Comentários de Viviane | Digestivo Cultural

busca | avançada
79441 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Última semana! Peça “O Cão de Kafka” fica em cartaz até 1º de agosto
>>> Projetonave e Caco Pontes lançam temporada de espetáculos online
>>> ‘Carlos de Assumpção, o poeta griot’ é homenageado em documentário do Sesc Ribeirão
>>> Clube do Conto Apresenta: Criaturas, de Carol Bensimon
>>> Vancouver Animation School apresenta webinário gratuito de animação
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
Últimos Posts
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
>>> Rogai por nós
>>> Na cacimba do riacho
>>> Quando vem a chuva
>>> O tempo e o vento
>>> “Conselheiro do Sertão” no fim de semana
>>> 1000 Vezes MasterChef e Nenhuma Mestres do Sabor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Davi, de Michelangelo: o corpo como Ideia
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Fome zero, malandragem dez
>>> A Puta, um romance bom prá cacete
>>> Banana Republic
>>> Felicidade: reflexões de Eduardo Giannetti
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> As armas e os barões
>>> O detetive Alyrio e as paisagens noturnas
>>> Blog, o último furo jornalístico
Mais Recentes
>>> Manual Prático de Astrologia de Bel-adar pela Pensamento (1980)
>>> Manual Prático de Astrologia de Bel-adar pela Pensamento (1980)
>>> The Secret Passage Stage 4 - A2 de Paloma Bellini pela Hub (2011)
>>> Holocausto o Massacre de 6 Milhões de Ben Abraham pela Wg (1976)
>>> Você Pode Ser Vencedor de A. Balbach pela Vida Plena (2012)
>>> A Opção Brasileira de Mário Pedrosa pela Civilização Brasileira (1965)
>>> Os Campeoes Sao Vegetarianos de Alice G. Botelho; Helcio Deslandes pela Cpb Didaticos (2010)
>>> Mais Que Vencedor de Reis & Oliveira pela Kits (2016)
>>> Mais Que Vencedor de Reis & Oliveira pela Kits (2016)
>>> Mais Que Vencedor de Reis & Oliveira pela Kits (2016)
>>> Mais Que Vencedor de Reis & Oliveira pela Kits (2016)
>>> Mais Que Vencedor de Reis & Oliveira pela Kits (2016)
>>> Pelas Veias da Selva de Vito Dalessio pela Ftd (1992)
>>> De Bem Com Você de Sueli Nunes Ferreira pela Casa (1996)
>>> Informática Em Enfermagem de Heimar F. Marin pela Epu (1995)
>>> Animais Heróis de Ernest Lloyd pela Casa (2000)
>>> Anjos - Sua Presença e Atuaçao na Vida Humana de Sesostris Cesar Souza pela Cpb Didaticos (2015)
>>> A Vida do Bebê Edição Compacta de Dr. Rinaldo de Lamare pela Bloch (1982)
>>> O Fantasma Que Falava Espanhol de Luiz Galdino pela Ftd (1990)
>>> Edifício Rainha Leonarda de Luiz Antonio Aguiar pela Melhoramentos (1994)
>>> Dicionário Ilustrado de Navegação a Vela de Rachel Holzhacker pela Abril (1975)
>>> Practicar y Jugar Con El Aro de Annemarie Seybold-brunnhuber pela Kapelusz (1971)
>>> Os Dinossauros de Ruth Wheeler; Harold G. Coffin pela Casa (1993)
>>> Prega a Palavra de União Central Brasileira pela União Central Brasileira (1996)
>>> Técnicas de Ensino na Escola Sabatina de Adultos de Charles H. Betz pela Casa (2009)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Quarta-feira, 13/4/2005
Comentários
Viviane


Dou o braço a torcer...
Olá Eduardo. Acredito já ter comentado alguns de seus ensaios, mas quando um amigo enviou este, tive que retornar à carga. Curiosamente, apesar de não partilhar de suas posições políticas, dou o braço a torcer à sua clareza de análise de um quadro que também me incomoda. E devo concordar com a idéia jocosa da megacorporação neo-hiporonga! Ademais, há algo escrito sobre o mesmo assunto, mas com uma linha de análise diferente, neste blog. Talvez haja um diálogo entre os textos. Até.

[Sobre "A vingança alternativa"]

por Viviane
13/4/2005 às
10h16 200.136.11.145
 
sou obrigada a concordar
Olá, Júlio. Tenho prestado mais atenção às coisas que você escreve e devo dizer que, neste caso, sou obrigada a concordar. Acredito ser de uma geração pouco posterior à sua - sou de 83 - mas tenho muito desta sensação de desgarramento em mim: faltam balisas culturais com as quais possa me identificar e que possa chamar de grandes balisas. Somos de um tempo que não deixará clássicos - e sinto que isto têm muito a ver com tudo o que você disse no artigo; não deixaremos clássicos não apenas por não pensarmos mais no problema - e temos que dar mãos a bolos a Ítalo Calvino por puxar nossas orelhas - não pensamos em coisas que tenham alcance para além de mundos restritos. O problema não é engajamento ou coisa parecida, mas sim a falta de um todo. Temos mais poetas que leitores de poesias não porque somos incapazes de ler poesias, mas porque cada poeta quer falar de seu mundo e apenas disto - o leitor não consegue extrair dali mais do que um mundo exterior ao seu, com o qual não consegue se comunicar. Não existem mais pessoas como Carpentier ou García Márquez simplesmente porque estes construíam suas narrativas sem o desejo de explicitar apenas seu mundo interior - e talvez por isto não haja mais uma grande literatura nestes tempos sombrios. Há que se esperar pela chegada de novos nomes, capazes de pensarem isto e construir, deste monte de histórias pequenas e desconexas, algumas históricas capazes de dizer a todos, aquilo que todos tentavam dizer a ninguém por dialogarem apenas consigo mesmos. Mas ainda assim, o sentimento de desgarramento é grande.

[Sobre "Autores novos"]

por Viviane Alves
27/3/2005 às
15h56 200.226.28.206
 
Pela sofisticação da política
Eduardo. Acompanho suas crônicas há algum tempo, e gostaria de dizer algumas poucas coisas. Primeiro, que de fato a esquerda tem um problema neste país; um não, na verdade vários, sendo o principal deles a falta de percepção do lugar que ocupa, ou ao menos a definição de qe lugar deseja ocupar. Também concordo com algumas críticas que faz à esquerda e até mesmo à FFLCH, local onde estudo. Na verdade, acho que se pessoas como eu, que gostariam de um dia fazer qualquer coisa capaz de promover alguma mudança "boa" deveriam, antes de mais nada, aprender com pessoas como vc, que na lógica mais barata seria tidas como de "direita" o que significa saber qual é seu o seu lugar e que comportamento se deve esperar a partir disto. Isto não é uma crítica, na verdade, é apenas a constatação de que, muitas vezes, falta a alguns intelectuais uma coisa essencial: política. Não o conhecimento político adquirido nos alfarrábios trotskistas ou leninistas, mas a concepção política que me parece mais ... como poderia dizer? Refinada. É desta sofisticação política que sinto falta em alguns "camaradas" meus; e, para adquirí-la, talvez oque falte, e imagino que concorde comigo neste ponto, seja a observação sobre como as coisas de dão não só no tapetão do Senado, mas nas relaçòes de poder que presenciamos na vida. O que quero dizer com tudo isto? Na verdade, a mensagem é simples: depois de alguns meses lendo sua coluna, gostaria apenas de manisfestar-me dizendo que nem toda a esquerda é burra e, embora o grau de sofisticação da esquerda atual seja praticamente nulo, colunas como as suas conseguem, em alguns poucos trazer para a discussão as coisas que pontuei acima. Se a esquerda no Brasil se sofisticará? Não tenho resposta a isto. Mas quis que soubesse que, por incrível que pareça, aquilo que seria taxado como "reacionário" em suas crônicas, para mim, que já não penso mais nestes termos, promovem reflexões que, mesmo discordantes das tuas opiniões, vao um pouco além do "direitista reacionário" contra a "militante revolucionária", termos que de tão desgastados perderam o sentido. PS.: Ainda discordo de várias coisas que vc escreve. Cordialmente, um Abraço.

[Sobre "Diversões"]

por Viviane Alves
29/4/2004 às
14h06 200.144.56.121
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Festival de Piadas
Paiva e Sueli
Gênero



Curso de Desenho e Pintura 11 - a Arte Ver
Vários Autores
Globo
(1996)



Sete Noivas para Sete Irmãos Coleção Folha Clássicos do Cinema 20
Stanley Donen
Folha de São Paulo
(2009)



Cartas Vincadas, Letras no Espelho
Ferenc Pál e Marcelo Marinho ( Org. )
Letra Livre
(2004)



Este Beco Tem Saída
Irene Solano Vianna
Moderna
(1996)



No Campo da Memoria, Jogando Conversa Fora
Leonardo Prado
Olhares
(2010)



O Marido do Dr. Pompeu
Luis Fernando Veríssimo
L&pm
(1997)



Farmácia de pensamentos
Sonia de Aguiar
Relume Dumará
(2000)



Dorothy on the Rocks
Barbara Suter
Bertrand Brasil
(2011)



Crer Ou Não Crer
Fábio de Melo
Planeta
(2017)





busca | avançada
79441 visitas/dia
2,4 milhões/mês