseguimos, mas tenho esperanças. Só para atualizar notícias sobre o autor, dá uma olhada neste site. O avião foi encontrado em 2003, mas todo mundo continua dizendo que nunca foi encontrado. Virou um tipo de lenda urbana, que todo mundo sabe e continua repetindo, mesmo com novas provas. Um abraço, Irene

[Sobre "Outra leitura para O pequeno Príncipe"]

por Irene Fagundes Silva
27/6/2007 às
09h35 201.54.48.6
 
Platão disse outra coisa
Lucas, está tudo muito bom, está tudo muito bem, mas não põe o Platão no meio. Olha só, Platão descreveu o amor com o sentimento de completude, aquela história de metade da laranja, alma gêmea e perfeição muito bem correspondida e realizada fisicamente, sim. No Romantismo, um personagem de Goethe, o jovem Werther, declarava seu amor platônico por uma mocinha e, por não ter seu amor retribuído, se mata. Pronto, estava feita a associação com amor platônico e não-realização. Naquela época muito mais gente leu Goethe que Platão, mas citar os gregos sempre pega bem, parece chique, de modo que até hoje permanece a idéia (errada) de amor platônico (=não correspondido), espiritualizado, não concretizado, idealizado. Você pode continuar romântico, fique à vontade, é muito bom para aprofundar a sensibilidade mas se você quer um amor platônico, vai ter que batalhar sua alma gêmea e ser feliz. Abraços, Irene.

[Sobre "Legião o quê?"]

por Irene Fagundes Silva
26/7/2006 às
10h40 201.54.48.6
 
dá uma preguiça de soletrar...
Julio, legal a breve história do teu nome. O meu, gaúcha com mãe filha de barão alemão com índia guarani (só no Brasil, mesmo) e pai bem brasileiro, era muito mais complicado. Irene von Groskopft Schlottfeldt Fagundes. Estes dois "t" eram um beta, som de dois esses em alemão, só para complicar. Eu mesmo tinha que soletrar lentamente a cada assinatura. Imagina em ficha de cadastro, portarias, chamadas, etc. Aí casei com um Silva (um atrativo a mais do meu marido) e, imediatamente, tirei os alemães. Agora, depois da morte da minha mãe e convivendo com as reclamações dos filhos, até me arrependo um pouquinho. Tenho um filho guitarrista que adotou o nome artístico de Lucas Schlotts e a minha filha recebe muita gozação por ser loira de olhos azuis e Silva. Agora que o Código Civil mudou, brinco que vou pedir o divórcio e casar de novo - com o mesmo Silva, só para recuperar o meu nome e mudar o dele. Mas dá uma preguiça de soletrar ... Abraços.

[Sobre "É Julio mesmo, sem acento"]

por Irene Fagundes Silva
31/3/2005 às
16h54 200.252.116.2
 
Auto-ajuda cínica
Andréa, você já leu este blog? É bem legal, satiriza quase todos os que eu li. É realmente uma pena que as nossas vidas não sejam tão facilmente reduzidas e resumidas como nos livros de auto-ajuda. Também tenho o hábito de ler mais de um livro ao mesmo tempo, os "simples" são para descansar a cabeça dos "sérios". É ótimo que existam os dois tipos, embora o espaço nas livrarias dos "simples" esteja crescendo muito. Abraços, Irene.

[Sobre "Como ser uma webcelebridade"]

por Irene Fagundes Silva
14/12/2004 às
14h58 200.252.116.2
 
Indiferença social
Texto lúcido e tristemente real. Há quase um ano, um primo meu foi morar com a família no Texas. Minha tia, mãe dele, telefona sempre para os netos, que estão terminando a high school. Nesta semana, perguntando sobre a violência na escola, um deles respondeu que não tinha sido muito ruim a semana, só acharam um punhal. Desde que eles chegaram, não se passam duas semanas sem que a polícia, que revista a entrada dos alunos, encontre armas, geralmente desmontadas. Agora estão levando cachorros treinados em descobrir drogas e pólvora. Os pais ou o conselho de administração não permitiram a instalação de detectores de metal, por considerarem ofensivos e depressivos. Revista e cachorros não são? Os alunos também não reagem ao aumento da repressão, pois também pensam que não é com eles. Que triste esta sociedade, não é? Será que o Brasil não está indo pelo mesmo caminho? Abraços e parabéns pela análise feita.

[Sobre "This is America"]

por Irene Fagundes Silva
8/3/2002 às
13h29 200.252.116.3
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Corpse Party Another Child 1 ao 3
Shunsuke Ogata
New Pop
(2022)



Felicidade
Eduardo Gianetti
Companhia Das Letras
(2002)



Implementação de Sistemas de Banco de Dados
Hector Garcia Molina
Campus
(2004)



La Arquitectura a Fines del Milenio: El Estado de La...
Philip Jodidio
Taschen
(2000)



Palavras Mágicas de Amizade
Vários Autores
V R
(2004)



Esses Bichos Maravilhosos e Suas Incríveis Aventuras
Paulo Caldas
Atual
(1988)



Pega Ladrão
Luiz Galdino
Ática
(1988)



O Terror
Arthur Machen
Iluminuras
(2002)



Dicionário Escolar - Inglês-português/ Português -inglês
Longman
Longman
(2009)



Leader as Coach: Strategies For Coaching & Developing Others
David B. Peterson
Personnel Decisions
(2000)





busca | avançada
50713 visitas/dia
1,8 milhão/mês