Obrigado, obrigado | Julio Daio Borges

busca | avançada
74045 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> As Águas do Futuro
>>> Iecine abre inscrições para a Oficina de Roteiro
>>> Férias de Julho: Museu Catavento e Teatro Sérgio Cardoso recebem a Cia. BuZum!
>>> Neos firma parceria com Unicamp e oferece bolsas de estudo na área de inteligência artificial
>>> EcoPonte apresenta exposição Conexões a partir de 16 de julho em Niterói
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> PANFLETO AMAZÔNICO
>>> Coruja de papel
>>> Sou feliz, sou Samuel
>>> Andarilhos
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Divisões históricas
>>> Comentaristas de Seriados
>>> Os enciclopedistas franceses rolam nos túmulos
>>> Entrevista com Chico Pinheiro
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> Entrevista da Camille Paglia
>>> Vamos sentir saudades
>>> Sexo virtual
Mais Recentes
>>> Cidadania no Brasil: O longo Caminho de José Murilo de Carvalho pela Civilização Brasileira (2013)
>>> Rumo Equivocado - o Feminismo e Alguns Destinos de Elisabeth Badinter pela Civilização Brasileira (2005)
>>> Você Acredita Em Milagres? de Anderson Cavalcante pela Sextante (2012)
>>> Adultérios de Woody Allen pela L&pm Pocket (2011)
>>> O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec pela Lake (2005)
>>> Anuario Indigenista - Volume 29 de Instituto Indigenista Interamericano / Gonzalo Ag pela Inst. Indigenista Intramerica (1969)
>>> Os axiomas de Zurique de Max Gunter pela Record (2007)
>>> Harry Potter e a pedra filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> América Indígena - Vol. 28 Nº 3 de Instituto Indigenista Interamericano / Jean Forbe pela Inst. Indigenista Intramerica (1968)
>>> Caim de José Saramago pela Companhia Das Letras (2009)
>>> As Ondas de Virginia Woolf pela Nova Fronteira (2004)
>>> O Caso Morel de Rubem Fonseca pela Folha (2003)
>>> Inmigracion y Colonizacion En La Argentina de Gaston Gori pela Eudeba (1964)
>>> Dinheiro e Psicanálise de Pierre Martin pela Revinter
>>> Comunicação pela Tv de George N. Gordon / Irving A. Falk pela Forum (1968)
>>> Nicolaas Gosse Vale - um Registro Interdisciplinar de Rossana Viana Gaia; Janaina Gaia Ribeiro Dias pela Viva Livraria (2014)
>>> Dados - Revista de Ciências Sociais - Volume 49 - 2 de Charles Pessanha - Edit. pela Iuperj (2006)
>>> Dinheiro e Psicanálise de Pierre Martin pela Revinter
>>> O Fator Gente Boa de Tim Sanders pela Sextante (2007)
>>> Maria Callas: a Mulher por Trás do Mito de Arianna Stassinopoulos Huffinton pela Companhia das Letras (1997)
>>> O Natal de Poirot de Agatha Christie pela Nova Fronteira (1979)
>>> O carrasco do amor e outras histórias sobre psicoterapia de Irvin D. Yalom pela Ediouro (2007)
>>> A medida do risco de Mitizy Olive Kupermann pela Ernst & Young (2004)
>>> Mulheres de 50 Anos de Michéle Thiriet; Suzanne Képés pela L&pm (1994)
>>> O Menino Que Perdeu o Rosto de Louis Sachar pela Record
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 8/3/2006
Comentários
Leitores


Obrigado, obrigado
Janethe (#1), Gabriela (#7) e José Antonio (#9), o convite foi... espero que estejam gostando do Gmail. Juliana (#2) e Rogerio (#5), ouvi falar muito bem do Yahoo. Das "antigas" grandes empresas de internet, é uma das poucas que se manteve, pois sempre corre atrás das novidades. Roberto (#3), de fato, eu me enganei. Esqueci que já havia acrescentado um amigo, no meu MSN, através de um e-mail do Terra. Valeu pela correção! Quem sabe, agora, eu me livro do Hotmail... Rina (#4), sim, eu sou um entusiasmado (e um propagandista involuntário). Ram (#6), o futuro é a online storage. Como eu te disse por e-mail, não há como escapar. Se será o Google, ou será outra empresa, tanto faz, porque será uma realidade para todos os internautas. Obrigado aos demais Comentaristas (#8 e #10), não esperava tanta repercussão! Abraço forte a todos, Julio

[Sobre "O Gmail (e o E-mail)"]

por Julio Daio Borges
8/3/2006 às
15h25 200.155.204.211
(+) Julio Daio Borges no Digestivo...
 
O retalho intelectual de Lost
A serie Lost (USA) têm elementos distintos, bem distintos, das novelas em um ponto: é inteligente! As citações a clássicos da literatuta, como John Loch (autor da ILHA UTOPIA, olha que "coincidencia"), Tom Sawyer, de Mark Twain, entre outros... é realmente a melhor serie que assisti até o momento, lembra aquelas antigas: tunel do tempo etc., na verdade, é uma mistura de todas elas.

[Sobre "Lost"]

por Maviael
8/3/2006 às
10h27 200.165.37.232
(+) Maviael no Digestivo...
 
Repensando o Gmail
Oi, Julio, boa noite. Ficou bárbara essa sua matéria. Eu até tenho um e-mail no Gmail, mas o incoveniente de não poder acessá-lo, por horas até, quando ele trava, não tinha me deixado perceber algumas das facilidades que você descreveu. Depois dessa sua matéria vou repensar seriamente meus conceitos sobre os serviços do Gmail...

[Sobre "O Gmail (e o E-mail)"]

por Iza Sconza
7/3/2006 às
20h07 200.211.216.68
(+) Iza Sconza no Digestivo...
 
Era só o que faltava...
Não posso acreditar que alguém possa se tornar "refém" de uma máquina. Só falta agora querer colocar a culpa na própria máquina, um objeto inanimado. Era só o que faltava. Seria bem melhor admitir que tudo isso não passa de pura alienação. Imagine se um pobre caipira, de repente, dissesse que era dependente da enxada. Que não poderia jamais viver sem a boa e meiga enxada. O que nós, homens da cidade, diríamos do caipira?

[Sobre "Google: aprecie com moderação"]

por Jose Antonio de Souz
6/3/2006 às
21h30 200.141.132.216
(+) Jose Antonio de Souz no Digestivo...
 
Em 2007...
vou voando pro cinema pra ver esse filme! ta' prometendo...

[Sobre "Benicio 'Che Guevara' Del Toro"]

por amanda dos santos
6/3/2006 às
14h08 200.220.180.66
(+) amanda dos santos no Digestivo...
 
Somos reféns do computador
Fabio, bastante pertinente o tema do texto. Acredito que a dependência do ser humano está além do Google. Cada vez mais, somos reféns do computador. Não se faz mais nada sem usar o micro. Pagar contas, mandar correspondências, ler notícias, consultar livros, encontrar lojas e endereços de ruas, etc. Seja por preguiça, por praticidade ou por falta de tempo mesmo, os seres humanos (especialmente os das grandes cidades) são totalmente dependentes do computador. Acho que o Google é só mais um bom referencial para observarmos essa dependência.

[Sobre "Google: aprecie com moderação"]

por Renato Oliveira
6/3/2006 às
13h00 201.37.137.56
(+) Renato Oliveira no Digestivo...
 
O Google como fonte
De fato, as pessoas tornam-se muito dependentes do google. Acredito que isso aconteça porque o site de busca talvez seja a fonte de conhecimento mais completa e prática a que a maioria tem acesso. O problema está realmente em como se utilizar uma fonte. Especificamente, no caso dos estudantes, acho que muitos nem sabem produzir textos mostrando suas próprias opiniões, então, buscam a maneira mais fácil. Pior, ainda, são aqueles professores que nem conferem os trabalhos dos seus alunos, e refiro-me até mesmo aos professores primários, porque, agindo assim, eles estarão contribuindo para a formação de pessoas despreparadas e acostumadas a não exercitarem a mente, buscando trabalhos já prontos, não importando a ferramenta de que se utilizem.

[Sobre "Google: aprecie com moderação"]

por Joyce
5/3/2006 às
19h00 200.151.209.196
(+) Joyce no Digestivo...
 
Escrevo pq escrevo, ponto
A verdade é que o "ser escritor", assim como o "ser político", ou o "ser um líder religioso", etc e etc... têm sofrido uma desvirtualização, um desvio de suas verdadeiras essências. Longe de ser algo para o povo (característica inicialmente comum entre esses três), hoje o objetivo é o enriquecimento próprio, malferindo completamente o verdadeiro sentido de se realizar tais atividades. Agora, se nós começarmos a nos preocupar com questões sobre ganhar ou não, muito ou pouco dinheiro, devemos largar esse hábito de escrever que, sinto muito, mas já estará apodrecido e sem razão de continuar fazendo parte de nossa vida. Eu, muito pelo contrário, posso dizer que me dou por satisfeito em saber que ninguém me conhece ou me paga e, mesmo assim, muitas vezes me encontro a escrever coisas que talvez nunca venha a publicar, mas que sei que são puras e limpas de todo falso enpenho e estilo que visam o lucro, por mais que matem a arte.

[Sobre "Aflições de um jovem escritor"]

por FM Keller
5/3/2006 às
13h02 200.181.244.228
(+) FM Keller no Digestivo...
 
Google: o fim da lição de casa
Fabio: Será que não esta na hora de se acabar com os tais "trabalhos" escolares? Hoje é o copiar/colar do Google, antes era a mãe do aluno ou um bom colega. O texto alheio cedido ou comprado sempre fez parte da realidade acadêmica, a despeito da surpresa e indignação dos professores. É tão fácil substituir algumas palavras por sinônimos e mudar a ordem dos parágrafos... hoje com os editores de texto não tem nem graça. Afinal, o que vocês esperam dos alunos? Que cada um seja autor/criador de uma teoria nova e revolucionária? Que procurem o caminho mais difícil para atender a preguiça de professores que são incapazes de ensinar ou de aferir os conhecimentos apreendidos, analisando respostas dadas pelos alunos quando questionados? Realmente é mais fácil pedir um trabalho, onde o mestre encontre imperfeições que garantam não ter sido comprado de "fazedor de trabalhos profissional" ou copiado de uma boa fonte da Internet. Magistério é algo mais do que pegar o aluno no pulo, ou no Google.

[Sobre "Google: aprecie com moderação"]

por japmo
4/3/2006 às
18h00 200.209.172.135
(+) japmo no Digestivo...
 
Aposentando o velho Outlook...
Julio: o pioneirismo parece ser a marca do Google. Sim, eu gostaria que você me convidasse para o Gmail. Parece que esta na hora de aposentar o velho Outlook!

[Sobre "O Gmail (e o E-mail)"]

por José Antonio
4/3/2006 às
17h36 200.209.172.135
(+) José Antonio no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Cadernos de Subjetividade - v.5, n. 1/1997
Vários Autores
Pucsp
(1997)



Os Três Ratos de Chantilly - 1ª Edição
Alexandre Camanho
Pulo do Gato
(2014)



O Lado Bom da Vida
Matthew Quick
Intrínseca
(2013)



Meu Primeiro Dicionário
Augusto Abello Rovai
Edelbra



Raul: Crime na madrugada
Marino Boeira
Tchê
(1994)



Histórias Diversas de Eliano
Eliano o Sofista
Martins Fontes
(2009)



Alerta no Muro
Hallie Burnett
Bloch
(1967)



Mente Saudável Mente Brilhante
Richard Restak
Larousse do Brasil
(2010)



The economy
Core Economics Education
Oxford University Press
(2017)



A Criatividade Como Destino
Teresa Vergani
Livraria da Fisica
(2002)





busca | avançada
74045 visitas/dia
1,8 milhão/mês