arte contemporânea sim | jardel

busca | avançada
74045 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> As Águas do Futuro
>>> Iecine abre inscrições para a Oficina de Roteiro
>>> Férias de Julho: Museu Catavento e Teatro Sérgio Cardoso recebem a Cia. BuZum!
>>> Neos firma parceria com Unicamp e oferece bolsas de estudo na área de inteligência artificial
>>> EcoPonte apresenta exposição Conexões a partir de 16 de julho em Niterói
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> PANFLETO AMAZÔNICO
>>> Coruja de papel
>>> Sou feliz, sou Samuel
>>> Andarilhos
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Divisões históricas
>>> Comentaristas de Seriados
>>> Os enciclopedistas franceses rolam nos túmulos
>>> Entrevista com Chico Pinheiro
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> Entrevista da Camille Paglia
>>> Vamos sentir saudades
>>> Sexo virtual
Mais Recentes
>>> Cidadania no Brasil: O longo Caminho de José Murilo de Carvalho pela Civilização Brasileira (2013)
>>> Rumo Equivocado - o Feminismo e Alguns Destinos de Elisabeth Badinter pela Civilização Brasileira (2005)
>>> Você Acredita Em Milagres? de Anderson Cavalcante pela Sextante (2012)
>>> Adultérios de Woody Allen pela L&pm Pocket (2011)
>>> O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec pela Lake (2005)
>>> Anuario Indigenista - Volume 29 de Instituto Indigenista Interamericano / Gonzalo Ag pela Inst. Indigenista Intramerica (1969)
>>> Os axiomas de Zurique de Max Gunter pela Record (2007)
>>> Harry Potter e a pedra filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> América Indígena - Vol. 28 Nº 3 de Instituto Indigenista Interamericano / Jean Forbe pela Inst. Indigenista Intramerica (1968)
>>> Caim de José Saramago pela Companhia Das Letras (2009)
>>> As Ondas de Virginia Woolf pela Nova Fronteira (2004)
>>> O Caso Morel de Rubem Fonseca pela Folha (2003)
>>> Inmigracion y Colonizacion En La Argentina de Gaston Gori pela Eudeba (1964)
>>> Dinheiro e Psicanálise de Pierre Martin pela Revinter
>>> Comunicação pela Tv de George N. Gordon / Irving A. Falk pela Forum (1968)
>>> Nicolaas Gosse Vale - um Registro Interdisciplinar de Rossana Viana Gaia; Janaina Gaia Ribeiro Dias pela Viva Livraria (2014)
>>> Dados - Revista de Ciências Sociais - Volume 49 - 2 de Charles Pessanha - Edit. pela Iuperj (2006)
>>> Dinheiro e Psicanálise de Pierre Martin pela Revinter
>>> O Fator Gente Boa de Tim Sanders pela Sextante (2007)
>>> Maria Callas: a Mulher por Trás do Mito de Arianna Stassinopoulos Huffinton pela Companhia das Letras (1997)
>>> O Natal de Poirot de Agatha Christie pela Nova Fronteira (1979)
>>> O carrasco do amor e outras histórias sobre psicoterapia de Irvin D. Yalom pela Ediouro (2007)
>>> A medida do risco de Mitizy Olive Kupermann pela Ernst & Young (2004)
>>> Mulheres de 50 Anos de Michéle Thiriet; Suzanne Képés pela L&pm (1994)
>>> O Menino Que Perdeu o Rosto de Louis Sachar pela Record
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 30/5/2003
Comentários
Leitores


arte contemporânea sim
Maurício, gostei do seu texto, de sua crítica ao "grand monde" das artes plásticas -mas creio que deve-se tomar cuidado com uma defesa radical do passadismo em detrimento d enovas buscas estéticas - que, como sabemos, muitos artistas fazem de forma séria, não comercial. Há também um univeros de obras ocntemporâneas que não só criticam a arte enquanto comércio quanto também se dissolvem para não se tornarem mercadoria. de qualquer forma, devemos também tomar cuidado para não esperar encontrar um mundo de "rembrandts de feira hippie" que andam por aí, ocm seus desenhinhos muito bem feitos mas, no entanto, carentes de uma riqueza artística que vai além do simples empenho técnico. como sabemos, van Gogh desenhava mal. delacrois dizia que aos olhos de Ingres ele era apenas um borrador de tela. portanto, as coisas se complicam - e a arte está aí justamente para isso, para que nosso pensamento não seja unilateral. abraço,jardel

[Sobre "Crítica à arte contemporânea"]

por jardel
30/5/2003 às
22h58 200.218.225.10
(+) jardel no Digestivo...
 
O Caos antes de Mandelbrot
Descobriu-se recentemente que as obras do pintor americano Pollock, que são totalmente caóticas, apresentam padrões fractais. E quanto mais recente a obra, maior a medida fractal. O interessante é que ele viveu bem antes dos estudos sobre a teoria do caos. Mais interessante ainda é saber que suas obras eram totalmente intuitivas, onde ele jogava aleatoriamente tinta sobre a tela em várias camadas diferentes, sendo que o espaço de tempo entre uma camada e outra era de semanas, ou até meses, tal qual acontece com a formação de várias formas da natureza

[Sobre "A teoria do caos"]

por Elizio Eluan
30/5/2003 às
14h05 200.242.213.130
(+) Elizio Eluan no Digestivo...
 
Veias e arterias
Uma pequena sugestao: melhor torcer para que o microscopico estilhaco esteja viajando VEIAS acima, porque, se tiver optado pelas arterias, que, como se sabe, fazem o caminho inverso, devera esbarrar em dificuldades intransponiveis para chegar ao almejado coracao. Abraco e perdoe a falta de acentuacao.

[Sobre "Jogando uma pedra no poço sem fundo"]

por Joao
30/5/2003 às
14h15 200.245.223.10
(+) Joao no Digestivo...
 
Obrigada!
Obrigada, Renato. A idéia é essa mesmo: que a gente conheça um pouco mais antes de criticar.

[Sobre "A cabeleira do Zezé não significa que ele é"]

por Adriana
29/5/2003 às
10h17 200.249.184.150
(+) Adriana no Digestivo...
 
Parabéns
Parabéns pelo artigo e pela profundidade do argumento. Aprendi bastante lendo-o. Gostaria de comentá-lo no meu modesto blog, mas o problema é que os meus leitores não estão acostumados a falar desses temas assim tão abertamente. Então, para os mais "abertos", eu indico o teu artigo. Parabéns, Adriana Baggio.

[Sobre "A cabeleira do Zezé não significa que ele é"]

por Renato Telles
29/5/2003 às
06h34 200.103.215.15
(+) Renato Telles no Digestivo...
 
Matrix Confused
Algo que venho notando na moçada da minha geração - nasci em 1971 - é que não conseguem evitar de forma alguma o impulso de ir ao cinema assistir Matrix, mas - uma vez acabado o filme - só sabem meter o pau, ainda que seja um pau cheio de sutilezas irônicas. Ainda pretendo escrever algo sobre a trilogia, mas, por enquanto, sugiro que leiam o texto MATRIX CONFUSED, do Jovem Nerd, um artigo inteligente, honesto, sem babação de ovo retardada. Quanto à possibilidade ou não de se realizar "milagres" no mundo real, afora os evangelhos e meu artigo sobre Li Hongshi, em meu blog, corram atrás do livro "A autobiografia de um yogue contemporâneo", de Paramahansa Yogananda, escrito nos anos 50 do séc. XX. Há "causos" ali de deixar qualquer irmão Wachowski de cabelos em pé. E, claro, com um acréscimo: todos os "homens e mulheres santos" ali retratados sabem que não são senão veículos de ação da Vontade de Deus. Não saem voando por aí, em meio a um desesperado "amor romântico", destruindo e matando meio mundo pra salvar a namoradinha. Ainda bem que Jesus não transou nem com Rebeca - vide Livro de Urântia - nem com a Maria Madalena... []'s

[Sobre "The Matrix Reloaded"]

por yuri v. santos
28/5/2003 às
19h33 200.140.110.71
(+) yuri v. santos no Digestivo...
 
não sejam leigos
Sugiro que assistam o filme mais umas 10 vezes e entendam pq Neo agora tem poderes fora da Matrix, por favor, não sejam leigos, comentem depois de saber como será a continuação.

[Sobre "The Matrix Reloaded"]

por Kazú
28/5/2003 às
14h54 200.163.26.202
(+) Kazú no Digestivo...
 
uma explicação razoável
Realmente, a cena salva o filme? Ou só Jesus salva? Vcs perceberam q, nos evangelhos, Jesus anda sobre as águas, ressucita, transforma água em vinho e faz outras coisas maneiras (Deos ex machina)? Além disso, tem o Uri Gueller q entorta colheres (there is no spoon). Nessas cenas fica claro, q Jesus, Uri Gueller e todos nós estamos dentro de uma simulação de computador. Como o Pe. Quevedo não pensou nisso antes? É uma explicação razoável. Mas pode ser, simplesmente, q também q exista magia fora da matrix (Neo seria um "heroi dos dois mundos"). Pode ser também q exista uma matrix dentro de outra até o infinito, o q é quase o mesmo q dizer q tudo não passa de um sonho. Seria algo tão manjado q eu pediria o dinheiro do meu ingresso de volta.

[Sobre "The Matrix Reloaded"]

por anthony
28/5/2003 às
13h57 200.152.201.157
(+) anthony no Digestivo...
 
cena que salva o filme
A cena que vocês estão discutindo é exatamente a única cena que salva o filme, nela fica claro que a matrix está dentro de uma matrix, que por sua vez deve estar dentro de outra matrix e assim por diante... Não existe, portanto, mundo "realmente real". Não é tão difícil assim de se aceitar isso, pois a maioria de nós aceita, naturalmente, que não existe mundo "virtual", não é mesmo?

[Sobre "The Matrix Reloaded"]

por Alexandre Munhoz
28/5/2003 às
09h11 200.204.142.220
(+) Alexandre Munhoz no Digestivo...
 
O começo pelo fim.
Edu, gostei bastante do novo modelo – artigos sucintos, com muito conteúdo, abordando vários temas. Concordo plenamente com a sua opinião em relação a cotas de negros nas universidades. Mais uma vez, uma proposta ineficiente e ineficaz, que, além de não resolver quase nada, ainda corre-se o risco de gerar mais problemas, como você mesmo disse. É querer consertar o teto, sustendo por uma estrutura podre, fixada em uma sólida superfície de gelatina. É como propor arrancar galhos para quem está interessado em se livrar de árvores. Fazer o quê?!?!?! Grande abraço. Felipe

[Sobre "Silêncio nas trevas"]

por Felipe Tavares
28/5/2003 à
00h56 200.158.160.13
(+) Felipe Tavares no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Remanescente, o - V. 10
Tim Lahaye
United Press
(2003)



Autoposters - os Primeiros Carros da História
José Luiz Vieira
Alaúde
(2008)



Guia da Mochila Sudeste
Maria do Carmo Vaz de Mello
Dimensão
(2002)



Faca de água
Paolo Bacigalupi; Alexandre Raposo
Intrinseca
(2016)



Ginetta uma Vida pelo Ideal da Unidade
Sandra Ferreira Ribeiro
Cidade Nova
(2006)



O Retrato de Dorian Gray - Série Reencontro
Oscar Wilde - Cláudia Lopes
Scipione
(2013)



Eldorado
Michael Pye
Círculo do Livro
(1992)



Al Ingeniero Le Gustan Demasiado Los Numeros
Boileau Narcejac
Plaza & Janes, S.A.
(1981)



A Boa Mesa - Carnes
Circulo do Livro
Circulo do Livro
(1993)



Café na Cama
Marcos Rey
Companhia das Letras
(1960)





busca | avançada
74045 visitas/dia
1,8 milhão/mês