O Nobel da crise | Sérgio Augusto

busca | avançada
35004 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> Estratégia Econômica Governo
>>> Brandenburg Concertos (1 - 6)
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Para entender Paulo Coelho
>>> O amor que choveu
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meus livros, meus tablets e eu
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> Sem música, a existência seria um erro
>>> Jardim da Infância
>>> A arte como destino do ser
>>> Essa tal de Dança Contemporânea
>>> O soldado absoluto
Mais Recentes
>>> Ah! Eu Não Acredito! de Sérgio Almeida pela Casa da Qualidade (2001)
>>> As Aventuras de Pedro Malasarte de Sérgio Augusto Teixeira pela Ediouro
>>> O'Hurley's Return de Nora Roberts pela Visit Silhouette Books (2010)
>>> Glory in Death de Nora Roberts (Writing as J. D. Robb) pela Berkley (2000)
>>> Do-In: Primeiros Socorros - Vol. 2 de Juracy Cançado pela Ground (1983)
>>> Do-In: Livro dos Primeiros Socorros - Vol. 1 de Juracy Campos L. Cançado pela Ground (1984)
>>> Amor em São Petersburgo de Heinz G. Konsalik pela Bestbolso (2009)
>>> Buenos Aires de A a Z de Luis Fernando Oliveira Araújo pela Artes e Ofícios (2008)
>>> A Posse da Terra de Cândida Vilares Gancho pela Ática (1991)
>>> O Escolhido (Jurupari) de Francisco Brasileiro pela Clube do Livro (1970)
>>> O Planeta do Sr. Sammler de Saul Bellow pela Abril Cultural (1982)
>>> Feliz Ano Velho de Marcelo Rubens Paiva pela Brasiliense (1983)
>>> Liberdade Sem Medo (Summerhill) de A. S. Neill pela Ibrasa (1980)
>>> Otimismo em Gotas de R. O. Dantas pela Otimismo (1977)
>>> Portugal: Lembranças de uma Vida de Alberto Mosa pela Elevação (1999)
>>> O Quinze de Rachel de Queiroz pela José Olympio (2010)
>>> Não Deixe Para Depois O Que Você Pode Fazer Agora de Rita Emmett pela Sextante (2003)
>>> Não Leve a Vida Tão a Sério de Hugh Prather pela Sextante (2003)
>>> Telensino Inglês Básico I vol. 1 de Suely Mesquita Cossenza pela Ministério do Exército (1997)
>>> Estrutura do Direito Penal de Luiz Vicente Cernicchiaro pela José Buschetsky (1976)
>>> Lineamenti Di Storia e de Letteratura Italiana Ed Europea, 2:... de Sambugar- Ermini pela Nuova Italia, Milano (1997)
>>> Novelas/ Raul Pompeia Obras - Volume I de Raul Pompeias/ (org.: Autografo: Afrânio Coutinho) pela Civilização Brasileira/olac (1981)
>>> A Síntese Organica do Itinerarium Aetheriae de Enio Aloisio Fonda pela Fac. de Filosofia de Assis / S (1966)
>>> O Fundamento de Validade do Direito - Kant e Kelsen de Alexandre Travessione Gomes pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2004)
>>> Aspectos da Higiene Hospitalar de Hélio Lopes (Engenheiro) pela Impr. Oficial/ Belo Horizonte (2019)
>>> Fundamento da Investigação Literaria de Eduardo Portella/ Autografado pela Rosa dos tempos/ RJ. (1974)
>>> A Amazônia Misteriosa (Formato original) de Gastão Cruls pela Organização Simões: Rj. (1953)
>>> Comunicação Alternativa e Movimentos Sociais na Amazonia Ocidental de Pedro Vicente Costa Sobrinho (Autografado) pela Ed. Univ. Ufpb; João Pessoa (2001)
>>> Emoções Amazônicas: Guia Fotográfico-... dos Ecossistemas Amazônicos de Francisco Ritta Bernardino pela Photoamazonica (1998)
>>> Reumatismo e Artrite: Tratamento Médico e Cuidados Caseiros... de John H. Bland pela Ibrasa (1962)
>>> A Invasão Farmacêutica de Dupuy e Karsenty pela Graal/ RJ. (1979)
>>> A Invasão Farmacêutica de Dupuy e Karsenty pela Graal/ RJ. (1979)
>>> Mosaico Crítico: Ensaios Sobre Literatura Contemporânea de Georg Otte - Silvana Pessôa de Oliveira/ Org. pela Autêntica/ Belo Hte. (1999)
>>> A Dança da Serpente: a Revolução Silenciosa de Bárbara Heliodora de Sebastião Martins pela Ed. Lê/ Belo Horizonte (1996)
>>> A Dança da Serpente: a Revolução Silenciosa de Bárbara Heliodora de Sebastião Martins pela Ed. Lê/ Belo Horizonte (1996)
>>> Liga da Justiça "A Guerra da Trindade" de Geoff Johns pela Panini Books (2017)
>>> Star Wars "Episódio IV: Uma Nova Esperança" de Disney/ Lucasfilm pela Panini Books (2018)
>>> Terras do Sem Fim de Jorge Amado pela Martins (1964)
>>> Star Wars "Episódio V: O Império Contra-Ataca" de Disney/ Lucasfilm pela Panini Books (2018)
>>> Star Wars: Ascensão da Força Sombria; Trilogia Thrawn Livro 2 de Timothy Zahn pela Panini Books (2018)
>>> Superman "Universo DC Renascimento" Vol. 2 de K. Perkins pela Panini Books (2018)
>>> The Walking Dead: Segurança Atrás das Grades de Robert Kirkman pela Panini Books (2018)
>>> Direito e Relações Internacionais de Vicente Marotta Rangel pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> O Cão: 1000 Perguntas, 1000 Respostas de Théo Gygas pela Discubra (1987)
>>> Follow Up do Recém-Nascido de Alto Risco de Sonia Maria B. Lopes e José Maria de A. Lopes pela Medsi (1999)
>>> The Walking Dead: Os mais íntimos desejos Vol. 4 de Robert Kirkman pela Panini Books (2018)
>>> Torneio de Campeões "Coleção Histórica" de Marvel pela Panini Books (2017)
>>> Escalpo "Edição de Luxo" Livro 2 de Jason; Aaron pela Panini Books/ Vertigo (2018)
>>> Batman "O príncipe encantado das Trevas" Livro 1 de Marini pela Panini Books (2018)
>>> Universo X de Marvel pela Panini Books (2018)
ENSAIOS

Segunda-feira, 27/10/2008
O Nobel da crise
Sérgio Augusto

+ de 5100 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Se o Nobel de Literatura poupou o governo Bush e a candidatura McPalin de mais um embaraço (poderia ter dado Philip Roth, contumaz patrulheiro do bushismo), o de Economia lhes impôs, e também aos corifeus do livre mercado à outrance, uma tunda ainda mais expressiva que a vitória do professor Joseph Stiglitz em 2001. Paul Krugman, o Nobel deste ano, talvez seja o mais lido e respeitado crítico da era Bush. Stiglitz, embora autor de best-sellers e igualmente profético em suas análises sobre a atual crise econômica, não dispõe de um púlpito poderoso como a página de articulistas do New York Times, onde Krugman pontifica duas vezes por semana, às segundas e sextas.

Ainda que a Academia Sueca não o tenha premiado por sua performance jornalística, e sim por sua valiosa contribuição a uma nova teoria sobre o comércio internacional, desenvolvida a partir de 1979 no recesso acadêmico, vale o que está implícito. Ou seja, sua vitória foi também uma vitória do liberalismo, do jornalismo crítico, de tudo aquilo que a candidatura de Barack Obama representa, e, por extensão, um triunfo do Times, que acreditou no taco do professor de economia e relações internacionais da Universidade de Princeton.

Há oito anos colunista do jornal, Krugman pegou o reinado Bush desde o início e o oba-oba globalizante em seu apogeu. Cercado por uma dezena de comentaristas políticos de variada plumagem ideológica ― que podem, no máximo, ambicionar o prêmio Pulitzer, conforme salientou a sempre irônica Maureen Dowd ―, Krugman concorre mais diretamente com Thomas L. Friedman, o guru do empresariado panglossiano.

Concorre ou concorria? Autor de O Mundo é Plano, bíblia da evangelização globalizante, cuja visão otimista vem sendo diariamente desmoralizada pelo atual caos econômico-financeiro, Friedman (formado em filosofia e detentor de três Pulitzers) passou a escrever mais, nos últimos tempos, sobre percalços ecológicos do que sobre as panacéias da economia mundialmente integrada. Sábia decisão, com a vantagem de ter sido tomada antes de seu êmulo ser ungido com o Nobel, justamente por duvidar (e provar matematicamente) que o mundo não é "plano". Se tomada esta semana, soaria como uma humilhante capitulação.

Beneficiado por seus conhecimentos de economia, pelo destemor com que defende suas idéias, por sua aversão à promíscua relação de jornalistas com a fauna de Washington, e, dado fundamental, por escrever com clareza, sem firulas, mas com uma dose razoável de humor, Krugman transformou-se no mais importante colunista político dos EUA desde Walter Lippmann. Admirado e odiado quase que com a mesma intensidade, ninguém parece melhor equipado do que ele para analisar e denunciar as intricadas relações da política com os interesses corporativos e as exorbitâncias de Wall Street.

Krugman foi o primeiro a eviscerar sem meias palavras as fraudes da administração Bush em todos os níveis e setores. Onde os demais comentaristas viam lucidez, astúcia, clareza moral, ele enxergava confusão, ineficiência e desonestidade. Quando não um surto paranóico dos mais brabos: em março de 2003 comparou Bush ao alucinado comandante Queeg, interpretado por Humphrey Bogart no filme A Nave da Revolta.

Valendo-se unicamente de seus conhecimentos, Krugman detectou fraudes e manipulações posteriormente reconhecidas pelo comentariado político não atrelado à Casa Branca, mas de percepção lenta. Por que tão lenta? "Preguiça intelectual", segundo Krugman. "Mais despreparo e excessiva dependência de informantes e insiders do mundo político."

Já no primeiro orçamento apresentado por Bush vislumbrou números que não batiam, promessas impossíveis de ser cumpridas, e um corte de 40% nos impostos visando beneficiar os americanos mais ricos. Bush, escreveria mais tarde, inventou a "economia Dooh Nibor" (Robin Hood ao contrário). Em outra oportunidade, equiparou-o a Robespierre, o revolucionário exterminador. Questionou a invasão do Iraque, criticou acerbamente a utilização política do 11 de setembro e quase todas as medidas de alcance social dos últimos oito anos, e alertou, com três anos de antecedência, para a bolha que se formava no mercado imobiliário, qualificando-o, com absoluta precisão, de "a fonte de alimentação do hedonismo nacional". Invejável superavit.

Entrevistado no último dia 13 por Jim Lehrer, da PBS, Krugman revelou ter decidido estudar economia influenciado pela ficção científica do americano de origem russa Isaac Asimov, mais especificamente pela leitura da série Fundação, paráfrase da queda do império romano em clave science-fiction que Asimov escreveu entre 1941 e 1948. Seu herói é um matemático (Hans Seldon) empenhado em preservar a cultura do império galático, cuja decadência e posterior desintegração antevira com seus conhecimentos de "psicohistória". Krugman identificou-se com Seldon e sua missão salvacionista. E a "ciência" mais próxima da psicohistória inventada por Asimov que encontrou no mundo real foi a economia.

Depois, é claro, entraram os economistas de carne e osso. Uma influência determinante foi John Kenneth Galbraith, morto há dois anos mas a cada dia mais atual. Andei lendo seu relato sobre a alvorada da Grande Depressão, O Colapso da Bolsa 1929, na velha tradução da Expressão e Cultura. Assustador. Escrito há 54 anos, em plena euforia da "sociedade afluente" por ele tão bem dissecada, lembra, nos mínimos detalhes, o que temos acompanhado pelo noticiário das últimas semanas. Seu quarto capítulo, por exemplo, intitula-se "Em Goldman Sachs nós confiamos", ironicamente, é claro. Nem sempre a história se repete como farsa. Às vezes é como tragédia mesmo.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado no "Aliás", d'O Estado de São Paulo, em 18 de outubro de 2008.


Sérgio Augusto
Rio de Janeiro, 27/10/2008

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Ninho vazio de Lélia Almeida
02. Ser mãe de Lélia Almeida
03. Obama ou Olama? de Marcelo Sant'Iago
04. Vida ao vivo de Arnaldo Branco
05. Lembrando a Tribo de Millôr Fernandes


Mais Sérgio Augusto
Mais Acessados de Sérgio Augusto
01. Para tudo existe uma palavra - 23/2/2004
02. O frenesi do furo - 22/4/2002
03. Achtung! A luta continua - 15/12/2003
04. O melhor presente que a Áustria nos deu - 23/9/2002
05. Filmes de saiote - 28/6/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
30/10/2008
13h21min
Muito perceptiva a observacao de Sergio Augusto sobre a "tunda" indireta aplicada à Era Bush pela Academia Sueca com o Nobel dado a Paul Krugman, bem como o apoio inferido da candidatura de Barack Obama. Sobre as teorias economicas do Seculo XX, à referencia de Galbraith, adiciono duas outras que representam os extremos do continuo que fornece o pano de fundo para a atual crise economica, John Maynard Keynes (pre 2a guerra) e outro Friedman, o Milton (pos 2a guerra, Nobel de Economia 1976). A pergunta crucial é qual o nivel apropriado de regulamentacoes governamentais? Regimes socialistas seguem Keynes, e nao permitem correcoes que contrabalancem a natureza humana. Por isso nao conseguem se sustentar (Uniao Sovietica é o exemplo mais recente). Regimes capitalistas seguem Friedman, e permitem correcoes periodicas (1929, 2008...) que contrabalancem a natureza humana (os Estados Unidos sao a democracia mais duradoura da historia da humanidade). A virtude, como sempre, está pelo "meio"...
[Leia outros Comentários de Claudio Spiguel]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A GRAMÁTICA PASSADA A LIMPO: CONCEITOS, ANALISES E PARÂMETROS
MARIA HELENA DE MOURA NEVES
PARÁBOLA
(2012)
R$ 31,00



A DINÂMICA FUNCIONAL DO CENTRO DE LISBOA
JORGE GASPAR
HORIZONTE
(1985)
R$ 22,79



COZINHA REGIONAL BRASILEIRA - MINAS GERAIS
COZINHA REGIONAL BRASILEIRA
ABRIL
(2009)
R$ 6,50



REVISTA IMAGINÁRIO Nº14 - ANO XIII (DESLOCAMENTOS)
NIME
NIME
(2007)
R$ 19,83



DOLORES REUMATISMO
DR. VANDER
LIBRERIA SINTES
(1961)
R$ 20,00



MEL DE OCARA, O: LER, VIAJAR, COMER
IGNÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO
GLOBAL
(2013)
R$ 35,91



LEITURA DA BÍBLIA HOJE
JOÃO EVANGELISTA MARTINS TERRA
LOYOLA
(1988)
R$ 19,90



PREDADORES DA INOCÊNCIA
GISELDA L. NICOLELIS
FTD
(1997)
R$ 14,24



SEUS PONTOS FRACOS - EDIÇAO DE BOLSO
WAYNE W. DYER
VIVA LIVROS
(2011)
R$ 19,90



NAS MARGENS VIÁRIAS: AS LONAS PRETAS E SUAS RELAÇÕES SOCIOAMBIENTAIS
HAIANE PESSOA DA SILVA, NÚBIA DIAS SANTOS UND MARIA JOSÉ N. SOARES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00





busca | avançada
35004 visitas/dia
1,0 milhão/mês