O caminho do leitor | Bia Cardoso

busca | avançada
58445 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Céu se apresenta no Sesc Guarulhos
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A concisão dos meus poemas
>>> 13 de Novembro #digestivo10anos
>>> O altar das montanhas de Minas
>>> Dez obras da literatura latino-americana
>>> Prelúdio, de Júlio Medaglia
>>> Soul Bossa Nova
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
>>> A proposta libertária
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> A morte absoluta
Mais Recentes
>>> Manual de Contabilidade das Sociedades por Ações. de Sérgio de Iudícibus; Eliseu Martins; Outros pela Atlas (2008)
>>> A Civilização Nóbia Até a Conquista Árabe de Jean-marc Brissand pela Ferni (1977)
>>> Novo Código de Ética Médica de Cremesp pela Cremesp (2009)
>>> Filosofemas - Ética, Arte e Existência de Rita Paiva pela Unifesp (2010)
>>> Vozes Roubadas de Melanie Challeger pela Cia. Das. Letras (2008)
>>> Educação Física Educação Musical Arte Dramatica de Formar pela Formar
>>> Para Viver um Grande Amor de Vinícius de Moraes pela Companhia das Letras (2010)
>>> Uma Teoria Provisória do Amor de Scott Hutchins pela Companhia das Letras (2012)
>>> 500 Perguntas Sobre Sexo de Laura Meller pela Objetiva
>>> Educacao sem Distancia de Romero Tori pela Artesanato Educacion (2017)
>>> Criar - Viva o Extraordinário de Lester Bello pela Bello
>>> Em Nome da Segurança Nacional de Maria Helena Simões Paes pela Atual (2014)
>>> Com Que Roupa Que Eu Vou? de Ana Hickmann pela Ediouro (2008)
>>> Perguntas Que Precisam de Resposta de Philip Yancey pela Mundo Cristão (2003)
>>> Estratégias de Negociação de Rogr Fisher pela Ediouro
>>> Alte Pinakothek - Munique - Vol. 20 de Daniela Tarabra pela Folha de S. Paulo (2009)
>>> O Terceiro Milênio e as Profecias do Apocalipse de Alejandro Bullón pela Casa Publicadora Brasileira (2000)
>>> Avaliaçao de Desempenho de Benedito Rodrigues Pontes pela Ltr
>>> Melhore Seu Destino Culturando os Antepassados de Masaharu Taniguchi pela Seicho-no-ie (1994)
>>> Enciclopédia Brasileira Mérito Vol. 4 de Angel-bail pela Mérito (1984)
>>> Casa Rossa de Francesca Marciano pela Record (2004)
>>> Os Mambo Kings - Tocam Cancões de Amor de Oscar Hijuelos pela Virgiliae (2013)
>>> O Leitor de Bernhard Schlink; Pedro Sussekind pela Record (2009)
>>> Isaac Newton: o Cientista Que Desvendou a Gravidade de Folha de S. Paulo pela Folha de S. Paulo (2021)
>>> Trabalhos Escolhidos de Antonio Peticov pela Matalivros (2003)
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 31/7/2007
Comentários
Leitores


O caminho do leitor
Ótimos mandamentos, Ram. Principalmente aquele que afirma que não se deve ler aquilo que não se gosta. Mas é interessante também, que, alguma vezes, quando damos uma segunda chance a um determinado livro, passamos a gostar dele, porque, enfim, é outro momento. Mas talvez o que falte aos brasileiros seja permitir que a imaginação flua um pouco. As pessoas muitas vezes não dão chance aos livros, porque estes não são frenéticos, ou porque não acompanham o ritmo de vida atual. Repensar um pouco sobre o ato de ler e qual o prazer que há em parar por um tempo com um livro na mão é um bom início para as pessoas se tornarem leitores. Assumir que se gosta de autores que a maioria das pessoas não gosta como Paulo Coelho também é importante nessa trajetória de ser leitor.

[Sobre "Os dez mandamentos do leitor"]

por Bia Cardoso
http://groselha.wordpress.com
31/7/2007 às
12h36 201.14.100.170
(+) Bia Cardoso no Digestivo...
 
O treino da escrita
É aliviante saber que alunos que escrevem boas redações, e que não necessariamente seguem a cartilha, conseguem bons resultados. Os processo de avaliação de um bom texto de vestibular sempre pareceram a mim um tanto quanto obscuros. E lembro-me que não podia colocar título nas redações para o vestibular. E os comentários todos resumem a importância de se ter um bom título, com certeza, assim com a Ana, já fui fisgada por títulos, mas muitas vezes não gostei do livro. Porque afinal título é importante, mas não é tudo.

[Sobre "Dar títulos aos textos, dar nome aos bois"]

por Bia Cardoso
http://groselha.wordpress.com
31/7/2007 às
12h21 201.14.100.170
(+) Bia Cardoso no Digestivo...
 
Faltam-lhes crianças por perto
Senhores. Vão às escolas... Quando preconizam a morte da literatura, há sem dúvida o germe da velhice lhes impregnando os ossos. Velhice, sim! Não falo do respeitoso olor da experiência, falo de inadequação! Quando recomendo que vão às escolas, não lhes impreco qualquer ofensa. Aconselho-os a ver que os jovens, sim, lêem! Muito mais escolas agora há, que possuem bibliotecas aqui no nosso país. Sabiam que existem até bibliotecários (em muitas) contratados para tocar a livrarada? Escolas públicas com bibliotecários? SIM! Podem não ter dentistas, mas bibliotecários e livros, têm (falo de São Paulo. Perdoem a generalização). No final de semana passado, vi minha sobrinha de doze com um livro gigantesco que havia ganho de véspera. O último Harry Potter (em inglês). Enorme! Conto nos dedos de uma mão o número de livros desse tamanho que eu mesmo já tenha lido (todos em português!). Se ela (e todos os da lista de Veja) agora lê um livro de fantasia desse tamanho, é natural ser otimista.

[Sobre "A literatura de ficção morreu?"]

por Albarus Andreos
http://www.albarusandreos.blogspot.com
31/7/2007 às
11h55 200.218.186.190
(+) Albarus Andreos no Digestivo...
 
Simplesmente brilhante
Ana, teu texto me fez lembrar de minha participação recente na oficina Processo Criativo do Conto, ministrada pelo escritor, Paulo Scott, em Belém. Entre tantos tópicos interssantes, um deles foi exatamente o do título do texto. Paulo disse o mesmo que dizes, que um bom título pode, inclusive, chamar a atenção de uma editora. Isso me faz lembrar também do título de meu livro de contos, que foi por mim "surrupiado" do livro de João Ubaldo Ribeiro, "Viva o povo brasileiro", e que se chama "Borboletas Invisíveis", quando, no livro, não há nenhum conto com esse nome. Isso, até hoje, ainda causa um certo espanto - e até curiosidade, porque muitas pessoas querem saber "o que são as tais borboletas invisíveis", ao que sempre respondo, dizendo que não sei, que o título foi encontrado por acaso, lá no meio do romance do escritor baiano. E tu, Ana, enorme, em tuas considerações, como essa: "Coisa mais engraçada arrumar certos títulos de certos textos."

[Sobre "Dar títulos aos textos, dar nome aos bois"]

por Américo Leal Viana
31/7/2007 às
08h54 200.223.252.194
(+) Américo Leal Viana no Digestivo...
 
Essa cegueira proposital.
Li a entrevista com o Keen na Folha. Ele tem uma posição bem radical, talvez a mesma posição das pessoas que o chamam de anti-cristo. Entendo o que ele combate, é esse excesso de informação inútil que existe na Internet, mas a questão da credibilidade de informações e dos direitos autorais tem dado passos largos dentro dos próprios blogs. O problema do Keen é jogar tudo no mesmo saco, nem todo jornalismo tradicional é bom, nem todo blog é bom. E um não tem que necessariamente matar o outro, será tão difícil entender isso?

[Sobre "Um caos de informações inúteis"]

por Bia Cardoso
http://groselha.wordpress.com
31/7/2007 à
00h14 201.15.77.110
(+) Bia Cardoso no Digestivo...
 
uma casa qualquer
É realmente uma escola sem professor não é uma escola, e sim uma casa qualquer!

[Sobre "A nova escola"]

por Danilo Lima
http://www.daniloveterinario.com
30/7/2007 às
20h45 201.4.2.198
(+) Danilo Lima no Digestivo...
 
O jornalismo romântico
Caro Guga, o status quo elegeu a competição como a via legítima do resultado; existem alguns jornais e muitos aspirantes a jornalista, numa conta que não fecha, e, numa livre interpretação de Darwin, membros desta espécie vivem uma guerra fraticida pelos exíguos espaços e privilégios da atividade. Quanto a crise do jornalismo tal como conhecemos, é a evolução com seus multiplos fatores influindo sobre os elementos desta parcela do mundo real, as verbas publicitárias sendo distribuidas em outras mídias, produzindo filmes e peças, se envolvendo em projetos ambientais e iniciativas filantrópicas... Nossa realidade atual é por demais patrimonialista para considerar certos aspectos românticos que não cabem em avaliações dos resultados economicos, talvez a culpa não seja da migração do leitor, acredito mais na diversidade gerada pelas novas opções de custo reduzido, que como uma nova tendência convida o leitor a ousar e buscar uma relação mais direta com a informação e a cultura.

[Sobre "Retrato 3X4 de um velho jornalismo"]

por Carlos E.F.Oliveira
30/7/2007 às
19h30 201.29.121.47
(+) Carlos E.F.Oliveira no Digestivo...
 
o jornal e o banheiro
Não existe nada melhor que acordar, pegar o jornal e se trancar no banheiro, é um prazer, que não tem Mastercard q pague. Vc pode até já ter lido a maioria das notícias ontem, on-line, mas o q importa, desde q vc tenha aqueles sagrados minutos de isolamento e comunhão com toda a humanidade. Mesmo com o wireless, não dá o mesmo prazer, navegar no banheiro. É Cultural e Físico. Bjs.

[Sobre "Não queimem os jornais, ainda"]

por Pedro Brasileiro
30/7/2007 às
19h20 201.19.34.132
(+) Pedro Brasileiro no Digestivo...
 
O mito da auto-ajuda
Pilar, gostei tanto do tema, quanto da abordagem a um tema tão polêmico neste momento. Tenho percebido de parte de alguns jornalistas da área cultural uma ansiedade em dirigir o leitor, classificar as escolhas do leitor e intervir nos seus processos de escolha. O mercado editorial classifica de um jeito um determinado livro, a livraria procura a estante adequada para o produto, tal como numa gondola de supermercado e todos comungam com o engodo da definição mercadológica e ideologica de determinado livro. Penso que, depois de escrita, a obra pertence aos seus leitores, não ignoro que nem todos os que se aventurem pelas possíveis leituras de um texto estejam de todo preparado para lê-lo. Então, quem está? Uma análise academica não é o julgamento definitivo sobre nada, apesar de não se poder dizer irrelevante. Quando os livros são classificados como auto-ajuda estamos diante de um eufemismo carregado de preconceitos dos consumidores da dita alta literatura...

[Sobre "Auto-ajuda e auto-engano"]

por Carlos E.F.Oliveira
30/7/2007 às
19h00 201.29.121.47
(+) Carlos E.F.Oliveira no Digestivo...
 
Mazelas Terceiro-mundistas II
Isso sem falar do manual que foi entregue a todos os atletas da delegação americana, e advertia para os perigos das favelas, seqüestros-relâmpago e frisa que "a violência na cidade não tem hora e nem local para acontecer". A única falha do manual talvez tenha sido não alertá-los para os perigos que os policiais brasileiros representam. Como podemos reclamar? São realidades que insistimos em esconder, que fingimos ignorar, mas que não temos como negar. Se lançam um filme em que turistas vêm ao Brasil e são dopados, roubados e mutilados; se lançam manuais de sobrevivência às delegações; se policiais brasileiros representam tanto perigo quanto os bandidos, o que nos restou? Welcome to the Congo!

[Sobre "Pan-pouco-pan e nação top top"]

por Diogo Salles
http://corruptosblog.blogspot.com/
30/7/2007 às
18h48 189.33.10.57
(+) Diogo Salles no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Cassino: Amor e Honra Em las Vegas
Nicholas Pileggi
Record
(1995)



Filosofando Introdução à Filosofia
Maria Lúcia de Arruda Aranha
Moderna
(2012)



Separados, Divorciados, uma Esperança Possível
Paul Salaün
Santuário
(1997)



Imposto de Renda das Empresas - Interpretação e Prática - 39.ª Edição
Hiromi Higuchi
Ir Publicações Ltda
(2014)



A Camponesa da Casa de Pedra
Wanda A. Canutti, Eça de Queiros
Eme
(2002)



O Fim dos Tempos Profecias
Jamar Monteiro
Madras



Atlas Geográfico Escolar - Ibep
Ibep
Ibep
(2008)



One Day Itll All Make Sense
Common; Adam Bradley
Atria
(2011)



De Repente
Silas Gonçalvess
Elo



A Captura de Cérbero (os Diários Secretos de Agatha Christie)
John Curran
Leya
(2009)





busca | avançada
58445 visitas/dia
1,8 milhão/mês