Os alemães e os clichês | Homero

busca | avançada
70683 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Documentário 'O Sal da Lagoa' estreia no Prime Box Brazil
>>> Mundo Suassuna viaja pelo sertão encantado do grande escritor brasileiro
>>> PEGADAS DA GÁVEA VAI MOVIMENTAR O BAIRRO DE 26 A 28 DE ABRIL
>>> Ole! Feira Flamenca completa 15 anos com programação especial em SP
>>> Desenhos de Bruno de Abreu sugerem memórias sem linearidade narrativa
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Uma nova forma de Macarthismo?
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
Últimos Posts
>>> Salve Jorge
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O conto como labirinto em Milton Hatoum
>>> Somos diferentes. E daí?
>>> Free: o futuro dos preços é ser grátis
>>> Bonecas Russas especial
>>> Os Melhores Trailers do Cinema
>>> Tempo vida poesia 1/5
>>> Fractais Sertanejos
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Diploma ou não diploma... não é esta a questão
>>> Minha casa, sua casa
Mais Recentes
>>> Meditando de Roque Jacintho pela Luz no Lar (1991)
>>> Histórias a Brasileira 1 - A Moura Torta e Outras de Ana Maria Machado - Odilon Moraes pela Companhia das Letrinhas (2007)
>>> Heresia de S. J. Parris pela Arqueiro (2011)
>>> Teoria e prática do teste de Rorschach de Isabel Adrados pela Vozes (1973)
>>> Como as Democracias Morrem de Steven Levitsky e Daniel Ziblatt pela Zahar (2021)
>>> O Mistério do Coelho Pensante e Outros Contos de Clarice Lispector pela Rocco (2010)
>>> Deus É Amor / Dois Momentos Com Jesus de Roque Jacintho pela Luz no Lar (1991)
>>> Pai E Filho de Tony Parsons pela Sextante (2002)
>>> Quem Soltou o Pum? de Blandina Franco e José Carlos Lollo pela Companhia das Letrinhas (2010)
>>> A Última Estação de Jay Parini pela Record (2009)
>>> A Ultima Estaçao de Jay Parini pela Rocco (1991)
>>> Almanaque Anos 80 de Luiz André Alzer e Mariana Claudino pela Ediouro (2004)
>>> Teologia Sistemática III de Ciro Sanches Zibordi pela Cetadeb (2012)
>>> A Ultima Estaçao de Jay Parini pela Rocco (1991)
>>> Obrigações de Orlando Gomes pela Forense (2008)
>>> Afluentes Do Rio Silencioso de John Wray pela Companhia Das Letras (2010)
>>> Coleção 5 Livros Adestramento Inteligente + Almanaque dos Cães + Tudo Sobre Truques e Adestramento de Cães de Alexandre Rossi; Gerilyn J. Bielakiewicz; David Brunner pela Saraiva; Gente; Escala
>>> A Travessia De Benjamin de Jay Parini pela Record (1999)
>>> O Lobo de Graziela Bozano Hetzel pela Manati (2009)
>>> Livro o Pequeno Principe de Saint-exupéry De pela Otima (2022)
>>> A Terra dos Meninos Pelados 471 de Graciliano Ramos pela Galera Júnior (2017)
>>> Anjo Da Guarda de Sara Paretsky pela Rocco (1995)
>>> Os Olhos Amarelos Dos Crocodilos de Katherine Pancol pela Suma De Letras (2012)
>>> Whisky - The Definitive World Guide de Michael Jackson pela Dorling Kindersley (2005)
>>> Esse Estranho Amor Dos Paulistanos 471 de Eduardo Yázigi pela Global (2006)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 15/7/2004
Comentários
Leitores

Os alemães e os clichês
Cara Daniela, não só adorei o seu texto como, por morar em Colônia, me identifiquei bastante com a sua indignação em relação à visão que os alemães fazem do Brasil. Entretanto, por trás desse imenso choque de culturas que os movimentos migratórios contemporâneos propiciam está a incapacidade de todos nós de fugir do clichê: "Como pode um historiador que se diz liberal e de esquerda proferir em sóbria consciência o clichê mais raso e gasto sobre o nosso país?". Será que nós, que nos consideramos "liberais e de esquerda", estamos realmente livres de ser agentes de propagação do preconceito? Abraços, Homero.

[Sobre "Brasil em alemão"]

por Homero
15/7/2004 às
10h33 213.168.105.140
(+) Homero no Digestivo...
 
Cantou, compôs, contou e ...
Cazuza, um bom cantor e compositor? Acho que sim. O sofrimento de sua mãe, que possibilitou a ela um papel bonito na novela da vida, que se corporifica na instituição que criou, é comovente, como o são os das demais mães que viveram a gradual extinção do filho. A transformação de Cazuza em ícone de uma geração é natural, dado o fato de o mesmo ser filho da alta classe média carioca, contestador de uma série de costumes que são sustentados por essa mesma casta e, por fim, pelo fato de ter tido a coragem de expor publicamente sua doença, o que rendeu, à época, inúmeras matérias que, indubitavelmente, divulgaram a figura do artista. Me pergunto se um outro artista dessa geração, que fosse oriundo das faixas mais pobres da população brasileira e igualmente talentoso e contestador dos valores cultuados pela nossa sociedade, teria seu nome perpetuado, sua vida passada a "filme" e objeto de matérias de todo o tipo. Sobre o filme nada comento. Não assisti. Não sei se o farei. Está agora passando na minha pequena cidade e, sinceramente, não tenho dúvidas que já o teria assistido se estivéssemos nos anos 60, e não fosse o adolescente que era à época, e sim o "muito quarentão, semi cinquentão" que sou. Hodiernamente, as horas são poucas para dar conta dos meus interesses. Não sei se o programador mudará o filme antes de eu resolver se vale ou não a pena ter esse encontro com a tela grande (não tão grande quanto as dos anos 60) e correr o risco de me aborrecer ou me divertir. Mas tenho certeza que, independentemente disso, Cazuza existiu, cantou, compôs, agitou, contou e "contou". Se justificou a condição de símbolo daquela geração, não estou certo, ou melhor, acho que não, pois, pensando bem, sua atitude se coaduna mais com a de um artista de outras gerações. A sua, a dos anos 80, seria muita melhor representada por algum artista sarado, saudável, vitaminado, meio-careta, não-politizado, auto-centrado e bem individualista que, a meu juízo, são características mais condizentes com a época.

[Sobre "Cazuza e o retrato do artista quando jovem"]

por Roberto Morrone
15/7/2004 às
08h26 200.158.36.210
(+) Roberto Morrone no Digestivo...
 
O que é bom deve ser exaltado
Sou um cara meio exigente. Só falei teu nome e comentei sobre o Digestivo porque realmente os acompanho. Leitura obrigatória.

[Sobre "Parati, Flip: escritores, leitores –e contradições"]

por Caco Belmonte
14/7/2004 às
23h29 200.154.3.212
(+) Caco Belmonte no Digestivo...
 
Wunderblogs e Ladykillers
Além da não muito sutil referência aos Wunderblogs, gostaria de lembrar que Ladykillers é uma remontagem de um filme de 1955 com Peters Sellers e Alec Guiness. Tal fato passou em branco ao "resenhista" e creio que seu conhecimento tenha certa relevância.

[Sobre "Digestivo nº 183"]

por Bruno Gripp
14/7/2004 às
20h38 200.150.52.211
(+) Bruno Gripp no Digestivo...
 
O nível do site
Fiquei impressionado com a lucidez e a objetividade desse artigo. Foi como um soco no estômago. O colunista falou de uma realidade nossa tão óbvia que a gente não enxerga. Vou levar alguns dias para processar esses parágrafos na minha cabeça, mas posso dizer que alguma coisa mudou na minha vida depois de hoje... Aproveito a chance para parabenizar o Sr. Luis Eduardo Matta e todo o Digestivo Cultural por dar a nós a oportunidade de entrar em contato com o must do novo pensamento intelectual brasileiro. O nível do site nunca esteve tão bom.

[Sobre "Deitado eternamente em divã esplêndido – Parte 1"]

por Gustavo Almeida
14/7/2004 às
16h59 200.222.198.178
(+) Gustavo Almeida no Digestivo...
 
o texto é muito bom!
Engraçado como um mesmo episódio é capaz de produzir sensações diferentes nos seres humanos! Assisti ao filme e confesso que não gostei: pareceu mais um depoimento de uma mãe sobre um filho amado, ofuscando toda a representatividade de Cazuza para a geração que o acompanhou, principalmente em razão da AIDS. O filme mostra um Cazuza em seu mundo, totalmente "desplugado" da sociedade - e não foi assim que eu o vi. O texto, contudo, revela uma opinião diversa da minha com uma excelência invejável. Não concordo com o texto mas, devo admitir, ele é muito bom!

[Sobre "Cazuza e o retrato do artista quando jovem"]

por Angela Santos
14/7/2004 às
14h46 201.9.64.54
(+) Angela Santos no Digestivo...
 
O termo olavete
Olá, apenas informando que processei o senhor pelo uso indevido de um termo cunhado por mim e registrado legalmente como de minha propriedade intelectual (a saber, "olavete"). O t duplo não disfarça, pode esquecer. Aguarde contato de meus advogados, quando voltarem da Samoa Ocidental. Passar bem.

[Sobre "Digestivo nº 183"]

por Daniel Pellizzari
14/7/2004 à
01h54 200.175.74.106
(+) Daniel Pellizzari no Digestivo...
 
Wunderblogs-Olavo de Carvalho
Julio, seria interessante que você explicasse aos seus leitores o motivo de ter associado de tal forma os autores do wunderblogs com o Olavo de Carvalho. Diga-nos, quais são as idéias olavianas que são repetidas por nós? Se você não deixar isso claro, alguém pode pensar que você está interessado apenas em lançar preconceitos.

[Sobre "Digestivo nº 183"]

por Marcelo De Polli
14/7/2004 à
01h28 200.162.240.134
(+) Marcelo De Polli no Digestivo...
 
Sobre a Flip
De um modo geral acho que o encontro esconde seus defeitos no nome, afinal é uma festa literária, não é um encontro acadêmico propriamente dito. Também fiz alguns comentários aqui.

[Sobre "Parati, Flip: escritores, leitores –e contradições"]

por Arquimimo Novaes
13/7/2004 às
17h16 200.164.39.174
(+) Arquimimo Novaes no Digestivo...
 
Observacoes
Como filho de imigrantes sempre achei curioso que no Brasil tentamos desesperadamente atar lacos com a cultura do exterior... Somos muito criativos, e se soubermos encontrar em nossas proprias circunstancias as solucoes para as deficiencias do pais, iremos finalmente entender a identidade do brasileiro. O Rio nao precisa ser Paris, e nenhum autor brasileiro precisa ser Dostoievski. Assim como Paris ou Nova Iorque jamais serao o Rio de Janeiro... Mas em se tratando de cultura, a coisa e complicada, para escapar do "tropicalismo barato" (a visao externa do Brasil levada a serio), e do provincialismo (fingir que somos outra coisa)... Aguardo ansiosamente a continuacao do seu texto !

[Sobre "Deitado eternamente em divã esplêndido – Parte 1"]

por Ram
13/7/2004 às
11h55 129.34.20.19
(+) Ram no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Livro Infanto Juvenis Papai! Coleção Itaú
Philippe Corentin
Cosac & Naify
(2008)



O Teste do Ácido do Refresco Elétrico
Tom Wolfe
Rocco
(1993)



Origami for christmas
Chiyo araki
Kodansha
(1987)



Maligna - Para Os Que Amam Ou Odeiam O Mágico De Oz
Gregory Maguire
Ediouro
(2006)



O Cético
José Bento
Lachâtre
(2015)



O Projeto Genoma Humano
Mônica Teixeira
Publifolha
(2000)



Eugénie Grandet
Honoré De Balzac
Nova Alexandria
(2002)



The Best American Short Stories of the 80s
Shannon Ravenel (ed.)
‎ Houghton Mifflin
(1990)



Livro Filosofia Entre o Dogmatismo Arrogante e o Desespero Cético A negatividade como fundamento da visão de mundo liberal
Alberto Oliva
Instituto Liberal
(1993)



Profetas da modernidade
Leda MIranda Huhne
Uapê
(1995)





busca | avançada
70683 visitas/dia
2,0 milhão/mês