Diante de um espelho | Roberto

busca | avançada
54198 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Conto HAYEK, de Maurício Limeira, é selecionado em coletânea da Editora Persona
>>> Os Três Mosqueteiros - Um por Todos e Todos por Um
>>> Sesc 24 de Maio recebe o projeto Parlavratório - Conversas sobre escrita na arte
>>> Cia Caravana Tapioca faz 10 anos e comemora com programação gratuita
>>> Eugênio Lima dirige Cia O GRITO em novas intervenções urbanas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
>>> A história de Chieko Aoki
>>> Uma história do Fogo de Chão
>>> BDRs, um guia
>>> Iggor Cavalera por André Barcinski
Últimos Posts
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
>>> Indistinto
>>> Mais fácil? Talvez
>>> Riacho da cacimba
>>> Mimético
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Arco da Crise
>>> 24 Horas: os medos e a fragilidade da América
>>> Elesbão: escravo, enforcado, esquartejado
>>> Precisa-se de empregada feia. Bem feia.
>>> I won’t dance, don’t ask me
>>> Sultão & Bonifácio, parte I
>>> Fui pra Cuba
>>> Sobre o preço dos livros 1/2
>>> No altar do vento
>>> Hamlet... e considerações sobre mercado editorial
Mais Recentes
>>> Seleções do Reader's Digest Nº 192 Janeiro de 1958 de Vários Autores pela Reader's Digest (1958)
>>> Os Instrumentos Mortais - Cidade do Fogo Celestial de Cassandra Clare pela Galera (2015)
>>> Sob a Luz da Lua de Sheridan Cain / Gaby Hansen pela Ciranda Cultural (2011)
>>> Nova idade 50 anos é o máximo de Gilda Chataignier e Léa Maria Aarão Reis pela Rocco (1997)
>>> Como Conviver (e Sobreviver) Com Mãe E Sogra de Thei Bertorello pela Edicon (2006)
>>> Personagens que marcaram época: Mahatma Gandhi de Narciso L. M Machado pela Globo (2006)
>>> Casamento à Prova de Traição de Willard F. Harley Jr. pela Sextante (2000)
>>> A Cidade e as Serras de Eça de Queirozc pela Martin Claret (2006)
>>> Mar sem Fim de Amyr Klink pela Companhia das Letras (2000)
>>> La trama de la comunicacion volume 8 2002-2003 de Rubén Biselli pela Unr (2003)
>>> Métodos de Cura - Psiquismo e Cromoterapia de Edgard Armond pela Aliança (2012)
>>> O Poder da Esposa que Ora de Stormie Omartian pela Mundo Cristão (2000)
>>> Coquetel de Emoções de Monica de Camargo Coutinho pela Não Consta (2006)
>>> Encontros, desencontros e Reencontros de Fiorangela M. Desidério pela Paulinas (1982)
>>> O poder da esperança de Julian Melgosa e Michelson Borges pela Casa Publicadora (2017)
>>> Gerente minuto de Kenneth Blanchard e Spencer Johnson pela Record (2011)
>>> O Poder das Afirmações Positivas de Louise Hay pela Sextante (2005)
>>> O maior vendedor do mundo 2ª parte de Og Mandino pela Record (1988)
>>> O homem e a moda de Eduardo Tevah pela Sulina (1997)
>>> Se ligue em você de Luiz Antonio Gasparetto pela Espaço vida e consciência (1996)
>>> Aumente o poder de sua memória de Donald Weiss pela Nobel (1990)
>>> Não sou feliz de Fernando Lucchese pela L&pm (2013)
>>> Medicina Alternativa de A a Z de Carlos Nascimento Spethmann pela Natureza (2004)
>>> Drogas: opção de perdedor de Flávio Gikovate pela Moderna (1922)
>>> Coisas de família de José Otávio Bertaso pela Sagra Luzzatto (1997)
COMENTÁRIOS

Domingo, 28/11/2010
Comentários
Leitores


Diante de um espelho
Lendo sua matéria me sinto diante de um espelho.

[Sobre "O blog no espelho"]

por Roberto
http://oblogdosblogs.com
28/11/2010 às
02h57 201.83.186.140
(+) Roberto no Digestivo...
 
Assino embaixo!
Assino embaixo deste post!!!

[Sobre "Por que os blogs de jornalistas não funcionam"]

por Roberto
http://oblogdosblogs.com
28/11/2010 às
02h57 201.83.186.140
(+) Roberto no Digestivo...
 
Está tudo em Cidade de Deus
Se o que se vê em "Cidade de Deus" não é um ambiente sujo que retrate a realidade, e se o filme não propõe um debate, isso na visão dos referidos críticos, a minha pergunta é: onde vivem esses críticos? No Afeganistão? Terão visto o filme? Imundície e denúncia: está tudo ali. E o que o filme mostra não são produtos de uma realidade violenta: isso é discurso de antropólogos ou sociólogos pedantes: são, sim, psicopatas sanguinários que só merecem o fuzilamento sumário, pois todos ali vivem a mesma realidade, a mesma miséria, mas há muitos pais de famí­lia honestos que trabalham para sustentar sua casa sem recorrer ao crime. "Cidade de Deus" é um excelente filme.

[Sobre "Cidade de Deus: o maior barato"]

por Gil Cleber
http://www.gilcleber.com.br
28/11/2010 à
01h55 200.165.160.106
(+) Gil Cleber no Digestivo...
 
Livro como objeto de arte
O livro de papel nunca vai acabar. Assim como uma pintura feita com o Photoshop nunca irá substituir um Van Gogh ou um Da Vinci, esses cacarecos eletrônicos não passam de um sucedâneo prático, sim, para os que conseguirem adaptar-se, talvez até um pouco mais baratos (embora os preços de livros que tenho visto nesse formato não se justifiquem, e recaímos na velha história dos custos), mas sem qualquer glamour. Eu não falo daquele livreco do Jorge Amado vendido promocionalmente aos quilos nas bancas de jornais: refiro-me àquela edição rara do Dom Quixote, talvez do século XVII, que num sebo eu vi ao módico preço de R$ 12.000,00 e que não terei nunca; ou mesmo edições de luxo, modernas, de grandes clássicos, que custam muito menos (cem ou duzentos reais), mas cuja beleza do acabamento técnico é tão envolvente quanto a própria obra (como uma recente edição do "Grande Sertão", de Rosa). Nesses termos, o livro não é uma simples "leitura", mas objeto de arte.

[Sobre "Cheiro de papel podre"]

por Gil Cleber
http://www.gilcleber.com.br
27/11/2010 às
08h45 200.165.160.106
(+) Gil Cleber no Digestivo...
 
O que importa é a literatura
Adoro o cheiro de livro novo, a capa, passar os dedos pelas páginas, frequento sebos, tenho uma desorganizada biblioteca com mais de mil livros, mas estou pronto para passar a ler num "leitor eletrônico" como você. Só estou esperando o mercado consolidar um equipamento que tenha quase todos os livros publicados no Brasil. O culto ao livro de papel pode continuar, mas tendo o livro como objeto, e não como literatura. Esta é composta pelos textos, que podem estar em qualquer suporte físíco ou não.

[Sobre "Cheiro de papel podre"]

por José Frid
http://blogdofrid.blogspot.com
27/11/2010 às
08h43 189.69.18.2
(+) José Frid no Digestivo...
 
Tropa de Elite e a vida real
Realmente, um belo exemplar do cinema nacional. Não é à toa que vai atingir dez milhões de espectadores. Entretanto, saí triste do cinema. Apesar de toda a denúncia estampada no filme, não houve nenhum impacto na vida real. O governador foi reeleito, os deputados suspeitos também, não se viu nenhum expurgo de policiais corruptos, os celulares e as armas continuam entrando nos presídios (agora mesmo, o tal de Marcinho VP comandou os ataques no Rio de dentro de presídio de segurança máxima), o pessoal continua cheirando cocaína por toda cidade. Há muitos interesses em jogo para poder-se mudar alguma coisa.

[Sobre "Tropa de Elite 2: realidade como osso duro de roer"]

por José Frid
http://blogdofrid.blogspot.com
27/11/2010 às
07h51 189.69.18.2
(+) José Frid no Digestivo...
 
Parece que o texto é meu!
Bem, estou aqui, às três da madrugada, cheguei em casa e seu texto estava no favoritos. Comecei a ler, e, por Deus, é meu discurso todo! Pensei que esse discurso de não ter feito nada da vida era só meu, apesar de muitos terem dito que fiz muito. Escrevo, roteirizo, fiz letras, mas é como se isso não fosse nada... E me dá um medo porque, depois dos trinta, e aí? Mas nem penso mais sobre isso. Como você disse, a expectativa de vida aumentou, porém o julgamento das pessoas é o mesmo, acho que o super ego que transforma o ego da crise dos 28 mais difícil, porém, deixa rolar! Antes dos trinta faço algo pra chegar na casa dos 30 de melhor humor! Valeu pelo texto!

[Sobre "A crise dos 28"]

por Lino Alves
http://www.paideiacult.blogspot.com
27/11/2010 às
04h16 189.105.14.202
(+) Lino Alves no Digestivo...
 
Diferentes conceitos
A discussão sobre o novo jornalismo é complexa e, claro, vai muito além do que está exposto no artigo do Luiz Rebinski Júnior. O novo jornalismo pertence a um período histórico específico e, diante disso, é meramente desastrado tentar colocar na mesma panela Charles Dickens, Balzac e os jornalistas americanos dos anos 1960. Para começar, pergunto: qual era o conceito de reportagem no século XIX na Inglaterra e na França? O romance, como literatura, poderia cumprir esse papel? Perceba-se ainda que o conceito de reportagem de revista difere, e muito, do conceito de reportagem de jornal. O novo jornalismo foi praticado (e ainda é) principalmente nas revistas, que, por sua vez, trabalham com a experimentação da linguagem. Para encerrar, concordo com a observação de Sérgio Vilas Boas: em "A sangue frio", Capote estava preocupado em fazer literatura utilizando a técnica da reportagem. Isso é outra coisa também.

[Sobre "Jornalismo literário: a arte do fato?"]

por Márcio Calafiori
26/11/2010 às
21h47 189.34.129.215
(+) Márcio Calafiori no Digestivo...
 
Filósofos versus Wikipédia
Estamos julgando o valor dos filósofos citados por Diderot (Malebranche, continuador de Descartes, por exemplo) pela sua permanência no mainstream? Por sua "influência"? E em que medida se pode dizer que Diderot era "personalista"? Galileu revolucionou a história da ciência em uma forma que determinou o trabalho de Newton e foi mais longe do que qualquer coisa que o criador da Wikipédia pode fazer. Fora que a tradição científica anterior a Diderot já ressaltava os perigos das opiniões pessoais, e desde Descartes se fala de prejuízo e preconceito atrapalhando a razão. Estamos avaliando os verbetes da Enciclopédia como "apostas"? Eram tentativas de previsão de sucesso, da mesma forma que nossas revistas semanais? A Wikipédia é algo valioso e a produção coletiva da forma como temos hoje é de fato uma revolução do nível do iluminismo, mas esse seu comentário me parece muito problemático, em muitos âmbitos.

[Sobre "Diderot, o enciclopedista, e sua História da Filosofia"]

por Duanne Ribeiro
http://www.revistacapitu.com
26/11/2010 às
10h15 200.196.153.29
(+) Duanne Ribeiro no Digestivo...
 
O livro de papel será extinto
Muito ilustrativo. Acredito que como quase tudo da minha geração o livro em papel tende à extinção. Creio firmemente que o livro eletrônico incorporará as funções do celular, TV e demais parafernálias eletrônicas que temos que ulilizar mas detestamos carregar.

[Sobre "Cheiro de papel podre"]

por Marcus Goettenauer
25/11/2010 às
17h22 189.71.221.52
(+) Marcus Goettenauer no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Eu Fico Loko - As desaventuras de um adolescente nada convencional
Christian Figueiredo de Caldas
Novas Páginas
(2015)



Amor Além de Tudo - 1ª Edição
Inácio Ferreira & Wanderlei Oliveira
Dufaux
(2014)



Merlinzinho e o Robô Maximiliano
Valeska Perez Sarti
Lumen
(1998)



Aconteceu na Escola. um Dia de Princesa
Anna Claudia Ramos
Pallas
(2012)



Vivendo Em Família
Maria Luiza Dias
Moderna
(1992)



Global Workbook and Audio Cd With Key-pre-intermediate
Robert Campbell; Kate Pickering; Michael Vince
Macmillan Education
(2011)



Odisséia Ambiental - uma Aventura no Tempo
Emanuel Souto e Cayo Ogam
Prazer de Ler
(2006)



Horizontes - Autografado
Thereza Christina Roque da Motta
Ibis Libris
(2014)



Maria Brasileira
Antonio Carlos Vilela
Boa Companhia
(2005)



Metodologia das Ciências Sociais - 5ª Edição
Max Weber; Augustin Wernet ( Tradução )
Unicamp
(2016)





busca | avançada
54198 visitas/dia
2,2 milhões/mês