Comentários de Person Araujo | Digestivo Cultural

busca | avançada
58048 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Nos 30 anos, Taanteatro faz reflexão com solos teatro-coreográficos
>>> ‘Salão Paulista de Arte Naïf’ será aberto neste sábado, dia 27, no Museu de Socorro
>>> Festival +DH: Debates, cinema e música para abordar os Direitos Humanos
>>> Iecine abre inscrições para a oficina Coprodução Internacional para Cinema
>>> MAB FAAP recebe a exposição Ensaios de Inclusão
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
>>> A Lei de Murici
>>> Três apitos
>>> World Drag Show estará em Bragança Paulista
>>> Na dúvida com as palavras
>>> Fly Maria: espaço multicultural em Campinas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O melhor de 2008 ― literatura e cinema
>>> Depressão
>>> Útil paisagem
>>> Tradução e acesso
>>> A proposta libertária
>>> Francis Ford Coppola
>>> Em terra de cego, quem tem olho é Pelé
>>> No início, era o telex
>>> Viagem a 1968: Tropeços e Desventuras
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker
Mais Recentes
>>> Cruzando o Desconhecido de David Whyte pela Negócios (2002)
>>> Deus Só Recebe aos Domingos de Virgil Gheorghiu pela Bibliex (1986)
>>> Psicologia Infantil de Fernando Parolari Novelho pela Edições Paulinas (1987)
>>> A Cidade de Quatros Portas de Doris Lessing pela Record (1969)
>>> Muito Além do Nosso Eu de Miguel Nicolas pela Companhia das Letras (2011)
>>> 208 Maneira de Deixar um homen louco de desejo de Margot Saint Loup pela Ediouro (2000)
>>> Lições de um Empresário Radical de Ray C Anderson pela Cultrix (2009)
>>> Clinica do Bom Humor de Dr. Marcos Rovinski pela Age (1996)
>>> Zonas Úmidas de Charlotte Roche pela Objetiva (2008)
>>> Sob Clima de Fe de Pr. A Ramos pela Louva a Deus (1981)
>>> Gerenciando sem Recorrer a Soluções Paliativas de Ralph H Kilmann pela Qualitymarty (1997)
>>> O Bom Ladrãpo de Fernando Sabrino pela Ática (2006)
>>> O Misterio de Todos os Santos de Rafael Medeiros Augusto pela Allos (2010)
>>> Noite na Tavare - Coleção Prestigio de Ávares de Azevedo pela Ediouro (1996)
>>> Quiromancia de Evicena pela Pallas (1989)
>>> Comunicação Empresarial Eficaz de Katia Luizari pela Ibpex (2010)
>>> São Sebastião de Pe. Campos pela Paulinas (2007)
>>> Ecologia: Grito da Terra Grito dos Pobres de Leonardo Boff pela Sextante (2001)
>>> As Novas Regras da Comunidade Marketing na Mídia Social de Tamar Weinberg pela Alta Books (2010)
>>> Administração de Peter F Drucker pela Pioneira (1975)
>>> Pororoca Surfando na selva: As aventura do brasileiro que entrou para o guinness ao dominar a onda mais extensa do mundo de Serginho Laus pela Ediouro (2006)
>>> Educação: Truques Velhos, Palavras Gasta de Antonio Luiz Mendes de Almeidas pela Quórum (2004)
>>> Estado Capitalista e Burocracia no Brasil pós 64 de Luciano Martins pela Paz e Terra (1985)
>>> A Bíblia da Pequena Empresa de Paul Resnik pela Makron Books (1990)
>>> O Livro de Etiquêta: um guia para a vida elegante de Amy Vanderbilt pela Record (1962)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Domingo, 26/5/2002
Comentários
Person Araujo


sugestão de leitura
Caro Félix, vai aí mais uma sugestão de leitura. Ianoblefe - de Janer Cristaldo, disponível em ebook na EbooksBrasil

[Sobre "Bantustões brasileiros"]

por Person Araujo
26/5/2002 às
16h03 200.226.64.229
 
correção
correção. o site do jornalista Olavo de Carvalho é www.olavodecarvalho.org

[Sobre "Banana Republic"]

por person araujo
24/4/2002 às
02h42 200.225.152.209
 
Fontes de informação etc...
Caros Helion e demais debatedores, segue uma lista com algumas jornalistas venezuelanas, cujas colunas/reportagens elucidam muito da situação daquele país. Em uma busca no Google acham-se vários documentos para quase todas elas (inclusive suas biografias). Ei-las: Patricia Poleo, Marianella Salazar, Martha Colomina, Eleonora Bruzual, Ibéyise Pacheco e Maki Arenas. Helion, encontrei os números da pesquisa no site do Carlos Montaner (no artigo "Cháves, o dictador impotente"). // Cháves comprovadamente patrocina ações terroristas mundiais, se não com dinheiro, dando-lhes apoio logístico, seja para participar de Fóruns Sociais Mundiais, ou Fóruns de São Paulo, havendo jornalistas que sustentam que diversos desses grupos realizam reuniões periódicas en una cierta isla del Caribe... Para se aprofundar nestes assuntos, sugiro os seguintes sites: www.olavodecarvalho.com (tem mecanismo de busca particular), www.baguete.com.br (leia a coluna do Janer Cristaldo - tem um extenso arquivo e o site do jornalista Políbio Braga), www.cubadest.org (um ótimo site compilador de notícias oficiais, oficialescas e independentes sobre Cuba e América Latina), www.atlas.org.ar (site argentino com extenso arquivo)... Se eu me lembrar de mais alguns, mandá-lhos-ei (mesócleses, mesócleses...!) depois. // Seguindo suas analogias: se os EUA participaram ativamente do golpe, eles deveriam demitir todo o pessoal da CIA, porque a coisa está feia... É mais um vexame internacional para a coleção do Bush Jr.// Eu estranho as manobras continuístas! Elas são absurdas! O caso reeleição FHC só não é mais escandaloso porque trata-se de dois mandatos de 04 anos. Ressalte-se que a única mudança significativa na correlação dos poderes foi a reeleição. No mais o Executivo permaneceu subordinado ao Legislativo (a teoria é bonita, não?), coisa que não aconteceu na Venezuela, onde a Chávez permitiu-se que ele governasse por decreto. Na reeleição deste, em 2000, o povo protestou com uma taxa de abstenção récorde àquelas eleições. Isso me faz lembrar a sua tese sobre a desestabilização política. Convenhamos, nenhuma desestabilização é possível num país, cuja população apóia seu presidente. Se houve uma máquina por trás do golpe (e as evidências assim o dizem) ela encontrou campo fértil na população. Os protestos de rua não eram de jovens caras-pintadas, como no Brasil em 92; eram de profissionais liberais, da classe média, dos empresários e até dos trabalhadores, a classe para quem Cháves fez promessas e mais promessas... Gente com opinião, enfim.// Não sou um partidário do "big's beautiful". De minha parte acho muito bom que mais gente tenha a chance de entrar no mercado e competir com os grande de igual para igual. Não foi o que aconteceu no caso em questão. Os pequenos pescadores não tinham condições técnicas necessárias para manter o abastecimento e nem absorver a mão-de-obra que se excedeu, isso é um fato. "De nada adiantam as riquezas naturais se não temos riquezas artificiais para geri-las", disse certa vez Roberto Campos; aplica-se ao caso em questão. // Eu não disse em nenhuma linha que os golpistas são confiáveis, eu só disse que Cháves fez por onde. // A luta na Venezuela tem um rosto bem definido: o povo quer a volta da Constituição de 1999 e a correção dos rumos do Sr. Cháves estando ele no poder ou não. A mim parece uma luta justíssima.// Caro Ailson, não me baseio "cegamente" nos artigos que leio. Quando os leio procuro fontes com mais bases históricas e jornalísticas onde um posso nortear a MINHA opinião. Concordo contigo que brigar por posições políticas beira à perda de tempo, mas sustento que não é o caso em questão, pelo menos da minha parte. Quem faz uma nação é o povo em seu dia-a-dia e Cháves "atravancou" tal progresso, portanto, a luta é justíssima. Caba ao povo cuidar que o país não volte aos trilhos elitistas nos moldes latino-americanos historicamente conhecidos. Ach que é só. Abraços!

[Sobre "Banana Republic"]

por person araujo
24/4/2002 à
01h39 200.226.208.134
 
Erros de português...
a msg anterior ficou com alguns erros incômodos de gramática... perdoem-me, é a madrugada!

[Sobre "Banana Republic"]

por person araujo
23/4/2002 às
04h27 200.226.224.72
 
Perfil de um democrata
Caro Helion, Como eu já vi (ou li sobre) presidentes eleitos pelo povo serem depostos constitucionalmente, sinto-me perfeitamente seguro em te dizer que não apóio golpes de estado (disso só terei certeza plena quando eu estiver sob um regime parecido...); mas existem pessoas que apóiam e essas pessoas o intentaram e os fatos devem ser esmiuçados. Ou não? E a verdade é que o governo Cháves (que chegou ao poder unica e exclusivamente pelos desméritos de quem lá estava) conseguiu a façanha de ter mais de 80% de reprovação por suas próprias pernas. Artigos de intelectuais da esquerda nos contam sobre a "lenta e gradual desestabilização" a que o governo vinha sofrendo. Pelo andar da carruagem, mais lenta e menos gradual, pois o democrático presidente mudou a Constituição de forma que ele fica no poder pelo menos até 2006, podendo ir a 2013. Se a "máquina desestabilizadora" já estava a pleno vapor em 2000 e deixou passar uma barbaridade dessas... Os mesmos artigos nos diz a respeito da nova política internacional implementada por Cháves, claramente anti-americana. Particularmente, acho que uma nação (tal como um indivíduo) pode escolher por seus próprios meios seus parceiros preferenciais etc etc; mas apoiar grupos como as FARC, o ETA, o IRA, Al Quaida(é assim?),patrocinando-lhes algumas ações, é inaceitável para qualquer nação que se diga civilizada. E Cháves fazia isso. "Ah, mas essa celeuma toda é porque ele governava pros mais pobres..." Bem, vai aí um exemplo dessa governança: semanas antes do golpe, Cháves delimitou em 03 milhas do mar venezuelano uma zona onde tornar-se-ia proibida a pesca por grandes companhias pesqueiras e apenas os pequenos pescadores poderiam utilizar a área. Os cegos, lógico aplaudiram essa "trauletada" de seu amado presidente (eleito democraticamente, frise-se) nos vis e desumanos conglomerados. As grandes companhias chiaram "mas nada impediu a vontade popular"... Quá, quá. Como os pequenos pescadores não têm as mesmas condições técnicas dos grandes pesqueiros, começou a faltar peixe no mercado e seus preços aumentaram sensivelmente. Sem falar no desemprego causado no setor. Causar desemprego e aumento de preço de um produto bastante popular ao mesmo tempo não é bem o que os pobres esperam de um governo, não é mesmo? E isso, o Cháves fez em algumas semanas. É por essas e muitas outras (apoio a Fidel Castro, censura, corrupção, apoio do comunismo mundial - ou seja lá que nome isso tenha! - em sua tentativa de golpe em 92 e em sua eleição, franco-atiradores contra manifestantes pacíficos...) que eu apóio a deposição do presidente Cháves. Por enquanto, pela via constitucional (de 1999!). Mas como eu vivi sob um regime de exceção já em sua fase terminal, não estou muito convicto disso, confesso.

[Sobre "Banana Republic"]

por Person Araujo
23/4/2002 às
03h02 200.226.231.205
 
memória curta mesmo.....
a memória dos partidários da "democracia" venezuelana bem que poderia ir mais longe, em 92, para lembrar que o Sr. Cháves tentou em pessoa arrancar do poder um presidente também eleito pelo povo. O artigo do Montaner no Estadão é muito bom, mas tem um lugar melhor ainda que servirá de fonte para os debatentes: a página do próprio Carlos Montaner. Ei-la: www.firmapress.com. Abraços. Person

[Sobre "Banana Republic"]

por person araujo
21/4/2002 às
23h39 200.226.143.47
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Eu Sei por Que o Pássaro Canta na Gaiola
Maya Angelou
José Olympio
(1996)



O Escaravelho de Ouro e Outras Histórias
Edgard Allan Poe
Ática



Obsessão e cura
Carlos A. Baccelli & Inácio Ferreira
Didier
(2007)



Mídia Eletrônica - Seu Controle nos Eua e no Brasil
André Mendes de Almeida
Forense
(2006)



Die Geliehene Zeit: Roman
Diana Gabaldon
Blanvalet Taschenbuch Verlag
(1998)



Revista de Doutrina e Jurisprudência 27 - Agosto de 1988
Varios
Tjdf
(1988)



Amazon - Guerreiros da Amazônia - as Armaduras Sagradas - Vol. 2
Ronaldo Barcelos
Rjr
(2012)



Quem Matou Cristian Kustermann
Roberto Ampuero
Novo Seculo
(2009)



Economic development in the third world
Michael P. Todaro
Longman
(1989)



Espiritualismo cientifico a vida fora da matéria
Espiritualismo cientifico a vida fora da matéria
Sem





busca | avançada
58048 visitas/dia
2,2 milhões/mês