A sorte como ingrediente | regina mas

busca | avançada
88959 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Rosas Periféricas apresenta Labirinto Selvático e Ladeira das Crianças em novembro
>>> SESI-SP apresenta Filó Machado 60 Anos de Música em teatros de São Paulo e Piracicaba
>>> Clube do Conto outubro - Sesc Carmo - literatura infantojuvenil
>>> Projeto seleciona as melhores imagens de natureza produzida por fotógrafos de Norte a Sul do país
>>> Infantil com a Companhia de Danças de Diadema tem sessão presencial em Ilhabela e Caraguatatuba
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Como no céu & Livro de visitas
>>> Drummond: Procura da Poesia
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> Preconceitos
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> So much that was good but is gone
>>> Decálogo (Comentado) do Perfeito Contista, de Horacio Quiroga
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Patrícia Melo mergulha no ciúme e na loucura
>>> Sobre viver em qualquer lugar
Mais Recentes
>>> Venda Mais - Marketing Direto - Ano 8 - Nº91 de Vários pela Quantum (2001)
>>> Massilon - nas veredas do Cangaço e outros temas afins de Honório de Medeiros pela Sarau das Letras (2010)
>>> Venda Mais - Plantas vendas para colher lucros - Ano 8 - Nº 96 de Vários pela Quantum (2002)
>>> Venda Mais - Dia de Reunião - Ano 8 - Nº 94 de Vários pela Quantum (2002)
>>> História do Ceará dos índios à Geração Cambeba de Aírton de Farias pela TRopical (1997)
>>> Informática: teoria e questões de concursos com gabarito de Rogério Amigo de Oliveira pela Campus/ Elsevier (2007)
>>> Economia da Consciência: Construindo Um Novo Paradigma Econômico a Partir dos Princípios da Física Quântica de Amit Goswami pela Goya (2015)
>>> A Plenitude Do Cosmos: A Revolução Akashica Na Ciência E Na Consciência Humana de Ervin Laszlo pela Cultrix (2018)
>>> A Revolução Mindfulness: Um guia para praticar a atenção plena e se libertar da ansiedade e do estresse de Sarah Silverton pela Alaúde (2018)
>>> Uma Amizade Com Deus - Um diálogo incomum de Neale Donald Walsch pela Sextante (2000)
>>> Teoria do conhecimento de Johannes Hessen pela Martins Fontes (2012)
>>> Introdução à epistemologia de Luiz Henrique de Araujo Dutra pela Unesp (2010)
>>> Exercícios d'alma: A Cabala como sabedoria em movimento de Nilton Bonder pela Rocco (2010)
>>> Tratado da Pedra Filosofal e a Arte da Alquimia de Santo Tomás de Aquino pela Isis (2015)
>>> Guia Prático para Redação Científica de Gilson L. Volpato pela Best Writing (2015)
>>> Emmanuel Bassoleil - Uma Cozinha sem Chef de J. A. Dias Lopes... et al. (Textos) pela DBA - Dórea Books and Art (1994)
>>> Psicologia da Evolução Possível ao Homem de P. D. Ouspensky pela Pensamento (2019)
>>> As Ciências das Religiões de Giovanni Filoramo pela Paulus (1999)
>>> Ordens do Executivo de Tom Clancy pela Record (1999)
>>> Airline Transport Pilot Test Prep 2019 de Asa Test Prep Board pela Aviation Supplies & Academics (2019)
>>> Enciclopédia Agrícola Brasileira - Vol 1 - A-B de Julio Sousa pela Edusp (1995)
>>> Rainbow de Tom Clancy pela Record (2000)
>>> Educação e Empreendedorismo de Carmen Luan de Castro Dias Coelho pela Clube De Autores (2018)
>>> Las Posturas Claves En El Hatha Yog - Vol 2 de Ray Long pela Blume-acanto-naturart (2009)
>>> Filosofia da ciência: Introdução ao jogo e a suas regras de Rubem Alves pela Loyola (2015)
COMENTÁRIOS

Sábado, 28/5/2005
Comentários
Leitores


A sorte como ingrediente
Luis, interessante mesmo sua colocação em relação às editoras. Afinal trata-se de uma via de mão dupla - se os escritores necessitam de uma editora, as editoras não sobreviveriam sem os escritores. Entretanto, vale ressaltar que não somente escritores (e bons) têm um caminho árduo a trilhar a fim de conseguirem um lugar ao sol. Sempre considerei o fator sorte como imprescindível para o sucesso em qualquer ramo profissional. E quando falo em sorte não me refiro a algo sobrenatural... Sorte implica vários tópicos, como, por exemplo, conhecer as pessoas certas nas horas certas, dizer a coisa certa na hora exata - ou ser a voz do povo... tocar o inconsciente coletivo. Enfim sorte é algo abrangente e feliz de quem a tem em vida pois um gênio, como Van Gogh, foi reconhecido bem após sua morte - e como foi. A sorte lhe chegou tardiamente. Se não houvesse o fator sorte, como se explica que tantos incompetentes atingem a fama e lá se seguram sabe-se lá como. Quanto de arte não se perdeu por falta de oportunidade ou de sorte? Não quero com isso menosprezar o mérito de alguns famosos. Mas ressaltar o fato da sorte que bafeja a incompetência e a eleva a alturas. Isso, meu caro Luis, em todos campos profissionais. Uma vez criada a fama...como diz o ditado popular, deita-te na cama e tudo virá com facilidade. Todavia, não há que se cruzar os braços e esperar pela sorte. Uma ajudinha é sempre importante também, pois a sorte não trabalha sozinha.

[Sobre "Uma questão de ética editorial"]

por regina mas
28/5/2005 às
02h42 200.179.216.220
(+) regina mas no Digestivo...
 
Outro fã
Andréa, Vez por outra acompanho teus textos. Também sou fã de Agostinho.

[Sobre "Para amar Agostinho"]

por Jose
28/5/2005 à
01h16 200.187.236.189
(+) Jose no Digestivo...
 
só para amenizar...
Olá, Andréa! Há tempos não lia nada escrito por vc... fiquei surpreso com o teor deste texto. Para amenizar um pouco, pesquise Michel Onfray, "Deus está nu", O filósofo francês que diz que as três grandes religiões monoteístas vendem ilusões e devem ser desmascaradas como o rei da fábula de Andersen. Um beijão do seu amigo!

[Sobre "Para amar Agostinho"]

por Marcelo Zanzotti
27/5/2005 às
13h56 200.206.72.162
(+) Marcelo Zanzotti no Digestivo...
 
esperando p/ serem descobertos
Sempre tenho a impressão que hoje o sucesso, ou aceitação, é esperada com tanta rapidez, que raramente o indivíduo tem tempo para desenvolver sua técnica uma voz própria. E a coisa é mais séria no universo das artes porque o dinheiro que se gasta com artes hoje é muito maior que no passado. As pessoas com dinheiro tem sede para ter um grande nome na sua sala... Mesmo quando estes grandes nomes não existam. Aí colocam e aceitam qualquer coisa. Quem sabe, por aí, escondido, aprendendo, não estão alguns artistas jovens que iremos descobrir. Talvez do interior do país, e acho que no cenário do mundo, imagino muitos artistas novos da Ásia esperando para serem descobertos.

[Sobre "Saudades da pintura"]

por Ram
27/5/2005 às
12h53 160.39.240.199
(+) Ram no Digestivo...
 
Faça seu blog, Dani
Eu quero ler seu blog. Tenho certeza de que será um blog muito interessante (e obrigada pelo elogio, fiquei encantada). Faz seu blog, Dani!

[Sobre "Eu não sei blogar"]

por Daniela Castilho
27/5/2005 às
09h22 200.162.229.179
(+) Daniela Castilho no Digestivo...
 
sobre os blogs
Uau! Você escreve bem demais. Tem "coloquialidade", é interessante e divertida. Além do mais, me identifiquei muito do que você falou sobre blogs e marketing, infelizmente a coisa é mesmo do jeito que você descreveu em alguns trechos do seu texto. Mas é realmente uma pena você não linkar seus blogs aqui... Eu gostaria muito de lê-los.

[Sobre "Eu não sei blogar"]

por L.O.ka
26/5/2005 às
13h22 200.225.232.248
(+) L.O.ka no Digestivo...
 
Sim, há pessoas interessantes
Reforçando a idéia de que há pessoas interessantes por trás dos blogs, sugiro o Elio Masatoshi Yoshikawa, um nissei de 20 anos, a trabalho no Japão, que contraiu um câncer e que, apesar das dificuldades em se movimentar, conseguiu postar até o momento derradeiro, sempre mostrando uma face otimista diante do inevitável. Creio que o blog foi um meio para Toshi combater a solidão, dentro de um hospital, num país cuja língua não dominava e em que os companheiros de patologia iam embora definitivamente, além de suavisar os momentos dramáticos porque passou.

[Sobre "Sobre blogs e blogueiros"]

por Okuda
26/5/2005 às
05h43 192.168.133.52
(+) Okuda no Digestivo...
 
um momento de denúncia
"E é disso que o homem atual precisa mais do que nunca, desde que chegue até ele na forma como sempre chegou, corajosa e bela, assumidamente expressiva, e não sussurrando como se pouco tivesse a dizer sobre a vasta realidade", afirmação oportuna quando eu olho para o quadro, de Portinari, intitulado "Os Retirantes". É algo gritante, um momento de denúncia e, muito além, uma cumplicidade.

[Sobre "Saudades da pintura"]

por Giuliano Gimenez
25/5/2005 às
16h26 201.10.93.23
(+) Giuliano Gimenez no Digestivo...
 
Mario AV retorna da tumba
Aí, Julio, obrigado pela menção ao meu ex-blog, e aproveito pra enriquecer (ou poluir) a sua resenha com uns comentários. Editados para caberem no espaço... A primeira razão do fim daquele blog foi a implosão do ego. Parei quando percebi que eu estava me levando a sério demais, perdendo noites de sono em debates sem consequência prática nas janelinhas de comentários. Não sou referência em nenhum dos assuntos que desenvolvia (minhas especialidades são outras), mas ali buscava uma infabilidade impossível. Desenvolvi alergia da minha auto-indulgência - uma doença contraditoriamente salutar. O blog me intoxicou de narcisismo proto-intelectual e precisei tirar um longo descanso. Se eu fazia o blog para arrumar uma namorada? Se fosse assim, teria ido para as baladas em vez de editar obssessivamente uma página na Web ao longo de três anos. Nesse tempo todo, estive só por apenas dois meses, durante os quais não escrevi nada. Quem me lia não deveria saber, porque eu não falava de vida pessoal. Escrevia para fora, para despejar idéias, não trocá-las por outras. Era um pregador - chato, como qualquer pregador. Esse é o segundo motivo de eu ter parado: a chatice. Nesse ponto, acho que muitos blogueiros na ativa precisam fazer uma permanente auto-análise para checarem se não se atolaram na conveniência inócua da pregação, na auto-importância fútil de fazer e desfazer inimigos virtuais e a auto-satisfação vazia dos elogios da claque. Existem outros meios mais eficazes de fazer o mundo e a si mais felizes. Não anseio para que me admirem (fora a minha mulher, família, chefes e funcionários, é claro ;-), mas não entendi nem me lembrei do "Sassá Mutema". Não teria sido alguma ironia mal entendida? Muito do que escrevi no blog não é pensamento genuíno, era mais como uma antena do Zeitgeist contendo frequente emulsificação de sinapses situadas em campos intelecto-ideológicos incompatíveis. Mas não se preocupe em ressuscitar esse ponto: o tempo correu e desautorizo minhas opiniões passadas por atacado; até tirei o site original do ar sem remorso. Terceira razão para eu ter parado: radicalismo fácil. Sobre o Lula Sem Barba, a interpretação é livre. Por isso mesmo ele é legal. Se eu pusesse legenda, mataria a imagem. O que não falta na internet é explicação e tutelagem. Pelo contrário, sempre superestimei a inteligência das pessoas que me visitavam... Por enquanto é isso - tá vendo? É só me provocar que volto à velha brincadeira :-D Abracetas!

[Sobre "Melhores Blogs"]

por Mario AV
25/5/2005 às
15h00 200.205.220.164
(+) Mario AV no Digestivo...
 
Oiticica é contemporâneo
A arte em si não é uma novidade. Ela é, antes de tudo, uma renovação, uma nova maneira de estetizar o velho, uma releitura contemporânea. O Parangolé renova o conceito carnavalesco que estabele uma ponte da estética carnavalesca com a história ou com o cotidiano. A carnavalização se dá, ocorre, sempre que se muda de máscara. E esta mudança o Parangolé estabele com maior simplicidade do que a instituição carnavalesca atual. Para mim, Oiticica é um artista plástico representativo da contemporaneidade. Tanto é que, meio século depois, pessoas sérias continuam discutindo e comentando os seus trabalhos.

[Sobre "Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica"]

por Lionel
25/5/2005 às
10h59 201.9.16.94
(+) Lionel no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Plantão da Paz
Francisco Candido Xavier
Geem
(1988)



Canção para Antes do Amanhecer
José Leão de Carvalho
Doxa



Sociedade de Bairro
António Firmino da Costa
Celta
(1999)



Don Quijote - Vive el español - Curso de español- Nível inicial
Rosário Garcés Rodriguez e outros
Edebé
(2011)



Evolução a era do Espírito
Julio Goelzer
Ônix
(2010)



O Decênio Que Precedeu a era Collor de Mello
Jair Ribeiro da Silva
João Scortecci
(1991)



As Sacerdotisas de Atlântida e o Pássaro Sagrado
Nelli Célia
Panorama
(1998)



A Vida Sempre Vence
Marcelo Cezar
Vida e Consciência
(2002)



Comici Spaventati Guerrieri
Benni Stefano
Feltrinelli
(1999)



Ficar ou Nao Ficar - Ficção - Literatura
Tom Wolfe
Rocco
(2001)





busca | avançada
88959 visitas/dia
1,8 milhão/mês