POR MAIS QUE DOA ACEITAR ... | Ricardo

busca | avançada
74045 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Férias de Julho: Museu Catavento e Teatro Sérgio Cardoso recebem a Cia. BuZum!
>>> Neos firma parceria com Unicamp e oferece bolsas de estudo na área de inteligência artificial
>>> EcoPonte apresenta exposição Conexões a partir de 16 de julho em Niterói
>>> Centro em Concerto - Palestras
>>> Crônicas do Não Tempo – lançamento de livro sobre jovem que vê o passado ao tocar nos objetos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> PANFLETO AMAZÔNICO
>>> Coruja de papel
>>> Sou feliz, sou Samuel
>>> Andarilhos
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> Entrevista da Camille Paglia
>>> Vamos sentir saudades
>>> Sexo virtual
>>> The more you ignore me, the closer I get
>>> Padre chicoteia coquetes e dândies
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> A terra das oportunidades
Mais Recentes
>>> Desculpe a Nossa Falha de Ricardo Ramos pela Scipione (1988)
>>> Jeitos de ser de Beatriz Monteiro da Cunha pela Evoluir (1999)
>>> Poder Pode Mas... Não Deve de Barbara Virginia pela Grafikor (1986)
>>> Cyrano de Bergerac de Edmond Rostand pela Nova Cultural (2002)
>>> O Vôo Imperial 109 de Richard Doyle pela Record (1982)
>>> Noivo por encomenda de Peggy Daniels pela Nova Cultural (2009)
>>> Modelos Internacionais de Educação Superior - Eua, França e Alemanha de Reginaldo C. Moraes; Maitá de Paula e Silva pela Unesp (2017)
>>> Procura Meu Rosto de William A. Barry pela Loyola
>>> Planeta Nº 53 - a Jovem Revolucionária Se Tornou Monja Budista de Revista Planeta pela Tres (1977)
>>> Lisola Delle Voci e La Spiaggia Di Falesà de Robert Louis Stevenson pela Tascabili Newton (1993)
>>> Jorge Rachid Bussab de Jacob Klintowitz pela Marprint (1983)
>>> Curso de Iniciação Logosófica de Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche pela Logosofica (2009)
>>> O Retrato de Dorian Gray - Clássicos da Literatura Universal de Oscar Wilde -trad. Marina Guaspari pela Ediouro (1998)
>>> Balas de Estado - Edição Completa e Comentada de Machado de Assis pela Annablume (1998)
>>> Fantastic Four - Quarteto Fantastico - Vol. 2 no 3 - Importada de Jim Lee; Brando Choi; Ron Lim pela Marvel - Americana (1997)
>>> Deitada na Escuridão de William Styron pela Circulo do Livro (1992)
>>> Professoras Em Cena de Beatriz Kulisz pela Mediaçao (2004)
>>> Casa da Chris de Chris Campos pela Record (2004)
>>> Satisfação Garantida de Tony Hsieh pela Thomas Nelson Brasil (2010)
>>> Life, on the Line de Grant Achatz; Nick Kokonas pela Penguin Usa (2012)
>>> Justice League Vol. 6: Injustice League (the New 52) de Geoff Johns pela Dc Comics (2015)
>>> Casas de Família de Denis Tillinac pela A Girafa (2005)
>>> The Films of Peter Lorre de Stephen D. Youngkin; James Bigwood pela Citadel (1982)
>>> Globalização na América Latina: Integração Solidária de Clóvis Brigadão - Coord. pela Funag (1997)
>>> Os Mortos Tambem Contam de Miguel Méndez pela Escrituras (2002)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 15/5/2002
Comentários
Leitores


POR MAIS QUE DOA ACEITAR ...
... realmente a leitura é que faz a diferença, amigo Bernardo. Pena que não andamos 24 horas por dia com uma câmera ou gravador. Se ontem eu tivesse uma em mãos, enviaria o que ouvi, da forma como foi ouvido, e seria difícil não dar razão ao Alexandre. Aliás, a coluna dele está ficando científica, pois até uma amostra eu já consegui. Dá vontade de espetar com uma agulha e guardar num mostruário. Caso isolado? De forma alguma, é o que vejo diariamente, mas ontem com maior destaque. Você colocou a questão ética e de ação. OU a pessoa nasce ética, OU não nasce (nada de "sementinha" ética a ser desenvolvida, por favor). Se nasceu ético, a leitura que a fará desenvolver-se, atuar ainda melhor dentro de seus parâmetros éticos inatos. Se não nasceu, a leitura é a última chance de ser ético ao menos por osmose. O papel da leitura é de real destaque, porque infelizmente não temos mais abundância de pessoas pelas quais posamos pautar nossa conduta, até pisarmos firmes com nossos pés. São poucos, pouquíssimos os modelos vivos que temos "a disposição". A pessoa de ética inata procura seus pares, não encontra, e tendo oportunidade, refugia-se nos livros. Já a questão da oportunidade é relativa. "Ah, não posso comprar livros" ... Para que servem as bibliotecas públicas? "É longe de casa" ...Mas não inacessível ... "É difícil para mim ler" ... Sabe ler? Adquira então o hábito que fica mais fácil. Por fim, a quantidade do conhecimento é uma decorrência natural do envolvimeto. Um só livro pouco explica, daí a necessidade de recorrer-se a outros e outros, inclusive para tornar o lido eficaz.

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Ricardo
15/5/2002 às
09h42 200.227.233.116
(+) Ricardo no Digestivo...
 
Gigolô de madame
Bernardo, acertou na mosca. Dizem por aqui (Fortaleza) que o colunista social mais badalado, Lúcio Brasileiro, no dia seguinte à publicação das fotos de importantes "eventos sociais", só tem o trabalho de passar nas lojas de grife da cidade para recolher as ecomendas que alguns bons samaritanos deixaram pagas prá ele. Mas essa informação é de ouvir falar. Por favor, se quiserem ter a verdade investiguem. Não vamos ser irresponsáveis ao ponto de acusar alguém de gigolô de madame sem termos qualquer prova, né?

[Sobre "Quem é essa gente?"]

por Rogério Macedo
15/5/2002 às
08h59 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Guerreiro Impecável
Capitão, capitão... não pode ter sido felicidade que causou esse afrouxamento generalizado no seu texto. Você sempre foi um guerreiro impecável, que não fazia esse tipo de concessão ao humor, ao contrário o usava deveras bem (esse é o fórum das palavras antiguinhas, não é?)como arma para atormentar inimigos e espíritos fracos. Vejo agora decepcionada que meu Capitão Ornitorrinco também sofre às vezes de flatulência verbal... Estou triste como nunca... Beijo tristonho da Sue

[Sobre "ajoelhou? tem que rezar"]

por Assunção Medeiros
15/5/2002 às
02h41 200.184.36.125
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
Errata
leia-se "escatalógica" , tá?

[Sobre "Quem é essa gente?"]

por bernardo
15/5/2002 às
02h39 200.163.219.11
(+) bernardo no Digestivo...
 
Colunistas Sociais
Alexandre, Arrisco aqui um palpite sobre a origem dessa escalógica profissão: O colunista social. O cara não estudou e nâo tem grana e nem poder. Então,em vez de estudar ele vai puxar o saco de que tem poder e de quem ele acha de que tem grana, para ver ser ele, o colunista, cria algum poder e descola alguma grana. Ele poderia simplesmente puxar o saco de quem estudou, mas aí não teria graça... e nem assunto. Por outro lado, os que se deixam "colunizar" - ou aqueles que correm atrás disso- querem passar a idéia de que têm poder - ou de que têm grana - para aqueles que não têm poder nem grana ficarem com inveja deles. Interessante, não? No fundo, é o nosso velho conhecido pecado capital, a VAIDADE, pai/mãe de tantos desacertos em nossa (des)humanidade. Um abraço.

[Sobre "Quem é essa gente?"]

por Bernardo
15/5/2002 à
01h26 200.163.219.11
(+) Bernardo no Digestivo...
 
!
O Alexandre está parcialmente certo! Tente desenvolver uma idéia da próxima vez! Mesmo assim, adorei a piada da garota que ficou com medo de você se comportar como um padre! Sugestão: tente falar mais sobre a coisa da felicidade dos escritores. Dá pano pra manga. Tenho mais uma para "o brasil é...". O Brasil é... receber um e-mail de uma militante dos direitos humanos dos presidiários e ler na carta as palavras "voçê" e "fortalessem". Talvez "fortalessem" seja um neologismo que quer dizer que as pessoas ficariam mais "fortes", caso "lessem" mais! (péssima essa, né?)

[Sobre "ajoelhou? tem que rezar"]

por Evandro Ferreira
13/5/2002 às
21h20 200.167.234.134
(+) Evandro Ferreira no Digestivo...
 
Conjecturas
Alexandre e Ricardo, Particularmente, acho descabida uma discussão onde se vincule questões qualitativas do ser humano à prática de leitura - ou o tipo de leitura. A qualidade das pessoas se mede, em primeiro lugar, à luz da moral e da ética, que é o que norteia as suas ações. Se a pessoa lê pouco ou muito, e que tipo de leitura é essa, isso tem mais influência no aspecto meramente quantitativo, ou seja, a pessoa tem MAIS ou MENOS conhecimento. Então, são múltiplas as combinações entre "quantidade de conhecimento" e "ética e moral", o que, além das questões físicas, é o que gera a multiplicidade de pessoas que há no mundo: há modelos lindas, burras, mas sérias; há modelos lindas, inteligentes mas prostitutas; há médicos cultos pedófilos; há psiquiatras cultos assassinos (jornalistas também); conheço um açogueiro filósofo e sério. Enfim, há de tudo e cada um escolhe com que se relacionar. Já acabei um relacionamento onde eu achava que era por questão cultural, mas hoje sei que faltou foi amor. Antes, pus a culpa na minha ex-parceira. Hoje penso que ser iletrado não é necessariamente um ERRO. Pode ser falta de sorte, destino, sei lá, mas erro não, pois só erramos quando temos amplo conhecimento das coisas e mesmo assim tomamos algumas atitudes erradas, como por exemplo, o advogado ladrão, o padre que mantém uma amante, etc. Mas se desconhecemos a origem e a razão das coisas, onde há o erro? Tive um professor que dizia o seguinte: "a felicidade pressupõe uma boa dose de ignorância...). Abraços, Bernardo

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Bernardo
13/5/2002 às
17h15 200.163.219.109
(+) Bernardo no Digestivo...
 
O Escol
Essa gente é muito escolada, mas não são as pessoas mais cultas do Brasil. Creio que os encontros na ABL devem ser mais atraentes.

[Sobre "Quem é essa gente?"]

por Sérgio Tadeu
13/5/2002 às
16h40 200.244.157.30
(+) Sérgio Tadeu no Digestivo...
 
NÃO NECESSARIAMENTE ...
Nem tanto ao mar, nem tanto à terra ... Um "professor de filosofia" que leia de um livro apenas a página da qual necessita para fundamentar uma tese inútil, é tão "não-humano" como o ginasta que não lê. Aliás, ninguém mandou seu ginasta manter o corpo e esquecer o espírito. Se ouvir de alguém que ele não é humano, a culpa é dele mesmo. Cito uma máxima bem batida do próprio Aristóteles ao qual você recorreu: "A virtude está no meio". Cultive o corpo, mas não esqueça do espírito! A pressa com que escrevo só permite-me lembrar de máximas conhecidas de todos, mas mantendo-me na Antiguidade, lembro os romanos: "mens sana in corporem sanum". Se eu acho que Aristóteles foi mais humano que eu? Acho que nem somos pessoas que possam ser comparadas, pobre de mim ... (rs). Esses problemas que você aponta, pelo menos por mim têm sido evitados, pois aproximo-me de uma pessoa por afinidade, não aleatoriamente. Mesmo assim, a decepção não é algo raro. Acho que você está misturando duas coisas: 1ª relações travadas com uma pessoa que não faz as mesmas coisas que nós. Nisso eu não vejo problema algum. Um advogado e uma bióloga podem relacionar-se perfeitamente. 2ª, que é o problema que acho ter sido apontado inicialmente, relacionarmo-nos com uma pessoa de nível intelectual inferior àquele em que nossa presunção nos coloca. Aí e outra coisa. Um leitor de Proust não se relacionará plenamente com uma leitora de Depark Chopra, e se insistirem, sofrerão inafastavelmente as penas da imprudência. Será apenas uma questão de tempo.

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Ricardo
13/5/2002 às
10h30 200.227.233.166
(+) Ricardo no Digestivo...
 
Caducos no dia seguinte
O bom caderno de cultura é aquele que demora a envelhcer. Ultimamente eles andam ficando caducos de forma meteórica como as matérias que publicam. O tempo de duração da maiora deles é do horóscopo.

[Sobre "O frenesi do furo"]

por Otavio
13/5/2002 às
10h36 200.161.73.253
(+) Otavio no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Marketing Estratégico (lacrado)
Antônio Cláudio Santiago, Edilberto Camalionte
Dvs
(2004)



São Paulo é Legal - Patrimônio
Vanessa Sobrino / Bernardo França
Olhares
(2013)



O Romance Inacabado de Sofia Stern
Ronaldo Wrobel
Record
(2016)



For Your Eyes Only
Ian Fleming
Longman
(1973)



A Graça da Coisa
Martha Medeiros
L&pm Editores
(2014)



Voltaire, Volume 2/ Helvétius os Pensadores
Nova Cultura
Nova Cultural
(1988)



Business Result: Elementary: Teachers Book
John Hughes
Oup Oxford
(2013)



O Pastor Que Deus Usa - o Trabalho Pastoral Segundo a Palavra
Eugene Peterson
Textus
(2003)



Uma Rua Como Aquela
Lucília Junqueira de Almeida Prado
Record
(1980)



A Inovação Tecnológica no Ambiente de Trabalho
Thiago de Carvalho e Silva
Lumen Juris
(2015)





busca | avançada
74045 visitas/dia
1,8 milhão/mês