deixe que digam | júh...

busca | avançada
81347 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
>>> MAB FAAP seleciona artista para exposição de 2022
>>> MIRADAS AGROECOLÓGICAS - COMIDA MANIFESTO
>>> Editora PAULUS apresenta 2ª ed. de 'Psicologia Profunda e Nova Ética', de Erich Neumann
>>> 1ª Mostra e Seminário A Arte da Coreografia de 17 a 20 de junho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O paulistano cordial
>>> É possível conquistar alguém pela escrita?
>>> Ensaio.Hamlet e a arte de se desconstruir quimeras
>>> John Fante: literatura como heroína e jazz
>>> Imprensa em 2002
>>> Oswald de Andrade e o homem cordial
>>> Computadores, iPads e colheres de pau
>>> Machado sem corte
>>> Leitura Para Todos (premiado)
>>> Improvável amor de São João
Mais Recentes
>>> O Chamado da Floresta de Jack London pela Atica (1995)
>>> Que Azar, Godofredo! de Alexandre Azevedo pela Atual (1989)
>>> Dingono, o Pigmeu de Rogério Andrade Barbosa pela Melhoramentos (1997)
>>> É Difícil de Entender, Vô! de Nelson Albissú pela Atual (1993)
>>> The World God Made de Alyce Bergey pela Arch (1965)
>>> The True Story of Romeo and Juliet Stage 4 de Eduardo Amos pela Moderna (1997)
>>> Alfabetto - Autobiografia Escolar de Betto pela Atica (2002)
>>> O Portão Vermelho Romance Duma Terra Distante de Lin Yutang pela Pongetti (1958)
>>> Hidroterapia e Outros Tratamentos Naturais de Antônio Natanael de Paiva pela Casa (2003)
>>> Aventura na Serra do Mar de Fernando José de Souza pela Casa Publicadora Brasileira (1905)
>>> 24 Estudos de Execução Fácil para Piano de Pozzoli pela Ricordi (2000)
>>> Hanon o Pianista Virtuoso de A Schott pela Ricordi (1984)
>>> Sete Povos das Missoes de Walter Vetillo; Eduardo Vetillo pela Cortez (2012)
>>> Iniciação ao Violão Volume II de Henrique Pinto pela Ricordi (2000)
>>> Grandes Compositores e Suas Histórias de Hannelore Bucher pela Bucher (2004)
>>> Exercícios de Teoria Elementar da Música de Osvaldo Lacerda pela Ricordi (2000)
>>> A Técnica Diária do Pianista de E. Pozzoli pela Ricordi (2000)
>>> Dicionário de Acordes para Piano e Teclados de Luciano Alves pela Irmãos Vitale (1996)
>>> Iniciação ao Violão de Henrique Pinto pela Ricordi (2008)
>>> Historias da Vo Cotinha - Vivencias e Virtudes de Lucia Nobrega pela Rideel (2010)
>>> Furaha - a História de um Bebê Condenado à Morte de Jacques Olivier; Eunice Scheffel do Prado pela Cpb Didaticos (2002)
>>> Currículos e Programas no Brasil de Antonio Flavio B. Moreira pela Papirus (1997)
>>> Enfoque Globalizador e Pensamento Complexo de Antoni Zabala pela Artmed (2002)
>>> Cultura Escrita e Educação de Emilia Ferreiro pela Artmed (2003)
>>> Como Identificar e Resolver Problemas Em Sua Equipe de Jane Allan pela Nobel (1992)
COMENTÁRIOS

Segunda-feira, 24/7/2006
Comentários
Leitores


deixe que digam
Concordo plenamente com tudo o que foi explanado no texto. Estou vivendo essa fase de mudança, porém num âmbito maior: estou, na área profissional, mudando da água pro vinho e não me arrependo e sei que não me arrependerei, pois desafios nos fazem crescer e lutar por nossos sonhos e objetivos... Não importa o que dizem os que nos rodeiam... deixe que pensem, que digam, que falem... Faça a tua história.

[Sobre "A ousadia de mudar de profissão"]

por júh...
24/7/2006 às
10h32 201.58.174.238
(+) júh... no Digestivo...
 
Cadê o Zé Luís, do Balacobaco?
Lamentável o que fizeram com a 89... Sinto falta de ouvir as ótimas tiradas do Zé Luis, no Balacobaco... As entrevistas do 1 e 89, entre outros ótimos programas da rádio, que fizeram parte da minha adolescência e juventude... A única saída é ouvir cada vez mais a Kiss e Brasil 2000... nós, fãs de rock no Brasil, não somos nada, meros expectadores do consumismo de mediocridades desde axé e black da pior qualidade ate' pop ridículo...

[Sobre "89 FM, o fim da rádio rock"]

por Débora Cristina Silv
24/7/2006 à
01h58 200.212.130.132
(+) Débora Cristina Silv no Digestivo...
 
O Caminho de Los Angeles
Com o perdão do mestre, a respeito do infeliz "Pergunte ao Pó" cabe parafrasear um de seus bordões: "não vi e não gostei". Ou mais verdadeiramente: vi por menos de 15 minutos e às pressas fui-me da sala, com a sensação de novamente ter me deixado ludibriar pelo conto-do-vigário em que se transformaram as produções americanas - ou genéricas. Meus pêsames a todos os que permaneceram até o fim da tortura.

[Sobre "Digestivo nº 288"]

por Boris Madsen Cunha
23/7/2006 às
22h32 200.181.170.167
(+) Boris Madsen Cunha no Digestivo...
 
89 FM: destruiram uma marca
Eu fiquei surpresa, ouvia a 89 desde o começo da década de 90, adoro rock and roll e odeio esse lixo que toca nessas rádios aí. Ainda bem q existe a Kiss FM e a Brasil 2000, a 89 virou um lixo, eu tenho um CD show de 10 anos da 89 com Barão Vermelho, Titãs, Paralamas, Ira!, nunca mais veremos isso. A 89 virou um lixo, intragável, a jovem Pan e Transamérica tocam lixo, mas de vez em quando tocam boa música, porém a nova 89 só toca lixo, totalmente intragével. Destruiram uma marca. Acho que estou ficando velha mas isso não é música, música tem guitarra, batera, baixo e vocal, não essas b... de Armandinhos pagododeiros & cia.

[Sobre "89 FM, o fim da rádio rock"]

por Dany Pires
http://www.danypires.com.br
23/7/2006 às
21h27 201.13.54.30
(+) Dany Pires no Digestivo...
 
presto jornalismo ou não? help
olá. estou em ano de vestibular e estou quase optando por jornalismo. Digo "quase" porque estou perdido em dúvidas! oq seria ser jornalista? bem, primeiro sei q tem um papel social e gostaria de me comprometer com isso, sim, caso seja a minha escolha! mas na verdade penso em fazer jornalismo para alcançar um objetivo maior. Não penso ser egoísmo da minha parte "usar" os ensinamentos, enfim, tudo q se pode saber qd se é um jornalista! Em relação ao curso ter matérias menos complicadas q as engenharias, por exemplo, penso que isso tem muito de verdade. Mas sei também que tem pessoas que "nasceram" para levantar prédios e outros que vieram ao mundo para investigar e revelar o mesmo. Quero dizer: apesar de "facilidades" (pois nem p/ todos a matemática é mais difícil que gramática) cada um tem seu talento e assim as coisas giram em harmonia com a terra. Obs: não sei ainda minha área, mas confesso que fico cada vez + fascinado com esse meio jornalístico =]

[Sobre "O que é ser jornalista?"]

por Lucas Pacheco
23/7/2006 às
13h10 201.50.68.128
(+) Lucas Pacheco no Digestivo...
 
Adriana, sou seu fã, juro
Oi, Adriana. Vou tentar um pedido de desculpas. O seu texto é ótimo e você tem toda razão em dizer que literatura feminina não é só sobre relacionamentos. Sei disso. Falha minha. Na verdade eu estava respondendo (meio impulsivamente) ao Carpinejar. Cem Anos de Solidão é um título que encerra uma fórmula de humildade pra qualquer escritor: declara um período de tempo (cem anos) e a forma de passar esse tempo (em solidão), para se escrever um livro bom. É claro que a gente troca "cem anos" até por "algumas horas", mas a solidão não se pode trocar. O Carpinejar, como você observou, tem estilo e uma prosa articulada mas me pareceu muito envolvido com seus leitores (que ele sabe que serão basicamente mulheres), como se já estivesse em noite de autógrafos. Quanto a busca da felicidade, penso que o ser humano (de ambas as espécies) pode buscar, não a felicidade, mas a coisa que a provoca. Correr atras da felicidade é ir atras de uma miragem e é meio auto-indulgente. Adriana, sou seu fã, juro

[Sobre "O amor e as mulheres pelas letras de Carpinejar"]

por Guga Schultze
http://gugasic.blogspot.com
22/7/2006 às
16h05 200.222.173.214
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
Excelente texto, Julio
Coincidentemente, também gosto do disco Dois em especial. Suas interpretações, como da presença do alter-ego do russo em faroeste caboclo, são bem interessantes.

[Sobre "Desconstruindo o Russo"]

por Carlos Bernardo
22/7/2006 às
16h03 200.184.34.27
(+) Carlos Bernardo no Digestivo...
 
89 como a Fluminense FM
Ví com muita tristeza a morte da antiga Fluminense FM, conforme mencionado na matéria, quando eu morava no interior de São Paulo. Agora a história se repete com a 89 FM. Ainda bem que ainda temos a Brasil2000 ("não sei até quando").

[Sobre "89 FM, o fim da rádio rock"]

por Renato
22/7/2006 às
09h58 200.100.124.164
(+) Renato no Digestivo...
 
Cazuza era Exu; Renato, Oxalá
Uma vez o Fernando Sabino disse, numa entrevista, que ouvia música sem prestar muita atenção na letra, de uma forma geral. Depois é que ele ia analisar, se gostasse da música. Concordo que o Cazuza escreve um pouco melhor, mas a música da Legião fala mais alto. É boa balada de rock. Agora, o Renato, como letrista é... sincero, pelo menos. Pequenos bons momentos, às vezes em lugares inesperados, pra ele, principalmente. Concordo também: ele deve ter ouvido muito rock e, se existe alguma fonte em que ele bebeu, alguma canção que fosse um paradigma, aposto em Strawberry Fields Forever, dos Beatles. Aquele vai e vem de idéias semi-articuladas, o clima melancólico, dúbio, uma afirmação da ambiguidade. Penso também que a homossexualidade atormentada contribuiu para aquele estilo meio esquivo do Renato. Se fosse Umbanda, Cazuza era Exu; Renato, Oxalá. Mas não era, era só uma banda de rock, das melhores. E tinha algumas melodias realmente belas.

[Sobre "Desconstruindo o Russo"]

por Guga Schultze
http://gugasic.blogspot.com
22/7/2006 às
02h28 200.222.175.211
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
agradecimento de um novo fã
bem-vindos, mutantes, ao seculo 21, com boas musicas, vcs revolucionaram a musica com um todo. agradeço um manto de experiencia, vcs são demais.

[Sobre "Os Mutantes são demais"]

por elder g freitas
21/7/2006 às
22h36 200.225.159.26
(+) elder g freitas no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Robinson Crusoé
Daniel Defoe
Abril
(1979)



O Fenômeno Burocrático
Michel Crozier
Unb
(1981)



Reparando Erros de Vidas Passadas
Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho
Petit
(2004)



Star Wars - Império e Rebelião: o Fio da Navalha
Martha Wells
Universo Geek
(2017)



Tudo valeu a pena
Zibia Gasparetto
Vida e consciencia
(2003)



São Luis 400 Ans
Alexei Bueno e Cristiano Mascaro
Fadel
(2013)



José Matias
Eça de Queirós
7 Letras
(2006)



Antologia de Inéditos
Eloy Toledo, Guaracy Miceli e Outros
Da Palavra
(2004)



Guia da Clínica Mayo Sobre o Controle do Diabetes
Maria Collazo Clavel
Anima
(2008)



Avaliação Em Cuidados Críticos
Laura Talbot e Outra
Reichmann & Affonso
(2002)





busca | avançada
81347 visitas/dia
2,7 milhões/mês