O jornalismo romântico | Carlos E.F.Oliveira

busca | avançada
77579 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Mestres da dança de MG, Marlene Silva e Henry Netto são homenageados em 17 e 18 de março
>>> Projeto “Sala de Visita” recebe Mauricio Virgulino para falar sobre Educomunicação e arte
>>> ZapMusic, primeiro streaming de músicos brasileiros, abre inscrições para violonistas
>>> Espetáculo de dança em homenagem à Villa-Lobos estreia nesta sexta
>>> Filó Machado comemora 70 anos de vida e 60 de carreira em show inédito com sexteto
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Tiro ao alvo
>>> A TETRALOGIA BUARQUEANA
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> À beira do caminho
>>> William Faulkner e a aposta de Pascal
>>> Modernismo e Modernidade
>>> O último a sair que apague a luz
>>> Entretenimento dá dinheiro, sim!
>>> Teatro para todos
>>> Creating a profitable startup
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> Itaúnas não será esquecida e nem Bento
>>> Que exemplo arrebatador a Colômbia dá ao mundo
Mais Recentes
>>> Bom Menino. Junto. de Anna Quindlen pela Larouse (2008)
>>> Rebecca de Daphne Du Maurier pela Macmillan Readers
>>> Meta-se na Sua Meta e Emagreça de um Vez por Todas! de Maria Eliza Zuccon pela Roca (2001)
>>> No Caminho de Swann de Marcel Proust pela Abril Coleções
>>> Histologia Básica de Junqueira . Carneiro pela Guanabara (1985)
>>> As Três Montanhas de Samael Aun Weor pela Brasil na Nova Ordem
>>> Más Que Rivales de Nora Roberts pela Harlequin Ibérica
>>> O Primo Basilio de Eça de Queirós pela Nucleo
>>> Brida de Paulo Coelho pela Rocco (1995)
>>> Conversando Contigo! de Zibia Gasparetto pela Vida e Consciencia (1997)
>>> Una Maestra Macanuda de Ziraldo pela Melhoramentos (2016)
>>> Millennium 3 - A Rainha do Castelo de Ar de Stieg Larsson pela Companhia da Letras (2009)
>>> Romeu e Julieta de Tony Ross; Andrew Mathews; érico Assis pela Companhia das Letrinhas (2010)
>>> Dicionário - Português/hebraico e Hebraico/português de Abraham Hatzamri pela Sêfer (2000)
>>> Em Busca de Respostas de Zibia Gasparetto pela Vida e Consciência (2017)
>>> Dicionário - Português/hebraico e Hebraico/português de Abraham Hatzamri pela Sêfer (2000)
>>> Fogos de Marguertite Yourcenar pela Nova Fronteira
>>> O Segredo das Fadas de Sofia Bauer pela Wak (2011)
>>> O Senhor da Chuva de André Vianco pela Novo Seculo (2002)
>>> O Que Encontrei do Outro Lado da Vida de Vera Lúcia Marinzeck pela Petit (2002)
>>> O Corsário e a Rosa de Sveva Casati Modignani pela Best Seller
>>> Romance de uma Rainha de John Wilmot Rochester pela Feb
>>> Calabar o Elogio da Traição de Chico Buarque e Ruy Guerra pela Círculo do Livro
>>> O Símbolo Perdido de Dan Brown pela Sextante (2009)
>>> Memórias de um Cabo de Vassoura de Orígenes Lessa pela Edições de Ouro
COMENTÁRIOS

Segunda-feira, 30/7/2007
Comentários
Leitores


O jornalismo romântico
Caro Guga, o status quo elegeu a competição como a via legítima do resultado; existem alguns jornais e muitos aspirantes a jornalista, numa conta que não fecha, e, numa livre interpretação de Darwin, membros desta espécie vivem uma guerra fraticida pelos exíguos espaços e privilégios da atividade. Quanto a crise do jornalismo tal como conhecemos, é a evolução com seus multiplos fatores influindo sobre os elementos desta parcela do mundo real, as verbas publicitárias sendo distribuidas em outras mídias, produzindo filmes e peças, se envolvendo em projetos ambientais e iniciativas filantrópicas... Nossa realidade atual é por demais patrimonialista para considerar certos aspectos românticos que não cabem em avaliações dos resultados economicos, talvez a culpa não seja da migração do leitor, acredito mais na diversidade gerada pelas novas opções de custo reduzido, que como uma nova tendência convida o leitor a ousar e buscar uma relação mais direta com a informação e a cultura.

[Sobre "Retrato 3X4 de um velho jornalismo"]

por Carlos E.F.Oliveira
30/7/2007 às
19h30 201.29.121.47
(+) Carlos E.F.Oliveira no Digestivo...
 
o jornal e o banheiro
Não existe nada melhor que acordar, pegar o jornal e se trancar no banheiro, é um prazer, que não tem Mastercard q pague. Vc pode até já ter lido a maioria das notícias ontem, on-line, mas o q importa, desde q vc tenha aqueles sagrados minutos de isolamento e comunhão com toda a humanidade. Mesmo com o wireless, não dá o mesmo prazer, navegar no banheiro. É Cultural e Físico. Bjs.

[Sobre "Não queimem os jornais, ainda"]

por Pedro Brasileiro
30/7/2007 às
19h20 201.19.34.132
(+) Pedro Brasileiro no Digestivo...
 
O mito da auto-ajuda
Pilar, gostei tanto do tema, quanto da abordagem a um tema tão polêmico neste momento. Tenho percebido de parte de alguns jornalistas da área cultural uma ansiedade em dirigir o leitor, classificar as escolhas do leitor e intervir nos seus processos de escolha. O mercado editorial classifica de um jeito um determinado livro, a livraria procura a estante adequada para o produto, tal como numa gondola de supermercado e todos comungam com o engodo da definição mercadológica e ideologica de determinado livro. Penso que, depois de escrita, a obra pertence aos seus leitores, não ignoro que nem todos os que se aventurem pelas possíveis leituras de um texto estejam de todo preparado para lê-lo. Então, quem está? Uma análise academica não é o julgamento definitivo sobre nada, apesar de não se poder dizer irrelevante. Quando os livros são classificados como auto-ajuda estamos diante de um eufemismo carregado de preconceitos dos consumidores da dita alta literatura...

[Sobre "Auto-ajuda e auto-engano"]

por Carlos E.F.Oliveira
30/7/2007 às
19h00 201.29.121.47
(+) Carlos E.F.Oliveira no Digestivo...
 
Mazelas Terceiro-mundistas II
Isso sem falar do manual que foi entregue a todos os atletas da delegação americana, e advertia para os perigos das favelas, seqüestros-relâmpago e frisa que "a violência na cidade não tem hora e nem local para acontecer". A única falha do manual talvez tenha sido não alertá-los para os perigos que os policiais brasileiros representam. Como podemos reclamar? São realidades que insistimos em esconder, que fingimos ignorar, mas que não temos como negar. Se lançam um filme em que turistas vêm ao Brasil e são dopados, roubados e mutilados; se lançam manuais de sobrevivência às delegações; se policiais brasileiros representam tanto perigo quanto os bandidos, o que nos restou? Welcome to the Congo!

[Sobre "Pan-pouco-pan e nação top top"]

por Diogo Salles
http://corruptosblog.blogspot.com/
30/7/2007 às
18h48 189.33.10.57
(+) Diogo Salles no Digestivo...
 
Mazelas Terceiro-mundistas I
Pilar, voce nao é antipatriota. Voce só teve coragem de dizer a realidade. Nossas mazelas terceiro-mundistas nunca ficaram tão expostas. A decana e ultrapassada “Lei de Gérson” ganhou nova roupagem e se revigorou. Na novíssima “Lei de Oscar Schmidt”, o que vale é ganhar a todo custo. Viva o “jeitinho brasileiro”! Nosso ufanismo jeca só não foi maior porque aconteceu o desastre do Airbus da TAM, mas a falta de respeito e educação com os atletas estrangeiros beirou a obscenidade. Pelo menos o crime organizado no Rio deu uma trégua. Diante de toda aquela calmaria, havia espaço para os policiais militares darem a sua mordiscada e nossos gloriosos PMs foram formalmente acusados de extorquir dinheiro de dois turistas norte-americanos.

[Sobre "Pan-pouco-pan e nação top top"]

por Diogo Salles
http://corruptosblog.blogspot.com/
30/7/2007 às
18h47 189.33.10.57
(+) Diogo Salles no Digestivo...
 
Mais do mesmo
O problema da auto-ajuda, que vi mais claro no seu texto, é o mesmo problema da literatura em geral, como você conclui um pouco no final. A quantidade absurda de títulos, de livros. É tanta coisa ruim que o que é bom se perde ali no meio, e acaba que a auto-ajuda se tranforma num engodo em nossas vidas, pois tudo é feito para sermos felizes, ricos, amados e satisfeitos. Talvez o mais engraçado seja que a realidade passa longe da maioria dos livros de auto-ajuda. E você está certíssima, qualquer livro pode transformar a vida de uma pessoa, os livros de Caio Fernando Abreu transformaram a minha de uma maneira única. Mas é claro que também já li Paulo Coelho, Lya Luft e outros, porque para dizer que não se gosta é sempre bom ter experimentado. E adoro a Linda Godman.

[Sobre "Auto-ajuda e auto-engano"]

por Bia Cardoso
http://groselha.wordpress.com
30/7/2007 às
16h31 201.14.100.170
(+) Bia Cardoso no Digestivo...
 
Frescor na literatura infantil
Os adultos costumam subestimar as crianças e sua capacidade de compreensão e interpretação. Os adultos apenas esqueceram que no mundo da fantasia vale tudo, não só coisas boas e cor-de-rosas. É bom ver um livro de Tim Burton sendo lançado no país, ainda mais sendo um livro de poesias. Se despertar o gosto dos pequenos pela leitura já é um desafio, este o é ainda mais no campo da poesia. A Índigo é mesmo um frescor na literatura infantil, sinto nela a mesma falta de medo que há em Lygia Bojunga. Escrevem para crianças sem pensá-las exclusivamente como crianças, mas sim como leitores, que merecem boas tramas e histórias sem fingimentos.

[Sobre "Amor e dor para crianças em três passos"]

por Bia Cardoso
http://groselha.wordpress.com
30/7/2007 às
16h13 201.14.100.170
(+) Bia Cardoso no Digestivo...
 
Cada época deixa sua marca
A literatura de ficção não morreu. Pode ter se transformado. Se antes os períodos eram longos, agora são curtos. E por aí vai... Cada época deixa sua marca. Assim sempre vai haver essas afirmçaões, quando algo de novo acontecer. Preconizar a morte do velho, quando aparece o novo, é uma característica do ser humano?

[Sobre "A literatura de ficção morreu?"]

por Anna
30/7/2007 às
13h36 192.168.133.47
(+) Anna no Digestivo...
 
depois vem neguim reclamar...
Pilar, compartilho com vc minha indignacao com relacao ao pior do Brasil: o brasileiro hehe... Vaias, desrespeito, máscaras, tomei ojeriza desse pan-americano. Nao me importo de ser chamada de anti-patriota, pq ser anti-patriota é expor ao mundo (mesmo com o descaso da imprensa americana aos jogos) um brasileiro q se orgulha de atrapalhar o adversario para beneficio proprio. Entao, quem quer vir competir em nosso pais? Onde venezuelanos, americanos e qualquer adversario é tratado desrespeitosamente??? Ai', depois vem "neguim" reclamar q é maltrado no exterior... Isso fora outros questionamentos... ate postei agora um artigo (mal-feito by mylself) para um processo seletivo no Rio..seu texto me inspirou a posta-lo blog.

[Sobre "Pan-pouco-pan e nação top top"]

por Camila
http://infinitaeloquencia.blogspot.com/
30/7/2007 às
13h18 200.159.194.99
(+) Camila no Digestivo...
 
Eu comecei pelo Paulo Coelho
Eu comecei lendo o PC e acabei indo parar no Cem Anos de Solidão. Foi uma grande evolução. Os livros de auto-ajuda me ajudadaram a descobrir a literatura. Depois que li Gabo nunca mais precisei de "auto-ajuda" alguma.

[Sobre "Auto-ajuda e auto-engano"]

por Carol
http://ocaocelestial.blogspot.com
30/7/2007 às
11h32 189.12.35.10
(+) Carol no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Movie takes: a magia do cinema na sala de aula
Grace Cristiane Thiel e Janice Cristine Thiel
Aymará Educação
(2009)
R$ 15,00



Língua & Literatura 1
Maria Da Conceição Castro
Saraiva
(1993)
R$ 8,00



Finanças Básicas
Herbert B. Mayo
Cengage Learning
(2009)
R$ 50,00



Bem-vindo ao Inferno
Cláudio Tognolli, Malu Magalhães
Matrix
(2015)
R$ 30,00



A Emoção de Governar
Mauricio Soares
Grande Abc
(1996)
R$ 5,00



O Mais Importante é o Amor
The Living Bible
Liga Bíblica Mundial
R$ 5,00



Da Terra à Lua
Júlio Verne
Hemus
R$ 14,00
+ frete grátis



O Anibaleitor
Rui Zink
Realejo
R$ 34,00



Mudanca
Harvard Business Review
Campus
(1999)
R$ 9,99



Uma aventura de Asterix O caldeirão
Goscinny
Bruguera
(1970)
R$ 25,00





busca | avançada
77579 visitas/dia
2,1 milhões/mês