Respondendo | Amâncio Siqueira

busca | avançada
58048 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Nos 30 anos, Taanteatro faz reflexão com solos teatro-coreográficos
>>> ‘Salão Paulista de Arte Naïf’ será aberto neste sábado, dia 27, no Museu de Socorro
>>> Festival +DH: Debates, cinema e música para abordar os Direitos Humanos
>>> Iecine abre inscrições para a oficina Coprodução Internacional para Cinema
>>> MAB FAAP recebe a exposição Ensaios de Inclusão
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
>>> A Lei de Murici
>>> Três apitos
>>> World Drag Show estará em Bragança Paulista
>>> Na dúvida com as palavras
>>> Fly Maria: espaço multicultural em Campinas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O melhor de 2008 ― literatura e cinema
>>> Depressão
>>> Útil paisagem
>>> Tradução e acesso
>>> A proposta libertária
>>> Francis Ford Coppola
>>> Em terra de cego, quem tem olho é Pelé
>>> No início, era o telex
>>> Viagem a 1968: Tropeços e Desventuras
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker
Mais Recentes
>>> Flexibilização Organizacional de Jorge N Pameira e Outros pela Fgv (2002)
>>> A Vitória da Verdade de Vera Lúcia Proença pela Lúmen (2002)
>>> O Erro Como Estratégia Didática de Neuza Bertoni Pinto pela Papirus (2009)
>>> Vai e Reconstrói a Minha Igreja de Pe. Roberto José Lettieri pela Palavra & Prece (2008)
>>> O Livro Dos Amores de Gabriel Chalita pela Companha Nacional (2005)
>>> As Valkírias de Paulo Coelho pela Coleção (1988)
>>> Einstein - o Engma do Universo de Huberto Rohden pela Martini Claret (2005)
>>> Nova Política Economica de Celso Furtado pela Paz e Terra (1976)
>>> O Que Atraiu Warren Buffett de Barnett C Helzberg Jr. pela Fundamentos (2009)
>>> Eros e Psique de Luiz Guasco pela Scipione (2012)
>>> A Menina do Vale de Bel Pesce pela Casa da Palavra (2012)
>>> Educação: Truques Velhos, Palavras Gasta de Antonio Luiz Mendes de Almeidas pela Quórum (2004)
>>> Fodors Econômico Itália de Fodors pela Do Autor (1995)
>>> Memoria de um Suicida de Yvone A Pereira pela Feb (2012)
>>> Contos Consagrados - Coleção Prestigio de M Cavalcante Proenca pela Ediouro (2000)
>>> Simplesmente Aloma de Aloma Moreira Sampaio pela Rebote (2013)
>>> Aventuras do Menino Chico de Assis de Luís Jardim pela José Olimpio (2000)
>>> Globalização a Olho Nu - o Mundo Conectado de Clóvis Brigagão e Gilbero M. A. Rodriguês pela Moderna (2004)
>>> Organizar seu Lar - 52 Maneira de acabar com a bagunça de Óba pela Melhoramentos (2014)
>>> 101 Solução Feng Shui de Nancilee Wydra pela Pensamento (2002)
>>> As Moscas Azuis de Carmem Posadas pela Planeta (2012)
>>> Adultérios de Aldo Naouri pela Martinsfontes (2009)
>>> Lojas - Motivos Que as Levam ao Sucesso Ou ao Fracasso de Adriano Godoy pela Qualymark (2004)
>>> Minha Vida Com Mestre de Paramahamsa Prajnanananda pela Lika (2001)
>>> Jornalismo investigatigação - O caso Quércia de Sérgio Buarque de Gustão pela Civilização Brasileira (1993)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 27/5/2010
Comentários
Leitores


Respondendo
Os ateus formam a classe de credo que mais cresce no mundo, e não apenas no Brasil, onde já somam mais de cinco milhões. Se houver armário tão grande, então realmente eles cabem em um. O livro a que o artigo se refere trata da utilidade do cristianismo, enquanto Paulo Athayde apresenta apenas argumentos sobre o fato de a igreja ser tão criminosa quanto a sociedade; ou seja, mais um argumento contra a utilidade do cristianismo. Se aqueles que se dizem representantes de deus na Terra são tão criminosos quanto os pecadores que têm a tarefa de guiar para a salvação, então por que não deixar que os próprios pecadores se guiem? Pior: o próprio contra-argumento sugere que os pedófilos ingressam no clero para ser acobertados. Dizer que os Estados Unidos não têm problemas democráticos com o fundamentalismo é de uma ignorância geopolítica tão grande que nem vou considerar como algo que se deva responder.

[Sobre "Para que o Cristianismo?"]

por Amâncio Siqueira
http://amanciosiqueira.wordpress.com
27/5/2010 às
12h55 200.196.168.40
(+) Amâncio Siqueira no Digestivo...
 
Sempre roubando ideias
Já prestaram atenção? Estes grandes negócios da Web, da informática em geral, sempre têm uns casos interessantes como este. Lembram da história do Bill Gates? Quase a mesma coisa. Sempre estão roubando ideias de alguém. "Ben Mezrich conta que Zuckerberg praticamente roubou a ideia do Facebook do site Harvard Connection - enquanto era seu desenvolvedor -, e que também passou a perna em seu sócio investidor, por coincidência um brasileiro de nascimento, Eduardo Saverin." Antes o Facebook era restrito, hoje qualquer um pode entrar. Se o seu fim está decretado, não vou perder quase nada, frequentei muito pouco o Facebook.

[Sobre "O começo do fim do Facebook?"]

por Manoel Amaral
http://osvandir.blogspot.com
27/5/2010 às
11h08 189.107.99.50
(+) Manoel Amaral no Digestivo...
 
O valor do palavrão
Muito perspicaz e bastante coerente os seus argumentos. O palavrão é como todas as outras palavras, junção de letras (grande e emérito pensamento) e só faz mal a quem a interpreta diferente do modo com que é dito. Tropicou, um "palavrão" faz um bem melhor que gelo para abrandar a cólera. Parabéns!

[Sobre "Palavrão também é gente"]

por Cilas Medi
27/5/2010 às
08h42 201.1.215.98
(+) Cilas Medi no Digestivo...
 
Andar com os próprios pés
O ser humano deve ser criado nos prícipios básicos culturais, sociais e religiosos de sua sociedade. Ele deve ser treinado para andar com seus próprios pés, ser independente e andar na companhia dos justos.

[Sobre "Como treinar um ser humano"]

por Maíra Barbosa
http://@mairabarbosa43
26/5/2010 às
20h24 189.76.215.202
(+) Maíra Barbosa no Digestivo...
 
O diálogo é essencial
A pior coisa do mundo é você conviver com alguém quardando uma mágoa desta pessoa. É essencial que exista diálogo entre as pessoas, principalmente com as que moram conosco; o esposo ou a esposa, principalmente. Nós nos sentimos muito melhores sabendo que estamos bem com todos ao nosso redor - e eles também.

[Sobre "Simplicidade ou você quer dormir brigado?"]

por Maíra Barbosa
http://twitter.com/mairabarbosa43
26/5/2010 às
19h33 187.73.255.134
(+) Maíra Barbosa no Digestivo...
 
Religião e democracia
Completando: ainda segundo o El País, que consultou especialistas religiosos e leigos, a pedofilia nas instituições religiosas refletiria um quadro estatístico equivalente ao da propria sociedade como um todo e, provavelmente, os religiosos pedófilos teriam buscado a religião como uma maneira de facilitar a sua vida e ter a proteção da instituição. "A conclusão de sua tese é de que existem maiores chances de se viver democraticamente em países onde a religião é pouco presente do que em países fortemente religiosos (veja-se o caso dos totalitarismos do Irã, Afeganistão talibã e Arábia Saudita). Por isso, entre outras coisas, o cristianismo é inútil para o mundo..." O preconceito contra o Islamismo, que não é de hoje, explica o argumento entre aspas. É notório que nos EUA se professa um dos dois maiores fundamentalismos religiosos do mundo - protestante -, ao lado do próprio Irã e, pelo que se sabe, os EUA não tem qualquer problema com: "... chances de se viver democraticamente...".

[Sobre "Para que o Cristianismo?"]

por Paulo Athayde
http://metanoverde.blogspot.com
26/5/2010 às
14h07 187.106.3.82
(+) Paulo Athayde no Digestivo...
 
Pedofilia e celibato?
Queria pinçar alguns pontos do artigo: "com os escândalos da igreja católica, com processos contra padres que andam estuprando crianças sob sua proteção..." O El País publicou, em 08/04/2010, um artigo em que comentava a onda de denúncias feitas pelo periódico alemão Der Spieguel, segundo o qual dos 210 mil casos de pedofilia denunciados na Alemanha desde 1995, apenas 95 deles envolveram religiosos, não necessariamente católicos. E os demais 209,905 casos? A Der Spieguel, como a midia no geral, vem trazendo uma "informação rasteira", que associa a pedofilia ao celibato e à igreja católica. Nada mais falso, como pode ver no parágrafo anterior. Depois, por uma questão conceitual. O celibato significa uma restrição a atividade sexual, seja o religioso heterosexual, homosexual ou pedófilo. Só para fechar. O artigo diz muito bem: "...nova onda de ateus finalmente saindo do armário...". Concordo plenamente, pois é onde eles todos cabem: em um armário.

[Sobre "Para que o Cristianismo?"]

por Paulo Athayde
http://metanoverde.blogspot.com
26/5/2010 às
13h59 187.106.3.82
(+) Paulo Athayde no Digestivo...
 
Estéticas de gostos estranhos
Guga é Gago por Gaga; Havia um Gago que gaguejou: Neste Universo Físico, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. O tio Lavoisier parece que só emplaca nos livros, no ensino, e fica muito longe na prática de muitos. Titio era Gago, tinha apelido de Guga e depois dizem ter ficado um velho Gaga. Ele costuma levantar do túmulo quando dizem que alguém criou alguma coisa impossível. Portanto, estética é isto, transformação. Estética não significa necessariamente beleza, vemos tantas estéticas de gostos estranhos, ou mesmo bizarros, e fazendo sucesso. O que manteve as artes duvidosas no auge foi exatamente o gosto duvidoso ou as motivações financeiras destes ditadores do que é bom, do que vale, sem levar em conta a opinião do consumidor. Gaga ou Potter se assemelham também nesta linha, seja por um outro ponto de vista, seja pela linha que desejam e conseguem atingir. Chamam de Original uma obra de arte que já passou por restaurações e não sabem que todo Original tem uma Origem...

[Sobre "Lady Gaga, uma aula do pastiche"]

por Celito Medeiros
http://www.celitomedeiros.com
26/5/2010 às
12h00 201.22.55.64
(+) Celito Medeiros no Digestivo...
 
A sua vista não conta?
Antes de mais nada, eu sou bem velho, portanto não sou da geração de hoje. Devo lhes dizer que esta discussão sobre o que é melhor, o que vai sobreviver, o jornal de papel ou o livro e o jornal do computador estaria mal colocada. A grande questão é a antiga forma de distribuição dos jornais em papel, e ela já está mudando. Quem de nós não recebeu nos cruzamentos da vida jornais do tipo "Metro" e outros que o seguem, com artigos bem escritos, atuais e dinâmicos? Depois os leitores da telinha que me desculpem por este sacrilêgio, mas e a sua vista não conta? Estes usuários contumazes recebem a luz de frente e hoje em dia tem mais jovens necessitando usar os malditos óculos do que antes. O estrago causado por esta maquininha só vai aparecer com o tempo e com a idade e como fará falta de uma boa visão. Bem, não existe "sandwich grátis", como já diziam os nossos "irmãos" do norte, pois tudo tem o seu preço. Esta é a minha opinião sobre o assunto.

[Sobre "iPad, Kindle, salvação e histeria"]

por Lajos Attila Sarkozy
26/5/2010 às
11h06 189.62.147.153
(+) Lajos Attila Sarkozy no Digestivo...
 
Jornal é jornal, site é site!
Você abordou um ponto muito importante sobre a adaptação dos jornais para a internet: forçar que um se pareça com outro. Jornal é jornal, site é site! Adaptar jornal impresso para se parecer com site é totalmente errado: não atrai novos assinantes - quem gosta de site navega na internet - e pode afastar os antigos - para ler um arremedo de site é melhor largar a versão impressa e navegar na rede. E fazer site parecer com a versão impressa é outro erro: a tela do computador é sempre muito menor que a página do jornal impresso - as letras e fotos ficam mínimas, sem o impacto da versão impressa, a navegação é difícil e a virada das páginas é horrível. O modelo bom de jornal na internet é o da Folha, que apresenta os textos limpos, com indicação dos artigos anteriores e posteriores, bem como o índice geral das matérias. Falta só um pouco das fotos e gráficos da versão impressa. Quem não gosta assim, a versão "Folha On Line", "Estadão" e "O Globo" são muito boas.

[Sobre "iPad, Kindle, salvação e histeria"]

por José Frid
http://blogdofrid.blogspot.com
26/5/2010 às
10h13 201.27.99.254
(+) José Frid no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Atraídos pelo Amor
Eliane Furtado
Hama
(2009)



O Lado bom de ser Traída
Sue Hecker
Harper Collins
(2016)



Keys to Investing in Common Stocks (inglês) (1990)
Barbara Apostolou, Nick Apostolou
Barrons
(1990)



Essex: Turma do Bicentenário de Caxias Cfo 2003
Não Especificado
Não Especificada



Finis Mundi
Laura Gallego García
Sm
(2004)



O Abz Do - Infanto
Ziraldo
Melhoramentos



Depois do Funeral
Agatha Christie
Círculo do Livro



Les Grandes Tables Du Monde Traditions & Qualité 2005
Diversos
Conceptions
(2005)



Babbitt
Sinclair Lewis
Abril Cultural
(1972)



O Segredo dos Incas
Siegfried Huber
Itatiaia
(1963)





busca | avançada
58048 visitas/dia
2,2 milhões/mês