Blogs e auto-ajuda | Alvao

busca | avançada
61456 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
>>> Natália Carreira faz show de lançamento de 'Mar Calmo' no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> A morte absoluta
>>> O Marceneiro e o Poeta
>>> Dom Quixote, matriz de releituras
>>> À Sua imagem e semelhança
>>> Download: The True Story of the Internet
>>> Mistério em Moscou
>>> Sideways Rain: Pausa, Choque, Fluxo e Corpo
>>> Capitu, a melhor do ano
>>> Bowie, David
Mais Recentes
>>> Lisbela e o Prisioneiro de Osman Lins pela Planeta do Brasil (2015)
>>> Síndrome do Peso de Doreen Virtue pela Best Seller (1994)
>>> 360° Inglês - Caderno de Infográficos de Varios Autores pela Ftd (2015)
>>> Isto é a África do Sul de Serviço de Comunicação da África do Sul pela Serviço de Comunicação (1996)
>>> Krishnamurti 100 Years de Evelyne Blau pela Stewart Tabori (1999)
>>> O Guardião de Memórias de Kim Edwards pela Arqueiro (2008)
>>> Para Ser Atendido! de Eliana Cruz Cegarra pela Plano (2010)
>>> Manual do Guerreiro da Luz de Paulo Coelho pela Objetiva (1997)
>>> Dívidas: Como Negociar - Como Pagar - Como Evitar de M J Brito pela Dpl (2002)
>>> Conecte Literatura Brasileira - Conjunto Completo de William Cereja; Thereza Cochar pela Saraiva (2013)
>>> Pão da Vida de Sociedade Bíblica Internacional pela Sociedade Bíblica Internacion
>>> Vivendo, Amando e Aprendendo de Leo Buscaglia pela Record (1982)
>>> Nós e a Natureza de Emilio F. Moran; Carlos Szlak pela Senac Sp (2008)
>>> Do Amor-perfeito: Quase uma Biografia de Marcelina M. Morschel pela Master Book (2000)
>>> Atos - a Primeira Igreja - Histórias da Bíblia para a Família de Anne de Graaf pela Abril
>>> Devoção; Livro Três Trilogia Surrender de Maya Banks pela Quinta Essência (2015)
>>> Cem Melhores Crônicas ( Que, na Verdade, São 129 ) de Mario Prata pela Planeta do Brasil (2007)
>>> The English Patient de Michael Ondaatje pela Vintage Books (1996)
>>> Os Lusíadas de Luís de Camões pela Atica (2002)
>>> Um Certo Verão na Sicília de Marlena de Blasi pela Objetiva (2009)
>>> Psicologia da Aprendizagem de Gérson Marinho Falcão pela Ática (1989)
>>> 60 Desafios do Direito; Vol 2 de Alan Skorkowski e Outros pela Atlas (2013)
>>> Eu Sou Amado - o Equilíbrio Psicológico do Cristão de Jacques Poujol pela Vida (2007)
>>> Insalubridade e Periculosidade - 17ª Ed. de Varios Autores pela Ltr (2019)
>>> Color Atlas of Tropical Medicine & Parasitology de Herbert Michael Gilles; Wallace Peters pela Mosby (1995)
COMENTÁRIOS

Domingo, 29/7/2007
Comentários
Leitores


Blogs e auto-ajuda
A internet não acabou com a escrita, mas democratizou a edição. Todos nós podemos escrever e publicar o que desejamos a um custo baixo. O que acaba ocorrendo é um mar de blogs onde cada um diz o que quer da maneira que quer. Estes textos acabam vez por outra se agrupando e tomando a forma de um volume impresso. Que talvez seja lido. Quando a auto-ajuda, apontado por João Macedo como responsável pelo assassínio da literatura, não creio ser este o caso. A literatura de auto ajuda ainda assim é literatura (sem julgamento de valor, se boa ou má). Uma literatura que reflete a realidade de nosso tempo. Há escritores sem leitores, porque todos escrevem, há psicólogos sem clientes, porque todos se auto-ajudam. Lembro-me que o primeiro romance em português foi um livro de auto ajuda: "Máximas de Virtude e Formosura", de Tereza Margarida da Silva Horta. Que talvez percebendo a possivel má recepção (especulo...), mudou o nome do livro para "Aventura de Diófanes".

[Sobre "A literatura de ficção morreu?"]

por Alvao
http://sombrasesonhos.zip.net
29/7/2007 às
11h58 201.93.249.157
(+) Alvao no Digestivo...
 
Antítese da metodologia
Ana, a prática da redação, como tudo nos direciona para um sentido de excelencia insuspeitado. A nossa formação sebastianista ou messianica aponta para uma valorização do talento em detrimento do trabalho arduo de desenvolver um pendor ou uma vocação. Alguns professores que tive primavam por me apresentar os obstáculos para a produção de textos, eram geniais ao demolir qualquer tentativa de expressão, que é o possível naquela idade, e com a frágil relação com a produção de textos. Os canones eram adorados, e aquela época se falava pouco do texto contemporaneo. Tínhamos professores avaros que eram bem sucedidos no intento de constranger a iniciação de futuros redatores. Foi então que abandonei a mão dos professores e busquei o ambiente do leitor obsessivo que consolidou por intuição e por contato com outros como eu, num estudante que poderia experimentar a produção de textos, partindo de uma relação mais aberta e independente com a literatura, então por isso lhes sou grato.

[Sobre "Dar títulos aos textos, dar nome aos bois"]

por Carlos E.F. Oliveira
29/7/2007 às
11h44 189.24.115.174
(+) Carlos E.F. Oliveira no Digestivo...
 
genial, um gênio, fantástico!
Guga, você é genial, um gênio, fantástico! O seu texto me faz saudosista de um Rio que não conheci, mas que aprendi a amar através das letras e melodias cheias de Tom do Jobim. Bjs

[Sobre "Dentro do Tom"]

por Flávia Serretti
29/7/2007 às
10h01 200.255.80.190
(+) Flávia Serretti no Digestivo...
 
Não estamos longe disso
A sub-cultura da auto-ajuda, que despreza o bom texto, vem tentando com insistência - e conivência das grandes editoras - assassinar a literatura. Acho que a morte da literatura está mais vinculada a essa sub-cultura do que à saída de moda da ficção e da poesia, uma vez que isto é consequência da primeira hipótese. E tudo está ligado à sobrevivência heróica do homo sensibilis e à proeminência medíocre do homo robotis. No dia em que a literatura de ficção morrer, a literatura em si já terá suspirado há muito tempo. E, sinceramente, não acho impossível isso acontecer. Ou seja: verdadeiros escritores, guardiãs da arte, subsistirem numa camada subterrânea da sociedade e da cultura, como os primeiros cristãos nas catacumbas...

[Sobre "A literatura de ficção morreu?"]

por Joel Macedo
29/7/2007 à
01h20 200.222.36.170
(+) Joel Macedo no Digestivo...
 
CaleidoSampa
Elisa, que belo retrato de nossa cidade-caleidoscópio! Chamou-me a atenção uma das preciosidades recuperadas: "os entalhes sutis de mil novecentos e bolinha". Ah! Como já perambulei por ruas paradas no tempo e no espaço, examinando fachadas, à procura dos "entalhes sutis", admirando-as e imaginando de onde teriam vindo seus autores, esses artesãos/artistas, que também se perderam, no tempo e no espaço... Como gostaria de ver preservada essa memória, ainda que virtualmente!

[Sobre "Cidade limpinha"]

por Eiji Arata
28/7/2007 às
23h50 201.76.82.127
(+) Eiji Arata no Digestivo...
 
Uma palavra-chave eliminada
Gostei muito desse seu texto, Ana Elisa. Ele me fez lembrar de muitas situações semelhantes que vivenciei. Uma especialmente, mais recente: o editor alterou o título de um livro por não "gostar" de uma palavra-chave usada pelo autor, não só no título como em todo o livro. Isto para mim chama-se prepotência...

[Sobre "Dar títulos aos textos, dar nome aos bois"]

por simone
28/7/2007 às
18h21 201.62.190.170
(+) simone no Digestivo...
 
Estratégia literária
Edu, gostei do texto, mas não concordo com algumas colocações acima. Acho mais válido equipar sua biblioteca e deixar bons títulos à disposição, do que impor leituras. Lembro-me que minha mãe tinha uma boa estratégia. Quando ela queria que lêssemos alguma coisa, ela deixava livros espalhados estrategicamente pela casa. Uma hora ou outra, eu e meus irmãos sempre dávamos uma olhada, no mínimo.

[Sobre "Um plano"]

por Diogo Salles
http://www.diogosalles.com.br
28/7/2007 às
13h27 189.33.10.57
(+) Diogo Salles no Digestivo...
 
Lição mal assimilada
Bom artigo, boa reflexão para leitores e escritores em potencial. Só acho que a mania de frases curtas etc é mais uma herança (negativa, em muitos casos) ou uma lição mal assimilada, do nosso Modernismo. Modestamente, só faltou o meu nome entre os pioneiros. Mantive uma oficina literária permanente durante 18 anos, a partir de 1974. Perdi a conta do número de alunos (muitos escritores, hoje) que passaram por ela. Parei há alguns anos, mas continuo achando que oficina pode ajudar, sim, e que talento, claro, não se compra em butiqe nem em supermercado. Abraço.

[Sobre "De vinhos e oficinas literárias"]

por Moreira da Costa
28/7/2007 às
11h55 200.179.248.79
(+) Moreira da Costa no Digestivo...
 
O jornalismo passa...
Caro André: discordo totalmente da sua tese. Na minha opinião, o jornalismo, o velho, não está morrendo e, se estiver, fico com a frase do Arthur Sulzberger, dono do New York Times, citada aí mesmo: não me importo. Na verdade junto aqui os dados do artigo ótimo do Rubem Fonseca, neste mesmo numero do Digestivo. Enquanto se falava na morte da literatura de ficção altos autores escreviam seus romances. Evidente que está havendo uma revolução na midia - mas encontrar jornalistas que saibam escrever, tenham cultura, leiam, saibam fazer uma reportagem e usem todos os recursos das novas midias vai ser dificil. Teremos talvez bons vídeos e péssimos ou medíocres textos, belíssimas fotos com simples legendas. Não sei, mas vamos em frente: como as pessoas, nada morre antes do tempo. Enquanto isso, fico aqui escrevendo minhas matérias. Como a caravana, do velho provérbio, o jornalismo passa, enquanto os cães ladram....

[Sobre "O velho jornalismo está morrendo"]

por Ana L.Vasconcelos
http://www.cronopios.com.br
28/7/2007 às
11h32 201.82.185.27
(+) Ana L.Vasconcelos no Digestivo...
 
Sempre haverá literatura
Num planeta habitado por pessoas que escrevem e outras que lêem, ainda que ocasionalmente - como quando caem de cama e param com sua rotina, por exemplo -, sempre haverá escritores e leitores, assim como sempre haverá mercadores de alimentação e gente para se alimentar. Portanto, a pergunta em questão, sempre refeita, já está se tornando retórica...

[Sobre "A literatura de ficção morreu?"]

por isa fonseca
http://www.hisafarr.zip.net
28/7/2007 às
11h25 200.226.148.19
(+) isa fonseca no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Viver significativamente morrer com alegria
Geshe Kelsang Gyatso
Tharpa Brasil
(2007)



4 Livros a Arte de Escrever e de Falar
Osmar Barbosa
Edigraf



Constituiçao do Estado de Sao Paulo Atualizada e Anotada
Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa
(2009)



Oceano Coligido - Antologia Poética (1980-2000)
Iacyr Anderson Freitas
Viramundo
(2000)



O Diário de Susie Anotações de uma Garota de 16 Anos
Aidan Macfarlane
34



Pró e Contra Hitler
Vários Autores
Melhoramentos
(1975)



Para sempre
Alyson Noël
Intrínseca
(2009)



História de uma Alma - Manuscritos Autobiográficos
Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Faace
Paulinas
(1975)



Prática de Psicologia Moderna Vol. 2
Vários Autores
Honor
(1970)



101 Brasileiros Que Fizeram História
Jorge Caldeira
Estação Brasil
(2016)





busca | avançada
61456 visitas/dia
1,8 milhão/mês