Comovente | Daiane

busca | avançada
60832 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> 'CASACORPO' de Pati Rigon na Galeria Alma da Rua II
>>> O espetáculo “A Caminho da Escola - Ato de Violar” estreia neste fim de semana no Teatro Gonzaguinha
>>> Concerto reunirá Orquestra da Colômbia e Ensemble Multipiano
>>> Poeta cearense Priscilla Pinheiro estreia na literatura infantojuvenil com livro de poemas
>>> Ambulantes leva show de novo álbum para o Centro Cultural Galeria Olido
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
Colunistas
Últimos Posts
>>> A melhor análise da Nucoin (2024)
>>> Dario Amodei da Anthropic no In Good Company
>>> A história do PyTorch
>>> Leif Ove Andsnes na casa de Mozart em Viena
>>> O passado e o futuro da inteligência artificial
>>> Marcio Appel no Stock Pickers (2024)
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Comunicado importante: TV mata!
>>> A importância de ser prudente e outras peças, de Oscar Wilde
>>> Oito países e uma língua reunidos pelo cinema
>>> Escritor, jovem escritor
>>> Escritor, jovem escritor
>>> O assassinato de Herzog na arte
>>> É a mãe!
>>> Um olhar sobre Múcio Teixeira
>>> Poesia em Fibonacci
>>> O novo macarthismo
Mais Recentes
>>> Livro Sociologia Calibã e a Bruxa Mulheres, Corpo e Acumulação Primitiva de Silvia Federici pela Elefante (2017)
>>> Livro Administração Cartas A Um Jovem Empreendedor de Ozires Silva pela Elsevier (2007)
>>> Livro Esoterismo Ioga Secreto (Biblioteca Planeta) de Molinero pela Três (1973)
>>> Livro Literatura Estrangeira O Conto Da Aia The Handmaid's Tale de Margaret Atwood pela Rocco (2017)
>>> Livro de Bolso Turismo Europa Guia de Conversação para Viagens Guia Visual Folha de S.Paulo de Publifolha pela Dorling Kindersley (2009)
>>> Livro Literatura Estrangeira Julie & Julia de Julie Powell pela Points (2008)
>>> Livro Literatura Estrangeira O Senhor Dos Anéis As Duas Torres Volume 2 de J. R. R. Tolkien pela Martins Fontes (2002)
>>> Livro Animais Nossos Irmãos de Eurípedes Kühl pela Petit (2015)
>>> Livro Filosofia Aristóteles- Poética- Organon- Política- Constituição de Atenas de Aristóteles pela Nova Cultural (2004)
>>> Livro Literatura Estrangeira Tudo São Historias de Amor de Dulce Maria Cardoso pela Tinta da China (2017)
>>> Livro Teatro Livro das Citações Shakespeare de A a Z de William Shakespeare pela L&pm Pocket (2002)
>>> Box Literatura Estrangeira The Complete Gillian Flynn de Gillian Flynn pela Broadway Books (2014)
>>> Livro Ensino de Idiomas Land of My Childhood Stories From South Asia Stage 4 de Retold By Clare West pela Oxford Bookworms 4 (1988)
>>> Livro Literatura Estrangeira Les Taxis de La Marne de Jean Dutourd pela Le Livre de Poche (1956)
>>> Livro Teatro Os Amores de Carmen Coleção Folha Charles Chaplin Volume 15 de Folha de S. Paulo pela Folha de São Paulo (2012)
>>> Livro Filosofia Tomás de Aquino - Seleção de Textos de Santo Tomás de Aquino pela Nova Cultural (2004)
>>> Gibis Ataque dos Titãs Antes da Queda Volume 1 de Hajime Isayama; Ryo Suzukaze pela Panini Comics (2013)
>>> Livro Teatro Casamento Ou Luxo Coleção Folha Charles Chaplin Volume 16 de Folha de São Paulo pela Folha de São Paulo (2012)
>>> Livro Infantil A Ladeira Da Saudade de Ganymédes José pela Moderna (2012)
>>> Livro Michaelis Dicionário Escolar Língua Portuguesa de Michaelis pela Melhoramentos (2008)
>>> Livro Literatura Brasileira Amigos Que Não São Gente de Daniela Neves Santos pela BesouroBox (2013)
>>> Livro Administração A Arte Da Guerra - Edicao De Bolso - Sun Tzu de Sun Tzu pela L&pm (2000)
>>> Livro Sociologia Global Social Policy Volume 20 Number 3 December 2020 de Não Identificado pela Sage (2020)
>>> Livro Religião O Poder da Kabbalah 13 Princípios Para Superar Desafios e Alcançar a Plenitude de Yehuda Berg pela Kabbalah Publishing (2011)
>>> Livro Literatura Estrangeira John Carter Entre Dois Mundos de Edgar Rice Burroughs pela Fantasy Casa da Palavra (2012)
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 17/5/2005
Comentários
Leitores

Comovente
Oi, achei muito interesante a materia... Comovente, chama a atencao... Parabens.

[Sobre "Carta aos de Além do Jardim"]

por Daiane
17/5/2005 às
10h50 200.96.66.75
(+) Daiane no Digestivo...
 
Auto-engano
Você não está derrotado. Tampouco sofreu alguma lesão com as decepções sofridas. Só precisa recuperar a esperança.

[Sobre "Nós, os escritores derrotados"]

por Claire
16/5/2005 às
17h30 200.164.27.243
(+) Claire no Digestivo...
 
Viva o besteirol!
Muitos pseudo-intelectuais acham que só há "inteligência" nos clássicos, nos gregos, alemães etc. Eu prefiro me lembrar do professor Darcy Ribeiro que dizia que só os imbecís não vêem novela. Aliás, o besteirol é fonte de muita renda, vide Seinfield, The Nanny, Absoluty Fabolous, etc...

[Sobre "Quem tem medo do Besteirol?"]

por Gui
13/5/2005 às
21h01 201.0.233.117
(+) Gui no Digestivo...
 
Excelente Texto
Muito bom o texto, belíssimo.

[Sobre "A queda"]

por Antônio Vinícius
13/5/2005 às
12h47 200.179.149.254
(+) Antônio Vinícius no Digestivo...
 
Alternativas
Julio, algumas alternativas:
(1) Fazer o que se ama. Se as pessoas pudessem descobrir e fazer o que gostam, iriam trabalhar sem problemas até durante feriados. Pelo menos é como eu acabo fazendo minhas coisas. Mas esta opção é rara, dado o problema das contas elevadas para a maioria da população. Se bem que quando fazemos o que gostamos, vivemos com muito menos.
(2) o famigerado bônus. Até hoje nunca vi nada funcionar melhor no Brasil do que instaurar o bônus semestral, estilo banco de investimento. Lembro que no que eu trabalhei, tinha gente disposta até a varar noite em feriado, baseado na promessa de que poderia ganhar "x" mil reais. Obviamente poucos ganhavam, mas todos ralavam. Sei lá, um ambiente não muito saudável.
(3) essa é mais radical, e foi proposta por um alemão muito inteligente. Disse que a empresa deveria pagar uns indivíduos para trabalhar, e outros que não querem ou não gostam, pagar para nem vir. Pois quem ama ficar sem fazer o que tem que ser feito, acaba atrapalhando... O melhor projeto que fizemos por lá, foi um em que implementamos quase isso...
Até hoje tenho amigos no Brasil que dizem que sou maluco porque me divirto no trabalho ou nas cadeiras aqui da pós... Melhor do que ganhar bem, é receber por prazer.

[Sobre "Os feriados estão acabando com o meu fim de semana"]

por Ram
13/5/2005 às
03h16 69.232.208.79
(+) Ram no Digestivo...
 
LPB: um debate importante
Muito oportuno o debate em torno da literatura de entretenimento, que tanta falta faz ao Brasil. Se os nossos escritores olhassem menos para o umbigo deles e tivessem um pouco de piedade dos leitores, nossa literatura seria bem mais rica e lida. Depois os escritores ficam se queixando que ninguém dá bola para eles. Caro Luis Eduardo Matta, você foi muito corajoso ao levantar essa questão. Parabéns!

[Sobre "A LPB e o thriller verde-amarelo"]

por Gustavo
12/5/2005 às
16h19 201.8.10.197
(+) Gustavo no Digestivo...
 
Meu Gozo Decadente
Andréa, não só rio do besteirol, como eu o assumo como estilo de vida. Sou patético, graças a mim. Ou a algum deus, talvez. Assim como assumo o dramalhão também. Se eu tivesse um nome composto de novela latina, minha vida seria perfeita... mas, voltando ao besteirol, eu não vou às peças do Falabella porque o que eu posso ver ali, eu vejo nas ruas. Vejo em mim, na minha mãe, amigos, inimigos, todos. É isso, eu gozo de decadência. E acho que não poderia ser melhor. Beijão!!!

[Sobre "Quem tem medo do Besteirol?"]

por Alessandro de Paula
12/5/2005 às
11h51 200.204.153.101
(+) Alessandro de Paula no Digestivo...
 
Críticos são necessários?
A verdade é que a paciência deve vir dos dois lados. Mas, se há uma diferença tão grande entre o mundo do crítico e o do leitor, por que as críticas cinematográficas ainda são lidas? O crítico deve "pensar como público" para atingir o leitor? O fato é que quem questiona as opiniões dos críticos é porque lê, e lê porque gosta, porque precisa desse "adendo do filme", por mais que discorde dele. O leitor precisa saber alguma coisa para escolher que filme quer ver. Não que todos os críticos sejam bons, mas depois desse seu texto (escelente, aliás), verei com outros olhos as críticas publicadas nos jornais. Parabéns.

[Sobre "A falta de paciência com o cinema"]

por Erika Ferreira
11/5/2005 às
21h13 200.217.18.63
(+) Erika Ferreira no Digestivo...
 
Talvez
Talvez, uma resposta seja que todos querem mesmo é o familiar. E da mesma maneira imaginam o papel do crítico como sendo o do colega que vai receitar algo familiar. O crítico também tem um segundo papel neste tipo de pensamento: o homem que será o objeto de tudo que achamos ridículo e discordamos... Afinal, nada melhor do que ter um nome associado a coisas que não queremos saber, entender ou discutir. Alie isso a boa quantidade de críticos que agem como torcida em arquibancada, e você tem uma plausível receita para explicar o que está acontecendo... Duas questões tostines: Se os críticos são tão irrelevantes porque as pessoas ainda os leem antes ou depois de ir ao cinema? E o pior, porque alguém deixaria de ir ou iria a um filme devido a opinião de um único indivíduo, mesmo que seja mais qualificado? Acho que para você desenvolver seu próprio gosto, tem que assistir muitas coisas diferentes, e no processo quem sabe descobre como apreciar um filme... Viajando um pouco, acho que é o mal dos dias de hoje: tudo tem que ser perfeito, não basta apreciar o que cada coisa oferece de bom....

[Sobre "A falta de paciência com o cinema"]

por Ram
11/5/2005 às
15h48 69.232.215.23
(+) Ram no Digestivo...
 
Sociedades perdidas...
Gostei muito do texto, mas será que o tema que você discute não é simplesmente uma característica inerente do homem? Na maior parte das situações não existe uma dicotomia clara entre o bem e o mal. Na verdade, sempre depende de contexto, cultura e informação. A maior parte das pessoas em qualquer sociedade quer ser respeitada como sendo moral e justa. Mas são raríssimos aqueles que vivem o seu senso de justiça quando este impõe perda ou sacrifício para si próprio. Eu fico imaginando uns séculos atrás, quando a escravidão populava todos os cantos do globo, e países europeus iam colonizando até outras nações que já possuiam cultura elevada e história. Não estou nem comentando a situação dos indígenas que os europeus consideravam selvagens... Mas sim China, Índia, Indonésia,... Será que a sociedade daquela época não via a condição do homem escravo como sendo deprimente? Uma sub-humanização? A crença cristã já estava estabelecida, e nas palavras de Cristo se viam claras a condenação ao tratamento de homens como sendo sub-humanos... Ou seja, haviam elementos necessários para este tipo de justiça. No entanto, por séculos as economias se beneficiaram da exploração inescrupulosa alheia. Ou será que portugueses, espanhóis e ingleses ignoravam o que era escravidão, exploração de colônias e tudo mais? No fundo talvez o grande problema seja que a sociedade se indispõe com o indivíduo que decide pensar por si próprio, sem fazer parte de corrente alguma... A seleção natural acaba relegando estas pessoas a poeira ou a algumas prateleiras da biblioteca. Mas pouco se manifesta a verdadeira contribuição: pensem sozinhos e sem preconceito! Quanto ao nazismo, a coisa mais horripilante ainda é saber que Hitler foi tão calculado que no início do regime procurou facções zionistas que estivessem dispostas a denunciar outros judeus. E estas facções denunciaram até que o horror chegou ao apogeu. Talvez o que Hitler fez foi materializar a crueldade. É um ato difícil, plástico, e obviamente terrível. Ter algo palpável como um campo de concentração para demonstrar a fé em suas crenças. Muitos outros líderes não fizeram isso historicamente, ou faziam escondido, e talvez por isso seja mais fácil perdoar e esquecer inconsistências históricas... Se cada líder e sociedade hoje materializasse os seus preconceitos e inconsistências, garanto que seria caos... Apesar das imagens hoje estarem um pouco banalizadas... Talvez seja outro fator a se considerar: a banalização da informação.

[Sobre "A queda"]

por Ram
11/5/2005 às
14h28 69.232.215.23
(+) Ram no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Os Cenários Ocultos do Battisti
Carlos A. Lungarzo
Geração
(2012)



Transmissão Digital e Fibras Ópticas
M. Sanchéz, J. A. Corbelle
Makron Books
(1994)



Teatro Sempre - Tempo Brasileiro 72
Ligia Vassalo; outros
Tempo Brasileiro
(1983)



Homens São De Marte, Mulheres São De Vênus
John Gray
Rocco
(1996)



O Grande Mentecapto
Fernando Sabino
Record
(1980)



Livro Literatura Estrangeira O Melhor de Mim O primeiro amor deixa marcas para a vida inteira
Nicholas Sparks
Arqueiro
(2012)



Diálogo Pôsto À Prova
Mario Gozzini e Outros
Paz e Terra
(1968)



Livro de Bolso Literatura Estrangeira Otelo Coleção L&pm Pocket 174
William Shakespeare
L&pm Pocket
(2017)



Choque De Tropicalismo Cinema E Tv
Newton Cannito
Nversos



A Garota Americana
Meg Cabot
Record
(2005)





busca | avançada
60832 visitas/dia
2,1 milhões/mês