Ah, eu gosto... | Alessandro de Paula

busca | avançada
101 mil/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Povo Fulni-ô Encontra Ponto BR
>>> QUEÑUAL
>>> Amilton Godoy Show 70 anos. Participação especial de Proveta
>>> Bacco’s promove evento ao ar livre na Lagoa dos Ingleses, em Alphaville
>>> Vera Athayde é convidada do projeto Terreiros Nômades em ação na EMEF Ana Maria Benetti sobre Cavalo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
Últimos Posts
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> The Matrix Reloaded
>>> Por que as curitibanas não usam saia?
>>> Jobim: maestro ou compositor?
>>> 7 de Outubro #digestivo10anos
>>> A insignificância perfeita de Leonardo Fróes
>>> Soco no saco
>>> De Siegfried a São Jorge
>>> O Paulinho da Viola de Meu Tempo é Hoje
>>> Pelas curvas brasileiras
>>> A pintura admirável de Glória Nogueira
Mais Recentes
>>> Ao Redor do Mundo de Fernando Dourado Filho pela Fernando Dourado Filho (2000)
>>> O Administrador do Rei - coleção aqui e agora de Aristides Fraga Lima pela Scipione (1991)
>>> Memória do Cinema de Henrique Alves Costa pela Afrontamento (2024)
>>> Os Filhos do Mundo - a face oculta da menoridade (1964-1979) de Gutemberg Alexandrino Rodrigues pela Ibccrim (2001)
>>> Arranca-me a Vida de Angeles Mastretta pela Siciliano (1992)
>>> Globalizacão, Fragmentacão E Reforma Urbana: O Futuro Das Cidades Brasileiras Na Crise de Luiz Cezar de Queiroz Ribeiro; Orlando Alves dos Santos Junior pela Civilização Brasileira (1997)
>>> Movimento dos Trabalhadores e a Nova Ordem Mundial de Clat pela Clat (1993)
>>> Falso Amanhecer: Os Equívocos Do Capitalismo Global de John Gray pela Record (1999)
>>> Os Colegas de Lygia Bojunga pela Casa Lygia Bojunga (1986)
>>> Amazonas um Rio Conta Historias de Sergio D. T. Macedo pela Record (1962)
>>> A História de Editora Sextante pela Sextante (2012)
>>> Villegagnon, Paixaƒo E Guerra Na Guanabara: Romance de Assis Brasil pela Rio Fundo (1991)
>>> A Política de Aristóteles pela Ediouro
>>> A Morte no Paraíso a tragédia de Stefan Zweig de Alberto Dines pela Nova Fronteira (1981)
>>> Rin Tin Tin a vida e a lenda de Susan Orlean pela Valentina (2013)
>>> Estudos Brasileiros de População de Castro Barretto pela Do Autor (1947)
>>> A Origem do Dinheiro de Josef Robert pela Global (1989)
>>> Arquitetos De Sonhos de Ademar Bogo pela Expressão Popular (2024)
>>> Desafio no Pacífico de Robert Leckie pela Globo (1970)
>>> O Menino do DedoVerde de Maurice Druon pela José Olympio (1983)
>>> A Ciencia Da Propaganda de Claude Hopkins pela Cultrix (2005)
>>> Da Matriz Ao Beco E Depois de Flavio Carneiro pela Rocco (1994)
>>> Testemunho de Darcy Ribeiro pela Edições Siciliano (1990)
>>> Tarzan e o Leão de Ouro de Edgar Rice Burroughs pela Record (1982)
>>> Viagem de Graciliano Ramos pela Record (1984)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 5/1/2005
Comentários
Leitores

Ah, eu gosto...
Marcelo, seu amigo pianista só poderia mesmo reconhecer o valor dos Hermanos. Que dizer da única banda que diz alguma coisa de verdade aos nossos ouvidos e corações (não quero soar piegas, mas... vergonha de ser verdadeiro)? Estamos cheios de hardcore fácil para menininhas e menininhos (alguns que até escutam Los Hermanos). É preciso gente de verdade. Os barbudos em questão o são. Eu nem estou muito inspirado a continuar digitando, porque hoje me esgotei na composição de um conto, mas eu quero dizer que sinto certa pena daqueles que não gostam ou não querem prestar atenção nesta banda. Quem não admite o vazio de si mesmo, não poderá ser uma pessoa melhor... nem sei se é o caso, também. Abraço!

[Sobre "Los Hermanos"]

por Alessandro de Paula
5/1/2005 à
01h01 200.226.151.183
(+) Alessandro de Paula no Digestivo...
 
Ah... o Brasil...
Ora, viva o brasileiro, Andréa!!! Ah ah ah!!! (De resto, estamos podres de burros...)

[Sobre "TV aberta em 2004: o ano do Orgulho Nacional"]

por Alessandro de Paula
5/1/2005 à
00h47 200.226.151.183
(+) Alessandro de Paula no Digestivo...
 
Los Hermanos
Concordo. Acho que eles realmente representam algo de muito interessante no cenário musical. Já escrevi, para alguém desses sites por aí, que eles me trouxeram a mesma sensação de novidade que senti quando conheci os "Novos Baianos" naquela época em que os caras viviam juntos, música pela música (by the way, tenho 51 anos). A riqueza dos arranjos, a capacidade para fazer com que a música seja rica, apesar de pop. Estamos, eu e minha filha de 15, curtindo e vendo e lendo tudo. Há muito tempo que não tinha a sensação de gostar tanto de uma coisa como foi quando curtia os Beatles (e ainda não passou a febre), e sabia tudo dos caras. Com Los Hermanos estamos sempre querendo ouvir de novo as músicas e perceber pequenos detalhes dos arranjos. Aliás é preciso dizer que a banda tem um charme atraente e que transpira o "Bem". Carlos Wagner/BH

[Sobre "Los Hermanos"]

por Carlos Wagner
4/1/2005 às
19h20 200.195.23.132
(+) Carlos Wagner no Digestivo...
 
a linha do Mens sana...
Prezado Julio, em primeiro lugar adorei o Digestivo Cultural, q esbarrei por acaso ao buscar informações sobre o Orkut. Em segundo, me identifiquei de cara c/ texto do Morrissey pois somos da mesma geração, o q me incentivou a fuçar cada vez mais e mais os textos e chegar até aqui. Escrevo em caráter emergencial pq quero e vou melhorar a minha qualidade de vida ainda mais, por isso gostaria q vc continuasse a linha do Mens sana... Desculpe por escrever demais e prometo não fazer de seu site uma muleta p/ as minhas fraquezas. De quebra lhe desejo muita inteligência, intuição e saúde p/ continuar a escrever cada vez melhor em 2005.

[Sobre "Mens sana in corpore sano III"]

por Regina Ando
4/1/2005 às
12h41 192.168.133.52
(+) Regina Ando no Digestivo...
 
mais textos assim!
Achei muito interessante o seu texto, a sua posição, o seu entusiasmo. Precisamos de mais textos assim, claros, celebrativos! Bom ano de ganha-tempos!

[Sobre "Ensaio.Hamlet e a arte de se desconstruir quimeras"]

por André Grabois
3/1/2005 às
10h45 200.160.233.213
(+) André Grabois no Digestivo...
 
ainda a questao Schin-Brahma
Queria entender como convencer alguem a fazer algo nao-saudavel, por exemplo: beber uma bebida alcoolica pode ser abordado do ponto de vista nobre? Marketing e publicidade sao partes impreenscindiveis da nossa decada... Ate em minha profissao, muitas vezes os produtos de empresas para o qual trabalho(ei), vendem mais nao porque sao melhores mas porque a marca e' "melhor trabalhada"... Nada contra, mas em geral, como engenheiro, considero uma derrota fazer algo ruim ser mais usado (dai', as tradicionais brigas com o pessoal de marketing). Por outro lado, nenhuma empresa sobrevive sem ganhar dinheiro. E' muito dificil graduar a arte de ganhar dinheiro. O que e' etico, e o que nao e'? Vender coca-cola e' etico, mesmo sabendo dos maleficios do produto (ah, mas o consumidor deveria decidir...). Tento evitar trabalhar com coisas que eu saiba que facam mal diretamente a outras pessoas... Mas mesmo isso tem seus limites... Sei la'. Tudo muito complicado, e mostra a irrelevancia da questao Schin-Brahma. Zeca Pagodinho trocou 1 milhao por 2 milhoes. E mais, a propria Schin - uma empresa - saiu do episodio por cima (como uma pessoa). Estamos num mundo em que marcas parecem que valem bem mais do que vidas e as pessoas a quem elas pertencem.

[Sobre "O pagode das cervejas"]

por Ram
3/1/2005 às
08h13 200.167.52.203
(+) Ram no Digestivo...
 
Natal nao e' miopico
Acho que o Natal serve como ponto de partida para muitas pessoas, no ritual de reencontrar esperancas e forcas para o ano seguinte, em meio a um ano onde muitas coisas foram ruins... A quantidade de pessoas que conheco que passam por grandes frustracoes anualmente e' muito grande... Desde insatisfacao com o emprego, passando por indisponibilidade dele, chegando a perdas familiares. Nao vejo so' o consumismo, que caracteriza a epoca, mas tambem caracteriza a nossa sociedade: ou alguem nega que ate' quem le, tem que ler muito (consumir livros)? Ja' participei de muitas festas de Natal diferentes, de origens diferentes, em casas de amigos e conhecidos aqui e fora. Nestas festas sempre encontro alguma alegria, o fator "estarmos juntos comemorando algo diferente", e tambem em muitos casos, ouco preces, assisto a cerimonias que remetem 'as pessoas um pouco do alimento do espirito. Talvez seja porque no jantar de Natal ja se tenha passado pela fase de abrir presentes... Ainda assim, acredito que quando procuramos presentes para as pessoas que gostamos, mesmo sendo algo superficialmente futil, e um momento em que pensamos na alegria de alguem que nao nos mesmos. E da maneira como entendo, esta foi uma grande mensagem de Jesus Cristo, que poderia ser levada bem mais a serio nos dias de hoje... Claro, tudo isso pode parecer um pouco vacilante assistindo comerciais da Coca-cola na teve, ou os tapas e pontapes em shoppings da zona sul carioca. Mas logo deixa de ser, quando leio no jornal, o sem numero de pessoas que convidam amigos e desconhecidos para ceia de Natal, e se esmeram para tornar aquela noite numa noite marcante. Mesmo "sem querer-querendo", a solidariedade e espirito natalino estao sempre presentes no dia 25... Ou senao, devo ter ido a muitos lugares errados nestes ultimos "natais". PS: Na minha religiao, o Natal acontece muitas vezes durante o ano, porque e' uma homenagem a todo mestre espiritual que veio iluminar um pouco os principios filosoficos da vida. As comemoracoes envolvem pouca troca de presentes, mas bastante comida, musica e festa.

[Sobre "Natal S.A."]

por Ram
3/1/2005 às
07h58 200.167.52.203
(+) Ram no Digestivo...
 
babacas plagiadores
É impossível não ficar pê da vida com esses babacas plagiadores e retalhadores de textos alheios. E também não dá pra não sofrer com a morte de um amor que, como tudo na vida, parece ser finito. Abraços da neusa

[Sobre "O amor e o amor plagiado"]

por neusa
2/1/2005 às
17h49 200.98.105.36
(+) neusa no Digestivo...
 
Partiu pra outra
Não sei se procede a afirmação, mas certa vez ouvi que Nassar largou a literatura "porque estava em outra". Seja como for, me dá a impressão de que foi melhor assim: melhor que escrever algo que fosse bem inferior a "Lavoura Arcaica" (ao meu ver, os contos e "Um copo..." são bem menores). Se é por vaidade, continua a escrever e antes de morrer manda queimar os escritos (uma situação bem de Kafka); se é porque a essência acabou, resta ficar com o publicado. Há algo de herético num escritor fantástico que preferiu silenciar, não é?

[Sobre "A solidão povoada de Raduan"]

por Fernando Randau
1/1/2005 às
20h14 200.184.122.209
(+) Fernando Randau no Digestivo...
 
Desvairada Piratininga
Adorei o texto. Interessante como essa cidade magnífica pode imprimir impressões tão díspares em diferentes pessoas. Eu morei em Sampa até 81 e gostava muito de lá, apesar de alguns aspectos abordados por ti já estarem de evidenciando mas, depois de mais de duas décadas fora da capital (moro no interior de Sampa, acho que não saberia morar em outro estado) e indo, de quando em vez, à cada vez mais problemática (e amada) Piratininga, não consigo deixar de achá-la deliciosa e fascinante. Ainda assim, acho que não gostaria de voltar a morar lá. Penso mesmo que Sampa pode ser muito melhor apreciada quando se é um visitante, principalmente quando esse visitante a ama com todos os seus defeitos, e gosta de algumas coisas que, nesse país, só podem ser plenamente degustadas nessa desvairada megalópole Latino-americana.

[Sobre "Um monstro que ri"]

por Ricardo P Lima Hadda
29/12/2004 às
03h41 200.158.36.182
(+) Ricardo P Lima Hadda no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Alexandre e Outros Heróis
Graciliano Ramos
Record
(1978)



Livro Esoterismo Planets in Aspect Understanding Your Inner Dynamics
Robert Pelletier
Whitford Press
(1974)



Os Três Anos de Vigência do Novo Código de Processo Civíl
Mattos Filho
Do Autor
(2019)



The Burnt House
Faye Kellerman
Harper
(2007)



Mistério e magia do amor
Krishan Chopra
Larousse
(2008)



Comunicação/incomunicação no Brasil
José Marques de Melo
Loyola
(1976)



Livro História do Brasil Pesquisas e Depoimentos para a História Reconquista do Brasil Nova Série Volume 60
Tobias Monteiro
Itatiaia
(1982)



Tudo aquilo que nunca foi dito
Marc Levy
Suma
(2008)



Perfis Problemas na Literatura Brasileira
Eduardo Portella e Outros
Tempo Brasileiro
(1985)



Livro Infanto Juvenis
Júlio Verne
Ftd
(2007)





busca | avançada
101 mil/dia
2,4 milhões/mês