Inteligência aderente | mauro judice

busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Companheiro dileto
>>> O Vendedor de Passados
>>> Eugène Delacroix, um quadro uma revolução
>>> Meus Livros
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Plágio
>>> O filho eterno e seus prêmios literários
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
Mais Recentes
>>> Gestão de pessoas de Idalberto Chiavenato pela Campus (1999)
>>> Administração de Marketing de Philip Kotler pela Atlas (1998)
>>> Cinquenta Tons de Liberdade de James,E. L. pela Intrínseca (2012)
>>> Cinquenta Tons Mais Escuros de James,E. L. pela Intrínseca (2012)
>>> Mecânica vetorial para engenheiros Estática (vol. I) de ferdinand P. Beer e E. Russell Johnston, Jr. pela McGraw-Hill (1980)
>>> Cinquenta Tons de Cinza de James,E. L. pela Intrínseca (2012)
>>> A quinta disciplina de Peter M. Senge pela Best Seller
>>> Marketing Internacional de Edmir Kuazaqui pela Makron Books (1999)
>>> A cozinha das crianças (espertas) de Hervé This pela Degustar (2006)
>>> O Sagrado Selvagem de Roger Bastide pela Companhia das Letras (2006)
>>> Alternativas à Crise de José Oscar Beozzo (Org.) pela Cortez (2009)
>>> Dentro da Noite Veloz (1a Edição) de Ferreira Gullar pela Civilização Brasileira (1975)
>>> Poesia Comprometida com a Minha e a tua Vida de Thiago de Mello pela Civilização Brasileira (1980)
>>> Que País É Este? e Outros Poemas de Affonso Romano de Sant'Anna pela Civilização Brasileira (1980)
>>> Uma Razão para Respirar de Rebecca Donovan pela Pandorga (2014)
>>> Par Delà le Bien et le Mal de Frédéric Nietzsche pela Mercure de France (1907)
>>> Poesia de Alphonsus de Guimaraes pela Agir (1976)
>>> Princesa à Espera / Princesa Apaixonada de Meg Cabot pela Saraiva (2010)
>>> Portugal e seus Sabores de Angélica Santa Cruz (Org.) pela Abril (2017)
>>> La Volonté de Puissance Tome I de Frédéric Nietzsche pela Mercure de France (1909)
>>> Viagem ao Centro do Computador de Edith Modesto pela Ática (2000)
>>> A Rosa de Sarajevo de Margaret Mazzantini pela Companhia das Letras (2011)
>>> Um Pedaço de TI de Patricia Bittencourt pela Ledriprint (2017)
>>> Bala XXI - Casos, Crônicas, Piadas e Contos de Augusto José Vieira Neto pela Mandamentos (2000)
>>> Filhos Especiais Para Pessoas Especiais - O Milagre do Dia-a-dia de Neusa Maria pela Paulinas (2010)
>>> Pensées Étranglées de E. M. Cioran pela Gallimard (2014)
>>> Le Voyageur et son Ombre de F. NNietzsche pela Denoel (1979)
>>> Colder than Ice de David Patneaude pela Albert Whitman & Company (2003)
>>> Misericordiae Vultus / O Rosto da Misericórdia de Papa Francisco pela Paulinas (2015)
>>> Manual do Agricultor Brasileiro de Carlos Augusto Taunay pela Companhia das Letras (2001)
>>> O Ingenuo de Voltaire pela Dcl (2013)
>>> O Evangelho Segundo O Espiritismo de Allan Kardec pela Feb (1999)
>>> A Princesa de Babilonia de Voltaire pela Dcl (2013)
>>> A Campanha Abolicionista de Jose do Patrocinio pela Dcl (2013)
>>> Zollinger - Atlas de Cirurgia de E. Christopher Ellison, Robert M. Zollinger pela Guanabara Koogan; (2017)
>>> O Hobbit: A batalha dos cinco exercítos : guia ilustrado de Jude Fisher pela WMF Martins Fontes (2014)
>>> Radiografia da Alma de Pe. Hewaldo Trevisan pela Planeta (2010)
>>> Convênios e outros instrumentos de "Administração Consensual"na Gestão Pública do século XXI - Restrições em Ano Eleitoral de Jessé Torres Pereira Junior e Marinês Restelatto Dotti pela Fórum (2010)
>>> Estalos e Rabiscos - Mãos à Obra Literária de Walter Galvani pela Novaprova (2011)
>>> Distrito Federal Paisagem, População e Poder de Marília Peluso e Washington Candido pela Harbra (2006)
>>> Parto de Mim de Vera Pinheiro pela Pallotti (2005)
>>> Deuses americanos de Neil Gaiman pela Intrínseca (2016)
>>> A Ilha dos Prazeres de André Rangel Rios pela Uapê (1996)
>>> A pequena pianista de Jane Hawking pela Única (2017)
>>> Tradição e Novidade na Ciência da Linguagem de Eugenio Coseriu pela Presença- Usp (1980)
>>> Jovens Sem-Terra - Identidade em movimento de Maria Teresa Castelo Branco pela Ufpr (2003)
>>> Os Segredos das Mulheres Inteligentes de Julia Sokol e Steven Carter pela Sextante (2010)
>>> Lettres et Maximes de Épicure pela Librio (2015)
>>> Um Mundo a Construir de Marta Harnecker pela Expressão Popular (2018)
>>> Da RegenciaÀ Queda de Rozas (Rosas)/ Encadernado de Pandiá Calógeras pela Cia. Ed. Nacional (1940)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 2/6/2010
Comentários
Leitores


Inteligência aderente
Note, caro Patez, que destaco trechos do pensamento nietzschiano com intenção de trazer o raciocínio ao plano da apreciação objetiva. Move-me, quero deixar claro, a aflitiva sensação de que algo tenha me escapado na leitura de Nietzsche. Não sei se isto já lhe ocorreu, esta circunstância de não conseguirmos concordar com pensador de fulgurante inteligência, a ponto de questionarmos a toda hora se realmente entendemos o que diz. Nosso filósofo é, provavelmente, a inteligência mais aderente ao pensamento pós-moderno, e escuto-o reverberar nas palavras dos eminentes pensadores e escritores atuais, mais que Heidegger e Wittgenstein (não sei se, nas esferas acadêmicas, dá-se o mesmo). Por isso, anseio que alguém me explique o pensamento de nosso filósofo, sobretudo quando leio certos posicionamentos dele os quais reputo como erros elementares. Um exemplo: tomemos a obra "O Anticristo", capítulo 41, onde lemos sobre a morte de Jesus (continua no comentário a seguir):

[Sobre "O cristianismo para Nietzsche"]

por mauro judice
http://www.gizeditorial.com.br/maurojudice
2/6/2010 às
23h55 200.100.72.42
(+) mauro judice no Digestivo...
 
Uma verdadeira aula!
Uma verdadeira aula! Sinceramente, todos os pretensos artistas deveriam ler este seu texto. Hoje não se vendem mais discos, mudou a coisa, vendem-se shows! Os downloads de música envergaram a lei, estão aí... Se bem que, será preciso também mudanças na lei. Vou dar um exemplo de um cantor que vendeu muito disco, ganhou dinheiro, mas é pouco conhecido no Brasil, aliás aqui pouco viveu, só até meados da década de 70: Morris Albert, o maior vendedor de discos deste país, só com "Feelings" vendeu mais de 180 milhões, já chegando no total perto de 240 milhões no mundo todo. Hoje a maior renda é de shows e direitos autorais. Nossos tempos são outros e já se discute também a questão do domínio público e não do domínido DO público, já com ações em jurisprudência internacional. É preciso como você diz, estar atento, não basta experiência!

[Sobre "Música ainda é profissão?"]

por Celito Medeiros
http://www.celitomedeiros.com
2/6/2010 às
15h37 189.26.7.32
(+) Celito Medeiros no Digestivo...
 
O Anticristo tem as respostas
Caro sr Judice, devo dizer-lhe que os tais "nietzschianos" conclamados a lhe prestar esclarecimentos sobre as ponderações deste filósofos estão mui quietos, talvez não queiram se dar ao trabalho, o que no meu caso não o é, mas as respostas que busca está no livro que vsa. deve conhecer como "O Anticristo", do qual foi extraído o texto em questão... se folheá-lo outra vez verá que não têm os tais "nietzschianos" que lhe fornecer outros dados, pois o próprio Nietzsche o fará. Quanto à Jesus Cristo, qual foi ou é o seu sistema filosófico, quais livros escreveu? Nietzsche por vezes ataca o "cristianismo", o que foi deturpado através do catolicismo e anteriormente por Paulo de Tarso. Para o filósofo, o Buda Sidarta diz não à vida pelo fato de buscar o nirvana, a filosofia do nada absoluto. Como pode o cristianismo dizer sim à vida se busca uma vida fora desta realidade, se sua realização de felicidade ou bem viver, como queira, virá após a morte, uma supra-realidade mascarando a realidade?

[Sobre "O cristianismo para Nietzsche"]

por Carlos Patez
http://www.capatez.zip.net
2/6/2010 às
13h42 189.19.67.141
(+) Carlos Patez no Digestivo...
 
Nietzsche e o racionalismo
Nietzsche detestava o racionalismo, foi contrário ao pensamento kantiano e a ideia do "eterno retorno" não encontrou eco na dialética hegeliana, pois a historiografia não era a tônica de seu pensamento, enquanto, da dialética, sim, vez que para nosso filósofo não há mundo verdade, não há absoluto, o conhecimento é apenas um minuto mentiroso da história de um universo indiferente, como já se disse. Ele negou quantos mais grandes sistemas metafísicos criados pelo raciocínio intelectivo que se pretendem cosmogônicos, mas acabam por se tornar "razão tirânica". Sócrates plantou na Grécia - que perdera a inocência primitiva - o domínio da lógica e do Logos. Eram agora cidades-estados, e a hegemonia de poder da alma de seu povo se exteriorizava à expansão ao vizinho, à Guerra do Peloponeso. Nietzsche não podia gostar do pensamento cristão ou búdico, igualmente imantados ao Logos na razão, na confiança plena da lógica como instrumento de realização, digo, felicidade, conquanto fossem domados os sentidos humanos.

[Sobre "O cristianismo para Nietzsche"]

por mauro judice
http://www.gizeditorial.com.br/maurojudice
2/6/2010 às
13h14 201.93.70.187
(+) mauro judice no Digestivo...
 
Renato e Joseph, agradeço
Renato e Joseph, agradeço pelos comentários. @Renato, que surpresa ter você como leitor... Mesmo discordando, vejo que se interessa.

[Sobre "Não julgue o público"]

por Olívia Mindêlo
2/6/2010 às
10h36 187.113.166.188
(+) Olívia Mindêlo no Digestivo...
 
Tenho apenas uma lamúria
Já há algum tempo venho maravilhando-me com a ampla disponibilidade de livros surgida com o advento da internet; Google Books, Archive.org, bibliotecas nacionais (Portugal, Espanha, França, Japão)... são tantas as alternativas que "quebram algemas"... Como exemplos, é possível baixar e ler tesouros como "Lendas e Narrativas" (dois volumes) de Alexandre Herculano, ou "A New Guide to the English Tongue", de Thomas Dilworth. Mesmo eu, através dessa disponibilidade, pude escrever uma adaptação da "Fábulas de Esopo" a partir da tradução direta do grego de Manuel Mendes da Vidigueira, desde uma publicação em Paris, de 1848, disponibilizada pela Wikimedia.org. Tenho apenas uma lamúria: essa ampla gama bem que poderia ter surgido em minha juventude; assim teria a possibilidade de maior cabedal... Parabéns pelo texto! Abraços. Joseph Shafan

[Sobre "iPad"]

por Joseph Shafan
http://recantodasletras.uol.com.br/autores/shafan
2/6/2010 às
04h11 189.46.161.230
(+) Joseph Shafan no Digestivo...
 
O público não é só estatística
Lúcido e interessante texto. Creio ser necessário mais abordagens acerca do "público", esse "ser" no mais das vezes apenas considerado como estatística. Parabéns! Abraços. Joseph Shafan

[Sobre "Não julgue o público"]

por Joseph Shafan
http://recantodasletras.uol.com.br/autores/shafan
2/6/2010 às
03h51 189.46.161.230
(+) Joseph Shafan no Digestivo...
 
Discordo, mas gosto
Caríssima Olívia, mesmo quando discordo, sempre gosto de ler seus textos. :)

[Sobre "Não julgue o público"]

por Renato Lima
http://www.cafecolombo.com.br
2/6/2010 à
01h51 4.59.1.2
(+) Renato Lima no Digestivo...
 
Afirmação da vida
Patez, tento compreender. Fico feliz em verificar que consegui entender este ponto e até concordar com Nietzsche, quando você diz: "o que Nietzsche faz é simplesmente afirmar a vida com toda a sua potência sem negá-la jamais", ponto que o filósofo enfatizou em sua teoria da vontade de poder (ou quando substitui a "vontade culpada" de Schopenhauer pela "vontade feliz"). Mas acho que desejamos entender por que ele parece considerar que Jesus ou Buda negaram a vida ou não a afirmaram em toda sua potência. Já que até o momento não apareceu nenhum nietzschiano que dissesse com todas as letras quais são as censuras do filósofo neste sentido, gostaria de lembrar as críticas que ele opôs a Sócrates e me corrija se não estiverem próximas às feitas aos mestres espirituais. Na obra "O Nascimento da Tragédia", ele afirma que a tragédia atingiu a perfeição por ter conciliado "a embriaguez e a forma" de Dioniso e Apolo, e entrou em decadência com o surgimento do racionalismo socrático. Estou correto?

[Sobre "O cristianismo para Nietzsche"]

por mauro judice
http://www.gizeditorial.com.br/maurojudice
1/6/2010 às
20h59 200.100.72.115
(+) mauro judice no Digestivo...
 
Nietzsche é mais que isso
Caro Mauro Judice, vossa senhoria me deixa cada vez mais propenso em duvidar que realmente entendeu o que o citado filósofo escreveu... Quanto a negar os tais líderes espirituais, é realmente um tanto quanto normal em se tratando de um filósofo que sempre refutou as representações religiosas que tais líderes professavam, o ideal ascético desde os bramanes, passando pro Sidarta já foi há muito tempo desmistificado pelo buda Nitiren Daishonin! Quanto a Jesus, será que ele realmente era feliz? O que Nietzsche faz é simplesmente afirmar a vida com toda a sua potência sem negá-la jamais! Por que teríamos que afirmar que tal filosofia é correta apenas por achar que seu fundador era feliz? Quanto a ser filho de Eros, acho que foi mais um exagero de vsa. Mas cá entre nós, as formas perfeitas e saudáveis são sempre as mais almejadas, ao menos para os pouco hipócritas! Qual seria a vantagem em não gostar e pouco cuidar do próprio corpo, ou mutilá-lo, ou martirizá-lo? Nenhuma, Nietzsche é mais que isso!

[Sobre "O cristianismo para Nietzsche"]

por Carlos Patez
http://www.capatez.zip.net
1/6/2010 às
18h12 189.19.67.141
(+) Carlos Patez no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




INTRODUÇÃO À FÍSICA DO ESTADO SÓLIDO
CHARLES KITTEL
LTC GRUPO GEN
(2006)
R$ 258,50



ASSESSMENT CENTERS IN HUMAN RESOURCE MANAGEMENT
GEORGE C. THORNTON III - DEBORAH E. RUPP
PSYCHOLOGY PRESS
(2006)
R$ 90,00



COM ASAS DE ÁGUIA
MICHAEL KORDA
OBJETIVA
(2011)
R$ 37,00



BAURU 100 ANOS NO TEMPO E NO TRAÇO
AUCIONE TORRES AGOSTINHO
BANDEIRANTE
(1995)
R$ 12,00



FUNÇÕES INSTITUCIONAIS DO MINISTÉRIO PÚBLICO
AIRTON BUZZO, ALMIR GASQUEZ E JOSE FRANCO (ORGS)
SARAIVA
(2001)
R$ 24,82



MANHÃÇAS DO AMOR
FRANCI M DARIGO
DO AUTOR
(2002)
R$ 8,50



GEOGRAFIA CIÊNCIAS DO ESPAÇO/ ESPAÇOS MUNDIAIS 8ª
DIAMANTINO/ DOUGLAS/ MARCOS
ATUAL
(1999)
R$ 24,00



SENECTUD
ITALO SVEVO
BRUGUERA
(1982)
R$ 19,82



TEORIA CRÍTICA I - UMA DOCUMENTAÇÃO: TOMO I - 1ª EDIÇÃO/6ª REIMPRESSÃO
MAX HORKHEIMER
PERSPECTIVA
(2015)
R$ 45,95



COMO ABRIR UMA EMPRESA TEORIA E PRÁTICA
PAULO CORDEIRO
CONE
(2009)
R$ 14,00





busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês