Não se culpe pelas críticas | Erwin

busca | avançada
51744 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> O Buraco d’Oráculo leva dois espetáculos de seu repertório a praça em São Miguel Paulista
>>> Eleições 2022: Bolsonaro ganha no Nordeste e Lula no Sul e Sudeste, mas abstenções ganhará em todo o
>>> Paisagens Sonoras (1830-1880)
>>> III Seminário Sesc Etnicidades acontece no Sesc 24 de Maio nos dias 10, 11 e 12 de agosto.
>>> Longa nacional 'Dog Never Raised' estreia no 50º Festival de Gramado
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
Últimos Posts
>>> Os chinelos do Dr. Basílio
>>> Ecléticos e eficazes
>>> Sarapatel de Coruja
>>> Descartável
>>> Sorria
>>> O amor, sempre amor
>>> The Boys: entre o kitsch, a violência e o sexo
>>> Dura lex, só Gumex
>>> Ponto de fuga
>>> Leite, Coalhada e Queijo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Como ser uma webcelebridade
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> Techbits faz um ano
>>> The Cure Vídeos
>>> Alive and Kicking 1997
>>> Da preguiça como método de trabalho
>>> O Uso do Twitter no Brasil
>>> Górgias, de Platão, por Daniel R.N. Lopes
>>> Brothers Gather Round
>>> Poesia em Fibonacci
Mais Recentes
>>> O Ministério de Louvor da Igreja de João A. de Souza Filho pela Betânia (1999)
>>> A Casa dos Bronzes de Ellery Queen pela Circulo do Livro (1976)
>>> Foucault, Simplesmente de Salma T. Muchail pela Loyola (2004)
>>> Filosofia da Ciência de Rubem Alves pela Loyola (2007)
>>> Managing People de Phyllis C Kaufman e Arnold Corrigan pela Longmeadow Press
>>> Livro - sem Medo de Vencer de Roberto Shinyashiki pela Gente (1993)
>>> Livro - Chapeuzinhos Coloridos - Fábrica de Fábulas de José Roberto Torero, Marcus Aurelius Pimenta pela Alfaguara Brasil (2011)
>>> El Test Delabbol de Karl Koch pela Hapelusk
>>> Livro - a Morte da Sra. Mcginty - um Caso de Hercule Poirot de Agatha Christie pela Nova Fronteira (1952)
>>> Revelação Seu Grandioso Climax Está Próximo! de Sociedade Bíblica do Brasil pela Sociedade Bíblica do Brasil (1989)
>>> Livro - uma Real Leitora de Alan Bennett pela Record (2008)
>>> Peuple Disrael de Ernest Renan pela C L
>>> Livro - Homens Invisíveis de Leonencio Nossa pela Record (2007)
>>> Palestra de São Bernardo Meio Seculo 1935-1985 - Cadernos Históricos 4 de Ademir Médici pela Prefeitura de São Bernardo Do (1986)
>>> Novos Poemas para Rezar de Michel Quoist pela Paulinas (1990)
>>> Milagres Em Mateus de Jerome Murphy pela Paulinas
>>> Crisma Sacramento do Desafio de Frei Bernardo Cansi pela Paulinas (1983)
>>> Autobiografia de um Yogue Contemporaneo de Paramahansa Yogananda pela Bestseller
>>> De Volta À Cabana de C Baxter Kruger, André Costa, Sonia Schwarts pela Sextante (2011)
>>> Stories of the Lubavitcher Rebbe de Wonders S Miracles pela Não Encontrada
>>> Beneficio da Escola do Ministerio Teocrático de Não Consta pela Não Encontrada
>>> Fisica : as Equações de Maxwell e as Ondas Eletromagneticas de Francisco Adalberto pela Não Encontrada
>>> Fatos Em Cronicas de Francisco Piorino Filho pela Não Encontrada
>>> Missão no Oriente de Luiz Puntel pela Atica (1999)
>>> As Mil e uma Noites - Série Reencontros de Julieta de Godoy Ladeira pela Scipione (1991)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 17/5/2006
Comentários
Leitores


Não se culpe pelas críticas
"Benditos os que não confiam a vida a ninguém" (Fernando Pessoa). Tenho lido, sentido, visto e observado que o escritor é alguém que se descobre ao escrever. E dessa forma não se importa nada em não ser lido ou ser considerado. A veia da literatura não é muito extravagante, ela é tímida e envergonhada. Talvez agorafóbica. Alguns escritores só foram considerados após a sua morte, enquanto vivos, apenas alguns os conheciam. E, via de regra, pediam que sua obra fosse desconsiderada ou mesmo destruída, por ser inútil. Por desalento. Por inutilidade. Escrever é um ato solitário. Uma descoberta que está fadada ao descrédito. Um ponto de vista singular que para encontrar o possível -- impossível paralelo: as palavras teriam que ter asas como idéias -- teria que não haver língua e talvez literatura. Não se culpe pelas críticas. Positivas ou negativas. Elas são sempre bem vindas, pois somos -- cada vez essa é a prática -- leitores de nós mesmos. Elas são é incompreendidas. Todo o resto é uma barganha.

[Sobre "Autores novos reloaded"]

por Erwin
17/5/2006 às
08h09 200.207.119.199
(+) Erwin no Digestivo...
 
As novelas dando aulas
Infelizmente nao concordo com o que foi falado sobre a novela. Achei super interesante a ficcao, e achei a novela muito inteligente tambem. Gloria Perez fez um trabablho muito valioso ao mostrar uma realidade que existe, sim. Acho que as novelas ensinam mais do que os livros no Brasil, porque as pessoas nao tem dinheiro para comprar os ultimos. As novelas sao importantes fontes de ensinamento. Um abraco, Milton Laene Araujo

[Sobre "A novela América e o sensacionalismo de Oprah"]

por Milton Laene Araujo
16/5/2006 às
20h57 70.156.185.33
(+) Milton Laene Araujo no Digestivo...
 
Educação no sentido + amplo
Não concordo com a opinião do autor. Para mim -- na visão que tenho de escolha e liberdade -- cada pessoa ouve ou lê aquilo que lhe dá prazer. Com certeza um indivíduo que adora axé, pagode ou sertanejo, já ouviu pelo menos um trecho de ópera ou música erudita e achou muito chato mesmo. As obras musicais clássicas que tanto agradam certas pessoas não surtem os mesmos efeitos em pessoas que não gostam desse tipo de música. Isso é óbvio. E muitas vezes não se trata de oportunidade, trata-se de afinidade. Em alguns momentos a maior importância de uma música está no fato de proporcionar algum momento de compreensão e felicidade pra quem está ouvindo; se a música, seja ela boa ou ruim -- tá aí uma coisa mais do que subjetiva --, está fazendo com que alguém sinta-se bem já está mais do que cumprida a intenção do compositor. O mesmo se dá com os livros. Não é apologia a nada, apenas quero que entendam e respeitem as dificuldades, interesses e diferenças das pessoas.

[Sobre "O elogio da ignorância"]

por Fábio Capucho
16/5/2006 às
16h48 200.136.177.73
(+) Fábio Capucho no Digestivo...
 
Foda-se a literatura
Eu concordo com o comentáio do Rafael Rodrigues. Escrever e ler deve ser uma atividade, antes que qualquer coisa, prazerosa. Eu por exemplo acho o Rubem Fonseca um texto normal, sem grandes novidades. Mas há muito marketing pessoal por trás de um autor de sucesso como por exemplo o Paulo Coelho. O que importa mesmo, até para um escritor fracassado cujas vendas do seu livro são ridículas é o prazer que deu há alguns leitores e o prazer dele próprio, autor, ao escrever a obra. Que importa se um autor vai ficar ou não pra história da literatura? Foda-se a literatura, meus amigos. Dane-se a academia brasileira de letras! Tem que haver prazer em ler um livro e escrever um livro, o resto é nada. Escritores, escrevam e não se preocupem em ganhar dinheiro, fama, seguidores. Escrevam e sejam felizes. Se ninguém ler os seus livros e todos acharem uma merda, que importa? O que importa é que você se divertiu ao escrever, e sempre haverá alguém que goste de seu texto.

[Sobre "Não existem autores novos"]

por rogerio
16/5/2006 às
14h45 200.138.204.204
(+) rogerio no Digestivo...
 
baita faroeste oriental
Quer outro faroeste q ninguém enxerga como tal? Zatoichi, de Takeshi Kitano, filme japonês de 2003. Tirem os samurais e coloquem os cowboys; tirem o Japão do século 19 e coloquem o velho oeste. Não muda nada. Um baita faroeste oriental.

[Sobre "A ascensão de um novo faroeste"]

por lucas
16/5/2006 às
14h15 201.1.182.178
(+) lucas no Digestivo...
 
Um caso de amor no Orkut
Tenho uma história de amor virtual p/ contar... na verdade achava isso uma possibilidade renmota, me apaixonar pela internet. Acreditava em afinidades ou atração, qqr coisa do tipo... mas a realidade veio me mostrar que estava enganada. O orkut fez com que Rafael me encontrasse por afinidades... continuamos coneversando mas o sentimento continuou nos unindo. Em um misto de carência e incredulidade em relacionamentos e pessoas, eu me apaixonei pelas palavras... por frases e encantos... "Conheci" a pessoa que tenho certeza que é o homem da minha vida. Acredito que pode ser uma loucura tudo isso, como sempre me dizem... mas acredito ainda mais na vontade de Deus... Nada acontece por acaso... eu ter aceitado o Rafa no msn, ter add e tudo que ele disse ser, tudo que eu precisava ouvir me fez ter a certeza de que isso é amor... e Ele é uma dádiva... acredito nisso, acredito no amor... acredito em destino... acredito que o que tiver que ser, será... e não importa como nem quando e sim que acontecerá! Rafa, te amo.

[Sobre "A internet e o amor virtual"]

por Bruna Ribeiro
16/5/2006 às
13h39 200.172.212.132
(+) Bruna Ribeiro no Digestivo...
 
centelha da reflexão
Há um texto no DC intitulado “A Ousadia de Mudar de Profissão” do Marcelo Maroldi que também fala de um livro do professor Sérgio Cortella (Não espere pelo Epitáfio). Quem gostou de um, irá gostar de outro, vez que os dois textos acendem a agradável "centelha da reflexão". É gratificante ler textos desta qualidade no começo do dia...

[Sobre "Reflexões para um mundo em crise"]

por Marcelo Souza
16/5/2006 às
07h55 200.252.155.2
(+) Marcelo Souza no Digestivo...
 
um período contraditório
Bela e correta reflexão sobre o mundo atual, embora eu a faça de outra forma, visto que ao sair à rua não tenho esse particular hábito. Entretanto, percebo que existem dois comportamentos distintos nos seres humanos: um é o comportamento individual e o outro é o indivíduo na coletividade. A mesma pessoa que fala de paz com entusiasmo é capaz de ser agressiva quando inserida numa coletividade. Em resumo, os discursos se chocam frontalmente e as atitudes são contraditórias. Costumo comparar nossa sociedade atual a um horrendo aleijão onde os avanços tecnológicos evoluiram de forma fantástica e, em contrapartida, os valores éticos involuiram assustadoramente. Não me refiro a mais ou menos espiritualidade, seja religiosa ou não. Falo de valores éticos mesmo, falo do valor da vida. Se por lado são inventados aparelhos que salvam vidas, por outro, tira-se a vida com facilidade, sem culpas ou remorsos. Diria que vivemos um período altamente contraditório.

[Sobre "Reflexões para um mundo em crise"]

por regina mas
16/5/2006 às
04h02 200.179.217.121
(+) regina mas no Digestivo...
 
entrar para historia?
Nao seria o caso entao de falta de "marketing" para jogar estes novos autores na lista dos mais vendidos? Acho que ha' no nosso mercado editorial uma preocupacao excessiva com "entrar para historia"... Ninguem sabe que entra para historia. Quem decide isso e' o tempo. Num mercado saudavel, muitos autores lancariam muitos livros. Alguns seriam bem vendidos, outros, nao. Um punhado deles poderiam ser considerados bons livros. E talvez um ou dois ficassem na memoria do tempo... Nao e' possivel "comparar" Machado, Shakespeare, com um autor do presente no sentido de "entrar para historia". Era outro tempo, outra maneira de se armazenar e propagar conhecimento (onde poucos controlavam o destino de muitos). Quanto 'a geracao 00, ela sofre do mesmo problema de muitos que vejo tentando escrever no Brasil: se recusam a escrever pelo simples prazer de ler e escrever...

[Sobre "Não existem autores novos"]

por Ram
15/5/2006 às
23h24 67.161.2.204
(+) Ram no Digestivo...
 
engasgado com tanta coisa
Eu poderia estar internado na emergência de algum hospital público, engasgado com tanta coisa que teria para dizer e que você o fez por mim. É isso aí! Eu já havia batido nesta tecla, inclusive com alguns representantes da chamada geração 00. Alguns muito superestimados pela mídia. Tá certo que o mercado necessita de renovação. Mas vamos com calma! Me parece que esses "novos" buscam a satisfação na publicação. E entendo que isso é um erro. A satisfação deve vir antes. É como transar e só gozar quando a(o) parceira(o) diz que foi bom para ela(e). A verdadeira satisfação deve vir no ato de escrever. O sucesso costuma vir como conseqüência, embora a justiça nem sempre se faça. Ao que parece, a onda dos autores novos envelheceu. Quantos ficaram? Ainda é cedo para avaliar. Mas de certo só ficarão os que escrevem textos universais e eternos. gd ab

[Sobre "Não existem autores novos"]

por Julio Cesar Corrêa
http://jccbalaperdida.blogspot.com
15/5/2006 às
18h25 200.179.233.36
(+) Julio Cesar Corrêa no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Amanhecer
Stephenie Meyer
Intrinseca
(2009)



Parcerias Público-privadas e Responsabilidade Fiscal
Vanice Lírio do Valle
Lumem Juris
(2005)



Esplendor Secreto
Sandra Brown
Harlequin Books Br
(2006)



O Cardume
Frank Schatzing
Record
(2006)



Tiger Tales 2 Pb
Carol Read (Autor), Mark. Ormerod (Autor)
Macmillan
(2019)



Otimismo Em Gotas - 43ª
R. O. Dantas
Cardeal



Comunicação Nas Empresas
Vários Autores
Campus
(2001)



Desembarcando o Hipertensão
Dr. Fernando Lucchese
L&pm Pocket
(2010)



Maquiavel no Inferno
Sebastian de Grazia; Denise Bottmann
Companhia das Letras
(2000)



Criando Meninas - Raising Girls - Portuguese Edition
Gisela Preuschoff
Fundamento
(2003)





busca | avançada
51744 visitas/dia
2,0 milhão/mês