Não só parece assim... | Assunção Medeiros

busca | avançada
74045 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Férias de Julho: Museu Catavento e Teatro Sérgio Cardoso recebem a Cia. BuZum!
>>> Neos firma parceria com Unicamp e oferece bolsas de estudo na área de inteligência artificial
>>> EcoPonte apresenta exposição Conexões a partir de 16 de julho em Niterói
>>> Centro em Concerto - Palestras
>>> Crônicas do Não Tempo – lançamento de livro sobre jovem que vê o passado ao tocar nos objetos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> PANFLETO AMAZÔNICO
>>> Coruja de papel
>>> Sou feliz, sou Samuel
>>> Andarilhos
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Entrevista com Chico Pinheiro
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> Entrevista da Camille Paglia
>>> Vamos sentir saudades
>>> Sexo virtual
>>> The more you ignore me, the closer I get
>>> Padre chicoteia coquetes e dândies
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
Mais Recentes
>>> Ignacio de Loyola - Biblioteca de História de Ignacio de Loyola Lopes Brandão pela Três (1974)
>>> Bravo! os Bastidores da Opera de Wilson Simão pela Do Autor (1992)
>>> Há Controvérsias 1 - 1987-2003 de Ronaldo Werneck pela Artepaubrasil (2009)
>>> A Estilistica do Axiomismo na Pintura de Castellane de Geraldo Dutra de Moraes pela Biblioteca Brasileira de Artes (1973)
>>> O Quinto Cavaleiro de Dominique Lapierre / Larry Collins pela Bertrand (1981)
>>> Ben-hur a Tale of the Christ de Lew Wallace pela Grosset & Dunlap (1922)
>>> Deus Só Recebe aos Domingos de Virgil Gheorghiu pela Biblioteca do Exército (1986)
>>> Loveless - Coletânea de Contos de Vários pela Escândalo (2013)
>>> Antologia de Cordéis de Eurídice Alves pela Estúdio P. (2010)
>>> Paradoxo Global de John Naisbitt pela Elsevier
>>> Tenis de Mesa Pingue-pongue de Leopoldo Santana pela Cia Brasil
>>> O Apocalipse de Simão Cirineu de Jonas Rezende pela Relume Dumara (1998)
>>> Aberrações Casuais de Daniel Lisboa pela Kazuá (2015)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Ed. Nucleo (1995)
>>> Puebla: o Papa no Continente dos Índios de Irineu Guimarães pela Expressão e Cultura (1979)
>>> Vale Tudo de Gilberto Braga / Aguinaldo Silva / Mauro Alencar pela Globo (2008)
>>> Segredos da Gordinha Feliz de Wendy Shanker pela Verus (2007)
>>> Desonrados e Outros Contos de Arlindo Gonçalves pela Marco Zero (2005)
>>> Drummond - Antologia Poética de Carlos Drummond de Andrade pela José Olympio (1970)
>>> Validação do Questionário do Sono Infantil de Reimão e Lefèvre de Rubens Nelson Amaral de Assis Reimão pela Crv (2016)
>>> Comunicação pela Tv de George N. Gordon / Irving A. Falk pela Forum (1968)
>>> Empresários, Trabalhadores e Grupos de Interesse de Felipe Pereira Loureiro pela Unesp (2017)
>>> Al Chamael Al Muhamadiya - Seleção dos Atributos do Profeta Mohammad de Mohammad Ibn Jamil Zino pela Do Autor
>>> Coletânea de Textos - Col os Pensadores de Moritz Schlick pela Abril Cultural (1980)
>>> Ensaios Sobre a Ciência Política na Itália de Norberto Bobbio pela Unesp (2016)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 3/5/2002
Comentários
Leitores


Não só parece assim...
Caro Valentim, permita que eu discorde de algumas colocações suas. A menção que o Alexandre faz a um determinado TIPO de pessoa, não a uma determinada CLASSE de pessoas, até pode ser considerada negativa, mas não gratuita. Por favor, não estenda a teoria do "bom selvagem" à procura da cultura e dos livros. O amor aos livros é algo que se tem ou não se tem. Tenho dois exemplos muito próximos, de pessoas humildes, dois homens favelados, pessoas que jamais tiveram uma oportunidade de frequentar óperas ou ouvir Mozart. Um deles abandonou o ensino oficial ainda no ginásio (naquela época era ginásio). Amante dos livros, no entanto, está montando lentamente uma biblioteca com livros usados, e hoje, já um senhor, ajuda os filhos de seus vizinhos com as pesquisas escolares. Isso entre os pesados trabalhos de marcenaria que faz. O outro deles, que além de pobre e favelado é negro, decidiu que aprenderia idiomas estrangeiros. Usando bibliotecas públicas, comprando livros como podia, ele hoje é autodidata em inglês e alemão, professor de um famoso curso de idiomas. Ah, e o Alexandre também fala na responsabilidade daqueles que enxergam mais longe com aqueles que não o fazem. Salvemos, portanto, as joaninhas! E eu, da minha parte, adiciono que, mesmo reconhecendo os diferentes "graus de humanidade" de cada pessoa, amemos a todos, já que o maior Ser Humano que já existiu, do alto de um grande sofrimento físico, vilipendiado por todas as joaninhas à sua volta, implorou: Perdoai-os Pai, eles não sabem o que fazem. E cada vez que olho em volta, reconheço: não sabemos mesmo. Mas alguns querem aprender. Beijos da Sue

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Assunção Medeiros
3/5/2002 às
23h01 200.184.36.111
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
CONCORDO QUE PARECE ASSIM...
Concordo Que Parece Assim... Do que gosto e do que não gosto se é que posso separar. Gosto do estilo, gosto dos bons livros, gosto das joaninhas, gostaria que a vida fosse tão simples, gosto da vida dos que na sua coluna podem ler, tenho simpatia pelos que gostariam de ler mas realmente não podem. Gosto até dos livros que ainda esperamos que sejam escritos. Tirando o que menos gosto, sua coluna parece, tal como a anterior, uma ode aos livros, é praticamente uma poesia. Não gosto da menção negativa e gratuita a pessoas determinadas que estão sendo julgadas sem direito à defesa, e sem que as razões da acusação sejam esmiuçadas. Talvez a acusação em alguns casos seja justa, talvez não. Que culpa têm as joaninhas por não poderem se deleitar com algumas das maravilhas humanas ? Que culpa têm aqueles operários que na hora do almoço, olham imbecilmente, sentados na grama, para o muro ainda não pronto ? Levantaram-se às quatro e meia da madrugada, tomaram três conduções, trabalharam feito uns mouros, pelo menos quatro horas e estão sendo esperados para mais quatro de trabalho pesado. Depois tomarão de novo mais três conduções, chegarão em casa arrebentados, querendo comer e dormir, porque amanhã, de nôvo, às quatro e meia ou cinco horas, estarão novamente começando a viagem para mais um pedaço dum muro, e quando aquele terminar haverá mais infinitos muros esperando por eles. Quando poderão eles ler ? Quando não terão eles sono ? Saberão ler ? Aprenderam eles a saborear a leitura ? Em que familia nasceram ? Em que lugar nasceram ? Em que meio passaram a infancia ? Que cerebro têm ? Que mente e que espírito possuem ? Ouvi hoje notícia de que em determinado lugar seria, entre outras, executada a Sinfonia nº 40 de Mozart, e o locutor teceu os maiores elogios ao autor e à obra. Não pude deixar de associar sua coluna a essa notícia, e fiquei pensando qual a diferença entre esse operário descansando cinco ou dez minutos para voltar aos seus tijolos, e Mozart. Eu sei que isto parece uma tolice do tamanho de mil bondes, mas ainda assim ouso perguntar, que mérito tem uma pessoa que aos seis anos pôde fazer uma obra prima como ele fez ? Com o cerebro dêle, com a mente dêle, com o espírito dêle, seria uma vergonha se não o tivesse feito, e até, talvêz, tenha feito pouco. Por favor não se choque, eu já estou chocado por todos nós. E eu acho que não há mérito em gostar do que é belo, nem demérito em não o apreciar. São tantos os fatores determinantes ! Entretanto e apesar disso tudo, eu ia lamentar as pessoas incapazes de apreciar o belo, em qualquer de suas expressões, mas, por outro lado, quem disse que o homem é mais feliz do que a joaninha ? Ou é ?

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Valentim Carval
3/5/2002 às
22h39 195.23.129.35
(+) Valentim Carval no Digestivo...
 
Paranóico
E eu que já me considerava portador de uma "paranóia controlável"... Mas tenho melhorado. E obrigado pelo acalanto, Sue. Cê é muito doce (controle o ciúme, hein, Fábio).

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
16h51 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Prados mais verdes
Caro Rogério, lendo todos os comentários anteriores, pude perfeitamente entender o motivo de sua confusão. Não se sinta mal... mas nunca pense que o Capitão Fabio seria capaz de uma falta de classe destas! Achei o seu prado em particular bastante verde e convidativo, e vou dar uma olhadinha no seu blog já, já. Beijos da Sue

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Assunção Medeiros
3/5/2002 às
16h30 200.184.36.68
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
Acontece
Acontece, acontece...Isso só prova a minha teoria de que a Internet é um Ambiente Altamente Paranóico...

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Alexandre
3/5/2002 às
16h17 200.205.157.155
(+) Alexandre no Digestivo...
 
Embaraço, reconheço.
Fiquei meio atordoado com o negócio ao ponto de cometer o seguinte paradoxo: "... por motivos que desconheço ..." e logo depois digo que conheço o motivo "e não compreedeu porque..."

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
15h59 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
prado da casa
Rogério, eu não lembrava que seu sobrenome era Prado e confesso que ainda nem li sua outra mensagem neste forum. Mas já visitei seu blog e tenha certeza de que sou capaz de compreender e gostar do que você escreve. O Alexandre está certo, eu estava me referindo a joaninha Feiticeira. Um abraço, Fabio.

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Fabio
3/5/2002 às
15h53 200.183.94.214
(+) Fabio no Digestivo...
 
Santa ingnorança!
De novo: foi mal, Fábio. Como sou burro! E como eu pude depreender que a joaninha prado era alusão ao meu sobrenome se tenho assinado com o sobrenome Macedo? Putz, que melada, hein? Rogério

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
15h54 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Mulheres lendo
Juliano, Sue, Homer, Rogério, Roberto, e Fabio- mil obrigados pela visita e pelas palavras. Bernardo, obrigado também. Mas solução não é comigo...Está bem, lá vai uma soluçãozinha: revistas do tipo Playboy, ao invés de fotografarem as mulheres brincando com bolas gigantes de plástico, como se elas tivessem 5 anos, vão fotografá-las lendo, com os óculos na pontinha do nariz. Ler é sexy! Ou essa solução é nerd demais? Não, não acho- gostei. Um abraço, Alexandre.

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Alexandre
3/5/2002 às
15h39 200.207.125.11
(+) Alexandre no Digestivo...
 
A Peiticeira, Rogerio!
Rogério, tenho certeza que o Fabio se referiu à Joana Prado, a Mulher que Me Dá Medo. A Feiticeira, cujo apelido já nasce da ignorância (erraram o seriado). Não a você. Há Prados e Prados...Um abraço, Alexandre Soares.

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Alexandre
3/5/2002 às
15h29 200.205.157.155
(+) Alexandre no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




As Ilusões Perdidas
Honoré de Balzac
Abril Cultural
(1981)



Reflexões sobre a Loucura
J. K. Wing
Jorge Zahar
(1979)



A Lata de Lixo da História
Roberto Scharz
Paz e Terra
(1977)



Lorde Jim
Joseph Conrad
Abril Cultural
(1971)



Grandes Heróis Marvel Nº 10 - os Vingadores - Visão
Steve Englehart - Sal Buscema e Outros
Abril
(1985)



Os Sonhos Sempre no Eterno Amanhã
Albino Gonçalves Ramos
Casa do Autor
(2008)



Monstros a Solta N° 3
Marvel
Panini



Brasil Processo e Integração
G. Galache; M. Andre
Loyola
(1972)



Viagem ao Centro da Terra
Júlio Verne
Ciranda Cultural
(2016)



Tesouro Disney Peninha e o Ganso Dourado
Vários Autores
Nova Cultural
(1987)





busca | avançada
74045 visitas/dia
1,8 milhão/mês