Marcos Mion e o incrível Huck | Rafael Lima

busca | avançada
73783 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> “Bella Cenci” Estreia em formato virtual com a atriz Thais Patez
>>> Espetáculo teatral conta a história de menina que sonha em ser astronauta
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
>>> MAB FAAP seleciona artista para exposição de 2022
>>> MIRADAS AGROECOLÓGICAS - COMIDA MANIFESTO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O blog da Bundas
>>> Introdução à lógica do talento literário
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Nada a comemorar
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> O desafio de formar leitores
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> Coisa mais bonita é você
>>> Sultão & Bonifácio, parte IV
>>> Guerra é entretenimento
Mais Recentes
>>> Drummond: Uma Poética do Risco - ensaios 43 de Iumna Maria Simon pela Ática (1978)
>>> Participação e Trabalho Social: um manual de promoção humana de C A de Medina pela Vozes (1981)
>>> Quatro Rodas Especial Guia de Mecânica de Abril pela Abril
>>> Especial Você SA Ano 1 ed 3 Dezembro 2002 de 10 Gurus e suas lições sobre trabalho emprego sucesso pela Abril (2002)
>>> Exame Ano 1 Abril 2003 Novo Código Civil Para Pequenas Empresas de Exame Novos Negócios pela Abril (2003)
>>> Quem é Jesus? de Marco André pela Betânia
>>> As Consequências da Humildade de Edson Oliveira pela Promise (2005)
>>> Lar Sem Sombras de Ellen G White pela Casa Publicadora (1978)
>>> José da Silva: Um Pregador Leigo de Jerry Stanley Key pela Juerp (1988)
>>> Pedra da Transmutação - prêmio bienal Nestlé de Foed Castro Chamma pela Melhoramentos (1984)
>>> Box 4 vols- Os ensinamentos oculto de Jesus de Mark. L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet pela Nova Era (2006)
>>> Eu fico Loko – O livro secreto dos bastidores de Novas Páginas pela Novas Páginas (2015)
>>> Eu fico Loko- As histórias que tive medo de contar de Novas Páginas pela Novas Páginas (2015)
>>> Eu fico Loko – As desaventuras de um Adolescente nada convencional de Christian Figueiredo de Cladas pela Novas Páginas (2015)
>>> O Herói Perdido de Rick Riodan pela Intrinseca (2010)
>>> Rangers – Ordem dos Arqueiros de John Flanagan pela Fundamento (2015)
>>> E se Harry Potter dirigisse a General Electric de Tom Morria pela Planeta (2006)
>>> A Divina Comédia – Inferno de pela
>>> A Divina Comédia – Paraíso de Dante Alighieri pela Principis (2020)
>>> Frankenstein de Mary Wollstomecrsft pela Gênios (2014)
>>> Livro de Colorir da Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Sextante (2015)
>>> As Viagens de Gulliver de Jonathan Swift pela DCL (2012)
>>> Geografia – Ensino Médio de Nelson Bacic Olic pela Moderna (2012)
>>> Espanhol – Ensino Médio de Ivan Martin pela ÁTICA (2010)
>>> 10 Lições de Sociologia de Gilberto Dimenstein pela FTD (2008)
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 26/2/2002
Comentários
Leitores


Marcos Mion e o incrível Huck
Marcos Mion é um cara malandro. Fez a fama zoando todo mundo na MTV, artificialmente elevado à categoria de cult e consagrado na apresentação daquele prêmio anual com nome em inglês. Só que tem um negócio: Mion não gosta de ser zoado. Só ele é que pode zoar os outros. A página Cocadaboa.com.br tem uma coluna chamada "Calúnia e difamação" na qual publica entrevistas completamente inventadas com gente muito exposta na mídia. São entrevistas cabeludíssimas. Mas o Marcos Mion não gostou e colocou seu advogado atrás dos caras. Exigindo a retirada da entrevista da página por conter, adivinhem?, adivinhem??? "declarações de caráter injurioso, calunioso e difamatório". Para evitar a batalha judicial (por falta de grana) o pessoal do Cocadaboa.com.br substituiu a entrevista por um protesto. Está tudo em http://www.cocadaboa.com.br/Textos/calunia_mion.htm Apenas para constar: o advogado de Marcos Mion é o pai do Luciano Huck.

[Sobre "Semana de Estréias"]

por Rafael Lima
26/2/2002 às
16h58 200.179.78.2
(+) Rafael Lima no Digestivo...
 
Raul ou Luar?
É, Juliano, Raul Gil também às segundas é dose prá elefante. Chega o de sábado. Apareceram bons cantores no programa, alguns já foram contratados pela Warner, só não se sabe se todos farão sucesso. Aliás, o teu "diabo loiro" já vendeu mais de 1 milhão de CDs! Será o "efeito gospel" da TV do Bispo Macedo e seus crentes? Entre aquela turma toda, eu torço pelo duo Rinaldo e Liriel, a revelação de 2001 no Brasil. Tivessem aparecido na Globo, hoje estariam fazendo shows até no exterior, com cantos sacros na Capela Sixtina. Desde dezembro, já venderam 600 mil CDs. Infelizmente, o "bel canto" não é muito apreciado por esses tristes trópicos, há quem chame música erudita de "música italiana". Assim não dá...

[Sobre "Semana de Estréias"]

por F. Maier
25/2/2002 às
18h00 200.198.194.146
(+) F. Maier no Digestivo...
 
carnaval
Ano passado também dei uma passadiha pelo carnaval de Salvador, Fabio, e é exetamente como você descreveu. Sujo e chato. E do camarote, onde estive, as coisas são bem diferentes. O povo que ainda se diverte no carnaval, acho, está mais pra cima, em Olinda. Muito boa coluna, abração, Eduardo

[Sobre "o carnaval dos animais"]

por Eduardo
25/2/2002 às
12h32 200.213.226.132
(+) Eduardo no Digestivo...
 
sem contato
Não.

[Sobre "Umbigo torto e outras tolices"]

por Rafael Lima
25/2/2002 às
08h24 200.179.78.2
(+) Rafael Lima no Digestivo...
 
oi
voce estudou no teresiano ?

[Sobre "À guisa de uma apresentação"]

por guilherme
23/2/2002 às
20h17 200.227.154.5
(+) guilherme no Digestivo...
 
contato ?
Voce estudou no Teresiano ?

[Sobre "Umbigo torto e outras tolices"]

por Guilherme Cantisano
23/2/2002 às
20h07 200.227.154.5
(+) Guilherme Cantisano no Digestivo...
 
Conversa
Adriana, Penso que os artigos no “Digestivo...” devem gerar conversa entre as pessoas que circulam pelo site. Por isso é muito bom que você tenha escrito sobre meu texto intitulado “Animismo”. Com esse texto eu não pretendia fazer análises profundas sobre publicidade, mas, antes, queria falar sobre -- justamente -- o que você nomeoou “público-alvo”. Minha pretensão era chamar a atenção do leitor sobre a criança (que eu penso que de fato habita cada pessoa) e a criança específica com a qual aqueles comerciais se comunicavam. De certo ponto de vista, sim, os comerciais falarão com a criança “certa” do público-alvo “certo”, mas, você não acha importante que tanto o consumidor “certo” quanto o “errado” possam ter visão crítica daquilo que o intervalo comercial está lhe propondo consumir? O negócio é pensar, e fazer pensar, e existem peças publicitárias bastante “pensadoras”, é como eu penso, mas essas aí que eu citei... e se comento sobre a mulher que vai se masturbar com o sabão em pó, é apenas para colocar o leitor noutro lugar, noutro ponto de vista, e brincar com ele... Mas há algo no que você diz que eu realmente discordo: a meu ver hoje estamos numa “época consumista”, sim, e fazê-la diferente faz parte da vida de algumas pessoas. Eu mesma exerço a Psicologia como profissão para tentar mudar isso, e não “creio” nas pesquisas sobre consumo e consumidores, simplesmente porque são realizadas com o foco no consumo (aumentar as vendas e transformar os produtos) e não no consumidor (fazer do consumidor uma pessoa crítica??!!). Devo dizer, para terminar, que “dinâmicas” propostas por psicólogos geralmente forçam mesmo a barra: da mesma forma que afirmar que a psicologia é científica é forçar uma barra também, no meu modo de pensar -- a psicologia é muito incerta e desconhece muitas de suas variáveis... Você não concordaria?

[Sobre "Animismo"]

por Marina M. Machado
23/2/2002 às
10h27 200.191.0.125
(+) Marina M. Machado no Digestivo...
 
Farinha do mesmo saco
Cara Marina O que você chama de animismo também pode ser chamado de prosopopéia, quando no contexto do discurso. Assim não é só a publicidade, mas outros tipos de discurso também utilizam este recurso. Prosopopéia é atribuir características humanas, não necessariamente infantis, a seres inanimados. Alguns dos comerciais que você citou eu conheço. Outros, não. Mas acho um pouco temerário generalizar, atribuindo a todos um caráter idiotizante. O publicitário fala à criança, ao adolescente, enfim, às várias personas que habitam cada ser humano. Mas nem por isso essas personas são "datadas" e sua época essencialmente consumista. Os publicitários falam exatamente aquilo que as pessoas querem ouvir. E quando isso é bem feito, o consumidor sente-se bem e compra - um produto, uma idéia, uma causa social... O recurso da prosopopéia é utilizado há muito mais tempo do que o fim do ano passado. Talvez você não tenha percebido ele antes. Mais ainda: diria que você sentiu essa aversão tão grande por não ser exatamente o público-alvo desses comerciais que citou. Não conheço o desempenho dessas marcas em função da campanha publicitária, mas a maioria delas conta com bons profissinais, e acredito que deram bons resultados aos anunciantes. Me inquieta um pouco essa crítica generalizada à publicidade e aos publicitários. Assim como existe má publicidade e maus publicitários, existem maus psicólogos, maus médicos, maus dentistas... Quando os publicitários erram, pelo menos o dano é menor do que quando um dos outros profissionais acima comete um engano. Já imaginou uma psicóloga radical, que estrago não faz na cabeça de seu paciente? Só para finalizar, não acredito que o sabão Ariel vá levar as mulheres a um desejo de se masturbar. Acredito que esse é um dos poucos comerciais que realmente mostra a realidade feminina atual: apesar de toda liberação, de toda independência, a mulher vive um eterno conflito para manter o equilíbrio entre o relacionamento com o companheiro e a necessidade (e direito) que tem de ter a ajuda dele. O comercial do Ariel é muito realista: seu marido não ajuda em casa? Você quer se separar dele? É claro que não! Você quer fazer tudo sozinha? É claro que não! Ariel passa a mensagem de que é a solução para esse impasse. Como já disse antes, provavelmente você não é o público-alvo desse comercial, e por isso sentiu tanta aversão, mas talvez esteja sendo um pouco radical. Gostaria de lembrar que as regressões, as brincadeiras, as dinâmicas de grupo utilizadas pelos psicólogos, e que são essencialmente animistas, também acabam sendo ridículas e "forçam a barra". Mas a psicologia se atribui um fundamento científico, que muitas vezes é o mesmo da publicidade. Para você saber mais, se for do seu interesse, leia sobre comportamento do consumidor. Você vai ver como tudo tem a mesma origem. Só a título de curiosidade: "marqueteiro" (apesar de o termo ser meio pejorativo) é o profissional que trabalha com marketing. O profissional que trabalha com publicidade chama-se publicitário. Publicidade é uma das ferramentas do marketing, não são a mesma coisa.

[Sobre "Animismo"]

por Adriana
22/2/2002 às
23h05 200.151.211.166
(+) Adriana no Digestivo...
 
vende tudo
eh simplesmente incomentável. parabéns. com certeza nao sou o Magri, mas, acho q inventei uma palavra.

[Sobre "família vende tudo"]

por cesar maia
22/2/2002 às
20h52 200.17.34.81
(+) cesar maia no Digestivo...
 
tempos bicudos
Querida Adriana Qual o filme que você viu que mais se aproxima da condição feminina nestes tempos de vulguraridades,banalizações,etc,etc? Não vale dizer Infedelidade com a direção extraordinária de Liv Ulmann.Esse eu gostei muito. Grato Heraldo

[Sobre "Mulheres à beira de um ataque de nervos"]

por heraldo vasconcellos
22/2/2002 às
17h28 200.173.133.60
(+) heraldo vasconcellos no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Roteiro Pratico das Licitações - 8ª Edição
Luiz Alberto Blanchet
Juruá
(2014)



Marinheiras e Brejeiras 2 - Mais de uma Em Cada Porto
Francisco Gondar
Zmf
(2016)



Aspecto do Folclore de Pernambuco - 2ª Edição
Maria de Lourdes de Andrade e Ana Halleynita
Autor (recife)
(1975)



Bolivia Mágica : Tomo 3
Hugo Boero Rojo (capa Dura)
Editorial Vertinente



Livro de Colorir Ben 10 Salvando o Mundo
Ciranda Cultural
Ciranda Cultural
(2015)



Sentença Penal Condenatória 4ª Edição
Ricardo Augusto Schmitt
Podium
(2009)



Remuneração Beneficios e Relações de Trabalho
Idalberto Chiavenato
Manole
(2014)



Opinião Pública: Técnicas de Formação e Problemas de Controle
Sarah Chucid da Viá
Loyola
(1983)



Maternidade e Paternidade - Volume Dois
Maria Tereza P. Maldonado
Vozes (petrópolis Rj)
(1989)



Dr. Baixada e Cia - Sangue Suor e Cachaça!
Luscar (dedicatória)
Circo Editorial





busca | avançada
73783 visitas/dia
2,7 milhões/mês