Comentários de Eduardo | Digestivo Cultural

busca | avançada
73783 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> “Bella Cenci” Estreia em formato virtual com a atriz Thais Patez
>>> Espetáculo teatral conta a história de menina que sonha em ser astronauta
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
>>> MAB FAAP seleciona artista para exposição de 2022
>>> MIRADAS AGROECOLÓGICAS - COMIDA MANIFESTO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Introdução à lógica do talento literário
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Nada a comemorar
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> O desafio de formar leitores
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> Coisa mais bonita é você
>>> Sultão & Bonifácio, parte IV
>>> Guerra é entretenimento
>>> O site da cultura brasileira
Mais Recentes
>>> Drummond: Uma Poética do Risco - ensaios 43 de Iumna Maria Simon pela Ática (1978)
>>> Participação e Trabalho Social: um manual de promoção humana de C A de Medina pela Vozes (1981)
>>> Quatro Rodas Especial Guia de Mecânica de Abril pela Abril
>>> Especial Você SA Ano 1 ed 3 Dezembro 2002 de 10 Gurus e suas lições sobre trabalho emprego sucesso pela Abril (2002)
>>> Exame Ano 1 Abril 2003 Novo Código Civil Para Pequenas Empresas de Exame Novos Negócios pela Abril (2003)
>>> Quem é Jesus? de Marco André pela Betânia
>>> As Consequências da Humildade de Edson Oliveira pela Promise (2005)
>>> Lar Sem Sombras de Ellen G White pela Casa Publicadora (1978)
>>> José da Silva: Um Pregador Leigo de Jerry Stanley Key pela Juerp (1988)
>>> Pedra da Transmutação - prêmio bienal Nestlé de Foed Castro Chamma pela Melhoramentos (1984)
>>> Box 4 vols- Os ensinamentos oculto de Jesus de Mark. L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet pela Nova Era (2006)
>>> Eu fico Loko – O livro secreto dos bastidores de Novas Páginas pela Novas Páginas (2015)
>>> Eu fico Loko- As histórias que tive medo de contar de Novas Páginas pela Novas Páginas (2015)
>>> Eu fico Loko – As desaventuras de um Adolescente nada convencional de Christian Figueiredo de Cladas pela Novas Páginas (2015)
>>> O Herói Perdido de Rick Riodan pela Intrinseca (2010)
>>> Rangers – Ordem dos Arqueiros de John Flanagan pela Fundamento (2015)
>>> E se Harry Potter dirigisse a General Electric de Tom Morria pela Planeta (2006)
>>> A Divina Comédia – Inferno de pela
>>> A Divina Comédia – Paraíso de Dante Alighieri pela Principis (2020)
>>> Frankenstein de Mary Wollstomecrsft pela Gênios (2014)
>>> Livro de Colorir da Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Sextante (2015)
>>> As Viagens de Gulliver de Jonathan Swift pela DCL (2012)
>>> Geografia – Ensino Médio de Nelson Bacic Olic pela Moderna (2012)
>>> Espanhol – Ensino Médio de Ivan Martin pela ÁTICA (2010)
>>> 10 Lições de Sociologia de Gilberto Dimenstein pela FTD (2008)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Terça-feira, 25/6/2002
Comentários
Eduardo


Sede de sentido
Frankl escreveu também um livrinho, Sede de Sentido, que, no Brasil, foi publicado por uma editora ligada à Igreja Católica. Se não me engano, sua teoria permanece injustamente desconhecida por aqui. Parabéns pelo texto, portanto, e abraço,
Eduardo

[Sobre "Direito de Sentido"]

por Eduardo
25/6/2002 às
11h41 200.213.203.195
 
Obra pirata
No oitavo dia desta última Bienal, um estudante de jornalismo, não sei bem como, conseguiu pregar um quadro pitando por ele mesmo numa parede da exposição. E só foi pedi-lo de volta quando, encerrado o evento, as obras estavam sendo recolhidas. Ninguém da organização percebeu a obra pirata. Ou seja: decididamente, não há qualquer diferença entre o que eu ou esse jornalista colorimos em casa do que é exposto na Bienal. A intenção do pintor amador, diga-se, foi exatamente criticar a organização da mostra. Alfons Hug deveria, se lhe restasse vergonha na cara, pedir desculpas publicamente, no mínimo, porque isso é uma palhaçada - que confirma, ainda, a palhaçada que é o evento pelo qual ele é, em parte, responsável. Mas não: disse que o cara tinha vocação para a Arte Conceitual, considerando o sucesso de sua performance. Ridículo.

[Sobre "A Bienal e a Linguagem Contemporânea"]

por Eduardo Carvalho
10/6/2002 às
13h57 200.213.203.195
 
Interesses
Muito obrigado pelos parabéns, Ricardo. O que acontece é que assuntos como este, de um nível ligeiramente superior ao do Saia Justa, não interessam à "elite intelectual brasileira" que me xingou no fórum do "Com a calcinha aparecendo". Aquele abraço, Eduardo

[Sobre "Em busca da pureza perdida"]

por Eduardo
9/6/2002 às
14h13 200.213.203.195
 
Volte sempre
Muito obrigado, Ricardo, pela leitura e pelo elogio, deste texto e, especialmente, do "Em busca da pureza perdida". Volte sempre, abraço, do
Eduardo

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
9/6/2002 às
13h45 200.213.203.195
 
Por onde baba você
Vanessa, que começou com toda essa brincadeira, se cadastrou com e-mail falso ([email protected]) e sumiu. Mas também participou com o mesmo IP (200.228.23.130) de um fórum sobre dragões(!) com o nome de Tobias em "http://books.dreambook.com/titiamat/guestb.html".
Thompson já é mais criativo. Em "http://books.dreambook.com/titiamat/guestb.html", com o mesmo IP 200.199.13.251, ele assinou como Rodrigo; e, em "http://www.somdomangue.com.br/wwwboard/messages/13.html", preferiu ser meu xará, assinando Eduardo Oliveira.
Em um mural de Caruaru (http://www.somdomangue.com.br/wwwboard/messages/13.html), Ivete Lira assina Zion e, em vez de discutir a escultura do Mestre Vitalino ou a crítica literária do Álvaro Lins, digita sequências incompreensíveis de letras e palavrões.
É essa a gente que, em intermináveis ataques convulsivos sobre o teclado, tenta desqualificar o que escrevo. E que, babando na frente da televisão, assiste e aprova o Saia Justa.
Voltem para sua turma, sejam felizes, beijos e abraços,
Eduardo

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
6/6/2002 às
13h24 200.213.203.195
 
Muito obrigado
Muito obrigado, Sue e Isabel, pelos elogios. E, especialmente, pela paciência que tiveram respondendo, com argumentos, as ofensas que recebi. Curioso, aliás, que seus comentários sejam incomparavelmente mais bem escritos do que os da turma da calcinha. Beijos,
Edu

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
4/6/2002 às
19h17 200.213.203.195
 
Está pegando mal
Afirmar: 9. Fixar-se, estabelecer-se: afirmou-se no cargo de chefe de escritório. (Aurélio)
E nenhuma das 16 definições de "firmar" me parece mais adequada.
Não, não consigo "ler nas entrelinhas". Elas estão em branco. Prefiro ler as palavras mesmo, essas que com que você, mais uma vez, demonstra constrangedora falta de intimidade.
Já estava pegando mal. Mas agora preciso avisar, antes do seu strip-tease completo, que este aqui é um site sério. Eu já tinha percebido que sua saia estava curta. Nessas situações, porém, e mesmo que você seja empresária em um ramo não muito família - como título do seu comentário, "Leiam Garotas!!!", parece insinuar -, é recomendável usar calcinha. Com todo o respeito,
Eduardo

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
4/6/2002 às
18h17 200.213.203.195
 
Arrumem a saia
Parabéns, Daniela, mais uma vez! Além de saber com impressionante precisão em que século estamos, você conseguiu concluir um curso superior no Brasil - ou onde quer que seja - e, não bastasse isso, se afirmar como uma empresária de sucesso. Coisa rara. Infelizmente, porém, nenhuma dessas suas incríveis qualificações garante que você tenha desenvolvido sequer uma precária habilidade de interpretação de texto. Ou, se quiser me chamar de machista, faça um favor: transcreva o trecho do meu texto em que eu digo algo tão imbecil como "homem é melhor do que mulher". Se não encontrar - porque eu não escrevi isso -, agregue também ao seu currículo esse detalhe esclarecedor: tecnicamente, você é uma analfabeta funcional. Espero que seu sucesso profissional compense esse defeito comum - a você e a suas companheiras de programa, que parece se divertirem expondo sua ignorância como se, lá vai, estivessem com a calcinha aparecendo. Arrumem a saia, beijos,
Eduardo

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
4/6/2002 às
16h46 200.213.203.195
 
Um consolo
Se você, Daniela, também é inábil para entender o que escrevi, então continuará sendo para interpretar o que vou escrever. Console-se, então, com tudo que sabe: de acordo com meu calendário, nós estamos mesmo em 2002, no século XXI. Parabéns, você acertou! Siga em frente, beijos,
Edu

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
4/6/2002 às
11h38 200.213.203.195
 
O colecionador de insultos
Muito obrigado, Karla, por tentar descer de sua superior condição intelectual para se fazer entender por mim. Mas na minha terra a gente concorda verbo e usa vírgula adequadamente. Tente de novo. Se precisar, posso te emprestar a gramática que usamos aqui. Nós escrevemos em Português.
E não precisa concordar comigo, não. Fique à vontade: talvez mais do que receber elogios de quem admiro, acumular insultos de quem desprezo me anima a continuar escrevendo.
Acho divertidíssimo acompanhar a lucidez do raciocínio de vocês. É engraçadíssimo ler alguém me chamando de Mongol, de machinho encalhado, de pseudo-intelectual americanizado, de picareta falsificador de mensagens, de crítico incompetente, de fascista adolescente. Realmente, Karla, não recebi nenhuma agressão pessoal. Eu é que não sei interpretar texto. Nem escrever. Não na língua de vocês. Repito: eu me comunico em Português - não numa língua em que alguém que se considera elite, tentando me explicar quem são as "mentes femininas pensantes" do seu país, conjuga o presente do verbo "assistir" na terceira pessoa do singular como "assisti".
Nada poderia justificar mais a validade do meu texto do que os comentários de vocês. Muito obrigado a todos! Beijos e abraços,
Eduardo

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
30/5/2002 às
20h45 200.213.203.195
 
Fica pra próxima
Eu, Vanessa, honestamente, não tenho nada contra programas que ensinam mulheres - ou homens - a cozinhar: nem nada, juro, particularmente contra as apresentadoras do "Saia Justa". Só acho que elas estão fora de contexto. Que fazem melhor o que faziam antes. E que vocês, telespectadoras, estão se submetendo à constrangedora situação serem avisadas disso por um moleque que acabou de completar 22 anos - e que não tem saco para cumprir a exaustiva tarefa de reeducar vocês: já está tarde demais. Fica pra próxima, beijos,
Eduardo

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
30/5/2002 às
02h27 200.213.203.195
 
Ruídos de comunicação
Yara,
Se, para você, é impossível discutir comigo porque estudo na GV, conversar com você me parece inviável por um motivo menos obscuro: você é completamente incapaz de compreender um texto simples. Eu nunca escrevi que o "A&L" é o "melhor" site da Internet, e jamais disse que, para mim, só existe o Paulo Francis e o Nelson Motta. Mas dificuldades assim parecem fichinha para alguém que acha que, quanto mais censurado o artista, melhor o seu trabalho; e que militância politicamente correta é qualidade incontestável. Siga firme, assim: você tem tudo para, um dia, conseguir ser iluminadora do programa. Beijos,
Eduardo

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
30/5/2002 à
01h57 200.213.203.195
 
No topo
Que bom, Karla, que você me avisou que faz parte da "elite brasileira intelectualizada". Se julgasse apenas pelas suas opiniões e pelo seu português, eu não ia perceber. Mas deveria: o nível dessa "elite" é tão baixo que inclui, além de você, de Marilena Chauí a Rita Lee. E, segundo meu professor de Marketing, também aqueles com nível superior, com acesso a computador e televisão, e que lêem aproximadamente dois livros por ano. Parabéns: você chegou lá. Boa sorte,
Eduardo

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
30/5/2002 à
01h47 200.213.203.195
 
Com a cesta cheia
Yara,
Sinceramente, eu bem que queria levar as suas também: mas suas abobrinhas são tantas, e tão pesadas, que quase não cabem mais na minha cesta. Tentemos, porém.
Eu recomendei o "Arts and Letters" porque ele é um bom canal para o que há de interessante na Internet, o que significa, para quem ainda não tem os miolos queimados pelo "Saia Justa", que ele não é a "única coisa boa que existe na face da terra". Me desculpe se todas as suas referências intelectuais são brasileiras e fracas, a ponto de definir a Mônica Wxyowglw como a "melhor repórter existente no momento", as participantes do "Saia Justa" como "algumas das mentes femininas pensantes mais importantes do final do século XX", e eu como "um americanizado metido a intelectual". Meus pêsames. Mas vai nessa, vai: continue lendo a biografia da Marisa Orth - que eu tenho mais o que fazer. Vou voltar a catar coquinho. Beijos,
Eduardo

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
29/5/2002 às
15h23 200.213.203.195
 
Catando abobrinha
Vanessa, minha amiga. Eu sou machista, e escrevi que "qualquer conversa realmente interessante, antes de segregar sexos, os inclui"; e o meu discurso é fascista, sendo que você acha ridículo que exista espaço na Internet para que alguém como eu publique seus textos - ou seja, quer que eu cale a minha boca. Obrigado pelo conselho, mas catar coquinho não é muito divertido. Prefiro colecionar suas abobrinhas. Beijos,
Eduardo

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Eduardo
29/5/2002 às
14h40 200.213.203.195
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




The Character of American History
W. R. Brock (second Edition)
Harper Colophon
(1967)



Mundo Digital - sem Cd
Sergio Yamasaki
Gold
(2008)



Hockey News Top 10: Counting Down the Games Wonderful
Edward Fraser (editor)
Juniper Publishing
(2012)



A Fada Enfadada - 5a edição
Marco Túlio Costa
FTD
(1991)



La Terra Santa
Luigi Di Giannicola
Opera Romana Pellegrinaggi
(2000)



Pedro Ii o Estranho: Contradições do Monarca Republicano
Revista História da Biblioteca Nacional, 86
Sabin; Fbn
(2012)



The Rhyming Dictionary of the English Language
John Walker(editor), Lawrence H Dawson Editor
Routledge & Kegan Paul Plc
(1973)



Eu Sou Feliz por Ser Católico
Padre Marcelo Rossi
Do Autor
(2000)



Elemente Der Vermessungskunde 2 Volumes
Carl Max Von Bauernfeind
Verlag
(1890)



Para Não Dizer Adeus
Lya Luft
Record
(2005)





busca | avançada
73783 visitas/dia
2,7 milhões/mês