Comentários de José Universo Soares | Digestivo Cultural

busca | avançada
56381 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Conto HAYEK, de Maurício Limeira, é selecionado em coletânea da Editora Persona
>>> Os Três Mosqueteiros - Um por Todos e Todos por Um
>>> Sesc 24 de Maio recebe o projeto Parlavratório - Conversas sobre escrita na arte
>>> Cia Caravana Tapioca faz 10 anos e comemora com programação gratuita
>>> Eugênio Lima dirige Cia O GRITO em novas intervenções urbanas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
>>> Poesia como Flânerie, Trilogia de Jovino Machado
Colunistas
Últimos Posts
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
>>> A história de Chieko Aoki
>>> Uma história do Fogo de Chão
>>> BDRs, um guia
>>> Iggor Cavalera por André Barcinski
>>> Dave Brubeck Quartet 1964
>>> Conrado Hubner fala a Pedro Doria
Últimos Posts
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
>>> Indistinto
>>> Mais fácil? Talvez
>>> Riacho da cacimba
>>> Mimético
>>> Cinema: Curtíssimas terá estreia neste sábado (28)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Em busca do vampiro de Curitiba
>>> Millennials
>>> Um ano de blog
>>> Aracy Guimaraes Rosa
>>> Dave Brubeck Quartet 1964
>>> Web 2.0 e Blogging Heroes, da Digerati Books
>>> Iggor Cavalera por André Barcinski
>>> 26 de Dezembro #digestivo10anos
>>> Clube de Leitura Cult
>>> Pais e filhos, maridos e esposas II
Mais Recentes
>>> Mathematique. 3 tomos: Geometrie, Algebre, Analyse de M. Condamine. P. Vissio pela Delagrave (1967)
>>> O Livro do Assassino de Jonathan Kellerman pela Mandarim (2007)
>>> Conspiracao Mortal de J.D.RoBB pela Bertrans Brasil (2007)
>>> Os Crimes da Luz de Giulio Leoni pela Planeta (2007)
>>> O Turno da Noite - Vol.3 de Andre Vianco pela Novo Seculo (2007)
>>> Esplendor Secreto de Sandra Brown pela Harlequin (2006)
>>> O Grande Arcano de Paloma Sánches-Garnica pela Record (2006)
>>> O Novo Reino de Jan Guillou pela Bertrans Brasil (2006)
>>> A caminho de Jerusalem de Jan Guillou pela Bertrans Brasil (2006)
>>> Vinganca Mortal de J.D.RoBB pela Bertrans Brasil (2006)
>>> Introdução ao Antigo Testamento Volumes 1 e 2 de A. Bentzen pela Aste (1968)
>>> História da Educação de Paulo Ghiraldelli Jr. pela Cortez (1990)
>>> Descobrindo a Literatura de Marisa Lajolo pela Atica (2003)
>>> Como Acertar Depois Que Você já Errou de Gary J. Oliver pela Betânia (1999)
>>> O Ouro de Katya de Ellen Bailey; Karina Carnassale Deana pela Cpb Didaticos (2010)
>>> Project Survival Stage 3 de Eduardo Amos pela Moderna (1994)
>>> Otimismo Em Gotas de R. O. Dantas pela Siciliano (1977)
>>> Portal dos Deuses de Thurman C Petty Jr pela Cpb Didaticos (2014)
>>> Amazing Young Sports People de Mandy Loader pela Cambridge (2015)
>>> Amazing Young Sports People de Mandy Loader pela Cambridge (2015)
>>> Amazing Young Sports People de Mandy Loader pela Cambridge (2015)
>>> Amazing Young Sports People de Mandy Loader pela Cambridge (2015)
>>> Crise do Marxismo e Irracionalismo Pós-moderno de João E. Evangelista pela Cortez (1992)
>>> Musica - um Caminho para a Saude de Rachele Filizzola Vanni pela Atomo (2006)
>>> Saída de Emergência de Stella Maris R. de Aranda pela Cpb Didaticos (2000)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Quarta-feira, 31/1/2007
Comentários
José Universo Soares


Deu o TOM até no nome
Duas aulas em uma, escrever bem sobre o Tom Jobim, o melhor, e uma breve aula de música. Além de estar dentro do Tom, você não desfinou. Para mim um dos melhores discos do TOM é o URUBU, lançado pela Warner Archives, com músicas gravadas em 75 e lançadas pela Columbia Record Studios. As músicas são: Bôto, com vocais de Jobim e Miucha, essa música é de Tom e Jararaca, Lígia, Correnteza (parceria com Luiz Bonfá), Angela, Saudades do Brasil, Valse (Paulo Jobim), Arquitetura de Morar e Homem. Nesse Cd lançado em 95 voce encontra tudo o que descreveu tão bem sobre a obra de Tom, simplicidade, beleza, suavidade, qualidade, uma obra de GÊNIOMESTRE, que consciente disso nunca precisou ser "excêntrico" para chamar a atenção sobre sua obra. Para mim a melhor intérprete que gravou algumas músicas de TOM foi Elizete Cardoso que deixou registrado obras primas como Estrada Branca, O Amor em Paz, Derradeira Primavera, entre outras maravilhosas interpretações. É ouvir e sentir o melhor de TOM e ELIZETE.

[Sobre "Dentro do Tom"]

por José Universo Soares
31/1/2007 às
19h27 201.80.145.54
 
Miss sem título
É, fico aqui quebrando a cabeça para poder falar algo sem dizer besteira ou muita besteira, mas vc tem o dom de mexer com as nossas cabeças com textos enxutos e bem escritos como esse. Incrível como um olhar para uma estante de livros desarrumada pode gerar um artigo inteligente, com uma visão diferenciada sobre um livro tão criticado, até por quem não o leu, talvez fruto da ignorância, machismo, ou só porque a inteclualidade de botequim junto com a esquerda festiva o taxou de "livro das misses"... O Pequeno Príncipe voltou à moda com a peça encenada pela Luana Piovani que cortou os cabelos para se assemelhar ao Príncipe; fico com o original, que tem como imagem um sorriso franco e inocente, não sorri com a boca torta dos pedantes. Guga, se fosse tivesse sido miss e loura, não conseguiria ganhar nenhum título, mesmo tendo lido o livro umas cinco vezes, porque vc pensa e escreve muito bem. O povo quer saber: quando sairá o primeiro livro? Se já o escreveu, não o conheço.

[Sobre "Outra leitura para O pequeno Príncipe"]

por José Universo Soares
20/1/2007 às
13h13 201.80.35.73
 
O local do amigo espelho
"Tal como um menino, tão só, no antigo banheiro, folheando revistas comendo as figuras, as cores das fotos te dando a completa emoção..." (Gonzaguinha - Ponto de interrogação) Templo do seu acordar ou dormir. Creio, que Rodin ao esculpir "O Pensador", usou um modelo sentado em um Celite. Talvez, pensemos tanto ao usarmos o banheiro. Local do amigo espelho. Cúmplice, silencioso, nunca nos desmente sempre que vemos nossa imagem e achamos que ainda somos mais jovens do que ela, ou quando juramos, mais uma vez, nunca mais beber tanto. Ah! O chuveiro lava a alma e as "ziquiziras" do dia e nos deixa leves e prontos para os prazeres. A banheira nos retorna ao calor e aconchego do útero materno, que relaxamento... Local de pensamentos estratégicos, de leituras, de palavras cruzadas, de reencontro com você e de tomadas de decisões. Prazer maior é ir ao banheiro quando se está muuuiito apertado. Banheiro amigo, para mim o centro da casa. Guga, você escreveu este artigo no banheiro?

[Sobre "Banheiros"]

por José Universo Soares
11/1/2007 às
19h38 201.80.35.73
 
Tecnologias des(a)pontam
Muitas tecnologias de ponta despontam e em pouquissimo tempo logo, logo desapontam. Sugiro um levantamento de quantas e quais super novas tecnologias foram parar no limbo em curto tempo de uso, tanto pela sua obsolecência, superação por um concorrente lançado logo em seguida ou que na prática mostrou-se um MICO daqueles. Outra relação a se fazer seria as das novas tecnologias que já estão com a morte anunciada. Vamos ficar surpresos. Temos ainda uma outra lista, dos objetos que ainda não foram superados: lápis, borracha, clips, pregador de roupa, o tal bloco amarelo pautado, etc. Fica lançado o desafio!

[Sobre "Sete tecnologias que marcaram meu 2006"]

por José Universo Soares
10/1/2007 às
16h11 201.80.35.73
 
Flui e deixa fluir
Como sempre essa cabeça pensante (e que cabeça), turbinada por mil pensamentos, nem sempre transformados em ações, mas qundo as geram, criam um turbilhão de criações como pintar, desenhar, compor, tocar instrumento, histórias em quadrinhos, gerar e curtir um MAX e ainda tourear e amar a cara metade ou a metade muito amada. Curioso, pesquisador, caladão às vezes, um ótimo papo sempre, ainda mais com um produzido na Escócia. Flui e deixa fluir. Dono da verdade? Sem essa, escuta, absorve, processa e chega onde quer chegar, sem pressa. Dizia ter paladar de criança, mentira, gosta de coisas finas tanto no líquido, quanto no sólido. Guga, vc. pensou mas não citou o maior dos mitos decadentes de 2006: "Eu não sabia de nada..." Um grande abraço amigo. Universo

[Sobre "Mitos na corda bamba"]

por José Universo Soares
10/1/2007 às
15h57 201.80.35.73
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Magia Em Você!
ômar Souki
Souki House
(2002)



Preciosas Memórias
Pastora Ana de Oliveira Cruz
Brasilia
(2012)



Direito Constitucional
Gabriel Dezen Júnior
Vestcon
(1998)



Espaço Em Branco
Raymundo Amado Gonçalves
7letras
(2010)



Aventuras de um Chinelo
María Cecília da Silva
Ícone
(1997)



Gafe Não É Pecado
Claudia Matarazzo
Melhoramentos
(1996)



Aconteceu na Escola. um Dia de Princesa
Anna Claudia Ramos
Pallas
(2012)



Novo Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado de S. Paulo
Cretella Júnior
Saraiva
(1968)



Pantaleón e as visitadoras
Mario Vargas Llosa
Biblioteca O Globo
(2003)



A Ladeira da Saudade
Ganymedes Jose
Moderna
(2003)





busca | avançada
56381 visitas/dia
2,2 milhões/mês