a atual situação do jornalismo | Luis Eduardo Matta

busca | avançada
82505 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Mentoria Artística Anti-análise com Pêdra Costa
>>> Dias 06,13, 20 e 27 de março terão apresentações circenses virtuais da Arca de Vandé
>>> Obra clássica sobre a economia política de Marx é lançada no Brasil
>>> Estreia de Pantanal A Boa Inocência de Nossas Origens
>>> Sesc 24 de Maio apresenta o quarto episódio do Desafinados Entrevista
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Carles Camps Mundó e a poética da desolação
>>> O fim dos livros físicos?
>>> Sigmund Freud, neuroses e ciúme em destaque
>>> Em Busca da Terra do Nunca... e Johnny Depp
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Tom Zé por Giron
>>> Solte o Timóteo
>>> As cores de Pamuk
>>> O que mata o prazer de ler?
>>> Ex-míope ou ficção científica?
Mais Recentes
>>> A Morte de Deus - Introdução à Teologia Radical de Thomas J. J. Altizer; William Hamilton pela Paz e Terra (1967)
>>> Notas Musicais Cariocas de João Baptista M. Vargens (org.) pela Vozes (1986)
>>> A voz da lua de Federico fellini pela L&Pm (1990)
>>> Buddhist Scriptures de Edward Conze (ed.) pela Penguin Books (1959)
>>> Recurso Especial e extraordinário de Samuel Monteiro pela Hemus (1992)
>>> Alice no país do espelho - Lewia Carroll de Lewia Carroll pela L&PM
>>> Uma Escola de Jornalismo para o Futuro de Eugênio Bucci (org) pela Espm (2015)
>>> O Alienista - Col. Literatura Brasileira Em Quadrinhos de Machado de Assis pela Escala (2011)
>>> A Eternidade de Israel de Benjamin Gross pela Maayanot (1994)
>>> Da Vinci e Maquiavel - um Sonho Renascentista de Roger Masters pela Zahar (1999)
>>> Comentários à consolidação das leis do trabalho de Valentin Carrion pela Saraiva (2004)
>>> Direito Civil - Teoria Geral das Obrigações e Contratos 9ª Ed. de Sílvio de Salvo Venosa pela Atlas (2009)
>>> Kuarahycora: o Circulo do Sol de Yara Miowa pela Elevação (1999)
>>> 16765494 de Sergio Luis Gadini pela Sergio Luis Gadini
>>> Um conto do destino -Morey Sttener de Mark Helprin pela Novo conceito
>>> Gramática da Língua Inglesa de Oswaldo Serpa pela Fae (1988)
>>> Almanaque Pinheironeto Nossas Sete Décadas de Mario Prata pela Andeato Comunicação (2012)
>>> A Fantástica Volta ao Mundo de Zeca Camargo pela Globo (2004)
>>> Jeanete Musatti de Vários Autores; Jeanete Musatti pela Dba (2009)
>>> A Paixão de Conhecer o Mundo de Madalena Freire pela Paz e Terra (2002)
>>> Para Gostar de Ler Vol. 17 Cenas Brasileiras de Rachel de Queiroz pela Atica (2003)
>>> Delegar Tarefas Com Segurança de Jonathan Coates pela Nobel (2000)
>>> Iniciação ao Direito do Trabalho de Amauri Mascaro Nascimento pela Ltr (2001)
>>> A Fantástica Volta ao Mundo de Zeca Camargo pela Globo (2004)
>>> Fidelizar o Cliente de Roland Bee pela Nobel (2000)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 19/7/2007
Comentários
Leitores


a atual situação do jornalismo
Olá, Guga. Seu texto está excelente. Uma crônica leve e mordaz que revela uma face dos bastidores do jornalismo que poucos conhecem. Nos faz refletir de forma realista sobre a atual situação do jornalismo tradicional e seu futuro. Parabéns e um grande abraço!

[Sobre "Retrato 3X4 de um velho jornalismo"]

por Luis Eduardo Matta
http://www.lematta.com
19/7/2007 às
12h51 192.168.133.51
(+) Luis Eduardo Matta no Digestivo...
 
O que eu penso é o seguinte
Sabe, mano, parece que há uma grande confusão em tudo isso. Senão, vejamos: reclama-se que há muita "porcaria" sendo publicada, e que, em função disso, o mercado editorial está saturado e contaminado. Mas, por outro lado, reclama-se também de que não há espaço para novas publicações, em função de uma série de questões já bastante discutidas. O que eu penso é o seguinte: quem tem grana, banca sua própria publicação; quem não tem, deve insistir. Uma boa "saída" são os prêmios literários, principalmente para os escritores que ainda não são muito conhecidos e reconhecidos.

[Sobre "Ainda sobre publicar em papel"]

por Américo Leal Viana
19/7/2007 às
09h23 200.223.252.194
(+) Américo Leal Viana no Digestivo...
 
Mudando o ângulo, ou o olhar
Escritor, jornalista, todos que expõem opiniões pessoais correm risco de incompreensão, Julio, por não se ter controle sobre a interpretação dos outros, assim como quem tenta falar do mesmo assunto por mais de um ângulo pode ser visto como contraditório. Não terá ocorrido isso com você? A mim pareceu que os seus textos pretendiam informar, conscientizar iniciantes de uma dura realidade, que infelizmente é fato, mas eu, em particular, mesmo tendo compreendido, acho absurdo ninguém ajudar a ser diferente, aceitarem que um escritor, por exemplo, não possa viver da sua produção, mesmo quando os livros têm boa vendagem, porque recebe apenas 10% do valor de cada um, porque quando vem a ser reconhecido já está velho, perto de morrer, ou já morreu; os frutos do trabalho, do seu esforço e dedicação vão pra outros. E todos acham que deve ser assim mesmo, aceitam, não fazem nada pra ser diferente. Será que já não é hora disso mudar, de se escrever com a mesma força em defesa desse outro lado? Bjs

[Sobre "Ainda sobre publicar em papel"]

por Cristina Sampaio
18/7/2007 às
18h09 201.50.190.109
(+) Cristina Sampaio no Digestivo...
 
O tédio da ilustração
Será que somente eu não consigo inventar um enredo quando vejo uma pintura? O que você irá fazer quando bater os olhos num Klein??? Abs!!!

[Sobre "Comum como uma tela perfeita"]

por José Mianutti
18/7/2007 às
17h50 200.146.82.206
(+) José Mianutti no Digestivo...
 
A crônica
O jornalismo escrito pede leitor: se você estabelecer a arte, seja da crônica, da poesia e dos pequenos contos e artigos, verá que uma série imensa de informações estão a serviço do processo de comunicação. Escrever a crônica é narrar os acertos os conflitos, a contradições sociais e estabelecer uma forma humana de jornalismo. Não que o sangue das matérias policiais não seja importante, não que os espaços políticos tradicionais não seja importante, mas, além disso, temos que ter a arte, e as relações sociais longe do foco oficial. Ou seja: um local na qual quem manda é o bandido não será importante retratar, pra mostrar que o governo é de apenas um segmento social, e não da população como um todo. É preciso socializar a notícia, de forma que ela seja abrangente... Mas é preciso trazer a arte para o cotidiano das pessoas!

[Sobre "Crônica: o novo jornalismo?"]

por manoel messias perei
http://www.pop.com.br
18/7/2007 às
17h12 201.42.175.232
(+) manoel messias perei no Digestivo...
 
o declínio da literatura BR
O fenômeno que você disse que acontece com a poesia, não acontece só com ela, mas com a literatura em geral. Com a baixa demanda, o preço dos livros aumenta cada vez mais (40 reais por um livro não é um preço aceitável) e, assim, o leitor compra menos livros ainda... É o declínio crônico da literatura do país, que só acompanha o descaso total da educação.

[Sobre "Bate-papo com Rodrigo Capella"]

por Bruno Larragoiti
18/7/2007 às
15h03 201.19.27.25
(+) Bruno Larragoiti no Digestivo...
 
Elegância
Não pensei que fosse possível falar de um livro desses com essa elegância, ou seja, sem compactuar com a obra e sem malhar explicitamente. Só uma fina ironia. Já é o suficiente, conforme o chavão: para bom entendedor, meia palavra basta. Eu, como sempre, lembro do Millôr: "o inacreditável é até crível, mas o impossível não é possível." Beleza de texto, Tais.

[Sobre "Qual é O Segredo?"]

por Guga Schultze
18/7/2007 às
14h04 201.80.110.48
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
O povo precisa de poesia
Sim, sim, sim! A poesia não deve morrer, mas continuar cada vez mais forte. O povo precisa de poesia, mesmo que não saiba. Gostaria de ainda estar viva para poder comprar e ler o livro: "Poesia vende, sim!". Tomara que o Rodrigo Capella não desista. Parabéns pela entrevista.

[Sobre "Bate-papo com Rodrigo Capella"]

por Adriana
18/7/2007 às
13h31 201.58.176.1
(+) Adriana no Digestivo...
 
Reconhecimento? Grana? Onde?
Oi, Julio. Acho que o problema todo se resume em duas palavrinhas: reconhecimento e grana. Reconhecimento quer dizer aqui premiações, leitores, críticas acadêmicas e jornalisticas. De fato, não se premia, nem se consagra (a não ser no mundo internauta) nada que não tenha sido publicado em papel. Quanto a grana, esqueça-se: tá mais que provado (o gosto é amargo, reconheço) que se vive de literatura (boa) tanto quanto se pode viver só de ar. Se vc não tem quem pague a publicação do seu texto (no papel), pior ainda. Acho que o suporte do texto não é secundário, na medida em que ele representa, principalmente, "reconhecimento" (e para algumas pessoas, "grana"). Resta mudar os critérios que norteiam o "reconhecimento" e fazer com que a "grana" role. Mas não me pergunte como. Beijão pra vc!

[Sobre "Ainda sobre publicar em papel"]

por paula mastroberti
http://www.mastroberti.art.br
18/7/2007 às
07h20 201.37.111.97
(+) paula mastroberti no Digestivo...
 
O jornalismo já vem morrendo
Se o futuro for escrever de graça para a internet, podem ter certeza de que a mídia oficial (entre aspas) tirará proveito disso, colhendo o que for de interesse como destaque (também entre aspas). Acho que o jornalismo vem morrendo faz tempo. Lentamente. Para não ficar perceptível a fusão de interesses e a dependência dos setores de capitais... Quem mantém a mídia? A indústria, o comércio, o poder do capital. São esses os assassinos do jornalismo real, investigativo. Se sobrar algo, em milhões de bytes, pode se dizer futuramente que era pura ficção. Ou já não é dessa forma que a coisa é feita, e a gente ainda não se deu conta. Exemplo: os dossiês da ditadura. Sumiram? Cadê um repórter investigativo para saber por que sumiram tais documentos. Tá todo mundo com medo. A gente vive um fascismo sem precedentes, por ser quase não percebido. Onde vamos parar é a pergunta principal, cuja resposta talvez jamais exista...

[Sobre "O velho jornalismo está morrendo"]

por Ana Peluso
http://poesfera.wordpress.com
18/7/2007 às
04h12 201.52.30.176
(+) Ana Peluso no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Dogmática Cristã: um Manual Sistemático dos Ensinos Bíblicos
John Theodore Mueller
Concórdia
(2004)
R$ 140,00



Que País é Este? e Outros Poemas - 10371
Affonso Romano de Santanna
Civilização Brasileira
(1980)
R$ 7,00



As Sandálias do Pescador 8624
Morris West
Civilização Brasileira
(1964)
R$ 11,00



Impacto Tributário do Novo Código Civil
Eduardo de Carvalho Borges
Quartier Latin
(2004)
R$ 12,00



O Individualismo Uma perspectiva antropológica da ideologia moderna
Louis Dumont
Rocco
(1985)
R$ 40,00



Shakespeare - Uma vida
Park Honan
Companhia das Letras
(2001)
R$ 48,00



Egiptomania - o Egito no Brasil
Margaret Bakos
Paris Editorial
(2004)
R$ 19,90



Pintar a Óleo, Colecção Habitat
John Raynes
Presença
(1995)
R$ 22,33



História Geral a Construção de um Mundo Globalizado
Joana Neves
Saraiva
(2002)
R$ 10,00



Proyecto Enlaces Libro Alumno Con Cd-a & Libro Digital -2
Jenny Valverde
Macmillan Education
(2010)
R$ 12,00





busca | avançada
82505 visitas/dia
2,1 milhões/mês