A educação da minha filha | eugenia

busca | avançada
58445 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Céu se apresenta no Sesc Guarulhos
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Dez obras da literatura latino-americana
>>> Prelúdio, de Júlio Medaglia
>>> Soul Bossa Nova
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
>>> A proposta libertária
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> A morte absoluta
>>> O Marceneiro e o Poeta
>>> Dom Quixote, matriz de releituras
>>> À Sua imagem e semelhança
Mais Recentes
>>> Espelho, Espelho Meu Existe Gerente Mais Eficaz Que Eu? de Ernest Dichter pela Madia (1989)
>>> Minha Primeira Paixão de Pedro Bandeira pela Ftd (1999)
>>> Governança de Ti de Ricardo Mansur pela Brasport (2007)
>>> Anglo Química - Caderno de Exercícios Ensino Médio 2ª Série 4 de Anglo - Sistema de Ensino pela Somos Educação (2018)
>>> Você é um Homem Mau, Sr. Gum! de Andy Stanton pela Galera Record (2008)
>>> Clientes. Com de Patricia Seybold pela Makron Books (2000)
>>> Ensaios Sobre a Embriaguez de Vicente de Britto Pereira pela Record (2013)
>>> Conexões Superinteressante de Freud ao Android e Outras 114 Liçõe de Vários Autores pela Abril (2016)
>>> A Escrava Isaura Coleção Grandes Mestres da Literatura Brasileira de Bernardo Joaquim da Silva Guimarães pela Escala
>>> O Guia Não Oficial de Mad Men de Jesse Mclean pela Best Seller (2011)
>>> A Lista de Natal de Richard Paul Evans pela Geração Editorial (2010)
>>> Exame de Ordem - Prática Processual Civil de Antonio Devechi pela Juruá (2008)
>>> Medicina Preventiva - Sexualidade de Alexandre Roberto Diogo de Oliveira pela Gbs
>>> 360º Produção de Texto - Caderno de Revisão de Vários Autores pela Ftd (2015)
>>> A Vida Após os Desastres: Seleções Incriveis da Natureza de Micheal Bright - Texto pela Readers Digest (2011)
>>> O Silêncio das Montanhas de Khaled Hosseini; Claudio Carina pela Globo Livros (2013)
>>> Colección Torre de Papel - las Vacaciones de Franz de Christine Nöstlinger pela Grupo Ed. Normal (2010)
>>> Fedro Fábulas de Não Identificado pela Átomo (2001)
>>> The Last Song de Nicholas Sparks pela Grand Central (2010)
>>> O Último Segredo do Templo de Paul Sussman pela Bertrand Brasil (2009)
>>> Constituição da República Federativa do Brasil - 36.ª Edição de Antonio Luiz pela Saraiva (2006)
>>> Guerra a La Luz de las Velas de Daniel Alarcón pela Alfaguara (2006)
>>> Plt 222 - Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais de Petronio Garcia Martins pela Saraiva (2009)
>>> A Paixão Perigosa - por Que o Ciúme é tão Necessário Quanto o Amor e O de David M Bússola Phd pela Objetiva (2000)
>>> Tripé de Rodrigo Lacerda pela Ateliê (1999)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 5/7/2007
Comentários
Leitores


A educação da minha filha
Fantasiei muito a educação que daria a um filho. Em primeiro lugar, abri temporariamente mão da minha carreira por 2 anos para ficar com a bambina. Só eu fazia as papinhas (a educação dos sabores). Como só escuto a rádio Cultura, desde bebê foi exposta ao erudito. Sempre li antes dela dormir, contos de fada e poesia. Além da minha biblioteca, teve a do avô. Aos quatro anos, primeira matinê no Municipal. Aos 7, o primeiro tour pelos museus do mundo. Mente ilustrada em um corpo bacana: no meio disso, idas a parques, natação, ballet etc. Ela ADORA futebol (joga inclusive), nunca se ligou em ler, não gosta de ir aos concertos (vai para me fazer companhia, é o que diz, ligando-se apenas nas óperas), mas parece ser muito feliz. Bem na pele dela. Um dia, com 10 anos, chamou-me para um "diálogo": - Mãe, nós somos muito diferentes. O que é importante para você não é para mim. (Percebi que eu não era Narciso, e ela, um reflexo no espelho.)

[Sobre "Um plano"]

por eugenia
http://netasdaema.zip.net
5/7/2007 às
08h31 201.27.80.52
(+) eugenia no Digestivo...
 
Obrigada pelas verdades
Me perdoe, mas não li os posts, estou aqui embevecida recebendo o carinho de tuas palavras ao som de uma voz tão conhecida minha e tão amada. Obrigada pelo respeito, e pelas verdades reveladas, obrigada por apaziguar meu coração. Beijos, querido.

[Sobre "A blague do blog"]

por Claudia Telles
http://claudiatelles.festim.net
4/7/2007 às
19h05 201.17.69.97
(+) Claudia Telles no Digestivo...
 
quando me trancava no quarto
Adorei o texto, Adriana. Fiz uma viagem para a minha infância, adolescência.... Boas lembranças dos momentos "trancada no quarto" com os livros que me levavam para lugares maravilhosos. Adorava Agatha Christie, Machado de Assis... Acho que vou reler alguns.

[Sobre "Minhas caixas de bombons"]

por Fabíola Bessa
4/7/2007 às
17h08 201.79.181.61
(+) Fabíola Bessa no Digestivo...
 
Cabelo, barba e bigode
Super divertido, Guga! Já tinha gostado do seu texto sobre cabelos, esse está bárbaro também! E a ilustração idem. beijos!

[Sobre "Barba e bigode"]

por Adriana Carvalho
4/7/2007 às
14h46 200.225.94.130
(+) Adriana Carvalho no Digestivo...
 
um quê de Pedro de Lara
Muito bom, isso! Ri muito. Eu nunca entendi o bigode. Como pode alguém, principalmente as mulheres, gostar? Sempre achei que caras do tipo Olivio Dutra, Aloizio Mercadante, José Sarney e quase todos os nossos intrépidos senadores, têm alguma coisa a menos (ou a mais, dependendo da coisa) na cabeça. Todos têm, no fundo, um quê de Pedro de Lara...

[Sobre "Barba e bigode"]

por Jose Bueno Franco Ne
4/7/2007 às
14h26 201.63.121.154
(+) Jose Bueno Franco Ne no Digestivo...
 
Minha tara por petistas
Parabéns, Guga. Você conseguiu fazer uma interessante visão histórica dessa questão. Gostei muito de tentar entender desde os nobres, passando pelos piratas, até Nietzsche, senti falta só dos comunistas e socialistas, que sempre envergaram barba e bigode. Bigode é uma questão de estilo, até mais do que de barba. Atualmente, para um homem envergar apenas um bigode, ele geralmente é porteiro ou cobrador. Há alguns casos de músicos novatos no samba-rock de raiz, mas vá lá, bigode é algo muito estiloso mesmo. Já barba é algo que confesso, sempre gostei. Não sei explicar bem, mas homens que a deixam crescer simplesmente por preguiça evocam uma aura de primitivismo. Além de cócegas e arranhões no rosto da amada. Piercings, tô fora, mas concordo com você, envergar pêlos no rosto é uma atitude hoje em dia.

[Sobre "Barba e bigode"]

por Bia Cardoso
http://groselha.wordpress.com
4/7/2007 às
12h20 201.14.100.170
(+) Bia Cardoso no Digestivo...
 
Reler é importante
Outro dia, mexendo em papéis guardados há muito tempo, encontrei uma carta que escrevi em 1989. Li com vergonha( era uma carta de amor) e não me reconheci como o autor daquele texto. Hoje, aquela carta seria completamente diferente. Se é assim com uma simples carta...

[Sobre "Revisitar-se ou não, eis a questão"]

por Marcos Reis
http://astrosaber.blogspot.com/
4/7/2007 às
11h54 200.147.17.113
(+) Marcos Reis no Digestivo...
 
Bela crônica da profissão
Uma crônica bem humorada das agruras do cotidiano jornalístico, Adriana. É bom que desmistifica a profissão. Todos passam por isso, seja em relação a fontes e editores, motoristas e fotógrafos, etc. Acaba que as histórias dentro da própria redação às vezes nos ficam mais gravadas que as próprias histórias impressas nas reportagens. Mas, enfim, no papel, no ar, no vídeo, o mundo é belo, positivo, afirmativo, não quer ter nada de muito "jeca". Se o feijão com arroz (e os jabás) viessem acompanhados com uma pitadinha desses bastidores pro leitor, quem sabe seria mais divertido e engraçado ler/ouvir/ver jornal... Bela crônica mais uma vez. Abraço

[Sobre "Práticas inconfessáveis de jornalismo"]

por Rogério Kreidlow
http://rogerkrw.blogspot.com
4/7/2007 às
08h53 201.11.92.95
(+) Rogério Kreidlow no Digestivo...
 
Você esta sendo bondosa
Existem práticas (corriqueiras) muito piores...

[Sobre "Práticas inconfessáveis de jornalismo"]

por Rene
http://ethylliel.multiply.com/
4/7/2007 às
06h24 201.52.150.67
(+) Rene no Digestivo...
 
Mais bebida aos moralistas
O pasquim era um jornal que criticava a moralidade e não se importava em se auto-acusar de jornal bêbado, não vendo isso como um termo pejorativo, mas provocativo para que pessoas que não dão valor ao conteúdo e sim à representatividades morais o julguem. Era um jornal aberto, sobretudo, às idéias, claramente contra o regime, mas aberto a argumentos. Usava do humor, do scarcamso, da sátira e da ironia, pra burlar a burrice da censura. Quem julga os outros por serem bêbados ou não, realmente não deve entender, e nem precisa, o pasquim. Em relação ao Simonal, que dava valor a carrões e a mulheres, às representatividades do poder monetário, cantava muito bem, mas vacilou. Foi delatar e o pasquim simplesmente publicou. Se deram as costas pra ele, paciência. Ele que tivesse pensado bem antes de falar, porque num regime como aquele não se pode ficar em cima do muro ou fingir que não vê.

[Sobre "Simonal e O Pasquim: nem vem que não tem"]

por Amaro Francisco
3/7/2007 às
23h58 189.13.172.243
(+) Amaro Francisco no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Caixa de Pandora
Claudio Martins

(1995)



O Segredo da Lua
Yedda Pereira dos Santos
Heresis
(2007)



Gerir o Seu Tempo
Vários Autores
Texto & Grafia
(2016)



Só o Amor Consegue
Zibia Gasparetto
Vida & Consciência
(2013)



O Túmulo Número 4
Will Oursler
O Cruzeiro
(1947)



Comunicação Global o Poder da Influência
Lair Ribeiro
Objetiva
(1993)



Esperanca para a Familia - o Caminho para um Final Feliz
Willie e Elaine Oliver
Cpb
(2018)



Almanaque Temático Cascãon° 54
Mauricio de Sousa
Panini



Iracema
José de Alencar
Sol
(2004)



Tex Coleção Nº 93 - o Preço do Poder
G. L. Bonelli
Globo
(1994)





busca | avançada
58445 visitas/dia
1,8 milhão/mês