Para onde a arte vai? | Cristina Jacó

busca | avançada
58445 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Céu se apresenta no Sesc Guarulhos
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A concisão dos meus poemas
>>> 13 de Novembro #digestivo10anos
>>> O altar das montanhas de Minas
>>> Dez obras da literatura latino-americana
>>> Prelúdio, de Júlio Medaglia
>>> Soul Bossa Nova
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
>>> A proposta libertária
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> A morte absoluta
Mais Recentes
>>> Manual de Contabilidade das Sociedades por Ações. de Sérgio de Iudícibus; Eliseu Martins; Outros pela Atlas (2008)
>>> A Civilização Nóbia Até a Conquista Árabe de Jean-marc Brissand pela Ferni (1977)
>>> Novo Código de Ética Médica de Cremesp pela Cremesp (2009)
>>> Filosofemas - Ética, Arte e Existência de Rita Paiva pela Unifesp (2010)
>>> Vozes Roubadas de Melanie Challeger pela Cia. Das. Letras (2008)
>>> Educação Física Educação Musical Arte Dramatica de Formar pela Formar
>>> Para Viver um Grande Amor de Vinícius de Moraes pela Companhia das Letras (2010)
>>> Uma Teoria Provisória do Amor de Scott Hutchins pela Companhia das Letras (2012)
>>> 500 Perguntas Sobre Sexo de Laura Meller pela Objetiva
>>> Educacao sem Distancia de Romero Tori pela Artesanato Educacion (2017)
>>> Criar - Viva o Extraordinário de Lester Bello pela Bello
>>> Em Nome da Segurança Nacional de Maria Helena Simões Paes pela Atual (2014)
>>> Com Que Roupa Que Eu Vou? de Ana Hickmann pela Ediouro (2008)
>>> Perguntas Que Precisam de Resposta de Philip Yancey pela Mundo Cristão (2003)
>>> Estratégias de Negociação de Rogr Fisher pela Ediouro
>>> Alte Pinakothek - Munique - Vol. 20 de Daniela Tarabra pela Folha de S. Paulo (2009)
>>> O Terceiro Milênio e as Profecias do Apocalipse de Alejandro Bullón pela Casa Publicadora Brasileira (2000)
>>> Avaliaçao de Desempenho de Benedito Rodrigues Pontes pela Ltr
>>> Melhore Seu Destino Culturando os Antepassados de Masaharu Taniguchi pela Seicho-no-ie (1994)
>>> Enciclopédia Brasileira Mérito Vol. 4 de Angel-bail pela Mérito (1984)
>>> Casa Rossa de Francesca Marciano pela Record (2004)
>>> Os Mambo Kings - Tocam Cancões de Amor de Oscar Hijuelos pela Virgiliae (2013)
>>> O Leitor de Bernhard Schlink; Pedro Sussekind pela Record (2009)
>>> Isaac Newton: o Cientista Que Desvendou a Gravidade de Folha de S. Paulo pela Folha de S. Paulo (2021)
>>> Trabalhos Escolhidos de Antonio Peticov pela Matalivros (2003)
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 29/7/2008
Comentários
Leitores


Para onde a arte vai?
Que beleza de texto: interessante e fundamentado. E seus comentários também. Parabéns a todos que entraram nessa discussão. Mas para mim cabe uma pergunta, por pura curiosidade: "Estamos prestes a uma girada de roda?" Digo: se os movimentos artísticos vêm e vão ao longo dos séculos, e atualmente sinto que todos concordam que a arte contemporânea está em crise, será que não estamos prestes a uma retomada do passado, com um novo olhar, assim como o Renascimento foi, de certa forma uma retomada da antiguidade clássica? Qual seria o próximo passo? Voltar a valorizar mais o figurativo? O que acham? Abraços a todos.

[Sobre "Picasso versus Duchamp e a crise da arte atual"]

por Cristina Jacó
http://www.desenhotudo.com
29/7/2008 às
17h01 201.88.24.69
(+) Cristina Jacó no Digestivo...
 
Esquecer e enterrar!
Delícia de ler essa receita! Você escreve bem, é engraçada, espontânea e sábia! Parabéns!

[Sobre "Como esquecer um grande amor"]

por regina mas
29/7/2008 às
15h30 201.37.224.155
(+) regina mas no Digestivo...
 
Vive la difference!
Bastante interessante sua reflexão sobre as complexas mudanças que vêm ocorrendo nos relacionamentos afetivos entre homens e mulheres. Através da minha própria experiência, já que presenciei essa transição, observo que a partir da explosão do "feminismo", as mulheres, em geral, sentiram-se quase na obrigação de acompanhar o ritmo e os modismos da nova era. Ser "apenas" dona de casa ou do lar, tornou-se meio humilhante. É como se a nobre tarefa de cuidar do lar e dos filhos fosse algo menor... E a mulher, querendo ou não, tendo ou não vocação, lança-se no mercado de trabalho em busca de auto-afirmação. Se o homem não se adaptou bem aos novos tempos, acredito que as mulheres também tentam encontrar o ponto de equilíbrio que, de certa forma, perderam. Com todo o respeito que merece a luta da mulher por seu espaço no mundo, penso que é de suma importância lembrar que homens são diferentes de mulheres, não só fisicamente, mas emocionalmente também. E "vive la difference!"

[Sobre "Amor e relacionamentos em tempos de transição"]

por regina mas
29/7/2008 às
15h11 201.37.224.155
(+) regina mas no Digestivo...
 
de acordo com os 6 passos
Muito, muito bom! Eu estava aqui prestes a curtir minha milionésima quinta dor de cotovelo do ano e desisti depois de ler seu artigo! ehhehe Fiquei morrendo de preguiça... Estou totalmente de acordo com os 6 passos ;)

[Sobre "Como esquecer um grande amor"]

por Mila Neri
29/7/2008 às
13h29 201.73.91.177
(+) Mila Neri no Digestivo...
 
Mulheres gostam é de sofrer
É uma biboca, Pilar, este negócio de amor. Eu despachava a mulherada com naturalidade e com sentimento de dever cumprido. Se ñ queria +, por que ficar com elas? Um dia, um amigo me disse q eu fazia as mulheres sofrerem. Resolvi ficar + tempo com um exemplar deste curioso gênero p/ ver no q dava. Bastou falar a frase "eu te amo" e a garota veio displicente abotoar a gola de meu colarinho, dizendo "eu também te amo,seu bobo", seguido de 1 beijinho rápido, sincero como aquele beijo no Jardim das Oliveiras. Nunca + vi brilho nenhum nos olhos dela, antes de mandá-la passear. Ora, por q as mulheres me reprovam se democratizo os afetos? Por q reclamam se meu coração clama por um amor universal? Todos afirmam o mesmo: basta um dos amantes se apaixonar, p/ o outro menosprezar, se não anular o companheiro. Porcapipa, toda hora vemos as mulheres suspirando por 1 amor ñ correspondido. Quase nada por 1 correspondido. Que concluímos nós, homens: elas gostam de sofrer. E quem sou eu p/ negar a elas este inigualável prazer?

[Sobre "Como esquecer um grande amor"]

por mauro judice
http://www.gizeditorial.com.br/maurojudice
28/7/2008 às
17h45 200.100.72.70
(+) mauro judice no Digestivo...
 
Pantanal e Guimarães Rosa
É isso, Taís; e é isso, Fernando. Pantanal é quase um livro. Guimarães Rosa gostaria de vê-la... E em vez do bobo Benedito ficar brigando na Justiça, deveria escrevê-lo com todos os diálogos que nos emocionam.

[Sobre "A simplicidade do humano em Pantanal"]

por Norma Nascimento
28/7/2008 às
17h16 201.58.244.9
(+) Norma Nascimento no Digestivo...
 
Arte não precisa fazer sofrer
Pra mim, desde que houve o rompimento com a ditadura da forma não faz sentido regredir, ou seja: não faz mais sentido tentar substituir a máquina fotográfica, mas sim superá-la. E para conseguir isso o artista precisa se dedicar ao estudo, descobrir como superá-la e em quê superá-la exatamente. Pessoalmente, acho que o que conhecemos como a "cena da arte contemporânea" virou mais um circo... não sei se isso é bom ou ruim, mas me sinto farta da arte que transgride, da arte que só quer romper, só quer fazer pensar sobre nada ou causar dor. Será que já não sofremos demais dia-a-dia? Parabéns pelo artigo.

[Sobre "A arte contemporânea refém da insensatez"]

por Cristina Jacó
http://www.desenhotudo.com
28/7/2008 às
15h22 201.67.93.120
(+) Cristina Jacó no Digestivo...
 
a arte pode ser tudo e nada...
Olá, Paula, parabéns, texto maravilhoso. Queria ter colocado a mão num texto desses por volta de 1997, quando estava na faculdade de artes. Queria poder esfregar umas verdades na cara de alguns professores. Porque justamente o que eles não ensinam é como sabermos o que fazer. Tudo que nos imputam é um coro de vozes a favor do sistema. Queria ter descoberto mais cedo que, tanto para um artista (eu) quanto para um "leigo", o que realmente importa é o que nós mesmos acreditamos, é a nossa verdade e, não, o modismo. Porque um dia o modismo virar a nosso favor. Já que correntes vêm e vão o tempo todo. Grande reflexão, abraços.

[Sobre "O valor da arte contemporânea"]

por Cristina Jacó
http://www.desenhotudo.com
28/7/2008 às
14h50 201.67.93.120
(+) Cristina Jacó no Digestivo...
 
Resultante de uma idéia
A junção de ousadia, trabalho e competência é o resultado da equação do sucesso. Parabéns, Julio, por ter sabido resolvê-la.

[Sobre "E assim se passaram dez anos..."]

por Antonio P. Andrade
28/7/2008 às
12h19 189.26.216.109
(+) Antonio P. Andrade no Digestivo...
 
As duas faces de Machado
Enquanto escritor, Machado de Assis é indubitavelmente o maior. Suas obras foram de extrema relevância no contexto literário mundial. Mas, nas questões relativas ao avanço ideológico do preconceito social e racial, era criticado por outro renomado, Lima Barreto, segundo o qual o mesmo - Machado - era omisso. No seu centenário, não há como deixar de lado essa nuance.

[Sobre "Machado sem corte"]

por Antonio P. Andrade
28/7/2008 às
12h12 189.26.216.109
(+) Antonio P. Andrade no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Caminhos das Civilizações
José Geraldo de Moraes
Atual
(1993)



12 Anos de Escravidão
Solomon Northup
Penguin Companhia
(2014)



Verachtet
James W. Nichol
Goldmann Verlag
(2007)



Como Alterar o Comportamento Humano
H. R. Beech
Ibrasa
(1976)



Caminho de um novo paradigma para a Catequese. III Semana Latino-Americana de Catequese
Conselho Episcopal Latino Americano
Edições CNBB
(2008)



Faça! Matemática 3 º Ano - Parte 1
Giovanni - Giovanni Jr - Boneto
Ftd
(2016)



Jesus e Seu Povo
Paul S. Minear
Metodista
(1959)



Gold Vale Ouro (1979)
Joseph Heller
Nova Fronteira
(1979)



Direito Civil - Quarta Edição
Sílvio de Salvo Venosa
Atlas
(2004)



Tex Nº 362
G. L. Bonelli
Mythos
(1999)





busca | avançada
58445 visitas/dia
1,8 milhão/mês