Comentários do IP 200.165.243.60 | Digestivo Cultural

busca | avançada
68231 visitas/dia
2,5 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Workbook de Carl Honoré é transformado em lives
>>> Experiência Quase Morte é o tema do Canal Angelini
>>> 20 anos de Bicho de Sete Cabeças: Laís Bodanzky, Rodrigo Santoro e Gullane se reúnem em bate-papo
>>> Arquivivências: literatura e pandemia
>>> Festival Mia Cara promove concurso culinário “Receitas da Nonna”
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Em um tempo, sem tempo
>>> Eu, tu e eles
>>> Mãos que colhem
>>> Cia. ODU conclui apresentações de Geração#
>>> Geração#: reapresentação será neste sábado, 24
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Influências da década de 1980
>>> 20 de Dezembro #digestivo10anos
>>> Poesia e Guerra: mundo sitiado (parte II)
>>> Notas Obsoletas sobre os Protestos
>>> Uma norma para acabar com os quadrinhos nacionais?
>>> Pode guerrear no meu território
>>> Aconselhamentos aos casais ― módulo II
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Na CDHU, o coração das trevas
>>> A Vida e o Veneno de Wilson Simonal, por Ricardo Alexandre
Mais Recentes
>>> Psicologia da Percepção - Vol. II de Clara Regina Rappaport (coord.) pela Epu (1985)
>>> Você Viu o Vento? de Ieda Martins de Oliveira pela Casa (2008)
>>> Fofinho de Teresa Noronha pela Ática (1997)
>>> Colegio Novo e Fogo! de Graziela Bozano Hetzel pela Paulinas (2007)
>>> A Curiosidade Premiada de Fernanda Lopes de Almeida pela Atica (2008)
>>> Adoráveis Vigaristas de Ganymédes José pela Atual (1991)
>>> Historias de Pai e Filho de Julio Emilio Braz pela Icone (1998)
>>> Uma Janela para o Crime de Cloder Rivas Martos pela Saraiva (2012)
>>> Pequenas Historias, Grandes Liçoes Vol. 1 de Alcides Goulart pela Jovem (2008)
>>> Diário de Biloca de Edson Gabrie Garcia pela Atual (2005)
>>> A Guerra do Lobisomem de Carlos Moraes pela Quinteto Editorial (1984)
>>> Miguel e o Sexto Ano de Lino de Albergaria pela Saraiva Didáticos (2009)
>>> Para Gostar de Ler Vol. 17 Cenas Brasileiras de Rachel de Queiroz pela Atica (2003)
>>> Relações de Troca Ou Relações de Poder? Supervisão Em Fonoaudiologia de Ivone Carmen Dias Gomes pela Summus Editorial (1991)
>>> Caminho para Cristo de Ellen G. White pela Casa (1982)
>>> Caminho para Cristo de Ellen G. White pela Casa (1982)
>>> Caminho para Cristo de Ellen G. White pela Casa (1982)
>>> Caminho para Cristo de Ellen G. White pela Casa (1982)
>>> Casa de Vó é Sempre Domingo de Marina Martinez pela Nova Fronteira (1986)
>>> O Anjo de Aleijadinho de Sylvia Orthof pela Salamandra (1996)
>>> Minhas Memórias de Lobato de Luciana Sandroni pela Companhia das Letrinhas (2009)
>>> Voa, Coração de Patrícia Engel Secco pela Boa Companhia (2006)
>>> Leo Halliwell na Amazônia de Olga S. Streithorst pela Dos Adventistas (1979)
>>> Descoberta na America de Michelson Borges pela Casa (revistas) (2002)
>>> A Capoeira de Urtigas de Pedro Bandeira pela Seed (1990)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Segunda-feira, 16/9/2002
Comentários
200.165.243.60


Cultura Pop
Olá Gian, Legal o assunto tratado, mas tenho algumas opiniões que possa enriquecer um debate neste assunto tão importante. A Cultura Pop NASCEU de um único objetivo CENTRAL, - entrenimento que visa o lucro (ponto final). Esse é o seu fundamento, mas até pode haver algumas vantagens nisso. Na sua produção, esse entretenimento não pode ter uma visão crítica, a não ser se essa for mascarada. Porque não pode ter uma visão critica. Por que não vende em quantidade. A estética POP possui suas fórmulas, e estar precisam usadas. O exemplo é o K.Reaves no Matrix, era preciso um astro do cinema Holly, para passar uma mensagem e vender bastante também. De sua estrutura de fabricação logo nasceu sua concepção de "massa", de homogenização, POP (POPULAR). Por essencia de seu propósito, não busca em seu conteúdo e muito menos em sua forma ser inovadora, crítica ou provocadora. Porém, temos que analisar que a Cultura Pop é só um veículo que o mercado tem em mãos para venda. Se a crítica virar POP, a critica será vendida. Tome como exeplo o RAGE AGAINST THE MACHINE, onde tanto como conteúdo e forma criticam o sistema em que a cultura pop reina descaradamente, e este grupo é tratado pela mesma gravadora que a Madonna, a rainha POP. O que temos em muitas vezes, é a mascaração na estética POP, por uma critica construtiva ou evolutiva. Isto é, usando a forma que chegue a massa, possuindo um conteúdo em entre linhas de maneira construtiva. Isso pode entendido nos quadrinhos comentado, em filmes, nas músicas.... Mas isso não caracteriza a Cultura POP como tal. A CUltura POP pertence à um movimento que acabou de vez com a ARTE, que foi sem dúvida o Pós-modernismo. A arte vem do nada para o nada, tudo é arte, tudo é nada. Apaga-se o teor construtivo, da escola, das tradições. A arte deve ser entendida como um fator solto no espaço e no tempo. E aí surgiu a estética POP. uma estética padronizada, desde Adorno até os dias de hoje. É a maneira de atingir muitos e milhares, de gostos diferentes, de vidas diferentes....é superficial ao máximo, exatamente para atingir um maior número de pessoas. É impossível, dividir Cultura POP,da Indústria- ela é a própria. É a que financia a indústria, principalmente a do entrenimento. Temos que analisar muito bem; o que é Cultura POP e como ela é usada. Existem Produtos POP inovadores? Se exite alguém por traz ditando valores e elementos construtivos usando a estética POP, realmente existe, mas de maneira de conteúdo banal e retroativo.... nunca É de se notar que esses exemplos construtivos são mínimos de um total de produtos POPs vendido no mercado.

[Sobre "Cultura pop"]

por Felipe
16/9/2002 às
11h54 200.165.243.60
(+) Felipe no Digestivo...
 
Linguagem Popular
"Tá fechando sete tempo / qui mia vida é camiá / pulas istradas do mundo / dia e noite sem pará / Já visitei os sete rêno / adonde eu tia qui cantá / sete didal de veneno / traguei sem pestanejá / mais duras penas só eu veno / ôtro cristão prá suportá / sô irirmão do sufrimento / de pauta vea c'a dô / ajuntei no isquicimento / o qui o baldono guardô / meus meste a istrada e o vento".... / (verso do cantador e poeta ELOMAR) / Versos como esse foram teses de Doutorado pela Univesidade da Bahia na cadeira de LETRAS. Provando que a linguagem popular, deve ser encarada como pesquisa da própria cultura, assim como a música e as manifestações culturais em geral. Esse preconceito que ainda existe, nos ocultos principios da sociedade brasileira, reforça ainda mais as barreiras de aproximação social entre aqueles da cultura culta e a cultura popular. Exemplos como a da Universidade da Bahia deveria ser seguido como uma evolução em nossas descobertas culturais e análises de nossa indentidade cultual. Abraços, Felipe Boclin

[Sobre "Língua de fora"]

por Felipe
23/8/2002 às
14h15 200.165.243.60
(+) Felipe no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Amor Fora de Hora
Katarina Mazetti
Lua de Papel
(2011)



Reengenharia - Revolucionando a Empresa
Michael Hammer e James Champy
Campus
(1994)



Páginas de História Fluminense
Thalita de Oliveira Casadei
Casa do Homem de Amanhã
(1971)



A Morte da Justiça do Trabalho
Sylvia Romano
Minelli
(2002)



O Filho de Tarzan
Edgar Rice Burroughs
Codil (sp)
(1959)



Cortesía e Distinción Etiqueta y Trato Social
Irma Padovani
Sintes (espanha)
(1951)



Les Logarithmes et Leurs Applications
André Delachet
Presses Universitaires (paris)
(1960)



Coleção Prestígio Iracema
José de Alencar
Ediouro
(1995)



Turma da Monica Jovem: Bem-vindos ao Japao - Vol. 47
Mauricio de Sousa
Panini
(2012)



Fundamentos e Técnicas de Administração Financeira
Roberto Braga
Atlas (sp)
(1994)





busca | avançada
68231 visitas/dia
2,5 milhões/mês