Bolaños e Dickens? | Edward L. Riciastro

busca | avançada
62861 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Airto Moreira e Flora Purim se despedem dos palcos em duas apresentações no Sesc Belenzinho
>>> Jurema Pessanha apresenta sambas clássicos e contemporâneos no teatro do Sesc Belenzinho
>>> Como se prevenir dos golpes dos falsos agentes no mundo da música?
>>> Cia. Sansacroma estreia “Vala: Corpos Negros e Sobrevidas“ no Sesc Belenzinho
>>> ARNS | De ESPERANÇA em ESPERANÇA || MAS/SP
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> O melhor da Deutsche Grammophon em 2021
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
Últimos Posts
>>> Brega Night Dance Club e o afrofuturismo amazônico
>>> Fazer o que?
>>> Olhar para longe
>>> Talvez assim
>>> Subversão da alma
>>> Bons e Maus
>>> Sempre há uma próxima vez
>>> Iguais sempre
>>> Entre outros
>>> Corpo e alma
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O século da canção
>>> Saudosismo
>>> Lei de Deus?
>>> Remorsos, devaneios, cor do tempo
>>> O enigma de Lindonéia
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Eleições na quinta série
>>> O que aconteceu com a Folha de S. Paulo?
>>> O regresso, a última viagem de Rimbaud
>>> Eleições 2014: intrigas, infâmias, alucinações
Mais Recentes
>>> Capitães de Areia de Jorge Amado pela Record (1989)
>>> Anastacio - Tragi-comedia de Joracy Camargo pela Cultura Brasileira
>>> Diario de los Años de Guerra 1914 1919, Tomo II de Romain Rolland pela Hachette (1954)
>>> Antologia Brasileira da Arvore de Maria Thereza Cavalheiro pela Bartira (1960)
>>> Fabiano de Cristo - O Peregrino da Caridade de Roque Jacintho pela Luz do Lar (1987)
>>> Luta pelo Espaço, Textos de Sociologia Urbana de Eva Alterman Blay e Outros pela Vozes (1978)
>>> Faça dar Certo de Gaspareto pela Vida & Consciência
>>> Método Pilates de Condicionamento do Corpo de Cecilia Panelli pela Norte (2006)
>>> Filhos do Amor de Berenice Germano pela Viva Luz (2015)
>>> Sagramor, Tiresias e Salomé - Com Dedicatória do Autor de Eugenio de Castro pela F. França Amado (1895)
>>> Realidades de M. Basilea Schlink pela Co-Lab (1977)
>>> A Bíblia da Gravidez - Seu Guia Completo para a Gestação de Wladimir Taborda pela Cms (2005)
>>> Biologia Vestibular Enem - Guia do Estudante de Guia do Estudante pela Abril (2013)
>>> Lisa Biblioteca da Matematica Moderna 5 de Antonio Marmo de Oliveira pela Lisa (1968)
>>> Falou a Vida de Marilu Machado Carvalho pela Feesp (1988)
>>> Família Frente & Verso: um olhar compartilhado sobre as relações familiares de Jerri Roberto Almeida e Silvano Marques pela Francisco Spinelli - FERGS (2009)
>>> Fazer o Bem Faz Muito Bem de Miguel Meister Filho pela Dpl (2000)
>>> A Família, O Espírito e o Tempo de Vários Autores pela U.s.e (1994)
>>> A Música do que Acontece - Romance de John Stranley pela Mandarim (1997)
>>> Noite Bengali de Mircea Eliade pela Ulisseia (1961)
>>> O Mundo Contemporâneo Grandes Acontecimentos Mundiais da Guerra Fria aos Nossos Dias de Demetrio Magnoli pela Atual (2008)
>>> Israel Doze Anos Depois de Carmen Annes Dias Prudente pela Cad (1979)
>>> Teatro Malcomportado - Três Peças de João Leme pela Scortecci (2005)
>>> Os Deuses Dançantes de Otto Dana pela Vozes (1975)
>>> Diário de um Banana - Um Romance em Quadrinhos de Jeff Kinney pela Ver (2008)
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 25/9/2007
Comentários
Leitores


Bolaños e Dickens?
Pode até ser uma referência, sem dúvida, mas somente para os que já conhecem os citados em seu texto. A maioria das crianças que assistem ao Chaves ou Chapolin são de classe baixa e, caso apareça uma referência sobre Chopin, tanto faz. Apenas os mais letrados perceberão tais influências e garanto que são poucos os que assistem este programa. Não conheço muito bem a vida de Roberto Bolaños, mas não sei se poderia compará-lo ao Charles Dickens, pois são bem distintos, tanto em época quanto em obras produzidas. Mas esta é minha opinião; respeito tanto a sua como as dos outros colegas, afinal, cada um tem uma visão diferente de mundo. Abraço.

[Sobre "A propósito de Chapolin e Chaves"]

por Edward L. Riciastro
25/9/2007 às
11h57 200.206.213.10
(+) Edward L. Riciastro no Digestivo...
 
Inacreditável!
Inacreditável, não é, Ana Elisa? Outro dia meu marido chegou em casa de madrugada, veio um cara abordá-lo no carro em frente ao portão. Ele arrancou com o carro e foi pedir ajuda a um policial do posto próximo à casa. O policial disse pra ele se acalmar e que se não se acalmasse quem iria preso seria ele.

[Sobre "Polícia para quem precisa..."]

por Adriana Carvalho
25/9/2007 às
11h07 200.225.94.130
(+) Adriana Carvalho no Digestivo...
 
Bossa sempre nova
João Gilberto por si só é uma contradição. Independente do jeito singular que toca o seu violão, sua própria figura destoa de sua voz. Sua tolerância zero a qualquer som que não queira ouvir, sua extrema exigência com o público para que mantenha o silêncio, o uso de microfone (só serve de uma marca, já cancelou um show por não ter o tal modelo), o ter que estar tudo de acordo com o que deseja faz dele uma pessoa única, singular, chata, antisocial. Mas já li em algum lugar que, em raros momentos, JG é uma pessoa adorável, carinhosa, macia como sua voz. Embora, como diz a lenda, o seu gato suicidou-se, atirando-se pela janela, por não agüentar mais ouvir os mesmos acordes saídos de seu violão, por horas a fio. Mas, quando ouvimos aquele som, aquela voz, aquele jeito esquecemos todos so seus "defeitos" e embarcamos em uma viagem verdadeiramente maravilhosa e perfeita. O João é o cara. Ele é a bossa e, com ele, sempre nova.

[Sobre "A contradição de João Gilberto"]

por Adriana Godoy Ferrar
25/9/2007 às
11h02 201.58.101.190
(+) Adriana Godoy Ferrar no Digestivo...
 
A minha história
Bom, na verdade estou escrevendo um livro. E fiz um resumo básico para meus amigos de como sera a história. Eles estão adorando a história que estou criando... Mas não sei como montar o livro com seus devidos encaixes... Como por exemplo, capa, sobrecapa, gravuras etc... Não quero publicar em diversos lugares não! Tenho apenas vontade de publicar nas escolas de minha cidade... E por enquanto tá dando tudo certo.. Eu disse por enquanto!

[Sobre "Os desafios de publicar o primeiro livro"]

por Bruno Teogenes
http://www.flogao.com.br/brunoteogenes
25/9/2007 às
02h24 200.101.90.96
(+) Bruno Teogenes no Digestivo...
 
Parabéns!
Oi, Júlio. Parabéns pela publicação no Suplemento Literário de Minas Gerais. Abraços do Lúcio Jr.

[Sobre "Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges"]

por Lúcio Jr
http://www.penetralia-penetralia.blogspot.com
24/9/2007 às
23h24 200.97.92.133
(+) Lúcio Jr no Digestivo...
 
Gênio literário.
Eu, que já era fã de Manoel de Barros, agora sou mais ainda! Este grande monstro da literatura brasileira, que dá sentido e vida onde menos se espera... Com certeza Manoel de Barros é o ar que nosso Brasil respira.

[Sobre "Manoel de Barros: poesia para reciclar"]

por Herta Polãine
24/9/2007 às
19h28 200.140.181.218
(+) Herta Polãine no Digestivo...
 
Kandinski e a Verdade
Maurício, penso que toda essa questão da arte, até bem pouco tempo, passou por essa questão da Verdade, aquela, tão sagrada em outras áreas também. A pós-modernidade foi nos dar verdades, relativizar, brincar, inclusive, com o sagrado... Passe pelos Cursos de Estética de Hegel. Chega a ser cansativo o tanto de justificativas em torno do "belo artístico", do Espírito e da Verdade. Quem liga pra isso hoje? Kandinski, na medida em que de certa maneira cometia uma "heresia" (e ele devia se culpar muito por isso por causa de sua tradição) tentava justificar de todas as maneiras sua arte de formas abstratas. Precisava convencer de que ela era "a" Revelação. Fascimo do lado dele? Os nazistas consideraram sua arte degenerada... Enfim, eles são necessários como investigadores. Agora, se as escolas de Artes o tomam como dogma, aí é outro problema. É como ler Nietzsche e querer fazer uma cátedra de seu pensamento...

[Sobre "Uma teoria equivocada"]

por Rogério Kreidlow
http://rogerkrw.blogsome.com
24/9/2007 às
13h55 200.101.255.81
(+) Rogério Kreidlow no Digestivo...
 
Percepções de Chaves
O seu texto, embora meio forçado em algumas partes, me abriu novas percepções a respeito de Chaves e outras coisitas mais. Vou tentar assistir com mais cuidado e procurar enxergar aspectos que não tinha percebido. Abraço.

[Sobre "A propósito de Chapolin e Chaves"]

por Adriana Godoy
24/9/2007 às
12h41 201.58.120.151
(+) Adriana Godoy no Digestivo...
 
Complementares
Guga, é o seguinte. Li e reli as duas obras em momentos diferentes da vida. É aquela coisa do sonho...e do sonho. Ambos me levaram a sonhar um mundo diferente, um pouco mais louco, um pouco mais justo, um pouco mais possível. Ambos queriam um mundo melhor, cada um a sua maneira. Foram usados de acordo com os interesses de quem os usava, assim é a humanidade. Sempre vou procurar o sorriso e o gato de Alice juntos, sempre vou tentar acreditar que a utopia (possível) de Marx faça algum sentido e creio que não há verdadeiramente antagonismo entre os dois Carrol e Marx: são complementares. Beijos, Dri

[Sobre "O Leão e o Unicórnio II"]

por Adriana Godoy
24/9/2007 às
12h31 201.58.120.151
(+) Adriana Godoy no Digestivo...
 
E o Kiko???
Realmente, Chapolin e Chaves são toscos, mas de certa forma, genuínos. Não gostava de Chaves em virtude do viés ideológico marxista explícito. Já o Chapolim era uma mistura de referências que me lembrava um pouco o Sandman, sem pé nem cabeça, mas com uma pitada de humor carismático latino. Eu sempre assistia durante o almoço, depois do programa de futebol, quando voltava da escola...

[Sobre "A propósito de Chapolin e Chaves"]

por Vicente Escudero
24/9/2007 às
12h25 201.27.49.234
(+) Vicente Escudero no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




The Labyrinth of Solitude
Octavio Paz
Grove Press
(1961)



De Mariazinha a Maria
Marta Suplicy
Vozes
(1985)



O Falso Príncipe - Vol 1
Jennifer A. Nielsen
Verus
(2012)



Não é Só Você Quem Quer Matar o Governador
Nani
Record
(1991)



Confissões do Grande Doutor da Igreja Santo Agostinho
Traduzido por Hum Devoto
H Garnier
(1905)



A Luz Que Se Apagou - Ilustrado Prêmio Nobel de 1907
Rudyard Kipling - Tradução de João da Távora
Delta
(1962)



As Aventuras de Pinóquio
Carlo Collodi
Iluminuras
(2002)



O Amor
Dominique Fernandez
Rocco
(1987)



Hack a Lenda do Bracelete do Crepúsculo
Tatsuya Hamazaki
Jbc
(2002)



O Zahir
Paulo Coelho
Rocco
(2005)





busca | avançada
62861 visitas/dia
1,9 milhão/mês