Limitações de uma coluna | Gian Danton

busca | avançada
82307 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Casa Flutuar apresenta agenda cultural com grandes nomes da música eletrônica brasileira
>>> Sarau do Vale participa do projeto de 10 anos do Grupo Rosas Periféricas
>>> Cia Linhas Aéreas serve aperitivo para a temporada presencial de 2022
>>> Rosas Periféricas apresenta Labirinto Selvático e Ladeira das Crianças em novembro
>>> SESI-SP apresenta Filó Machado 60 Anos de Música em teatros de São Paulo e Piracicaba
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Desprezo de Alberto Moravia e Jean-Luc Godard
>>> Cuba E O Direito de Amar (2)
>>> A Velhice
>>> I know you
>>> Vanguarda e Ditadura Militar
>>> Na Campus Party 2009 II
>>> Um piano pela estrada
>>> The Good Wife visita Private Practice
>>> Glamour e mistério em Belíssima
>>> Um fim de semana no campo
Mais Recentes
>>> Venda Mais - Os 14 mitos do Marketing - Ano 6 - Nº77 de Vários pela Quantum (2000)
>>> Venda Mais - Por que as empresas quebram? - Ano 6 - Nº80 de Vários pela Quantum (2000)
>>> Venda Mais - Você pode realizar seus sonhos - Ano 6 - Nº 75 de Vários pela Quantum (2021)
>>> Venda Mais - Porque você é do jeito que é - Ano 6 - Nº 78 de Vários pela Quantum (2000)
>>> Venda Mais - Edição aniversário - 7 anos - Vendendo mais e melhor de Vários pela Quantum (2001)
>>> Venda Mais - Negociando para ganhar - Ano 6 Nº 81 de Vários pela Quantum (2000)
>>> Venda Mais - Venda Mais! Venda para nichos de Mercado de Vários pela Quantum (2001)
>>> Torto arado de Itamar Vieira Junior pela Todavia (2020)
>>> O Investidor Inteligente de Benjamin Graham; Lourdes Sette pela Harper Collins (2017)
>>> O Profeta de Gibran Khalil Gibran pela Acigi
>>> Duna 1 - Edição Especial de Neil Gaiman; Frank Herbert; Maria Do Carmo Zanini pela Aleph (2017)
>>> Duna 1 - Edição Especial de Neil Gaiman; Frank Herbert; Maria Do Carmo Zanini pela Aleph (2017)
>>> Quando o Amor Triunfa de Giseti Marques pela Boa Nova (2016)
>>> Baía da Esperança de Jojo Moyes pela Intrinseca (2016)
>>> Milena de Denise Corrêa de Macedo pelo espírito Milena pela Eme (2019)
>>> Episódio da Vida de Tibério de J.W.Rochester Vera Kryzhanovskaia pela Eme (2018)
>>> Técnicas de Venda - Vendas X Produção de Vários pela Quantum (2000)
>>> O Livro da Verdadeira Cruz de Caravaca de Naasson Vieira Peixoto pela Eco
>>> Música, Ídolos e Poder: do Vinil ao Download de Andre Midani pela Nova Fronteira (2008)
>>> La Grande Aventure de La Criminologie de Jurgen Thorwaldo pela Albin Michel (1967)
>>> Português no Ginásio - Gramática e Antologia para 3ª Série de Raul Moreira Lêllis pela Companhia Nacional (1960)
>>> Tipos e Aspectos do Brasil de Sem Autor pela Ibge (1966)
>>> Historia Gráfica del Arte de Joseph Gauthier pela Victor Leru (1944)
>>> Garibaldi una Grande Vita in Breve de Denis Mack Smith pela Lerici (1959)
>>> Arte de Ensinar e Arte de Aprender de Varios pela Fundação Getúlio Vargas (1974)
COMENTÁRIOS

Sábado, 23/11/2002
Comentários
Leitores


Limitações de uma coluna
Adrian, Em uma coluna semanal, como é a minha no Digestivo, o tempo não nos permite aprofundar os assuntos. Daí a importância de leitores como você, que fazem comentários inteligentes e corrigem eventuais erros. De fato, embora tenha escrito sobre os mais diversos assuntos e a teoria dos fractais tenha sido usada para explicar o tempo, Mandelbrot era, essencialmente, um pesquisador da área de economia. Lorenz que se notabilizou por suas análises metereológicas. Olha, sempre erro o nome do Wiener e tenho de ficar me policiando para colocar o i no lugar certo. Essa passou na revisão... Obrigado pelo comentário.

[Sobre "A teoria do caos"]

por Gian Danton
23/11/2002 às
09h22 200.213.138.254
(+) Gian Danton no Digestivo...
 
Gato digitador
Eu me esqueci de um fato essencial: Matisse colocou a cor no centro do universo da pintura,ao criar o fovismo ou Fauvisme.O meu texto já estava pronto, quando Yax, meu gato digitador apagou tudo,ao passar correndo pelo meu teclado. Por isso, Ana, ambos criaram, mas as dúvidas persistirão sempre.Pouco importa quem foi o primeiro,o que nos interessa é a obra de cada qual e a rivalidade sadia que Matisse e Picasso desenvolveram.AB.

[Sobre "Matisse e Picasso, lado a lado"]

por AlbertoBeuttenmüller
23/11/2002 às
07h31 200.158.28.129
(+) AlbertoBeuttenmüller no Digestivo...
 
Viva Glauber
My God!!! Eu não acredito que alguém, sinta-se feliz com o lançamento de "Dirty Dancing" em DVD e escreva uma coluna para relembrar seus bons tempos. Com certeza você deve ser fã dos Menudos, e seu hit favorito deve ser do dominó "Tô P. da vida" - seu texto é hilário e custo acreditar que você possa estar escrevendo, ou se expressando sobre um filme tão..boçal, infantil, americanizado e debilóide. Viva Glauber, Welles, Joaquim Pedro de Andrade, etc... Aposto que você deve estar ansiosa pelo lançamento de "lambada - o ritmo quente", quem sabe papai Noel é bonzinho com vc e te traz no dia 25 mais um desses seus clássicos??? Quanto aos comentários dos leitores...sem comentários.

[Sobre "Dirty Dancing - Ritmo Quente"]

por Jorge
23/11/2002 às
04h50 200.153.112.217
(+) Jorge no Digestivo...
 
o Brasil errou feio dessa vez
Julio meus parabens, você foi muito feliz em suas colocações, pois soube descrever muito bem o pensamento do povo brasileiro em relação ao candidato eleito lula. Lula não tem nem experiencia administrativa nem maturidade para assumir o comando de uma nação tão falida quanto a nossa. Na minha opinião seu governo será um desastre. Ele não cumprirá nenhuma de suas promessas, mostrará sua outra face, deixando muitos de seus eleitores decepcionados. Lula não vai salvar o Brasil, pelo contrário nós acabaremos de afundar, pois seus alidos vão se aproveitar de sua santa ignorancia para fazer a festa com o dinheiro público, deixando-nos falidos e miseráveis, como os nossos vizinhos argentinos. Dessa vez o Brasil errou feio e todos nós pagaremos caro por isso.

[Sobre "Lula: sem condições nenhuma*"]

por livia batista rosa
22/11/2002 às
19h14 200.163.5.26
(+) livia batista rosa no Digestivo...
 
oops!
o negocim não faz quebra de linha automaticamente. será que aceita html?
enfim, o comentário, como era para ser originalmente, está em http://amigdala.do.sapo.pt/comment.htm

[Sobre "A teoria do caos"]

por Adrian
22/11/2002 às
19h20 200.221.238.114
(+) Adrian no Digestivo...
 
algumas observações
(ia mandar pelo e-mail, mas não tava indo. Pode apagar depois, se quiser) só algumas observações: quem esbarrou com a teoria do caos estudando modelos metereológicos foi Edward N. Lorenz, e não o Mandelbrot. O sistema de equações em questão, aliás, é o seguinte: (repare como *parece* simples) dx/dt = A(-x +y) dy/dt = rx - y - xz dz/dt = -bz + xy (x, y e z são funções somente de t, e A, r e b são constantes reais positivas) É possível que o velho Mandelbrot tenha aplicado sua matemática em problemas semelhantes (vale a pena pesquisar), mas a teoria dele não começa com estudos de metereologia, como o artigo dá a entender. É "Wiener", não "Weiner" ;) Acho que também precisa ficar mais clara no artigo a parte sobre o Demônio de Laplace. O demônio de Laplace, pode-se dizer, tem duas interpretações - uma "forte", que é a que diz que um demônio, com consciência de todos os dados com total exatidão e das leis que regem um sistema, seria capaz de fazer previsões sobre seu estado, também com total exatidão, em qualquer momento no futuro; e uma "fraca", que diz que um cientista, com conhecimento das condições iniciais com uma pequena margem de erro, seria capaz de fazer previsões, também com uma pequena margem de erro, sobre o futuro do sistema. Apenas a segunda foi questionada, com a dependência sensível das condições iniciais (o tal "efeito borboleta") da solução de alguns sistemas de equações diferenciais. Esta distinção está presente no texto, mas poderia ter ficado mais explícita (vc também deve estar de saco cheio de gente que lê um artigo por alto sobre teoria do caos e sai falando em fim do determinismo, fazendo elogios bobos da desordem etc, e invocando "teoria do caos", "sistemas não-lineares" e outras palavras mágicas para sustentar seja lá que idéia). Abraços, parabéns pelo artigo

[Sobre "A teoria do caos"]

por Adrian
22/11/2002 às
19h11 200.221.238.114
(+) Adrian no Digestivo...
 
Uma alma penada?
Então, o que SOU para os outros na condição de poeta ? Uma alma penada? É isso? Ó maldita tragédia! Golpe certeiro feriu-me as entranhas...

[Sobre "Ausência de espírito: presença de corpo"]

por Diogo
22/11/2002 às
15h11 200.226.185.148
(+) Diogo no Digestivo...
 
O de sempre
Parabéns ao contrário, Alexandre! Você conseguiu despertar a fúria de todos. Até o André Forastieri apareceu. Deve ter vindo tomar umas aulinhas de caos aqui nesse forum, para poder melhor editar sua "Coleção Baderna", pela inacreditável editora Conrad. Mas, sinceramente, não tenho mais paciência para ler tantas mensagens. O Felipe tentou até iniciar um diálogo! Meu Deus, que esperança! Confesso que, ao ler algumas mensagens, senti aquele ímpeto de explicar algumas coisas, mas os argumentos repetiam tão enfadonhamente os hábitos típicos da esquerda (como o de dizer que a direita não consegue se organizar, ou fazer coisas "úteis", ao invés de ficar escrevendo, ou dizer que o comunismo não deu certo por causa do cerco capitalista de que foi vítima), que nem me animei. Mas ao menos uma coisa eu vou dizer: se eu sobrevivesse de polêmicas, como afirmou alguém sobre os "bloguistas", ah... que pobre de espírito eu seria... Não, não, nós bloguistas não sobrevivemos de polêmicas. Nós abrimos nossos blogs e fazemos muitas amizades e descobrimos livros e sites por indicação, e formamos uma corrente de relações de trabalho, lazer e enriquecimento cultural (sim! isto existe!) que dá frutos bastante reais. Enquanto os inteligentes de sempre ficam tentando descobrir o sentido dos blogs, nós já estamos lendo o trigésimo livro, que descobrimos no centésimo blog que lemos. E entre um livro e outro, entre uma amizade e outra, recebemos visitas de levas de imbecis (sempre afetando surpresa e indignação), que sempre vêm em bando a levantar de uma vez os gráficos do Nedstat, e depois se vão como o vento, não sem antes negar que sejam asnos coletivizados. E não acho importante, como alguns, afirmar que não sou adepto de ideologia nenhuma. Quem quiser rotular, que o faça. Isso se chama livre-arbítrio. Já estou naquela de me lixar pra tudo isso. Honestamente, Alexandre, não acho que vale a pena. Ainda assim, apreciei o texto, muito espirituoso, irônico e bem humorado! E das reações que provocou, vejo que daqui a pouco um texto como esse precisará ser antecedido de uma advertência aos estraga-prazeres: "Aviso: este texto não quer ser científico e bem fundamentado". Abraços.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Evandro Ferreira
22/11/2002 às
12h14 200.167.242.77
(+) Evandro Ferreira no Digestivo...
 
Cubismo é criação de Cézanne
Querida Ana:conforme o título, quem inventou o Cubismo foi Céxanne, quando conceituou que podia sintetizar a natureza em três formas geométricas: o cone,a esfera e o cilindro.Picasso pegou o conceito e o aplicou, junto com Braque. A dúvida que divide os experts é: foi Braque o primeiro a aplicar o conceito de Cézanne ou foi Picasso. Quanto ao comentário de "mais honesto", não existe mais ou menos honesto; ou Picasso foi honesto ou não foi. Picasso realmente produziu demais, por isso a qualidade de sua obra é irregular, mas tecnicamente impecável, da mesma forma que Matisse; daí nasceu a rivalidade entre eles, pois ambos queriam ser os continuadores de Cézanne. Não creio que haja nada descartável na obra de Pablo Picasso, suas obras menores são superiores às maiores obras dos demais de sua geração.Lembro que o pai de Picasso,professor de pintura,largou os pincéis,quando viu uma obra do filho; e Picasso tinha apenas doze anos, na ocasião.Aconselho-a a evitar o adjetivo qualificativo "interessante",que usamos quando não sabemos como qualificar. Como dizia um dos meus velhos mestres, interessante é mulher grávida. Beijão Ana. AB

[Sobre "Matisse e Picasso, lado a lado"]

por AlbertoBeuttenmüller
22/11/2002 às
09h24 200.158.28.98
(+) AlbertoBeuttenmüller no Digestivo...
 
Não judie de mim!
Alê, meu amor... Reli todos os comentários e cheguei à conclusão que posso estar me tornando uma pessoa bastante triste, pois do jeito que isso aqui está indo (com tanta gente querendo te matar) posso ficar viúva antes mesmo do casamento! He, he... Pense nisso e tente criar uma discussão mais "leve" a partir do seu próximo texto, Ok?! Um pedido em vão, já que te conheço o suficiente para saber que é mesmo essa polêmica que te diverte... Ainda assim, cuidado! Pois qualquer hora estaremos passeando pelo shopping e um os seus leitores aparecerá com uma barra de ferro para tacar na tua cabeça!!! Então o título do meu próximo livro será: "O Amor Interrompido Pela Esquerda!" Tenha dó... Beijos.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por *Roberta*
22/11/2002 às
09h57 200.148.24.225
(+) *Roberta* no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Maçãs Envenenadas
Lily Archer
Galera Record
(2012)



O Livro dos Humanos
Adam Rutherford
Record
(2020)



Transplante
Frank G. Slaughter
Record
(1986)
+ frete grátis



Receitas Para Pratos Rápidos
Michelle Berriedale Johnson
Melhoramentos
(1986)



A Desapropriação a Luz da Doutrina e da Jurisprudência
José Carlos de Moraes Salles
Revista dos Tribunais
(1992)



Direito Processual Civil: Processo Cautelar
Nelton Agnaldo Moraes dos Santos
Campus
(2007)



Bacon - Os Pensadores
Francis Bacon
Nova Cultural
(1997)



A Construção Social dos Regimes Autoritários - Europa
Denise Rollemberg
Civilização Brasileira
(2011)



O Primo Basílio
Eça de Queiroz
Folha de S. Paulo
(1997)



Sketchbook
Will Conrad
Criativo
(2013)





busca | avançada
82307 visitas/dia
1,8 milhão/mês