Comentários de Duanne Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
73783 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> “Bella Cenci” Estreia em formato virtual com a atriz Thais Patez
>>> Espetáculo teatral conta a história de menina que sonha em ser astronauta
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
>>> MAB FAAP seleciona artista para exposição de 2022
>>> MIRADAS AGROECOLÓGICAS - COMIDA MANIFESTO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Introdução à lógica do talento literário
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Nada a comemorar
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> O desafio de formar leitores
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> Coisa mais bonita é você
>>> Sultão & Bonifácio, parte IV
>>> Guerra é entretenimento
>>> O site da cultura brasileira
Mais Recentes
>>> Drummond: Uma Poética do Risco - ensaios 43 de Iumna Maria Simon pela Ática (1978)
>>> Participação e Trabalho Social: um manual de promoção humana de C A de Medina pela Vozes (1981)
>>> Quatro Rodas Especial Guia de Mecânica de Abril pela Abril
>>> Especial Você SA Ano 1 ed 3 Dezembro 2002 de 10 Gurus e suas lições sobre trabalho emprego sucesso pela Abril (2002)
>>> Exame Ano 1 Abril 2003 Novo Código Civil Para Pequenas Empresas de Exame Novos Negócios pela Abril (2003)
>>> Quem é Jesus? de Marco André pela Betânia
>>> As Consequências da Humildade de Edson Oliveira pela Promise (2005)
>>> Lar Sem Sombras de Ellen G White pela Casa Publicadora (1978)
>>> José da Silva: Um Pregador Leigo de Jerry Stanley Key pela Juerp (1988)
>>> Pedra da Transmutação - prêmio bienal Nestlé de Foed Castro Chamma pela Melhoramentos (1984)
>>> Box 4 vols- Os ensinamentos oculto de Jesus de Mark. L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet pela Nova Era (2006)
>>> Eu fico Loko – O livro secreto dos bastidores de Novas Páginas pela Novas Páginas (2015)
>>> Eu fico Loko- As histórias que tive medo de contar de Novas Páginas pela Novas Páginas (2015)
>>> Eu fico Loko – As desaventuras de um Adolescente nada convencional de Christian Figueiredo de Cladas pela Novas Páginas (2015)
>>> O Herói Perdido de Rick Riodan pela Intrinseca (2010)
>>> Rangers – Ordem dos Arqueiros de John Flanagan pela Fundamento (2015)
>>> E se Harry Potter dirigisse a General Electric de Tom Morria pela Planeta (2006)
>>> A Divina Comédia – Inferno de pela
>>> A Divina Comédia – Paraíso de Dante Alighieri pela Principis (2020)
>>> Frankenstein de Mary Wollstomecrsft pela Gênios (2014)
>>> Livro de Colorir da Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Sextante (2015)
>>> As Viagens de Gulliver de Jonathan Swift pela DCL (2012)
>>> Geografia – Ensino Médio de Nelson Bacic Olic pela Moderna (2012)
>>> Espanhol – Ensino Médio de Ivan Martin pela ÁTICA (2010)
>>> 10 Lições de Sociologia de Gilberto Dimenstein pela FTD (2008)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Quinta-feira, 2/2/2012
Comentários
Duanne Ribeiro


Jorge Amado: "Yemanjá - ...
Jorge Amado: "Yemanjá - Dona das águas, esposa de Oxalá, mãe de todos os orixás. Veste azul. Pedras do mar e conchas são seus símbolos. No sincretismo, é Nossa Senhora da Conceição. Contas transparentes. Usa abebé prateado. Dia da semana: sábado. É também conhecida como Dona Janaína, Ynaê, Maria, Princesa de Aioká. Os negros gruncis chamavam-na simplesmente Yá. Em sua homenagem, realizam-se grandes festas de pescadores, saveiristas e marítimos no Dique, em Itaparica, no Rio Vermelho. A festa de de 2 de fevereiro, no Rio Vermelho, é belíssima e mereceu canção de Dorival Caymmi. Aliás, boa parte da obra de Caymmi tem Yemanjá como tema. No rastro do grande compositor, outros muitos têm celebrado Yemanjá. Sem a grandeza do mestre, pois Dorival Caymmi nasce um em cem anos. Yemanjá come cabra. Ebó de milho branco com azeite e cebola também é de seu agrado. Sua saudação: Odoia! Todo o mar da Bahia pertence a Yemanjá."

[Sobre "Dois de Fevereiro"]

por Duanne Ribeiro
http://duanneribeiro.blogspot.com
2/2/2012 às
10h52 200.196.153.27
 
Confronto entre os dois
Obrigado, pessoal =) Cilas, quem sabe eu não mando pra Universal? Pode ser que até já estejam pensando! Achei na internet um fanvideo do confronto entre os dois - pode servir de abertura para o episódio hipotético do meu artigo ;)

[Sobre "Dexter Versus House"]

por Duanne Ribeiro
http://www.revistacapitu.com
17/10/2011 às
19h42 200.196.153.28
 
Arnaldo Antunes casado
Bom texto. Me lembrou também que há outros arranjos possíveis: o Arnaldo Antunes, em seu terceiro casamento, convive com a esposa - mas cada um em sua casa: "Romântico, afetuoso, sente-se bem numa relação estável e duradoura".

[Sobre "Vantagens da vida de solteiro"]

por Duanne Ribeiro
http://www.revistacapitu.com
24/8/2011 às
19h46 200.196.153.30
 
Anúncio do fim do mundo
O problema de uma opinião assim são seus precedentes, tão apocalípticos quanto. Pelo que parece, na época dos gregos se dizia que a palavra escrita prejudicava o pensamento; depois de Gutenberg, que a palavra impressa tinha menos valor que a anterior, escrita, e que a imensidão de livros surgidos geraria confusão para sempre. Foi criado um personagem que afirmava que, a partir daí, só deveríamos ler catálogos. Quer dizer, é o mesmo anúncio do fim do mundo de sempre.

[Sobre "The Shallows, by Nicholas Carr"]

por Duanne Ribeiro
http://www.revistacapitu.com
18/8/2011 às
10h06 200.196.153.34
 
Lobato era racista
'Pena que Riobaldo - assim como Mark Twain e Monteiro Lobato, ambos por suposto racismo - será preso após a aprovação de uma lei anti-homofobia...' - Lobato era racista. E Riobaldo seria preso por não querer ser gay? Texto com ideia interessante e péssimo final.

[Sobre "Riobaldo vai a julgamento"]

por Duanne Ribeiro
http://revistacapitu.com/
18/5/2011 às
16h52 200.196.153.29
 
Privacidade como bandeira
Bom texto. Interessante principalmente por notar a permanência da mesma política em relação aos vazamentos e a posição do Obama no jogo. Só para acrescentar: o Wikileaks, os vazamentos do grupo, assim como o anonimato de ativistas ao redor do mundo, é garantido também por um sistema que permite nublar o rastreamento das informações. A Rolling Stone publicou um perfil do hacker por trás desse sistema. Sua bandeira por privacidade é um dos temas interessantes de todo esse caso.

[Sobre "Teoria dos jogos perdidos"]

por Duanne Ribeiro
http://www.revistacapitu.com
27/1/2011 às
15h05 200.196.153.27
 
São tensões diferentes
Túlio, não sei bem se entendi o que você quis dizer. Não é uma questão da dor ser maior porque se trata da cultura nórdica, ou de supor que essa cultura seja superior; estamos avaliando o caso do "Thor" porque é um caso recente, o mais recente de uma série de outros imbróglios que refletem a questão racial. Não sei por que insiste na Cleopátra ou na civilização egípcia; insisto: a tensão entre "brancos" e negros é totalmente diferente da que há em relação a indianos e egípcios. Hollywood tem mesmo motivações comerciais para retratar indianos. Você também pergunta: esse ato afetou os negros? A ideia é que sim, que excluí-los do universo midiático cria problemas em cadeia. Você discorda?

[Sobre "Ação Afirmativa, Injustiça Insuspeita"]

por Duanne Ribeiro
http://www.revistacapitu.com/
23/1/2011 às
15h55 187.60.21.137
 
Interessante edição cartesiana
"Descartes considerava que a ciência e a religião ocupavam domínios distintos, que não se interpenetravam" - mas, no entanto, fundava a possibilidade de haver ciência, a possibilidade de se conhecer a verdade, na existência de Deus. Se não me engano, ele chega a deduzir regras para astronomia das propriedades divinas. E se por um lado havia certo caráter empírico em Descartes, ele sobremaneira confiava na razão. Sua teoria sobre a luz é inferior à de Newton precisamente por isso. Newton chegava a enfiar tocos de madeira nos olhos para avaliar os resultados... Mas, de todo modo, parece muito interessante essa edição completa. Tomara que tenham retomado a tradução do Bento Prado com notas do Lebrun, que havia na edição antiga dos "Pensadores"; e que haja todas as respostas e objeções das "Meditações" - nessa antiga edição, só havia as segundas e quintas.

[Sobre "Obras Escolhidas de Descartes, pela editora Perspectiva"]

por Duanne Ribeiro
http://revistacapitu.com/
20/1/2011 às
13h25 200.196.153.30
 
Escolhas são atos políticos
Túlio, em relação à Cleópatra ou aos indianos, não existe uma tensão histórica comparável à que existe entre negros e "brancos", então é difícil colocar essas duas coisas no mesmo páreo. Não é uma exigência de filiação étnica estrita, como você quer (que africanos representem africanos, que árabes representem árabes). Mas é claro que podemos pensar em como essas, por assim dizer, minorias aparecem na mídia. Quando o canal do governo coloca uma nordestina para apresentar um jornal, trazendo outro sotaque e outra geografia que não o do sudeste, isso também é um ato político importante. Seria relevante se "Caminho das Índias" colocasse indianos como indianos?

[Sobre "Ação Afirmativa, Injustiça Insuspeita"]

por Duanne Ribeiro
http://www.revistacapitu.com/
19/1/2011 às
10h07 200.196.153.33
 
O prazer que há nos livros
Raimundo, na verdade a pesquisa comprova o desinteresse pela leitura na medida em que a leitura é entendida somente como algo formal, destinado ao trabalho, para "estimular o pensamento", como você diz. A pergunta é como modificar essa percepção e indicar o prazer que há nos livros.

[Sobre "O que mata o prazer de ler?"]

por Duanne Ribeiro
http://www.revistacapitu.com
23/12/2010 às
10h06 200.196.153.27
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Entre La Fisica y La Filosofia
Philipp Frank
Losada
(1945)



Gente Que Você Não Deveria Conhecer!!!
Fátima Deitos
Icone
(2005)



O Pêndulo do Relógio
Charles Kiefer
Amarilys
(2009)



Tentando Entender Monterroso
Luiz Arraes
7 Letras
(2005)



Retalhos Africanos na Linguagem Portuguesa do Brasil
Anna Guasque (3ª Edição)
Dasein
(1992)



I Encontro Nacional de Alfabetização e Cultura Popular
Leôncio Soares e Osmar Fávero ( Orgs )
Ministério da Educação; Unesco
(2009)



Homens Ilustres
Jean Rouaud
Record
(1995)



Estudos Jurídicos Criminais
Luciano Nascimento Silva
Juruá
(2008)



Duda: a Guerreira
Núbia Brasileiro
Premius (fortaleza)
(2004)



A Pictorial History of Science Fiction Films
David Shipman (capa Dura)
Hamlyn (londres)
(1985)





busca | avançada
73783 visitas/dia
2,7 milhões/mês