Oscar 2002 | Jose carlos

busca | avançada
74383 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Povo Fulni-ô Encontra Ponto BR
>>> QUEÑUAL
>>> Amilton Godoy Show 70 anos. Participação especial de Proveta
>>> Bacco’s promove evento ao ar livre na Lagoa dos Ingleses, em Alphaville
>>> Vera Athayde é convidada do projeto Terreiros Nômades em ação na EMEF Ana Maria Benetti sobre Cavalo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
Últimos Posts
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Por que as curitibanas não usam saia?
>>> Jobim: maestro ou compositor?
>>> 7 de Outubro #digestivo10anos
>>> A insignificância perfeita de Leonardo Fróes
>>> Soco no saco
>>> De Siegfried a São Jorge
>>> O Paulinho da Viola de Meu Tempo é Hoje
>>> Pelas curvas brasileiras
>>> A pintura admirável de Glória Nogueira
>>> A Flip como Ela é... I
Mais Recentes
>>> Ao Redor do Mundo de Fernando Dourado Filho pela Fernando Dourado Filho (2000)
>>> O Administrador do Rei - coleção aqui e agora de Aristides Fraga Lima pela Scipione (1991)
>>> Memória do Cinema de Henrique Alves Costa pela Afrontamento (2024)
>>> Os Filhos do Mundo - a face oculta da menoridade (1964-1979) de Gutemberg Alexandrino Rodrigues pela Ibccrim (2001)
>>> Arranca-me a Vida de Angeles Mastretta pela Siciliano (1992)
>>> Globalizacão, Fragmentacão E Reforma Urbana: O Futuro Das Cidades Brasileiras Na Crise de Luiz Cezar de Queiroz Ribeiro; Orlando Alves dos Santos Junior pela Civilização Brasileira (1997)
>>> Movimento dos Trabalhadores e a Nova Ordem Mundial de Clat pela Clat (1993)
>>> Falso Amanhecer: Os Equívocos Do Capitalismo Global de John Gray pela Record (1999)
>>> Os Colegas de Lygia Bojunga pela Casa Lygia Bojunga (1986)
>>> Amazonas um Rio Conta Historias de Sergio D. T. Macedo pela Record (1962)
>>> A História de Editora Sextante pela Sextante (2012)
>>> Villegagnon, Paixaƒo E Guerra Na Guanabara: Romance de Assis Brasil pela Rio Fundo (1991)
>>> A Política de Aristóteles pela Ediouro
>>> A Morte no Paraíso a tragédia de Stefan Zweig de Alberto Dines pela Nova Fronteira (1981)
>>> Rin Tin Tin a vida e a lenda de Susan Orlean pela Valentina (2013)
>>> Estudos Brasileiros de População de Castro Barretto pela Do Autor (1947)
>>> A Origem do Dinheiro de Josef Robert pela Global (1989)
>>> Arquitetos De Sonhos de Ademar Bogo pela Expressão Popular (2024)
>>> Desafio no Pacífico de Robert Leckie pela Globo (1970)
>>> O Menino do DedoVerde de Maurice Druon pela José Olympio (1983)
>>> A Ciencia Da Propaganda de Claude Hopkins pela Cultrix (2005)
>>> Da Matriz Ao Beco E Depois de Flavio Carneiro pela Rocco (1994)
>>> Testemunho de Darcy Ribeiro pela Edições Siciliano (1990)
>>> Tarzan e o Leão de Ouro de Edgar Rice Burroughs pela Record (1982)
>>> Viagem de Graciliano Ramos pela Record (1984)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 22/3/2002
Comentários
Leitores

Oscar 2002
Caro Juliano, Se voce realmente acha que assistir ao Oscar vai ser muito chato, então não assista ! Sugiro que voce vá dormir !!!

[Sobre "Oscar 2002"]

por Jose carlos
22/3/2002 às
15h31 139.82.89.15
(+) Jose carlos no Digestivo...
 
Esta acabando
Tenho um boa e mal noticia para os fanaticos com e de anos incriveis. A boa é que a serie ainda passa no mutilshow canal pago da net e outras. A ruim que ja esta no fim da serie esta amanha vai passa o capitulo de numero: 85 Double Date ou Encontros e Desencontros.

[Sobre "Anos Incríveis"]

por Sena
20/3/2002 às
20h24 200.206.103.3
(+) Sena no Digestivo...
 
Suicídio e dignidade
Caro Sr. Paulo Polzonoff Sou interessadíssimo sobre o tema "suicídio", tendo esse meu interesse começado (ou despertado), à partir do suicídio do irmão de Getúlio Vargas (não lembro quando)... Quanto ao seu texto, tenho à comentar que o Sr. nunca deve se mostrar como que " encabulado " por escrever qualquer coisa, nunca se mostre constrangido ou coisa parecida, pois SEMPRE haverá alguem para lê-lo e compreendê-lo. Mais vale quando apenas um leitor o lê com interesse real e compreensão, do que 50.000 leitores que o leiam sem compreende-lo e honra-lo. Eu trabalho em plataforma de petroleo, na Bacia de Campos, e estava pesquisando sobre "Teoria Determinista "e tambem sobre Frederick Ratzel. Tenho apenas o segundo grau, mas procuro sempre fazer um esforço para sair das "trevas", lendo textos sobre escritores eminentes como o Sr. Parabéns e antes de tentar o suicídio , me escreva. P.S. Acho a melhor forma de suicidar-se o "tiro no peito "...e o Sr? À propósito, acho um ato de extrema coragem , altruísmo e dignidade, o ato do suicídio. Abraços. Lédio.

[Sobre "Está Consumado"]

por Lédio Campos Lima
19/3/2002 às
22h36 200.222.252.136
(+) Lédio Campos Lima no Digestivo...
 
Inteligência na web
A inteligência está na web. Só não podemos deixar que ela se transforme em monopólio de empresas vampiras. O Digestivo cultural é um espaço interessante, que também coloca em questão a realidade da mídia atual. Tenho uma revista na rede www.barbacenaonline.com.br/revistazoom. Estou tentando desenvolver um projeto semelhante ao de vocês; ou seja, trabalhar numa linha editorial independente. Gostaria de saber como posso hospeda-la no portal Digestivo. A todos um grande abraço.

[Sobre "Digestivo nº 71"]

por Fernanda Santarosa
19/3/2002 às
14h03 200.251.132.3
(+) Fernanda Santarosa no Digestivo...
 
parabens sábios
Enfim, urge a cultura gratuita no pais,esforço de cidadões preocupados com o porvir do nosso povo preso as banalidades televisivas... Há de se entorpercer ao entrar na web,para ver cultura, perderemos a ternura? jamais.parabens sábios...

[Sobre "Digestivo nº 71"]

por silvania
19/3/2002 às
13h18 200.173.89.177
(+) silvania no Digestivo...
 
Feito do povo para poucos
Ana, se sentiu ofendida me desculpe, mas me senti altamente ofendido ao falar que o Carnaval é uma festa popular. Com dados que conhecemos que voce ilustra tão bem seu comentário e outros artigos aqui no digestivo o Carnaval não é uma festa do povo. Hoje é uma festa cara para uma parcela da população . Seus dados só retratam bem isso. Não conheço ninguém que faça parte da maioria e foi pular carnaval, nem mesmo pipoca na Bahia ou São paulo. Uma pessoa que ganhe 500 reais e sustenta uma família não irá pular carnaval aqui ou em lugar algum. Carnaval é uma festa que maioria do país assiste na Band, Globo outros canais. Essas pessoas não gasta dinheiro com cerveja mesmo na pipoca. Um Debate é sempreum debate, mas acho querer falar que o carnaval é uma festa popular mesmo parte popular não participe por probelma conhecidode todos é demais

[Sobre "o carnaval dos animais"]

por Otavio
19/3/2002 às
11h08 200.153.78.26
(+) Otavio no Digestivo...
 
Vive la Différence
Como você mesmo diz, Otávio, discordar é natural; logo minha opinião é tão legítima quanto à sua! Seus adjetivos proferidos à minha pessoa, nada me dizem, uma vez que não o conheço. Quanto aos meus "parcos" conhecimentos, atribuo ao fato de, felizmente fazer parte de uma parcela restrita da população que tem acesso aos cursos de graduação e pós-graduação (certamente, não os "animais" a que se refere o colunista no seu infeliz artigo). Quanto ao número citado acima, é o número divulgado pela Emtursa, e, se um milhão de pessoas são turistas, ótimo! Só endossa o fato de que, a festa é boa o suficiente para atrair gente do mundo inteiro. Caso deseje se informar melhor sobre o carnaval de Salvador, sugiro o site da Emtursa, mais especificamente no endereço:http://www.emtursa.ba.gov.br/carnaval/resumo.html#carna2001 Segue um pequeno trecho com dados relativos ao carnaval de 2001: MOTOR DA ECONOMIA Ano após ano, os indicadores econômicos do Carnaval de Salvador vêm se tornando mais e mais significativos. A festa vem se tornando cada vez mais conhecida e absoluta em termos de números, tranformando-se num dos grandes motores da economia baiana. Em 2001, por exemplo, a festa foi responsável pela geração de 125,2 mil empregos diretos e indiretos, e uma movimentação de negócios da ordem de R$ 537 milhões, incluindo venda de abadás, comercialização de bebidas e alimento em blocos, investimento das entidades carnavalescas, festas de blocos entre outubro e fevereiro, venda de água, cerveja e refrigerantes, camarotes, mesas de pista e arquibancadas, hospedagem, aluguel de imóveis, passagens aéreas, terrestres e hidroviárias, indústria fonográfica, dentre outros. Cerca de 5.800 artistas comandaram a festa de cima dos trios elétricos e palcos. Ao mesmo tempo, a cidade registrou a presença diária de 2 milhões de pessoas nas ruas, a participação de quase 200 entidades carnavalescas e a visita de 952 mil pessoas no período compreendido por cinco dias antes, durante e cinco dias depois da folia, sendo 401 mil turistas brasileiros e estrangeiros (13%) e o restante, moradores de municípios localizados a menos de 150 quilômetros de distância de Salvador. As unidades hoteleiras registraram um índice de 98% de ocupação e, em termos de estrutura, a festa contou com a construção de 116 camarotes, 38 mesas de pista, 2.280 lugares em arquibancadas pagas e 1.913 lugares em arquibancadas gratuitas. A festa foi transmitida em 169 horas pelas emissoras de televisão em rede local, 82 horas e 22 minutos em rede nacional e 104 horas e 43 minutos em rede internacional (para 50 países através da TV Bandeirantes, para 29 países através da Directv e para 12 países através da Globo Internacional). Ao todo, foram credenciados 3.832 profissionais de imprensa, sendo 425 estrangeiros (de 36 países e de 148 órgãos da imprensa internacional), 728 nacionais, 2.459 locais e 220 do estado da Bahia. Os brasileiros representaram um total de 843 órgãos de imprensa de todo o País. Outro saldo positivo da festa revelou-se na coleta de 150 toneladas de latas de cerveja e refrigerante, usadas para reciclagem, e consumo de 10,3 milhões destas bebidas, além de 5,2 milhões de litros de água mineral. Mais uma vez, por não me conhecer, seus comentários sobre minha pessoa não fazem o maior sentido: já pulei em bloco, em camarote e, sim, também na pipoca, inclusive este ano. É verdade, os custos são altos: três dias de bloco - com 8 horas de som, banheiro, bar, segurança, etc. custam 1 hora de escola de samba no Rio ou São Paulo - as fantasias mais baratas!. Camarotes, espaços VIP existem em toda grande festa bem organizada - haja vista os camarotes disputados a tapa pelas candidatas a "Globais" e "Playmates", do camarote da Brahma no Sambódromo. Aqui na Bahia, paga quem quer! É perfeitamente possível pular na pipoca, se divertir a valer, sem gastar quase nada (exceto comida e bebida). No Rio e em São Pulo, paga-se para assistir os outros se divertindo(?!) Quando cito Caetano, o faço com muito orgulho (não estou aqui discutindo política, e sim o valor de um dos maiores músicos do País - claro que é questão de opinião, como você mesmo diz: não seja obtuso!). Com igual orgulho citaria Gilberto Gil, Rui Barbos, Gregório de mattos, Jorge Amado e tanto outros ilustres. Não subestimo sua inteligência, mesmo porque nem sequer o conheço - quanto à revolta, me parece ser sua, com agressões baratas e sem fundamento. Não sei de onde você é, mas já que não é burro, certamente deve saber que a má distribuição de renda é um problema brasileiro, e não, baiano (vide trechoS de reportagens de O GLOBO e FOLHA DE SÃO PAULO abaixo). "RELATOR da ONU CRITICA DESIGUALDADE NO PAÍS E GOVERNO BRASILEIRO REAGE Múcio Bezerra e Evandro Éboli RIO e BRASÍLIA. Dezoito dias depois de desembarcar em Brasília e percorrer seis estados brasileiros, o relator especial da Comissão de Direitos Humanos da ONU para o Direito à Alimentação, Jean Ziegler, disse que o Brasil e a África do Sul são os países das Nações Unidas de maiores desigualdades sociais. Ziegler, que voltou ontem para Genebra, afirmou que no território brasileiro coexistem uma França, uma Alemanha e uma Somália. (JORNAL O GLOBO, 19/03/02) DESIGUALDADE É UM PROBLEMA ESTRUTURAL Carter Anderson O chefe do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Marcelo Neri, disse compreender a indignação do relator especial da Comissão de Direitos Humanos da ONU para o Direito à Alimentação, Jean Ziegler, diante das desigualdades sociais existentes no Brasil. Mas os índices de desigualdade, segundo o professor da Fundação Getúlio Vargas, se mantêm há quatro décadas. JORNAL O GLOBO, 19/03/02) CLÓVIS ROSSI ENVIADO ESPECIAL A MONTERREY Vinte e quatro horas depois de o enviado especial da Organização das Nações Unidas ao Brasil, o suíço Jean Ziegler, ter criticado o que chama de "guerra social" no país, outro funcionário da ONU faz uma observação negativa: "O modelo de desenvolvimento latino-americano não gerou os resultados em matéria de redução da pobreza obtidos, por exemplo, na Ásia", diz Mark Malloch Brown, administrador do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). O PNUD é a agência internacional responsável pela elaboração do IDH, o Índice de Desenvolvimento Humano, que estabelece um ranking de países não com base na sua potência econômica mas na qualidade de vida que oferece a seus habitantes. Brown culpa, pela pouca eficácia do modelo latino-americano em matéria de combate à pobreza, a dificuldade de vencer o que chama de "desigualdade estrutural". É uma referência ao fato de que os países da América Latina, e em especial o Brasil, têm uma brutal brecha entre os ricos e os pobres, a mais elevada entre os continentes.(FOLHA DE SÃO PAULO - 19/03-02) De uma leitora consciente, informada e revoltada com a agressividade barata dos outros.

[Sobre "o carnaval dos animais"]

por Ana Cláudia Mattos
19/3/2002 às
08h55 200.223.31.130
(+) Ana Cláudia Mattos no Digestivo...
 
mais lero-lero!!!
Ana, te parabenizo pela coragem em reagir ao corporativismo estabelecido por alguns colunistas e leitores do Digestivo. Apesar de já ter me pronunciado acerca do carnaval da Bahia, inclusive ratificando o posicionamento do Fábio sobre a exclusão existente nas ruas de Salvador, acredito que o autor tenta se valer do ataque desmedido e da polêmica contra tudo e todos para seu próprio destaque. Aliás parabenizo o Fábio também, pois estou me tornando leitor assíduo da sua coluna, entretanto comparo sua perfomance (exatamente idêntica) ao sensacional humorista Diogo Mainardi (colunista da Veja). Saudações Cordiais.

[Sobre "o carnaval dos animais"]

por Anilson Roberto
19/3/2002 às
08h55 200.254.245.1
(+) Anilson Roberto no Digestivo...
 
Esses perversos americanos...
Meu caro Villela, somente você dizer que eu "falei besteiras" não transforma o que eu disse em besteiras. São necessários, para se contestar algo ou alguém, argumentos - algo que ainda estou procurando em sua mensagem. Ofensas e reclamações só não bastam. Prove, se é que pode, que os EUA se intrometeram "por dinheiro" nesses países, e que os governos destes países não eram corruptos e assassinos. Ou como você descreveria Saddam Husseim, ou Fidel Castro? E os Taliban? Quanto à comparação, NÃO VOU ESQUECÊ-LA, porque continuo não a achando nem um pouco idiota. Abraço, Rafael.

[Sobre "Depois do ensaio"]

por Rafael Azevedo
19/3/2002 às
08h50 200.191.67.171
(+) Rafael Azevedo no Digestivo...
 
Ai que saudade que dá
Na verdade este artigo traduz fielmente, o que hoje eu como milhares de pessoas que curtiram aquela época, setem, é um certo sentimento de "como eu era feliz naquela época", mas em fim é a vida da mesma forma como nossos pais não suportaram ouvir, Kon Kan, Sandra, OMD e outros que foram meus ícones, acho que agora entendo o que eles setem, principalmente quando chego em uma boate e entre um lixo(techno, pagode, forró), toca um flash back, como por exemplo, noite destas estava em uma famosa casa do Rio, achando tudo horrível e no meio do techno, o DJ toca Pandora's Box, do OMD, foi como a senha para voltar ao final dos anos 80 e ínicio dos 90, aquela época, que como o artigo fala muito bem tem sabor de Keep Coller, hoje como eu, muitos percorrem os sites de MP3 em busca destas pérolas, mas quer saber, adorei esta época sinto uma falta, não nóstaugica, mas uma leve saudade daquela época, que sem dúvida é a minha cara e com certeza de muitos da minha idade. é bom saber que existem outros que pensam como eu. Ronaldo Borges - Natal-RN

[Sobre "Nostalgia"]

por Ronaldo
19/3/2002 às
08h07 200.241.109.127
(+) Ronaldo no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Sem Pecado
Ana Miranda
Companhia das Letras
(1993)



Aprendendo o que jamais se ensina- o quê? Como ?
Celso Antunes
Livro Técnico
(2004)



The Open Society and Its Enemies - 2 Volumes
K. R. Popper
Routledge
(1986)



O Natural é Ser Inteligente
Dawna Markova
Summus
(2000)



Tex Desafio de Gigantes
Giannluigi Bonelli
Mythos
(2021)



Canto Para Uma Vida Que Não Faz Sentido
Anasio Silva
Autografia
(2018)



Livro Religião Reparando Erros
Vera Lúcia Marinzeck De Carvalho
Petit
(1998)



O Violoncelista
Kenji Miyazawa
Sm
(2009)



Ensaios do Assombro
Peter Pál Pelbart
N-1
(2019)



A história do futuro de Glory O'Brien
A.S. King
Gutenberg
(2017)





busca | avançada
74383 visitas/dia
2,4 milhões/mês