Comentários de Daniela Castilho | Digestivo Cultural

busca | avançada
81347 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
>>> MAB FAAP seleciona artista para exposição de 2022
>>> MIRADAS AGROECOLÓGICAS - COMIDA MANIFESTO
>>> Editora PAULUS apresenta 2ª ed. de 'Psicologia Profunda e Nova Ética', de Erich Neumann
>>> 1ª Mostra e Seminário A Arte da Coreografia de 17 a 20 de junho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O paulistano cordial
>>> É possível conquistar alguém pela escrita?
>>> Ensaio.Hamlet e a arte de se desconstruir quimeras
>>> John Fante: literatura como heroína e jazz
>>> Imprensa em 2002
>>> Oswald de Andrade e o homem cordial
>>> Computadores, iPads e colheres de pau
>>> Machado sem corte
>>> Leitura Para Todos (premiado)
>>> Improvável amor de São João
Mais Recentes
>>> O Chamado da Floresta de Jack London pela Atica (1995)
>>> Que Azar, Godofredo! de Alexandre Azevedo pela Atual (1989)
>>> Dingono, o Pigmeu de Rogério Andrade Barbosa pela Melhoramentos (1997)
>>> É Difícil de Entender, Vô! de Nelson Albissú pela Atual (1993)
>>> The World God Made de Alyce Bergey pela Arch (1965)
>>> The True Story of Romeo and Juliet Stage 4 de Eduardo Amos pela Moderna (1997)
>>> Alfabetto - Autobiografia Escolar de Betto pela Atica (2002)
>>> O Portão Vermelho Romance Duma Terra Distante de Lin Yutang pela Pongetti (1958)
>>> Hidroterapia e Outros Tratamentos Naturais de Antônio Natanael de Paiva pela Casa (2003)
>>> Aventura na Serra do Mar de Fernando José de Souza pela Casa Publicadora Brasileira (1905)
>>> 24 Estudos de Execução Fácil para Piano de Pozzoli pela Ricordi (2000)
>>> Hanon o Pianista Virtuoso de A Schott pela Ricordi (1984)
>>> Sete Povos das Missoes de Walter Vetillo; Eduardo Vetillo pela Cortez (2012)
>>> Iniciação ao Violão Volume II de Henrique Pinto pela Ricordi (2000)
>>> Grandes Compositores e Suas Histórias de Hannelore Bucher pela Bucher (2004)
>>> Exercícios de Teoria Elementar da Música de Osvaldo Lacerda pela Ricordi (2000)
>>> A Técnica Diária do Pianista de E. Pozzoli pela Ricordi (2000)
>>> Dicionário de Acordes para Piano e Teclados de Luciano Alves pela Irmãos Vitale (1996)
>>> Iniciação ao Violão de Henrique Pinto pela Ricordi (2008)
>>> Historias da Vo Cotinha - Vivencias e Virtudes de Lucia Nobrega pela Rideel (2010)
>>> Furaha - a História de um Bebê Condenado à Morte de Jacques Olivier; Eunice Scheffel do Prado pela Cpb Didaticos (2002)
>>> Currículos e Programas no Brasil de Antonio Flavio B. Moreira pela Papirus (1997)
>>> Enfoque Globalizador e Pensamento Complexo de Antoni Zabala pela Artmed (2002)
>>> Cultura Escrita e Educação de Emilia Ferreiro pela Artmed (2003)
>>> Como Identificar e Resolver Problemas Em Sua Equipe de Jane Allan pela Nobel (1992)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Sexta-feira, 11/4/2008
Comentários
Daniela Castilho


o mau humor feminino
Eu não aguento o mau humor feminino. Sou mulher, mas nã defendo a categoria. Sim, os homens olham. Eu nunca me ofendi. Em geral, dou uma olhada de volta, mesmo se for um "Zé Mané". Homens são criaturas delicadas e, diferentes das mulheres que amadurecem e esquecem o lado infantil delas mesmas, os homens conservam os meninos que sempre foram, dentro de si. Um homem me canta na rua, eu olho. Mesmo que a cantada tenha sido grosseira. Só de eu olhar, em geral eles se encolhem como meninos que foram pegos aprontando. Se o homem for bonito, eu sorrio para ele - e pasme, mulher mau-humorada que não sabe lidar com homens - eles se encolhem ainda mais. O poder do sorriso feminino. Os homens sabem que dependem das mulheres dizerem "sim" ou "não" ao assédio deles. Usam o que têm, que é soltar um elogio, seja educado ou não, é tudo que eles podem fazer. A decisão é nossa e eles sabem disso. Pense nisso, mulher mau-humorada.

[Sobre "Segurando o Tchan"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
11/4/2008 às
13h51 189.33.79.103
 
Inteligência em Maria Padilha
A Maria Padilha nunca foi famosa pela inteligência, mesmo...

[Sobre "Meia-entrada ou meio-médico?"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
19/2/2007 às
06h45 201.52.239.231
 
fiquei curiosa com o filme
Eu li o livro quando saiu, há alguns milhões de anos... agora fiquei curiosa com o filme.

[Sobre "Perfume, uma crítica"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
29/1/2007 às
13h38 201.21.13.58
 
A entropia é inevitável
Amei, amei. Eu sou uma das pessoas que vive dizendo para as outras que a entropia é inevitável, a gente só vive adiando – e até, que é mais gostoso, muito mais interessante viver em harmonia com a entropia. Eu vivo de forma entrópica. A minha arte só vive com a entropia acionada. Adorei. =)

[Sobre "Em nome do caos"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
29/12/2006 às
13h11 201.21.13.58
 
Uma questão de ponto de vista
Ana Elisa, eu te leio sempre e admiro muito, mas como eu tenho um ponto de vista completamente oposto ao seu no quesito ver, escrevi um texto sobre isso lá no meu blog. Espero que você goste.

[Sobre "Ex-míope ou ficção científica?"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/archives/55...
27/12/2006 às
12h50 201.21.13.58
 
Adorei!
Ah, também adorei O veneno da madrugada! Adorei sua seleção de "melhores de 2006".

[Sobre "Europeus salvaram o cinema em 2006"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
21/12/2006 às
23h09 201.21.13.58
 
obrigada pelas dicas
Um dos melhores do ano, na minha opinião, foi o filme de Wim Wenders, "Estrela Solitária". Um brasileiro que só passou na internet, e é maravilhoso, é o documentário poético "Os sete pecados do capital", de Ricardo Nauenberg. O coreano "O Arco" é poesia. Nelson Pereira dos Santos não me decepcionou, com seu Brasília 18%. “A Máquina”, de João Falcão, é um belo filme, sai do ranço global sem se tornar alguma coisa indigesta. "Match Point" é maravilhoso, de longe o melhor dos "róliudianos". Achei "A Passagem" muito quero-ser-David-Lynch para o meu gosto, prefiro o original. É praticamente "Cidade dos Sonhos", só que com mais grana e menos estética cinematográfica, com cara de videoclipe. Entre "Árido Movie" e "Cinema, aspirinas e urubus", prefiro as aspirinas e urubus. Preciso ainda ver o filme do Karim e do Almodovar, meus amigos tem falado bem. E obrigada pelas dicas dos que eu-não-vi como Transamérica, o documentário da Lucia e alguns outros. Vou vê-los.

[Sobre "Cinema 2006: um ano mediano "]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
18/12/2006 às
17h20 201.21.13.58
 
Eu amei esse filme
Eu amei "Sob o sol da Toscana". Fiz resenha lá no Chá. Definitivamente, casa comigo? ;)

[Sobre "Sob o sol da crítica"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
13/12/2006 às
23h38 201.21.13.58
 
Amei.
Pois é, pois é, a maior delícia de escrever para o Digestivo é a liberdade.(...) Amei o seu texto.

[Sobre "Seis anos em seis meses"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
29/11/2006 às
18h22 201.21.13.58
 
O espelho dos blogueiros
Rapaz, que questão interessante. Eu montei o meu blog por insistência do meu ex-marido, quando ainda éramos casados. Acho que ele queria que eu me distraísse de alguma coisa para não perceber o final do casamento :P Foi efeito inverso, porque rapidamente eu tinha um monte de leitores - até hoje não entendi por quê - e o casamento acabou mesmo. O chá está lá, firme e forte até hoje, com mais de 10.000 leitores mensais. Eu escrevo o que me dá na telha, posto o que me dá vontade, sem a menor programação. Blogs são geniais. Não penso que blogs sejam diários, acho que são espelhos de seus donos.

[Sobre "Por que eu montei um blog"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
2/11/2006 às
20h42 201.21.13.58
 
apenas desperdiça o voto
A mim parece que, como em várias outras leis, a lei sobre anulação de eleição não é clara sobre o que acontece quando o eleitor vota nulo. A posição do ministro Marco Aurélio Mello deixa claro que, em caso de anulação de eleição, os votos nulos espontâneos da população não são considerados protesto nem são considerados como parte da eleição - simplesmente são descartados. Talvez precisássemos de uma melhor legislação eleitoral, é fato, mas do modo como a lei é aplicada hoje, votar nulo apenas desperdiça o voto e permite que mais políticos ruins se elejam com menos votos - uma vez que o voto nulo é descartado.

[Sobre "Por que votei nulo"]

por Daniela Castilho
http://havesometea.net/MadTeaParty/
18/10/2006 às
13h29 201.21.13.58
 
Resposta para Janete
(Continuação:) O Tribunal Superior Eleitoral deliberou a respeito do tema em 17 de agosto último, ao julgar um caso em que se requeria a anulação de uma eleição municipal de 2004, em Ipecaetá, na Bahia, para a realização de novo pleito. No Recurso Especial Eleitoral 25.937, o Tribunal deliberou: “Não se somam (...), para fins de novas eleições, os votos nulos decorrentes de manifestação apolítica do eleitor, no momento do escrutínio, seja ela deliberada ou decorrente de erro”. Ou seja, para calcular se houve mais de 50% de votos nulos (por fraude) em uma eleição não devem ser considerados os votos nulos dados pelo próprio eleitor.

[Sobre "Por que votei nulo"]

por Daniela Castilho
http://havesometea.net/MadTeaParty/
18/10/2006 às
13h25 201.21.13.58
 
O problema do voto nulo
O problema do voto nulo é que ele não vale nada, independente da quantidade de pessoas que votem nulo. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral deu uma entrevista explicando os furos na lei, que fazem com que o voto nulo não tenha expressividade e, pior, até contribua para que os candidatos que estão concorrendo necessitem de menor quantidade de votos para se eleger. Citando parte da entrevista: “O texto (da constituição) não diz ser necessário que mais da metade do votos sejam válidos, isto é: os dados aos candidatos. Determina apenas que será eleito o candidato que obtiver a maioria dos votos válidos. Assim, se 60% [do total] dos votos forem brancos ou nulos, uma hipótese remota, será eleito o candidato que obtiver pelo menos 20% mais um dos votos válidos (que, neste exemplo, foram 40%)”. Assim, votar nulo acaba sendo desperdício do voto e atitude passiva de escape - "não votei em ninguém, lavo minhas mãos." Eu prefiro votar direito.

[Sobre "Por que votei nulo"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty
12/10/2006 às
13h17 201.21.13.58
 
De música erudita
Mas existe música erudita sendo escutada e praticada - só que não executam Mozart e nenhum dos clássicos. Sim, exato, música erudita não é música necessáriamente clássica, nem música barroca, nem música neo-romântica. Ou seja, música erudita não precisa ser Mozart, Chopin ou Beethoven - meus favoritos em músicas de "outros períodos históricos". Música erudita pode ser, por exemplo, Apocalíptica, o quarteto de cordas erudito - um dos moços é até maestro, se não me engano - ou o String Quartet de Todd Mark Rubenstein que já gravou tributos a Rush, Led Zeppelin, Radiohead, Nine Inch Nails (sim, o industrial Trent Reznor tem dois tributos à sua obra, um do String Quartet e um em piano!). Música erudita também pode ser rock´n roll. Eu recomendo ouvirem, é maravilhoso.

[Sobre "Para ouvir música erudita"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty
2/10/2006 às
11h02 201.21.13.58
 
Entre brincos e tatuagens
Ai, Ana, morri de dó. Achei a história um massacre, uma ditadura. Eu uso 3 brincos, a minha irmã usa 7, meu irmão usa 2. Meu próximo alvo é justamente a tatuagem, eu quero fazer pelo menos 3.

[Sobre "Eu não uso brincos"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
30/9/2006 às
14h58 201.21.13.58
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Uma Visão das Academias: Origens e Desenvolvimento
Jarbas Maranhão
Letracapital
(2004)



Tempos Que Outros Tempos Não Apagam.
Cecília Silva
Taba Cultural
(2001)



Relacionamentos Entre Pais e Filhos
Celso Martins
Dpl
(2003)



Career Paths Information Technology
Virginia Evans
Express Publishing
(2013)



Historia de La Sociedad de La Informacion
Armand Mattelart
Paidos Argentina
(2002)



Direito Processual Civil
Eduardo Arruda Alvim
Revista dos Tribunais
(2010)



La Dimension Juridica de La Integracion (américa Latina)
Instituto para Integración de America Latina
Bid; Intal
(1973)



Collecting Your Fee: Getting Paid From Intake to Invoice
Edward Poll
American Bar Association
(2002)



A Aposta de Luiz Ignácio Maranhão Filho
Maria Conceição Pinto de Góes
Ufrj - Revan
(1999)



Los Montevideanos y las Políticas de La Solidaridad
Intendencia Municipal de Montevideo
Imm





busca | avançada
81347 visitas/dia
2,7 milhões/mês